Você está na página 1de 21

Engenharia de Requisitos

Alexandre Monteiro
Objetivos
 Descrever as principais atividades da
engenharia de requisitos
 Introduzir técnicas para a elicitação e
análise de requisitos
 Descrever validação de requisitos
 Discutir o gerenciamento de requisitos
O Processo da Engenharia de
Requisitos
Estudo de Elicitação de
viabilidade requisitos e
análise
Especificação
de requisitos
Validação
Relatório de de requisitos
viabilidade

Requisitos do
usuário e do
sistema

Modelos do Documento de
sistema requisitos
Estudo de Viabilidade
 O que é um estudo de viabilidade?
 O que estudar e concluir?
 Benefícios e custos
 Análise de custo/benefício
 Alternativas de comparação
Estudo de Viabilidade
 Estudo que indica se o esforço em
desenvolver a idéia vale a pena
 Visa tanto a tomada de decisão
 Como a sugestão de possíveis alternativas
de solução
Estudo de Viabilidade
 Deve oferecer informações para ajudar
na decisão
 Se o projeto pode ou não ser feito
 Se o produto final irá ou não beneficiar os
usuários interessados
 Escolha das alternativas entre as possíveis
soluções
 Há uma melhor alternativa?
O Que Estudar?
 Sistema organizacional apresentado
 Usuários, políticas, funções, objetivos, etc.
 Problemas com o sistema apresentado
 Inconsistências, funcionalidades
inadequadas, performance, etc.
 Objetivos e outros requisitos para o
novo sistema
 O que precisa mudar?
O Que Estudar?
 Restrições
 Incluindo requisitos não-funcionais do
sistema (superficialmente)
 Alternativas possíveis
 Sistema atual é geralmente uma das
alternativas
 Vantagens e desvantagens das
alternativas
Testes de Viabilidade
 Operacional
 Medida do grau de adequação da solução
para a organização
 Avaliação de como as pessoas se sentem sobre
o sistema/projeto
 Técnica
 Avaliação da praticidade de uma solução
técnica específica e a disponibilidade dos
recursos técnicos e dos especialistas
Testes de Viabilidade
 Cronograma
 Avaliação de quão razoável está o
cronograma do projeto
 Econômica
 Avaliação de custo-eficiência de um projeto
ou solução
 Conhecida como análise de custo/benefício
Viabilidade Operacional
 Avalia a urgência do problema (visão e fases
de estudo) ou a aceitação da solução
(definição, seleção, aquisição, e fases do
projeto)
 Há dois aspectos da viabilidade operacional a
serem considerados
 O problema vale a pena ser resolvido ou a solução
proposta para o problema funcionará?
 Como o usuário final e a gerência sentem-se sobre
o problema (solução)?
Viabilidade Técnica
 A solução ou a tecnologia proposta é
prática?
 Já possuímos a tecnologia necessária?
 Já possuímos o conhecimento técnico
necessário?
Viabilidade de Cronograma
 Dado nosso conhecimento técnico, os
prazos dos projetos são razoáveis?
 Alguns projetos são iniciados com prazos
específicos
 Você precisa determinar se os prazos são
obrigatórios ou desejáveis
 Se são mais desejáveis que obrigatórios, o
analista pode propor outros cronogramas
Viabilidade Econômica
 Talvez a mais crítica
 Durante as fases iniciais do projeto, a análise da
viabilidade econômica consiste em julgar se os
possíveis benefícios de solucionar o problema são
ou não vantajosos
 Tão logo os requisitos específicos e soluções
sejam identificados, o analista pode levar em
consideração os custos e benefícios de cada
alternativa
 Isso é chamado de análise de custo-benefício
Tipos de Custos
 Custos de desenvolvimento de sistemas
 Desenvolvimento e aquisição
 Custos de instalação e de conversão
 Custos operacionais (contínuo)
 Manutenção
 Pessoal
Análise Custo-Benefício
 Há três técnicas principais
 Análise do retorno financeiro (payback
analysis)
 Retorno do investimento (return on
investments)
 Valor atual líquido (Net present value)
Análise de Retorno do
Investimento
 A técnica de análise de retorno do
investimento (ROI) compara os benefícios
das diferentes soluções ou projetos
 O ROI para uma solução ou projeto é a taxa
percentual que mede a relação entre a
quantia que a empresa obtém de retorno ao
seu investimento e a quantia investida
Análise de Retorno do
Investimento
 O ROI para uma solução ou projeto potencial
é calculado como a seguir:
 ROI = (Benefícios totais - Custos totais) / Custos
totais
 ROI = valor atual líquido / Custos totais
 Ex: ROI = (22508,64-17321,20)/ 17321,20= 29,95%
 EX: ROI = 5187,44/ 17321,20 = 29,95%
 A solução que oferecer o ROI mais alto é a
melhor alternativa
Matriz de Viabilidade
 Como nós comparamos alternativas
quando existem vários critérios de
seleção e nenhuma das alternativas é
superior em todos os aspectos?
 Use uma Matriz de Análise de
Viabilidade!
Documento de Viabilidade
 Após o esforço inicial, discutido
anteriormente, deve-se elaborar um
relatório de viabilidade
 Para cada aspecto apresentado, deve haver
seção de avaliação
 Deve haver uma seção conclusiva sobre a
melhor alternativa ou que o sistema não é
viável
Exercício
 Determine a viabilidade de (+ROI):
 1. Sistema para uma padaria de pequeno
porte (Só caixa, no balcão também, etc.);
 2. Sistema inteligente de preenchimento do
IRPF pela própria pessoa física;
 3. Sistema para gerar alocação de
docentes, salas, horários, local de forma
otimizada.