Você está na página 1de 15

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

INSTITUTO DA MATEMÁTICA
CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSO
ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA
COMUNICAÇÃO NA PROMOÇÃO DA APRENDIZAGEM

O PAPEL DO PROFESSOR NO DESENVOLVIMENTO


DE PROJETO DE APRENDIZAGEM EM UMA
ABORDAGEM CONSTRUTIVISTA

1Sirlei de Fátima Maciel Lopes


2Jane Fischer Barros
1 Cursista 3Alessandra Gasparotto
2 Orientadora
3 Tutora
TEMA

O papel do professor no desenvolvimento de Projeto de


Aprendizagem em uma abordagem construtivista.
OBJETIVO

-Identificar o papel do professor no desenvolvimento


prático de Projeto de Aprendizagem numa abordagem
construtivista.
METODOLOGIA
•Projeto de Aprendizagem= ( autonomia) algo novo
na escola.
•O Construtivismo= construção do conhecimento.
Quando se trabalha com construtivismo, outras
metodologias são utilizadas, dentre elas:
•Dialogicidade= Por permitir o diálogo. Elo para as
contextualizações e aplicação do Método Clínico
Piagetiano.
•Dialética= ação- reflexão- para uma nova ação.
Nesse sentido a realização da pesquisa
buscou através do desenvolvimento de PA,
ações que dessem certo, afim de que o
professor proporcionasse condições ao
aluno para uma construção do
conhecimento com qualidade. Estas ações
foram observadas, relatadas, confrontadas
e analisadas dentro da concepção
construtivista e divulgadas em forma de
Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).
REFERÊNCIAL TEÓRICO

FAGUNDES, L; SATO, L. & MAÇADA


LEVY, Pierre
PIAGET, Jean
VYGOTSKI, Lev
FREIRE, Paulo
DESENVOLVIMENTO

No primeiro capítulo= O surgimento da escola


e a necessidade neste decorrer, para a re-
significação do papel do professor no processo
de ensino-aprendizagem.
Diferenciação entre os conceitos de conhecimento
e aprendizagem.Onde destaco que:
Para conhecer um objeto é necessário agir sobre ele.
A aprendizagem é provocada por alguém; é um
processo de como os seres adquirem novos
conhecimentos, desenvolvem competências e
mudam o comportamento. Enfim, Aprendizagem
parte do conhecimento construído a partir da ação
com o objeto para a ação mental de processar
informações, questionar, problematizar, solucionar
adquirindo assim novos conhecimentos.
O uso das tecnologias de informação e comunicação
contribui na promoção da aprendizagem, mas, estes
não possuem uma característica interativa e
transformadora por si só. É o modo como o professor
o utilizará que determinará se sua função será de
estímulo à criatividade, de incentivador de novas
formas de sociabilidade, de desenvolvimento de
habilidades cognitivas, estimulador da ociosidade do
pensamento e intervenção no mundo.
Isso leva para um novo papel e função do professor e da
escola, onde a mudança de concepção de currículo e a
interdisciplinaridade se tornam imprescindíveis para o
desenvolvimento deste novo papel da escola e do
professor.
O segundo capítulo=

• Teve por objetivo discutir e descrever a


metodologia da prática desenvolvida através de
Projetos de Aprendizagem com a utilização das
tecnologias de informação e comunicação com os
alunos e professoras parceiras. É destacada aqui a
importância do trabalho cooperativo, colaborativo,
interativo, coletivo e lúdico para o sucesso dos
mesmos.
Já o terceiro capítulo procura realizar:
• uma análise da prática desenvolvida da qual traz
acontecimentos e falas de alunos sobre os projetos
que desenvolveram.
• retratar as dificuldades e conquistas ao se realizar
pesquisas voltadas para a aprendizagem com o uso
das tecnologias digitais.
• a importância da elaboração de mapas conceituais
para que os alunos possam, a partir deles,
sistematizar suas intenções de pesquisa, bem
como, a construção do conhecimento.
Considerações Finais:
Através da prática desenvolvida foi possível perceber
várias características que um professor precisa possuir
para que a metodologia de Projeto de Aprendizagem
possa ter sucesso e proporcione a construção de
conhecimento com qualidade. Entre elas:
• Ser reflexivo, isto é, não se contentar com um só
caminho, mas, pensar em várias hipóteses e
planejamentos que mais se identifique com a
necessidade da turma de alunos.
• Mediador (orientador e provocador dos projetos
dos alunos) pois, ao intervir proporciona condições para
que o aluno questione, construa e tire conclusões
próprias
• Um organizador, estimulador, desafiador,
problematizador, aprendiz e monitorador
da construção cognitiva e afetivo entre
outras habilidades e competências que as
circunstâncias exigirão dele.
• Professor- arquiteto- construtor de espaços
de inovações na construção do
conhecimento.
Em Projetos de Aprendizagem:

• Autoria do aluno, que busca respostas às suas


indagações.
•Se o papel do professor é o de ser um desafiador,
problematizador, o papel do aluno é agir e realizar o
projeto.
•Abordagens construtivistas dão ao aluno a
oportunidade de desenvolver melhor suas habilidades
cognitivas, buscar informações em outros contextos,
testar estratégias, e, portanto, crescer num todo.
O papel do professor no desenvolvimento de
Projeto de Aprendizagem em uma abordagem
construtivista está garantido quando o
professor é capaz de apresentar em sala de aula
comportamentos coerentes com uma interação
dialógica construtiva onde os pressupostos do
relacionamento humano como, afetividade
ética e estética, mesmo com o uso das
tecnologias da informação e comunicação, não
podem ficar de fora.