Você está na página 1de 6

Sustentabilidade.

Jids 2017
Um tema que deve fazer parte dos negócios

• Ações de reciclagem, economia de água e energia nas empresas são medidas fundamentais, mas a adoção da sustentabilidade no plano
de negócios é bem mais abrangente. “Além de promover a educação dos colaboradores, os temas ecológicos, sociais e ambientais devem
fazer parte da visão e da estratégia de negócios da empresa. Inclusão social, de gênero e raça e estímulo ao voluntariado também são
exemplos de atividades sustentáveis”, explica Lilian Guimarães, Diretora de Responsabilidade Social da ABRH-SP e Vice-Presidente de
Pessoas e Cultura da Natura.
• De acordo com ela, a sustentabilidade deve fazer parte de um plano maior. “Quando é para valer, está presente no DNA da organização e
em todas as decisões de negócio. O tema deve ser transversal, dentro da cadeia produtiva e não ser levado em conta apenas em
momentos específicos ou porque existem leis que obriguem ações nesse sentido”, explica Lilian. Investir na conscientização sustentável
de todos os colaboradores, provoca mudanças também fora ambiente corporativo. “Eles levam os conceitos e práticas sustentáveis além
dos muros das empresas em que trabalham, possibilitando que tornem-se melhores cidadãos e influenciem outros também”, explica
Lilian.
• O gestor de pessoas tem um papel fundamental no estímulo dos funcionários às práticas sustentáveis: além do processo educativo
mencionado acima, promover a sustentabilidade também faz com que os colaboradores sintam-se orgulhosos de fazer parte da empresa.
“Uma empresa que adota a prática de sustentabilidade, tem a tendência de aumentar a permanência dos colaboradores no emprego.
Estimular e viabilizar o trabalho voluntário, por exemplo, incita os colaboradores a se envolverem em outras causas, não necessariamente
ligadas à empresa em que trabalham”, afirma Lilian.
• A diretora de Responsabilidade da ABRH-SP também destacou a importância de assumir compromissos a longo prazo com relação à
sustentabilidade. Para exemplificar, compartilhou a experiência vivenciada na Natura, que é referência no tema. “Hoje, a empresa tem
metas de neutralizar os impactos ambientais com compensação de carbono e captação água da chuva para fabricação de produtos. Nossa
visão de futuro de sustentabilidade ultrapassará a ideia da neutralização: queremos nos transformar em uma empresa promotora de
impactos positivos nos âmbitos social, ambiental e econômico”, concluiu.
A Política dos 5 R's

• Pode-se dizer que as preocupações com a coleta, o tratamento e a destinação dos resíduos sólidos representa, porém, apenas uma parte do
problema ambiental. Vale lembrar que a geração de resíduos é precedida por uma outra ação impactante sobre o meio ambiente - a extração de
recursos naturais.
A política dos cinco R's deve priorizar a redução do consumo e o reaproveitamento dos materiais em relação à sua própria reciclagem.
- Reduzir
- Repensar
- Reaproveitar
- Reciclar
- Recusar consumir produtos que gerem impactos socioambientais significativo
Os cinco R's fazem parte de um processo educativo que tem por objetivo uma mudança de hábitos no cotidiano dos cidadãos. A questão-chave é
levar o cidadão a repensar seus valores e práticas, reduzindo o consumo exagerado e o desperdício.
O quarto R (reciclagem) é colocado em prática pelas indústrias que substituem parte da matéria-prima por sucata (produtos já utilizados), seja de
papel, vidro, plástico ou metal, entre outros. Ainda é preciso que se amplie o mercado para produtos advindos deste processo. " Segregar sem
mercado é enterrar separado" (IPT & CEMPRE, 1995).
Com a valorização da reciclagem, as empresas vem inserindo, nos produtos e em suas embalagens, símbolos padronizados que indicam a
composição dos materiais. Esse tipo de rotulagem ambiental tem, também, por objetivo facilitar a identificação e separação dos materiais,
encaminhando-os para a reciclagem.
As vantagens dessas práticas estão na redução do (a):
• Extração de recursos naturais;
• Redução dos resíduos nos aterros e o aumento da sua vida útil;
• Redução dos gastos do poder público com o tratamento do lixo;
• Redução do uso de energia nas indústrias e intensificação da economia local (sucateiros, catadores, etc.).
A Coleta Seletiva

O que é coleta seletiva?

Coleta seletiva é a coleta diferenciada de resíduos que foram previamente separados segundo a sua
constituição ou composição. Ou seja, resíduos com características similares são selecionados pelo gerador
(que pode ser o cidadão, uma empresa ou outra instituição) e disponibilizados para a coleta separadamente.

De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, a implantação da coleta seletiva é obrigação dos
municípios e metas referentes à coleta seletiva fazem parte do conteúdo mínimo que deve constar nos planos
de gestão integrada de resíduos sólidos dos municípios.
Atitudes sustentáveis

• Gaste menos água: Pequenas atitudes contam muito, como evitar o desperdício de água. Não demorar no banho, escovar os
dentes com a torneira fechada, lavar a louça sem deixar a torneira aberta, não lavar as calçadas com a mangueira, são ações que
contribuem para o meio ambiente.
• Faça compras sustentáveis: Para fazer compras, leve a sua sacola retornável. Elas duram muito tempo e algumas são muito
fofas também.
• Não desperdice alimentos: Evitar o desperdício dos alimentos também é importante. Sempre vá ao supermercado com uma lista
de compras, assim você não compra o que não tem necessidade. Quando o alimento estiver próximo a vencer, se puder, congele-
o. Também tente usar todo o alimento, como a casca, por exemplo. Utilize o resto das frutas e verduras como adubo em sua
horta.
• Recicle o seu lixo: Vidro, papel, metal e plástico podem ser reciclados. Separe o seu lixo e ajude o meio ambiente.
• Apague as luzes: Quando não estiver em um cômodo da casa, desligue as lâmpadas e até mesmo os eletrodomésticos.
Também opte por comprar eletrodomésticos da categoria A, que possuem baixo consumo de energia.
• Economize energia: Ao utilizar o ar condicionado, verifique se todas as portas e janelas estão fechadas. Quanto menos o ar fugir,
menos o compressor vai trabalhar, evitando o gasto exagerado de energia. Deixe-o sempre no modo automático que regula a
temperatura de acordo com o ambiente.
• Reduza as impressões: Tente não imprimir papéis, mas caso seja necessário, utilize folhas recicladas e frente e verso. A
tecnologia é uma ótima opção nestes casos. Pode-se utilizar os celulares, tablets e notebooks para a leitura.
• Menos copos: Tenha sempre canecas ou copos pessoais consigo, assim, evita-se utilizar os copos descartáveis.
-----------------------------------------------------------------------------