2

DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA

Determinação da carga instalada:
y y y

y y y

Define o tipo de fornecimento; Somatório das potências (kW) dos aparelhos ligados a unidade consumidora; Os cálculos devem considerar aparelhos com previsão de serem adquiridos e conectados em instalações futuras; Pode considerar valores médios presentes em tabelas das concessionárias; Unidades rurais tem o tipo de fornecimento definido pela concessionária; Unidades urbanas com carga acima de 20 kW, o fornecimento deve ser a 4 fios.

3

DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA

Expressão geral para cálculo de demanda
D ( kVA) ! d1  d 2 

= demanda dos aparelhos para aquecimento de água. = demanda dos aparelhos de ar condicionado tipo janela. = demanda das máquinas de solda a transformador e aparelhos de raios x 4 .1.5 ™ d3  d 4  d5  d6 y Onde: d1 d2 d3 d4 d5 d6 = demanda de iluminação e tomadas. = demanda das unidades centrais de ar condicionado. = demanda dos motores elétricos e máquinas de solda à motor gerador.

é calculado pela fórmula: y y Onde Dmax Pinst Dmax Fd ! Pinst = demanda máxima da instalação. em kW ou kVA. em kW ou kVA. y Matematicamente. 5 . y Usualmente menor do que a unidade.DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Fator de demanda Rela entre a demanda máxima e a carga total conectada ao sistema. = potência instalada.

DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Fatores de demanda de iluminação + TUG e TUE em função da carga instalada. 6 .

7 . 5 e 8 que são bifásicos. Todos os circuitos são monofásicos. exceto 4.DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA y EXEMPLO 7 Seja uma residência com a seguinte divisão de circuitos e suas respectivas cargas: A carga total instalada é igual a 22300 W. considerando que o fator de potência da instalação é unitário.

uma vez que o fator de demanda é igual a 0. a demanda de Iluminação + TUG será: Dilum TUG ! 0.57.92 ™ .57 ™ 7800 ! 4446W A demanda das TUE·s considera os 2 chuveiros e o forno elétrico e micro-ondas. logo: DTUE ! 0.DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA y SOLUÇÃO: O somatório da carga instalada de Iluminação + TUG é: §C Ilum  TUG ! 1100  1400  1500  2000  1800 ! 7800W Dessa forma.

5000 5000 3000 1500 ! 13700W Finalmente: D ! Dilum TUG  DTUE ! 4446  13700W D ! 18146W 8 .

DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Classificação dos consumidores segundo o tipo de carga instalada/demandada: 9 .

Circuitos de serviço dedicados a condomínios: 1.. com. 3. 4. 2. Circuitos 3 em entra coletiva não-residencial. loja. Unidade de consumo individual (apartamento. Uso comum em vilas. 2.. Entrada coletiva mista. 10 .). 3. com um único sistema de serviço. Circuitos 3 dedicado às cargas não residenciais. com até 3 unidades 3 . Entra de serviços individual (res. Em entrada coletiva mista (circ.DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Método de avaliação e aplicação ² Seção A y Campo de aplicação Entrada de serviços individuais: 1. em entrada coletiva residencial. Em entrada coletiva não-residencial. 4. Em entrada coletiva residencial com até 3 unidades. de serviço independente).. Entrada de serviços coletivas: 1.). e ind. 2.

1 x 1 cv/unid de consumo com área até 70. y Determina-se a previsão mínima de carga y Motores. Ar condicionado tipo janela: Para residências isoladas ² 1 x 1 cv/unid. Para residências derivadas de ramal de entrada (apartamentos): 1.0 m2 até 100 m2. 2 x 1 cv/unid de consumo com área de 70. y Verifica-se se a carga instalada calculada se encontra dentro de limites mínimos (valores de tabelas).0 m2 até 100 m2. 2.0 m2. 3. 2 x 1 cv/unid de consumo com área de 70. 11 .DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Caso de entrada de serviços individuais Determina-se a carga instalada.

90 12 . Dimensionamento da proteção do circuito do agrupamento.DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Casos de entradas coletivas y Com único agrupamento de medidores: A demanda do agrupamento de medidores (DAG) é determinada através da carga total instalada das unidades de consumo. e será dada por: DR ! D (unidades de consumo/serviço) ™ 0. A demanda da proteção geral (DPG) será dada por: DPG ! DAG A demanda do ramal de entrada é a soma da carga total instalada das unidades de consumo. de serviço e uso do condomínio.

demanda do circuito de serviço.demanda de cada agrupamento de medidores. com fatores de demanda distintos. Nota: a principal diferença se da em cargas similares com expressão geral diferenciada. D1total ! d 1(iluminação e tomadas em escritórios)  d1(iluminação e tomadas do serviço do condomínio)  d1(iluminação e tomadas em lojas)  K 13 .demanda do ramal de entrada. DR . DS .DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA y Com mais de um agrupamento de medidores: DPG .demanda da proteção geral de entrada. DAG .

DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Método de avaliação e aplicação ² Seção B y Campo de aplicação Entradas coletivas exclusivamente residenciais (aquecimento individual de água). A determinação da demanda relativa é realizada por tabela (demandas em kVA x função da área útil) 14 . Entradas residenciais compostas de 4 a 300 unidades de consumo. Entradas coletivas exclusivamente residenciais (sem aquecimento de água). exclusivamente residenciais. Circuitos de serviço de uso do condomínio.

Demanda do ramal de entrada (DR): DR ! . Demanda do agrupamento de medidores (DAG).DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Demanda de entradas coletivas. y y y y y Demanda individual das unidades de consumo residenciais Demanda do circuito de serviço de uso do condomínio (DS). exclusivamente residenciais compostas por 4 a 300 unid. Demanda da proteção geral (DPG).

DPG  DS ™ 0.90 15 .

y Demanda do circuito de serviço de uso do condomínio y Circuito de serviço único Cálculo da demanda considerando a previsão mínima. 25% para os demais. 16 . Aplicação de tabela específica.DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Demanda de entradas coletivas mistas Demanda individual das unidades de consumo. Motores: y Demais cargas devem ser tratadas individualmente (FP = 100%). Circuitos de serviço independentes (cargas residenciais) Cargas de iluminação: y y 100% para os primeiros 10 kW.

DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA y Demanda de agrupamento de medidores (DAG): DAG ! .

90 y Demanda da proteção geral (DPG): DPG ! .Dresidencial  Dnao residencial ™ 0.

Dresidencial  Dnao residencial ™ 0.90 y Demanda do ramal de entrada (DR): DR ! .

Dresidencial  Dnao residencial ™ 0. = carga total das unidades de consumo não residencial (seção A) 17 .90 y Onde: Dresidencial Dnão-residencial = carga total residencial (seção B).

DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Fatores de demanda para iluminação e tomadas para unidades consumidoras residenciais 18 .

DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Fatores de demanda para iluminação e tomadas de unidades consumidoras não-residenciais 19 .

DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Fatores de demanda de fornos e fogões elétricos 20 .

DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Fatores de demanda de aparelhos eletrodomésticos de aquecimento e de refrigeração 21 .

DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Demanda individual ² motores monofásicos 22 .

DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Demanda individual ² motores trifásicos 23 .

000 W 3 x 4.400 W 2 x 2.500 W 3 x 1 cv 2 x ¾ cv 2 x 1 cv (1 reserva) M 1 x ½ cv (1 reserva) M 2 x ¼ cv (1 reserva) M 9. com fornecimento de energia através de ramal de ligação independente. tensão 220-110V.DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA y EXEMPLO 8 Residência isolada.000 W 24 . área útil de 300 m2. Característica da carga instalada Iluminação e tomadas Chuveiros elétricos Torneiras elétricas Aparelhos de ar condicionado Motores Sauna 6.

000  (3 x 4.400)  (2 x 2.500 x « (3 x 1)  2 x 3  (2 x 1)  1 x 1 + 2 x 1 4 2 4 ­ CI ! 44.500)  1. 45kW .DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA y SOLUÇÃO: a) Determinação da carga instalada e da categoria de atendimento: CI ! 6.

.

.

000 b) Carga instalada com as previsões mínimas.500 W = 1 sauna x 9. Aparelhos de aquecimento ² nao possui previsão mínima Carga a ser considerada = 3 chuveiros x 4. a carga será de 9.000 W 25 . Iluminação e tomadas ² previsão mínima residencial é de 30 W/m2. » ½  9.000W.000W > 6. Como 9. logo: 30 W/m2 x 300 m2 = 9.000W.000W.400W = 2 torneiras x 2.

64 v 1)  (0.0kW d1 ! (0.57 v 1)  (0.18kVA 26 .86 v 1)  (0.76 v 1)  (0.81v 1)  (0.60 v 1)  (0. Carga a ser considerada = 1 x 1 cv = 1 x 1 cv 2 = 2 x 1 cv 4 Avaliação das demandas parciais c) Iluminação e tomadas c1 ! 9.54 v 1) d1 ! 6. considera-se 4.DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Aparelhos de ar condicionado tipo janela ² previsão mínima = 1 x 1 cv.5 cv.5 vc. Como 1 cv < 4.68 v 1)  K (0. Motores ² não é feita nenhuma exigencia.72 v 1)  (0.

92  (1 v 9.5cv d 3 ! .000) ! 27.400)  (2 v 2.DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Aparelhos de aquecimento c2 ! (3 v 4.84  (2 v 2.000) v 1 d 2 ! 24.7kVA Aparelhos de ar condicionado tipo janela c3 ! (3 v 1cv)  (2 v 3 4 cv) ! 4.500)  (1 v 9. 2 kW d 2 ! (3 v 4.400) v 0.500) v 0.

5k d 3 ! 4.15cv d 3 ! 3.15 v 1.(3 v 1cv) v (2 v 3 4 cv) v 0.70 ! 3.72k 27 .

DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Motores c4 ! .

2 v 1cv  .

1 v 1 2 cv  .

10kVA 1 1 2 4 cv ! 0.66 kVA cv ! 0.2 v 1 4 cv 1 cv ! 1.39kVA 5 Nº de motores « d 4 ! ­.

2 v 1.04kVA  .

1 v 0.64kVA  .

5kVA a) Determinação da demanda total da instalação Dtotal ! d1  d 2  d 3  d 5 Dtotal ! .2 v 0.39kVA » ½ d 4 ! 3.

72  3.5 kVA Dtotal ! 39.6.18  24.7  4.1kVA 28 .

y A diferença recomendável entre as fases de maior e menor potência é de 10%. y Depois.DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Equilíbrio de fases: As cargas e correntes elétricas nas fases devem ser aproximadamente iguais. y O procedimento começa dividindo-se a carga total por 3. basta distribuir os circuitos de modo a obter uma distribuição bem uniforme das cargas nas 3 fases y 29 .

deseja-se que cada uma das três fases que compõem o alimentador desta instalação seja responsável pelo fornecimento de 1/3 da carga.300 VA. 30 .DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA y EXEMPLO 9 Considerando a carga instalada de 22.

Uma das alternativas é dada pela seguinte divisão: y y A diferença percentual entre as fases de maior potência (A ou B) e a de menor potência (C) é de 2.7%.DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA SOLUÇÃO y São inúmeras as combinações possíveis entre os circuitos de 1 a 9 de forma a obter valores de potência/fase próximos ao desejado. 31 .

DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Dimensionamento do alimentador Alimentador: conjunto constituído pelos condutores. y 32 . y O procedimento de dimensionamento é o mesmo usado para o dimensionamento dos circuitos. eletrodutos e acessórios. instalados a partir do ramal de entrada até o quadro de distribuição.

63 A @J10mm 2 127V Pelo critério de queda de tensão: S ™ d ! Pfase v d ! 6.487VA ™ m @J10mm 2 Conflui-se que a bitola do alimentador deve ser de 10mm2. utilizando a carga demandada.048. determina-se a potência que flui em cada fase: 18.146VA Pfase ! ! 6.7VA 3 Pelo critério de capacidade de corrente: 6. 33 .DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA y EXEMPLO 10 Para o exemplo anterior.7VA I fase ! ! 47.7VA v 10m ! 60.048.048.

y Simbologia recomendada pela NBR 5444 y 34 .DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA Diagrama unifilar Representação do circuito a partir do ramal de entrada até o quadro de distribuição.

Diagramas unifilares do edifício. condutores e QDC. Dimensionamento dos circuitos.TRABALHO Projeto divido em 4 partes (60 pts. Divisão de circuitos e traçado dos eletrodutos. disjuntores e eletrodutos. 2. Levantamento da demanda e determinação dos alimentadores do edifício. 35 . Cálculo da demanda e dimensionamento dos alimentadores dos apartamentos. Levantamento de carga e traçado de pontos de luz. 4. tomadas.): 1. 3. comandos de iluminação.

Não é necessário. Lance na planta os pontos de luz. neste momento. A tabela de cargas preenchida deve ser enviada por email juntamente com a planta. E-mail: arleilucas@gmail. Lembre-se do padrão de simbologia. num arquivo .com Data final para entrega 13/10/2010. Fique atento à utilização da escala para determinar as dimensões reais dos cômodos. 36 . lançar os eletrodutos e condutores na planta.TRABALHO EXERCÍCIO 1 (de 5) y y y y y Faça o levantamento de cargas de iluminação e tomadas do apartamento em anexo.zip contendo o prefixo ex1 mais o primeiro nome dos componentes. comandos de iluminação e pontos de tomada.

TRABALHO Planta baixa do apartamento: 37 .

.. 11 . 10 ...TRABALHO Tabela de cargas QUADRO DE CARGAS INSTALADAS ILUMINA Dimensões TUG ÇÃO TUE ÁREA PERÍMETRO POTENCIA POTÊNCIA POTÊNCIA POTÊNCIA QUANTIDADE APARELHO (m2) (m) (W=VA) (W=VA) (W) (VA) DEPENDÊNCIA 1 2 3 4 5 6 SUÍTE ST QUARTO 1 Q1 QUARTO 2 Q2 CORREDOR CR BANHEIRO 1 B1 BANHEIRO 2 B2 SALA SE 7 ESTAR/JANTAR J 8 COZINHA CZ LAVANDERIA/ÁR 9 LS EA S. POTÊNCIA TOTAL: TIPO DE CONSUMIDOR = LUZ KW TUG'S FAIXA DE TENSÃO = kW TUE'S CARGA TOTAL INSTALADA kW kW kVA kVA 38 .

TRABALHO Circuito (listar os Carga Condutor Iluminação TUG's TUE's ICIRC IPROJ IFIO mm2 total cômodos alimentados por (VA) (VA) (VA) (VA) (A) (A) (A) cada um deles) 12345678910 FIO POTÊNCIA TERRA TOTAL (kVA) mm2 Tabela de circuitos (FCNC x FCT) IFIO (A) IDISJUNTOR (A) 39 .

TRABALHO 1. Lançar eletrodutos e condutores dos circuitos. 40 . Determinar as bitolas dos condutores utilizando os critérios da norma 2. b) Dimensionamento dos condutores Dimensionar os condutores pelos métodos de capacidade de corrente (CCC) e queda de tensão admissível (CQT). Lançar o circuito na planta Lançar o QDC de acordo com o centro de cargas. Exercício 2 (de 5) Preencimento da tabela de circuitos a) Divisão dos circuitos Dividir as cargas de iluminação e tomadas de acordo com as normas. além dos condutores dos comandos de iluminação.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful