Você está na página 1de 36

DIAGNÓSTICO

VEICULAR
A Cartest

Cartest é uma empresa de inspeção de veículos que opera

com tecnologia Computest, a qual desde 1963 atua em

diferentes países do mundo, desenvolvendo metodologias e

equipamentos mais precisos, rápidos e adaptados as

inovações tecnológicas implementadas pelas montadoras.

TECNOLOGÍA AGORA DISPONÍVEL NO BRASIL


O equipamento

O equipamento está centralizado num banco de testes, totalmente


informatizado, onde se verificam todos os parâmetros dinâmicos em
condições reais de funcionamento, a velocidades de 0 até 250 km/h,
conforme as necessidades.
Sistemas

Os resultados da avaliação do veículo efetuada pela Cartest


estão divididos em oito sistemas:

-Suspensão;
- Freios;
- Motor;
- Transmissão;
- Instrumentos;
- Emissões;
- Chassis;
- Carroceria.
Subsistemas

Os sistemas por sua vez estão divididos em subsistemas, sendo

que para cada um deles estão pré-definidos todos os defeitos ou

observações que possam ser identificados durante a avaliação.


Defeitos ou Observações

Estes defeitos ou observações

podem ser automáticos,

determinados pelo equipamento,

ou manuais, detectados

pelo inspetor.
Defeitos ou Observações

Pela composição de todos os defeitos e/ou

observações, o sistema calcula o desgaste ou a

sobrevida para cada subsistema, para cada sistema e

por fim do veículo.


O Relatório

Toda a avaliação é apresentada num


relatório de sete folhas.
O Relatório

No rodapé de cada uma das folhas

consta a placa do veículo, o número

seqüencial da inspeção, a marca e

modelo do carro, data e hora da

inspeção e a identificação do inspetor.


Resumo

A primeira folha contém:

• Foto do veículo no momento da inspeção;

• Dados do veículo, proprietário e do cliente;

• Resumo dos resultados.


Resumo

A quilometragem do veículo é copiada

da marcação do hodômetro no

momento da inspeção.
Resumo

O percentual de sobrevida do veículo e

de cada um dos sistemas também é

identificado por cores: verde, amarelo

ou vermelho, conforme o grau de

depreciação ou de periculosidade.
Suspensão

Na parte inferior estão relacionados os

subsistemas, as observações e os

defeitos identificados.

As cores (verde, amarela e vermelha)

identificam o grau de depreciação ou

de periculosidade.
Suspensão

A suspensão é testada em aceleração,

desaceleração e na freada; isto é, o

equipamento analisa o comportamento

do veículo em condições reais de

marcha.
Suspensão

Na figura vemos a posição e a direção em que o carro

dos pneus quando o veículo está se movimentando em

está em velocidade, relação ao seu eixo.


Suspensão

Para cada roda em movimento indica-se:

• O desvio;

• O balanceamento;

• Folgas do sistema.
Freios

No teste do freios é medida:

A força do freio (kg);

A distância percorrida (metros);

O tempo (segundos) para brecar.


Freios

Também é verificado o equilíbrio do

freio (relação de forças entre o lado

direito e o lado esquerdo) e a eficiência

(relação entre a força do freio e o peso

do veículo).
Freios

Os resultados são avaliados

conforme os limites estabelecidos

pela legislação.

Ainda é aferida a eficiência e o

equilíbrio do freio de

estacionamento.
Motor

Na avaliação do motor, o

equipamento compara os

resultados (potência HP,

torque kgm) com as

especificações do fabricante do

veículo.
Motor

O equipamento efetua duas

medições de potência:

• Nas rodas em plena carga e

aceleração;

• Nas rodas decorrente das

perdas mecânicas.
Motor

Nas rodas

em plena carga e aceleração.

O operador acelera o motor em plena

carga até as máximas RPM

especificadas pelo fabricante, medindo

a potência efetiva com que as rodas

impulsionam o veículo.
Motor

Nas rodas

decorrente das perdas mecânicas.

O operador coloca o câmbio em ponto

morto, e as rodas desaceleram devido

as perdas mecânicas dos sistemas do

veículo.
Motor

A potência em aceleração + a potência em desaceleração =

a potência do motor.
Motor

O mesmo procedimento serve para

obter a medição do torque do motor.

Teste efetuado em poucos segundos.


Motor

GRÁFICO DA
POTÊNCIA

GRÁFICO DO
TORQUE

RPM
Transmissão

No teste de transmissão verifica– se:

• O funcionamento da caixa de câmbio

• O conjunto da transmissão

• A engrenagem de todas as marchas.


Transmissão

É aferida a diferença do esforço das

rodas contra o chão no início e na

finalização de cada mudança de marcha

(conhecido como tranco)


Transmissão

É aferida também a diferença de RPM

entre o início, finalização e o tempo de

cada mudança de marcha; também o

deslizamento da caixa, em percentual.


Transmissão

Com estas medições o equipamento

avalia o estado da caixa de câmbios e o

conjunto da transmissão.
Instrumentos

No teste do velocímetro compara- se

a velocidade real do carro e a

marcada no painel a 80 km/h.

O equipamento também pode aferir

outros instrumentos, como

hodômetro, tacógrafo e taxímetro.


Emissões

Com o acréscimo de um analisador de

gases ou de um opacímetro, o

programa está preparado para aferir as

emissões poluentes.
Chassis

O chassis é a estrutura do carro, e toda

deformação, modificação, solda ou

reparo é sinal de acidente no histórico

do veículo.
Carroceria

A carroceria externa é analisada com

ajuda de um micrômetro, aparelho que

mede a espessura da camada de tinta.


Carroceria

A finalidade desta análise é determinar

a originalidade das peças, a ocorrência

de acidentes no histórico do veículo e a

qualidade dos consertos de funilaria e

pintura.
Missão

Fornecer informações precisas referentes ao estado dos

veículos, que ajudem aos nossos clientes na tomada de

decisões, através da prestação de serviço de inspeção de

veículos automotores com equipamentos de alta

qualidade, sistemas informatizados e colaboradores

treinados, que assegurem resultados confiáveis e

imparciais.