Você está na página 1de 18

Secretaria de Estado da Educação

Diretoria de Ensino – Região de Votorantim


NPE – Núcleo Pedagógico

Ensinando por Habilidades


Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

“APRENDER é construir significados. ENSINAR é oportunizar esta


construção”.
• Segundo “David Ausubel”, a aprendizagem é um processo que
envolve a interação da nova informação abordada com a estrutura
cognitiva do aluno.

• Dessa forma, sempre deve se considerar o conhecimento prévio que


o indivíduo possui como ponto de partida para um novo conhecimento.

• A aprendizagem ocorre quando a nova informação ancora-se em


conceitos ou proposições relevantes, preexistentes na estrutura
cognitiva do aprendiz, ou seja, quando este aluno encontra significado
no que ouve.
Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

"Ensinar sem levar em conta o que a criança já


sabe, segundo Ausubel, é um esforço vão, pois
o novo conhecimento não tem onde se ancorar“.

"De nada adianta desenvolver uma aula divertida


se ela for encaminhada de forma automática,
sem possibilitar a reflexão e a negociação de
significados”.
Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

Há quem credite o fracasso escolar apenas à falta


de disposição do aluno em aprender, esquecendo
que o professor é o profissional qualificado para
criar os momentos com potencial de possibilitar a
construção do conhecimento. O fracasso escolar
tem causas variadas, por essa razão o contexto
deve também ser considerado.
Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

O Ensino por habilidades e competências devem prever as


etapas do processo de ensino/aprendizagem e garantir sua
construção através de sequências didáticas e estratégias de
ensino.

O que são habilidades?


Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

Considerando um caso bem simples sobre habilidades:


Um indivíduo nas séries iniciais vai aprender a ler e a
escrever. Quando ele domina esse processo, podemos falar
que ele apresenta as habilidades de ler e escrever.
O importante é que com essas habilidades ele alcance a
compreensão de um texto a partir de sua leitura. Sendo assim,
caso ele domine a escrita e a leitura, mas não consiga
compreender os textos, ele não será competente para esse
domínio.
Podemos definir a habilidade como a aplicação prática de uma
determinada competência para resolver uma situação
complexa.

Simplificando, é o aluno saber fazer.


Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

Ensinar por habilidades não é uma tarefa fácil!. Exige um planejamento


focado nos alunos. Temos que saber o que nossos alunos já trazem de
bagagem e partir destes conhecimentos de maneira que as novas
informações se agreguem as que eles já possuem, dentro de um
contexto presente e passível de compreensão.

É interessante, ainda, apresentar algumas informações quando o assunto é


matemática. Isso porque há defensores de um modelo e críticos de outros.
Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

substantivo masculino

Contexto: a relação entre o texto e a situação em que ele


ocorre dentro do texto. É o conjunto de circunstâncias em
que se produz a mensagem que se deseja emitir, lugar e
tempo, emissor e receptor, etc. E que permitem sua correta
compreensão.
Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

A memorização também é útil

Ao analisar as interações entre professor, aluno e


conhecimento, Ausubel ainda definiu a
aprendizagem mecânica. Nela, os conteúdos ficam
soltos ou ligados à estrutura mental de forma fraca.
São memorizadas frases como as ditas em sala de
aula ou lidas no livro didático. "A escola deve
almejar a aprendizagem significativa, mas isso não
pressupõe que a mecânica tenha de ser
desconsiderada“.
Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

Caderno do Professor: Vol II – 4º Bimestre


Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

Habilidades: Expressar e compreender fenômenos naturais de


diversos tipos;

Resolver situações problema envolvendo as razões trigonométricas


em diferentes contextos.
Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

Situação de Aprendizagem 5: Rampas, cordas, parsecs: razoes para estudar triângulos


retângulos
Habilidades
1. Expressar e compreender fenômenos naturais de diversos tipos.
2. Enfrentar situações problema envolvendo as razões trigonométricas em diferentes contextos.
Situação de Aprendizagem 6: Dos triângulos a circunferência: vamos dar uma volta?
Habilidades
1. Estender o uso da linguagem trigonométrica para fenômenos que envolvem ângulos maiores do
que 90º.
2. Sintetizar e generalizar resultados já conhecidos.
Situação de Aprendizagem 7: Polígonos e circunferências: regularidades na inscrição e na
circunscrição
Habilidades
1. Compreender algumas relações essenciais entre a Geometria e a Trigonometria, inter-
relacionando linguagens e ampliando as possibilidades de expressão.
2. Sintetizar e generalizar resultados já conhecidos, relacionando-os a novas situações problema.
Situação de Aprendizagem 8: A hora e a vez dos triângulos não retângulos
Habilidades
1. Generalizar resultados conhecidos.
2. Expressar e compreender fenômenos em que se encontram presentes relações entre lados e
ângulos de um triangulo, bem como enfrentar situações problema correlatas.
Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

Vamos analisar algumas atividades envolvendo outras


habilidades de matemática....
Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

H24 – Identificar figuras semelhantes mediante o reconhecimento de relações de


proporcionalidade.
• Daniela é desenhista e trabalha com letras estilizadas. Ela dispôs alguns modelos
da letra L numa malha quadriculada, constituída de quadrados iguais, conforme a
ilustração a seguir.

Podemos afirmar que são semelhantes as figuras:


• (I) e (II)
• (III) e (IV)
• (II) e (III)
• (II) e (IV)
• (I) e (IV)
Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

H14 – Resolver situações problema por intermédio de sistemas lineares até a


3ª ordem.

1) João, Sandra e Marcos têm ao todo 100 reais. Juntando-se a quantia de


Marcos ao dobro da soma das quantias de João e Sandra, totalizam-se 150
reais. Por outro lado, somando-se o dinheiro de João com o dobro da soma das
quantias de Sandra e Marcos, obtém-se 180 reais.
Portanto, as quantias de João, Sandra e Marcos são respectivamente:

a) 20, 30 e 50
b) 10, 35 e 55
c) 35, 10 e 55
d) 10, 55 e 35
e) 30,50 e 20
Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

Dado as atividades, vamos analisar que habilidades um aluno deve ter para
resolvê-la.

1. Um triângulo tem lados de medidas 5 m, 6 m e 10 m.


a) Esse triângulo é retângulo?

b) Se dobrarmos as medidas dos três lados, o novo triângulo terá seus


ângulos alterados?
Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico

Por fim....

Vamos refletir sobre a importância de trabalhar por habilidades e


competências.....
Secretaria de Estado da Educação
Diretoria de Ensino – Região de Votorantim
NPE – Núcleo Pedagógico