Você está na página 1de 12

ENERGIA EÓLICA

SISTEMAS EÓLICOS RESIDENCIAIS


SISTEMAS EÓLICOS RESIDENCIAIS

Para que uma pessoa possa colocar energia


eólica em sua residência, ela terá que fazer parte
da micro geração distribuída, e para isso, é
necessário apresentar um projeto à distribuidora
de energia. Se for aprovado, o cliente terá que
arcar com todas as despesas dos equipamentos e
do novo medidor que vai registrar a entrada e a
saída de energia.
SISTEMAS

Sistemas Isolados – Off-Grid Sistemas Conectados - Grid-Tie

Os sistemas isolados ou autônomos para geração de Os sistemas de conexão à rede são caracterizados por
energia eólica são caracterizados por não se conectar a estarem integrados à rede elétrica convencional.
rede elétrica.
SISTEMAS DE ENERGIA EÓLICA E SEUS COMPONENTES
SISTEMAS DE ENERGIA EÓLICA E SEUS COMPONENTES

Inversores

Geradores Eólicos
São os responsáveis por transformar a corrente
contínua (CC) das baterias, no caso de sistema Off-Grid,
São responsáveis por transformar a força cinética do em corrente alternada (CA) para alimentação dos
vento em eletricidade. Podem ter um ou mais geradores equipamentos (110 V ou 220 V). No caso de sistemas
eólicos que são dimensionados de acordo com a energia Grid-Tie, além de transformar a corrente contínua (CC)
necessária. vinda do retificador, também é responsável por
sincronizar a energia gerada com a energia da rede
elétrica.
SISTEMAS DE ENERGIA EÓLICA E SEUS COMPONENTES

Controladores de Carga
Baterias

Funcionam como sistema de controle da carga das


Também utilizadas apenas em sistemas Off-Grid,
baterias, evitando sobrecargas ou descargas exageradas
armazenam a energia elétrica para que o sistema possa
na bateria, aumentando sua vida útil e desempenho. Só é
ser utilizado quando não houver sol.
necessário em sistemas Off-Grid.
SISTEMAS DE ENERGIA EÓLICA E SEUS COMPONENTES

Torres

A torre é o componente onde o aerogerador é


instalado posicionando-o em uma altura suficiente para
que a energia gerada pelo vento possa ser aproveitada.
TIPOS DE TORRE

Estaiada
 Possui uma haste central de sustentação de onde saem cabos de aço que são
ancorados por bases que suportam toda a força lateral exercida pelo sistema.
Normalmente são as torres mais baratas se tornando mais viáveis para
aerogeradores pequenos, mas necessitam de espaço para sua instalação.
Autoportante
 Pode ser treliçada ou tubular e não há necessidade de cabos de aço. Requer
estrutura mais robusta e mais cara, porém não necessitam muito espaço para
instalação.
Hidráulica
 São torres que possuem um êmbolo hidráulico em sua base para seu
levantamento. São pouco utilizadas por serem muito caras.
VANTAGENS
 É uma das fontes mais barata de energia, podendo competir em termos de rentabilidade com as fontes de energia tradicionais. Apesar de
o parque eólico Offshore ser mais caro que o Onshore, as rentabilidades de ambas são formas as tornam competitivas;
 Não requer manutenção frequente, uma vez que sua manutenção é semestral;
 Não requer abastecimento;
 Vida útil longa, entre 25 e 30 anos;
 Em menos de 6 meses um aero gerador recupera a energia que foi gasta para fabricá-lo;
 Geração de empregos;
 Geração de investimentos em zonas desfavorecidas;
 Os parques eólicos podem ser utilizados também para outros meios, como a agricultura e a criação de gado;
 Poupança devido à menor aquisição de direitos de emissão de CO2 por cumprir o protocolo de Quioto e diretivas comunitárias e
menores penalizações por não cumprir;
 Possível contribuição de cota de GEE para outros sectores da atividade econômica;
 Não emite gases de efeito estufa e diminui a emissão dos mesmos, além de não gerar resíduos poluentes;
 Baseada em energia renovável;
DESVANTAGENS

 Intermitência. Como é preciso um fenômeno da natureza para funcionar, às vezes a energia não é gerada em
momentos necessários, o que torna difícil a integração da produção dessa tecnologia;
 Podem ser superada pelas pilhas de combustível (H2) ou pela técnica da bombagem hidroelétrica;
 Geram impacto visual que modifica a paisagem original;
 Causam impacto sonoro. O vento bate nas pás e isso acaba produzindo um ruído constante de aproximadamente
43 decibéis, tornando necessário que as habitações mais próximas estejam no mínimo a 200 metros de distância.
 Impacto sobre as aves do local: principalmente pelo choque destas nas pás, e efeitos desconhecidos sobre a
modificação de seus comportamentos habituais de migração;
 Utilizam grandes extensões de terra.
FONTES

 http://institutoideal.org
 https://www.eolicafacil.com.br
 http://www.eletrovento.com.br
 http://energiainteligenteufjf.com
 https://arquiteturaesustentabilidade.wordpress.com
 http://windeis.anl.gov
 https://www.nationalgeographic.com
 https://www.acciona.com
NOMES

 Matheus David Sanada RA: 317202965


 Hector Alves de Lima RA: 317200682
 Jairo de Moura Rocha RA: 317200539
 Hugo Eric Alves Pereira RA: 317201435
 Douglas Silva Nogueira RA: 317202940
 Raul Mario Santos da Silva RA: 315112169