Você está na página 1de 22

Alterações

na tua
Alterações
forma de
no teu
PENSAR!
CORPO

TU ESTÁS AQUI
GORDURAS
E ÓLEOS
2%

FRUTA LACTICÍNIOS
20% 18%

CARNE, PEIXE
E OVOS
HORTÍCOLAS 5%
23%

LEGUMINOSAS
4%

CEREAIS E
DERIVADOS,
TUBÉRCULOS
28%
É uma doença em que o excesso de gordura corporal
acumulada pode atingir graus que prejudicam a saúde da
pessoa. O excesso de peso calcula-se através do índice de
massa corporal (IMC).
ERROS ALIMENTARES:
 Excesso de gorduras

 Excesso de hidratos de carbono

 Consumo de álcool.

FALTA DE EXERCÍCIO FÍSICO.

HEREDITARIEDADE.
Hipertensão arterial (tensão alta);
Diabetes;
Colesterol elevado;
Dificuldade para respirar;
Menstruação irregular;
Dor nos ossos;
Incontinência urinária…

Discriminação social
Isolamento
Perda de autoestima
 A anorexia é uma perturbação alimentar
caracterizada pelo facto de a pessoa ter
um desejo incontrolável de estar magra.
 Para não engordar resiste a comer e/ou
serve-se de todos os meios para não
absorver o que comeu.

 Atinge 5% da população mundial;


 95 % são do sexo feminino;
 Mais comum entre os 10 e os 25 anos;
 Preocupação obsessiva com o peso,
alimentação, calorias, alimentos gordos
e dietas que se tornam prioritárias;

 Recusa da ingestão de certos


alimentos;

 Imagem corporal distorcida;

 Ansiedade extrema e isolamento;

 Negação da fome;

 Exercício físico excessivo.


 Ana Carolina Reston, modelo brasileira, morreu no dia 14 de
Novembro de 2006, com apenas 21 anos;

 Alimentava-se apenas de tomates e maçãs!

 Media 1,74m e pesava 40 Kg;

 Foi internada com


insuficiência renal,
dificuldades respiratórias
e infeção generalizada,
tendo acabado por
morrer.
 É um distúrbio alimentar caracterizado
pela ingestão de grandes quantidades de
alimentos seguida de um vómito auto
provocado;
 Perturbação mais frequente em
pessoas com obesidade ligeira ou
moderada.

 É mais frequente do que a anorexia;


 90% dos doentes bulímicos são do sexo
feminino;
 Mais comum entre os 17 e os 30 anos.
 Uso excessivo de laxantes e diuréticos;

 Prática de exercício físico intenso;

 Mastigação excessiva de chicletes.

 Irregularidade menstrual;
 Dificuldade em dormir;
 Cansaço;
 Alterações de humor;
 Medo de não conseguir parar de
comer voluntariamente;
 Comer às escondidas.
 Glândulas salivares inchadas;

 Cavidade oral dorida e inflamada;

 Garganta dorida continuamente;

 Vómito sanguinolento;

 Sinais de erosão do esmalte dos dentes;

 Gengivas inflamadas;

 Escoriações e calosidades nas mãos (Sinal


de Russell).
NEM SEMPRE O QUE TU
VÊS CORRESPONDE À
REALIDADE…
VÍDEO