Você está na página 1de 38

Estudo 01

A Bíblia
A VERDADE
O que é a verdade?
• Uma pergunta estranha
• Expressa confusão e ceticismo
• Confusão
– Multiplicidade de religiões
– Diversidade de crenças
– “Onde está a verdade?”
• Ceticismo
– A verdade não existe
– Não existe realmente uma verdade objetiva
A VERDADE
Os treze atributos divinos:
1. Senhor
2. D'us
3. Piedoso
4. Misericordioso
5. Tardio em irar-se
6. Grande em Benignidade
7. Grande em Verdade
8. Guarda a Benignidade
9. Perdoa a Iniquidade
10. Perdoa a Rebelião
11. Perdoa o Pecado
12. Não livra o Culpado
13. Visita a Iniquidade
Êxodo 34:6-7
A VERDADE
O que é a verdade?
• É identificada com o caráter de D'us
– Não vem de nós
– É encontrada fora de nós, em D'us
• Para encontrar a verdade
– Não devemos abordá-la com a ideia preconcebida
que sabemos o que é a verdade
– Devemos aborda-la com uma pergunta: “O que
ela é?”
A BÍBLIA
• Traduzida em mais que uma centena de
línguas
• Teve mais cópias vendidas que qualquer outro
livro!
• É um dos livros menos compreendidos
• É o livro menos seguido
• Tanto Judeus quando Cristãos encontram em
suas páginas motivos para justificar seu ódio
mútuo.
A BÍBLIA
A Bíblia nunca esteve tão disponível quanto
hoje
• Disponibilização da Bíblia.
– A criação do Estado de Israel.
– A descoberta dos rolos do Mar Morto.
– A profusão de traduções da Bíblia.
• O estudo da Bíblia foi elevado para o mais
elevado nível acadêmico.
• Mais que em qualquer época no passado, as
pessoas podem hoje ler a Bíblia e verificar a
verdade histórica de suas palavras.
A BÍBLIA
A Bíblia pode transformar o coração humano?
• Se supunha traria paz, amor e esperança;
• Tem sido usada para justificar a guerra, a
violência e a rejeição.
• Não é suficiente estudar a Bíblia para saber tudo
sobre ela.
– “Eu aprendi toda a Torah,” gabou-se o orgulhoso
estudante de Bíblia.
– “Bom,” respondeu o mestre, “mas o que você
aprendeu da Torah?”
(Mendel de Kotzk).
A BÍBLIA
De onde vem a palavra “Bíblia”?
• Derivada da palavra grega ta-biblia,
– Tradução do termo hebraico Ha-sefarim (os livros)
– Aparece pela primeira vez em Daniel 9:2.
– Nome das escrituras frequentemente encontrado na
literatura tanaítica (Meg. 1:8; Git. 4:6; Kelim 5:6, etc.).
– Traduzida para o grego pelos judeus helenistas (carta
de Aristeas, a Sabedoria de Ben Sira).
“no primeiro ano do seu reinado, eu, Daniel, entendi, pelos
livros, que o número de anos, de que falara o SENHOR ao
profeta Jeremias, que haviam de durar as assolações de
Jerusalém, era de setenta anos.” (Daniel 9:2).
A BÍBLIA
2. De onde vieram os escritos da Bíblia?
“Moisés escreveu todas as palavras do SENHOR”
(Êxodo 24:4). (cf. Êxodo 34:27; Jeremias 36:2)
• O Espírito Santo de D'us falou para e através
dos seus profetas.
A BÍBLIA
Que evidência externa temos de que a Bíblia vem de
D'us?
• A confirmação da história e da arqueologia.
• A confirmação da literatura antiga e das tradições
históricas.
• A sobrevivência de Israel, os guardiões das escrituras
• A preservação das escrituras.
• O impacto destas escrituras na cultura humana e nas
civilizações (ética, ciência, medicina, religião, filosofia,
literatura, arte, etc).
• O poder destas escrituras na vida daqueles que as
consideram com seriedade.
• A superioridade literária e filosófica da Bíblia (o
primeiro best seller) sobre todas as outras produções
humanas.
A BÍBLIA
Que evidência literária temos de que todos os
escritos da Bíblia vêm de uma fonte sobrenatural?
• A unidade da Bíblia, apesar da grande diversidade
dos seus autores (educação, época, cultura)
sugere a mesma inspiração sobrenatural.
“No entanto, os aturaste por muitos anos e
testemunhaste contra eles pelo teu Espírito, por
intermédio dos teus profetas; porém eles não deram
ouvidos; pelo que os entregaste nas mãos dos povos
de outras terras.” (Neemias 9:30). (cf. Zacarias 7:12)
A BÍBLIA
Que evidência ética temos de que os escritores
bíblicos disseram a verdade?
“Por que, pois, desprezaste a palavra do
SENHOR, fazendo o que era mal perante ele? A
Urias, o heteu, feriste à espada; e a sua mulher
tomaste por mulher, depois de o matar com a
espada dos filhos de Amom.” (2 Samuel 12:9).
• Os escritores da Bíblia apresentam seus heróis
com todas as suas falhas.
• Leia 2 Samuel 11: 1 – 12:9
A BÍBLIA
Que evidência psicológica temos de que a
Bíblia diz a verdade?
“Os profetas que houve antes de mim e antes de
ti, desde a antiguidade, profetizaram guerra,
mal e peste contra muitas terras e grandes
reinos.” (Jeremias 28:8).
• Os profetas frequentemente falavam contra o
povo – palavras que eles não queriam ouvir.
A BÍBLIA
Que evidência histórica temos de que os profetas bíblicos
eram inspirados por D’us?
“assim diz o SENHOR D'us: Eis que eu estou contra ti, ó Tiro, e
farei subir contra ti muitas nações, como faz o mar subir as
suas ondas. Elas destruirão os muros de Tiro e deitarão abaixo
as suas torres; e eu varrerei o seu pó, e farei dela penha
descalvada. No meio do mar, virá a ser um enxugadouro de
redes, porque eu o anunciei, diz o SENHOR D'us; e ela servirá
de despojo para as nações. Suas filhas que estão no
continente serão mortas à espada; e saberão que eu sou o
SENHOR.” (Ezequiel 26:3-5). (cf. 2 Crônicas 36:21; Jeremias
25:9-12)
• As previsões dos profetas da Bíblia sempre se tornaram
verdade!
• Algumas profecias são condicionais (normalmente
relacionadas com castigo)
A BÍBLIA
Qual é a intenção principal por trás da criação da tradição
oral (Torah be-alpe) além das escrituras escritas (Torah
biktav)?
“Construir uma cerca ao redor da Torah” (Abot 1:1).
• A tradição oral foi uma medida preventiva concebida pela
sabedoria humana para nos impedir de transgredir a Torah.
• A tradição não é o mandamento, mas está sujeita a eles.
• A metáfora usada pelos sábios nessa conexão é muito
sugestiva; a tradição oral é para as Escrituras Sagradas o
que a cerca é para a terra – a cerca não é a terra.
Tradição Oral – O conjunto de comentários, exposições e
explicações rabínicas de pontos das Torah que passaram de
geração a geração nos tempos antigos, começando com
Moisés.
A BÍBLIA
Como os rabinos do Talmude fazem diferença entre as
Sagradas Escrituras e outros documentos?
• Designando as escrituras como um documento escrito
inspirado, em comparação com a forma oral como os
ensinos rabínicos foram transmitidos.
• Qualificando as Escrituras como “Escritos Sagrados”
(Shab. 16:1; Yad 3:2; etc.) em contraste com outros
escritos.
• Aplicando a frase técnica (“deixe as mãos limpas”)
apenas para os livros da Bíblia; essa expressão
transmite a ideia comum de “canônico” e nunca é
usada para designar documentos extra bíblicos,
incluindo a literatura rabínica.
Talmude – A coleção de antigas leis comentários e
tradições rabínicos, relacionados com a Torah.
A BÍBLIA
Que critério a Bíblia oferece para distinguir
entre a palavra humana e a palavra divina?
“O profeta que profetizar paz, só ao cumprir-se a
sua palavra, será conhecido como profeta, de
fato, enviado do SENHOR.” (Jeremias 28:9). (cf.
Deuteronômio 18:22)
A BÍBLIA
Como o “Novo Testamento” se refere às Escrituras Hebraicas?
• A palavra grega Graphe (escritos) usada pelos escritores do Novo
Testamento foi emprestada dos Judeus de Alexandria (Carta de
Aristeas, vv.155, 168) que foi traduzida da palavra hebraica HaKatub
(as escrituras), um título frequentemente usado nos círculos
judaicos (Peah. 8:9; Taan. 3:8; Avot 3:7; Yad 3:5; etc.).
• A primeira geração de cristãos nunca preferiu os escritos
apostólicos em lugar das Escrituras Hebraicas e nunca usou os
termos “Novo Testamento” e “Velho Testamento” para se referir a
esses dois documentos.
• O Pai da Igreja Euzébio de Cesaréia (4o século E.C.) foi o primeiro a
usar a frase “Velho Testamento” para designar as Escrituras
Hebraicas com a intenção deliberada de exaltar os escritos do
“Novo Testamento” e rebaixar o “Velho Testamento” (Ecclesiastical
History, VI, 25).
“E, começando por Moisés, discorrendo por todos os Profetas,
expunha-lhes o que a seu respeito constava em todas as Escrituras.”
(Lucas 24:27). (cf. João 5:39; 1 Coríntios 15:3, etc.)
A BÍBLIA
O que o Novo Testamento ensina a respeito da instrução
das Escrituras Hebraicas?
“Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não
vim para revogar, vim para cumprir. Porque em verdade
vos digo: até que o céu e a terra passem, nem um i ou um
til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra.
• A palavra grega plerosai (aqui traduzida por “cumprir”)
significa literalmente “preencher até o fim”.
Aquele, pois, que violar um destes mandamentos, posto
que dos menores, e assim ensinar aos homens, será
considerado mínimo no reino dos céus; aquele, porém,
que os observar e ensinar, esse será considerado grande
no reino dos céus.” (Mateus 5:17-19) (cf. Mateus 23:2-3)
A BÍBLIA
Qual é o objetivo das Escrituras?
“Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e,
luz para os meus caminhos.” (Salmos 119:105).
• A palavra hebraica para “luz” (or) é derivada
da mesma raiz que Torah. Assim, o propósito
das Escrituras é iluminar nossos caminho e
guiar nossos passos.
A BÍBLIA
Como devemos estudar as Escrituras
(metodologia)?
“no primeiro ano do seu reinado, eu, Daniel, entendi,
pelos livros, que o número de anos, de que falara o
SENHOR ao profeta Jeremias, que haviam de durar
as assolações de Jerusalém, era de setenta anos.“
(Daniel 9:2).
• Oração + Espírito Santo (veja Daniel 9:3-23)
• Humildade (veja Daniel 8:27 onde Daniel é
descrito “não entendendo”)
• Uso da inteligência (bîn) para obter compreensão
• Leitura existencial e histórica (compromisso sério);
a Bíblia fala conosco na vida e na história (davar).
A BÍBLIA - Organização
Livros, Capítulos e Versículos
• Livros
– Divisão natural segundo os livros da literatura judaica ou
da literatura cristã
– Nem sempre idêntica aos originais.
• Capítulos
– Para alguns livros, divisão natural.
– Divisão feita no século XIII E.C. (entre 1234 e 1242), pelo
teólogo Stephen Langhton (Inglaterra e França).
• Versículos
– Para alguns livros ou capítulos, divisão natural.
– Divisão do AT feita pelos massoretas entre os séculos IX e X
E.C.
– Divisão do NT feita no ano de 1551 por D´Etiénne (Itália).
A BÍBLIA - Organização
Divisões Bíblia Cristã – Antigo Testamento
• Pentateuco
– Gênesis; Êxodo; Levítico; Números; Deuteronômio.
• Livros Históricos
– Josué; Juízes; Rute; 1-2 Samuel; 1-2 Reis; 1-2 Crônicas;
Esdras; Neemias; Ester.
• Livros Poéticos e Sapienciais
– Jó; Salmos; Provérbios; Eclesiastes; Cantares de Salomão.
• Livros Proféticos
– Profetas Maiores
• Isaías; Jeremias; Lamentações; Ezequiel; Daniel.
– Profetas Menores
• Oséias; Joel; Amós; Obadias; Jonas; Miquéias; Naum; Habacuque;
Sofonias; Ageu; Zacarias; Malaquias.
A BÍBLIA - Organização
Divisões Bíblia Cristã - Novo Testamento
• Evangelhos
– Mateus; Marcos; Lucas; João.
• Livros Históricos
– Atos.
• Epístolas
– de Paulo
• Romanos; 1-2 Coríntios; Gálatas; Efésios; Filipenses; Colossenses;
1-2 Tessalonicenses; 1-2 Timóteo; Tito; Filemom; Hebreus*.
– de outros autores
• Tiago; 1-2 Pedro; 1-2-3 João; Judas.
• Livros Proféticos
– Apocalipse.
* Dúvidas de autoria
A BÍBLIA - Organização
Divisões Bíblia Cristã
A BÍBLIA - Organização
Divisões Bíblia Hebraica
• Torah ( ‫ – )תורה‬A Lei
– Bereshit (Gênesis); Shemot (Êxodo); Vaierá (Levítico); Bamidbar (Números);
Devarim (Deuteronômio).
• Neviim ( ‫ – )נביאים‬Profetas
– Anteriores
• Yehoshua (Josué); Shofetim (Juízes); 1-2 Shemuel (Samuel); 1-2 Melahim (Reis).
– Posteriores
• Yeshaiahu (Isaías); Yrmiahu (Jeremias); Yehezkel (Ezequiel).
• Os 12 Profetas
– Hoshea (Oséias); Yoel (Joel); Amós (Amós); Ovadiá (Obadias); Yoná (Jonas); Mihá (Miquéias);
Hahum (Naum); Havacuc (Habacuque); Tsefaniá (Sofonias); Hagai (Ageu); Zehariá (Zacarias);
Malahi (Malaquias).
• Kethuvim (‫ – )כתובים‬Escritos
– Livros da Verdade (Poéticos)
• Tehilim (Salmos); Mishle (Provérbios); Yov (Jó).
– Os 5 Rolos
• Shir Hashirim (Cantares); Rut (Rute); Echá (Lamentações); Cohelet (Eclesiastes); Ester
(Ester).
– Profético
• Daniel (Daniel).
– O Resto dos Escritos
• Ezrá-Nehemiá (Esdras-Neemias); 1-2 Divre Haiamim (Crônicas).
A BÍBLIA
A Bíblia
• Porque a Bíblia sobreviveu durante séculos e
cruzou todas as fronteiras?
• O que torna esse livro tão poderoso?
– Deriva da palavra grega “biblia” que significa
“livros”,
– Esse é o livro porque ele contém todos os livros.
– É, por excelência, uma testemunha.
A BÍBLIA – História
• Depois de todas as dúvidas sofisticadas lançadas
contra a exatidão da Bíblia no século dezenove, as
crescentes descobertas históricas e arqueológicas
têm confirmado continuamente a acuracidade da
Bíblia de uma maneira extraordinária e
inesperada.
• Moises escreveu 1.500 anos antes de Cristo
– Descoberta do alfabeto proto-sinaítico, o antecessor
de todos os outros alfabetos (Século 16 A.E.C.)
– Descoberta dos textos de Ras Shamra (século 14
A.E.C.)
A BÍBLIA – História
• A história do Dilúvio também foi ignorada
– Histórias similares começaram a surgir de diversas
tradições, da América do Sul até a Índia, dos
índios americanos até os Esquimós.
• Escavações arqueológicas trouxeram à luz
antigos sites bíblicos
– Ai, Megido, Jericó, Hazor, Siló, Beth-Shemesh,
Laquis.
– A partir desses sites muitas histórias incríveis da
Bíblia foram confirmadas.
A BÍBLIA – História
• O modo como as histórias são relatadas na Bíblia
atesta a sua verdade.
• As Escrituras não exaltam as façanhas dos seus
heróis.
• Tanto os injustos quanto os justos são
representados.
• Mesmo as falhas dos justos são apresentadas.
– Adão, o primeiro homem, caiu em pecado.
– Abraão, o patriarca, mentiu.
– Jacó ludibriou seu irmão e lançou dúvidas sobre D’us.
– O grande rei Davi cometeu assassinato e adultério.
A BÍBLIA – Unidade
• A palavra grega Biblia está no plural.
– Traduz a designação hebraica antiga hasefarim, “os livros”,
• Daniel 9:25.
• Literatura tanaítica (Meg 1:8; Git 4:6; Kelim 15:6).
– “os livros” são, de fato, um livro.
• A Bíblia tem muitos autores, de diferentes períodos,
contextos e culturas
– Variedade de escritos (poesia, prosa, genealogia, oráculos,
leis, etc.).
– Variedade de autores.
– Variedade de culturas.
– Um período de 2.000 anos.
• Mesmo assim é um livro – um fenômeno notável!
A BÍBLIA – Unidade
• A razão por trás dessa unidade literária é a fidelidade
dos seus arautos.
• O progresso é o retorno ao passado, a “Teshuva”.
• A unidade do texto bíblico se explica pelo fato de que é
inspirado pelo mesmo Espírito.
– Apenas um autor capaz de viajar através do tempo e do
espaço poderia ter sucesso na realização dessa unidade.
– A unidade desses escritos testemunha da sua inspiração
sobrenatural.
– Testifica da existência de Alguém que sobrevive aos
séculos, que esteve presente com Moisés, Davi e Esdras,
que esteve em Jerusalém e também em Nínive, tanto na
montanha como no ventre de um peixe.
A BÍBLIA – Verdade
A ética de Israel
• Diferente as culturas ao seu redor
• A linguagem e a estrutura dos textos bíblicos
legais eram do mesmo tipo que os tratados de
alianças do segundo milênio antes de Cristo.
• A superioridade dessas leis e sua aplicação
universal sugerem que eles tem uma origem que
transcende a sociedade humana.
• Mesmo ateístas se apoiam nessas leis quando
pregam não violência, honestidade ou respeito
aos direitos humanos.
A BÍBLIA – Verdade
A verdade da Bíblia
• As leis dietéticas e de saúde promovidas pela
Bíblia são as mesmas que alguns promovem
hoje.
• As pesquisas da medicina psicossomática têm
confirmado muitas afirmações da Bíblia que
sublinham a relação entre o espírito e o corpo.
A BÍBLIA – Profecia
A precisão da profecia bíblica.
• Predição da queda de cidades poderosas como
– Babilônia (Jeremias 51:8),
– Nínive (Naum 3:1-7),
– Tiro (Isaías 23).
• Predição do erguimento de
– Babilônia,
– Pérsia,
– Grécia,
– Roma
(Daniel 2 e 7).
• Todos esses eventos foram preditos séculos antes
da sua ocorrência.
A BÍBLIA – Profecia
A precisão da profecia bíblica.
• Uso de números para datar acontecimentos futuros
com precisão.
• Os patriarcas ouviram uma promessa de libertação que
seria cumprida durante o Êxodo.
• Os exilados da Babilônia encontraram conforto nas
predições de Jeremias sobre seu retorno do exílio.
• Saul, o rei, gritou, enquanto visualizava sua queda.
• O rei Ezequias aprendeu da sua morte e seu adiamento
pela cura.
• Nascimentos foram previstos muito antes do tempo.
A BÍBLIA – VT e NT
Velho Testamento X Novo Testamento
• A Bíblia, se foi inspirada pelo Todo Poderoso, não
pode ser “Velho Testamento” e ”Novo
Testamento”.
– D’us, o Eterno, permanece sempre o mesmo.
• Euzébio de Cesárea (Séc.IV E.C.) usou a expressão
“Velho Testamento” para designar, pela primeira
vez, a Bíblia Hebraica.
– Atitude antissemítica;
– Depreciação daquilo que até então fora chamado de
Escrituras;
– Intenção de exaltar o “Novo Testamento”.
A BÍBLIA

“Lâmpada para os meus pés é


a tua palavra, e luz para os
meus caminhos”
Salmos 119:105.