Você está na página 1de 43

Treinamento

Tecnologia DWDM

Padtec S/A Todos os direitos reservados 1


Tópicos

Princípios de Transmissão WDM


 Evolução de Sistemas Monocanal para Sistemas DWDM Amplificados

Tecnologias que Viabilizaram Sistemas DWDM


 Fibras Ópticas
 Lasers
 Amplificadores Ópticos

Limitações de Sistemas DWDM com Amplificação Óptica


 Dispersão Cromática
 Polarization Mode Dispersion (PMD)
 Efeitos Não-Lineares

Optical Transport Network

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 2


Tópicos

Princípios de Transmissão WDM


 Evolução de Sistemas Monocanal para Sistemas DWDM Amplificados

Tecnologias que Viabilizaram Sistemas DWDM


 Fibras Ópticas
 Lasers
 Amplificadores Ópticos

Limitações de Sistemas DWDM com Amplificação Óptica


 Dispersão Cromática
 Polarization Mode Dispersion (PMD)
 Efeitos Não-Lineares

Optical Transport Network

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 3


Evolução da Transmissão Óptica

Site 1 TX
Exemplo: SDH STM-16 (L.16-2) RX Site 2

-2 dBm -28 dBm

2,5 Gb/s sobre 1 fibra de ~ 90 km

12 dBm -28 dBm


AO
AO
Enlace com 1 Amplificador Óptico (AO) Booster
Enlace Ponto a Ponto
2,5 Gb/s sobre 1 fibra of ~ 160 km

Padtec S/A Todos os direitos reservados Evolução para WDM Capítulo 2 - 4


Evolução da Transmissão Óptica

Site 1 TX RX Site 2

12 dBm -38 dBm


AO
AO AO
AO
Enlace com 1 AO Booster + 1 AO Pré
Enlace Ponto a Ponto
2,5 Gb/s sobre 1 fibra de ~ 200 km

AO
AO AO
AO AO
AO

Enlace com 1 AO Booster + 1 AO Pré + até 4 AOs de Linha


Enlace Ponto a Ponto
2,5 Gb/s sobre 1 fibra de ~ 500- 600 km

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 5


Evolução da Transmissão Óptica: WDM

Site 1 TX RX Site 2

λ 1

λ 2

DEMUX
MUX

λ 3
AO
AO AO
AO AO
AO
λ 4

λ 5

transponder
Enlace DWDM: Dense Wavelength Division Multiplexing
Enlace Ponto a Ponto com a possibilidade de diversos sistemas de
2,5 Gb/s sobre 1 fibra de ~ 500- 600 km sem regeneração (3R)

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 6


Resultado

De 2.5 Gbps por fibra, 90 km ...

… Para 1,6 Tbps por fibra, 500 km

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 7


Aumento de Capacidade de
Transmissão em Sistemas Ópticos

Duas alternativas:

• TDM: Time Division Multiplexing

• WDM: Wavelength Division Multiplexing

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 8


Time Division Multiplexing (SDH)

• Transmissão de bytes entrelaçados em um único comprimento de onda

• Combina tráfego de múltiplas entradas em uma única saída de alta


capacidade de transmissão
• Permite alta flexibilidade no gerenciamento de tráfego
• Requer funcionalidade de mutiplexação elétrica
• Atualmente limitado a 40 Gbit/s (STM-256)
• Maiores taxas de bit são muito suscetíveis a problemas de dispersão

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 9


Wavelength Division Multiplexing (WDM)

• Uma forma de multiplexação por divisão de freqüência (FDM)


• Usa múltiplos comprimentos de onda sobre uma única fibra óptica

Independência
de taxas de bit
e formatos

• Integra tráfego óptico sobre uma única fibra óptica


• Permite alta flexibilidade em expansão de largura de banda
• Reduz funções custosas de multiplexação e demultiplexação
elétrica
DWDM
DWDM==Dense
DenseWDM
WDMeeCWDM
CWDM==Coarse
CoarseWDM
WDM

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 10


Comparação: Solução TDM para 600 km

SDH 3R 3R 3R 3R 3R 3R 3R SDH

SDH 3R 3R 3R 3R 3R 3R 3R SDH

SDH 3R 3R 3R 3R 3R 3R 3R SDH

SDH 3R 3R 3R 3R 3R 3R 3R SDH

SDH 3R 3R 3R 3R 3R 3R 3R SDH

SDH 3R 3R 3R 3R 3R 3R 3R SDH

32 Clientes => 64 Fibras + 224 Regeneradores SDH (3R)

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 11


Comparação: Solução WDM Para 600 km

SDH SDH

SDH SDH

SDH SDH
MO AO
SDH / AO AO AO / SDH
AO DO
SDH SDH

SDH SDH

32 Clientes => 2 Fibras + Amplificadores Ópticos

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 12


Tópicos

Princípios de Transmissão WDM


 Evolução de Sistemas Monocanal para Sistemas DWDM Amplificados

Tecnologias que Viabilizaram Sistemas DWDM


 Fibras Ópticas
 Lasers
 Amplificadores Ópticos

Limitações de Sistemas DWDM com Amplificação Óptica


 Dispersão Cromática
 Polarization Mode Dispersion (PMD)
 Efeitos Não-Lineares

Optical Transport Network

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 13


Fibras Ópticas Monomodo
Standard Single Mode Fiber (SMF)
 Dispersão zero em 1310 nm
 ITU-T G.652
Dispersion-Shifted Fiber (DSF)
 Curva de dispersão deslocada para comprimentos de onda superiores para
ter dispersão zero em 1550 nm
 Sistemas ópticos com um lambda em 1550 nm
 ITU-T G.653
Non-Zero Dispersion Shifted Fiber (NZDSF)
 Uma pequena dispersão é introduzida na janela de 1550 nm para evitar o
principal efeito não linear: Four Wave Mixing
 Sistemas DWDM de longo alcance e com altas taxas de bit
 ITU-T G.655
Zero Water Peak Fiber
 Eliminação do pico de água (OH), abrindo a janela toda a janela óptica de
1300 a 1600 nm
 Ideal para sistemas metropolitanos CWDM
 ITU-T G.652C

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 14


Tipos de Fibra Monomodo

0.6 Standard Single-Mode Fiber 20


Atenuação
(todas as fibras)
0.5
10
NZDF
EDFA
0.4

Dispersão (ps/nm×km)
0
Atenuação (dB/km)

0.3 Dispersion-
Shifted Fiber
Zero-OH Fiber
-10
0.2 Elimina o pico de água em
1385 nm
-20
0.1

1100 1200 1300 1400 1500 1600 1700

Lambda (nm)

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 15


Emissores Ópticos: Lasers
Laser: Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation

Evolução de Lasers Semicondutores

Alta potência de transmissão


Distribuição espectral estreita (alguns MHz)
Alta confiabilidade
Modulação direta ou externa
Disponível para aplicações com altas taxas de bit
Distributed Feedback (DFB) – utilizado nos sistemas DWDM da Padtec

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 16


Lasers: Modulação Direta e Externa
Laser Laser

Modulador
Driver Óptico
Pulsos
Pulsos ópticos
ópticos
Driver

Modulação Direta (chirping) Modulação Externa


Tolerâncias para taxa de bit STM-16 Tolerâncias para taxa de bit STM-64
 Laser com Modulação Direta:  Laser com Modulação Externa:
• 1.800 ps/nm (~100 km para SMF) • 2.000 ps/nm (~120 km para SMF)
 Laser com Modulação Externa:
• 10.000 ps/nm (~600 km para SMF)

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 17


Amplificadores Ópticos

AOs a fibra mudaram as regras de projeto de sistemas ópticos

Regiões Típicas de Operação:


 Banda C: 1530 nm a 1560 nm
 Banda L: 1575 nm a 1605 nm

AO necessita de laser(s) de bombeio: 980 nm e 1480 nm são os mais comuns

Érbio é utilizado como componente dopante em amplificadores ópticos a fibra


(EDFA = Erbium Doped Fiber Amplifier)

Amplified Spontaneous Emission (ASE) é um ruído faixa larga gerado pelo AO

Potência por canal óptico em sistemas com N canais:


PCANAL = PTOTAL – 3 x log N
2

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 18


AOs: Janela de Atuação

0.6
Atenuação (dB/km)

0.5
0.4
Banda
EDFA (C e
0.3 L)
Limite teórico
0.2
0.1
1100 1200 1300 1400 1500 1600 1700
Lambda (nm)
Transmissão em 1550 nm:
Região de perda mínima na fibra e
de atuação de EDFAs

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 19


AO: Degradação de OSNR

Amplificadores Ópticos degradam a OSNR devido à geração de ASE


 Figura de Ruído = (OSNR)entrada / (OSNR)saída

Portanto para uma determinada OSNR deve-se ter um número


limitado de AOs cascateados (spans)

Alternativa: uso de AOs de multi-estágios otimizados


− Primeiro estágio otimizado para baixa figura de ruído
­ Segundo estágio otimizado para alta potência de saída

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 20


Amplificadores Ópticos: Arquitetura Multi-Estágios

Primeiro estágio Segundo estágio


(baixa figura de ruído) (alta potência)

Fibra dopada Fibra dopada


Sinal de com Er3+ com Er3+ Sinal de
Entrada Saída

Isolador Isolador
Isolador
Óptico Óptico
Óptico

Bombeio Bombeio

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 21


Amplificadores Ópticos: ASE

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 22


Tópicos

Princípios de Transmissão WDM


 Evolução de Sistemas Monocanal para Sistemas DWDM
Amplificados

Tecnologias que Viabilizaram Sistemas DWDM


 Fibras Ópticas
 Lasers
 Amplificadores Ópticos

Limitações de Sistemas DWDM com Amplificação Óptica


 Dispersão Cromática
 Polarization Mode Dispersion (PMD)
 Efeitos Não-Lineares

Optical Transport Network

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 23


Sistemas Ópticos de Transmissão: Causas de Degradação

Atenuação
λ 1

λ 2
MUX

λ 3
AO
AO AO
AO AO
AO
λ 4

λ 5

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 24


Sistemas Ópticos de Transmissão

Emissão
Espontânea Ruído
λ 1

λ 2
MUX

λ 3
AO
AO AO
AO AO
AO
λ 4

λ 5

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 25


Sistemas Ópticos de Transmissão

Dispersão
Distorção
λ 1

λ 2
MUX

λ 3
AO
AO AO
AO AO
AO
λ 4

λ 5

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 26


Sistemas Ópticos de Transmissão

Efeitos
Não Lineares
λ 1

λ 2
MUX

λ 3
AO
AO AO
AO AO
AO
λ 4

λ 5 Espalhamento
Distorção
Crosstalk

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 27


Dispersão Cromática (DC)
1) Efeitos e conseqüências
O índice de refração tem um fator dependente do comprimento de onda, portanto as
diferentes componentes de freqüência dos pulsos ópticos se propagam em
velocidades distintas (as freqüências mais altas propagam-se mais rapidamente que
as freqüências mais baixas)
O efeito resultante é um alargamento dos pulsos ópticos e uma conseqüente
interferência entre estes pulsos

t t

t Fibra Óptica t

2) Alternativa
Compensação de DC, uso de fibras DS ou NZD ou uma combinação destas duas
técnicas

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 28


Variação Índice de Refração x Lambda

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 29


Dispersão Cromática: Paradigma

Saída do Transmissor Entrada do Receptor

tempo tempo

Sinal original Sinal regenerado

1 0 1 1 1 1

tempo tempo

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 30


Compensação de Dispersão
• Módulos Compensadores de Dispersão (MCD) podem ser usados para resolver o
limite por dispersão
• Os MCD atuam sobre todos os lambdas de um sistema DWDM
• Entretanto, adicionam custo e alta perda de inserção no sistema óptico
• MCD são muito mais custosos para SSMF
1600
Dispersão (ps/nm)

1200
F

DCM
SSM

800

400 ZDF
N

SSMF = 17 ps/nm-km
0 0 80 160 240 320 400 480
NZDF = 4,4 ps/nm-km
Span (km)

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 31


MCD: Módulo Compensador de Dispersão

MCD MCD

AOL AOL
80km - SMF 80km - SMF

MCD: Posicionado entre os 2 estágios de amplificação do amplificador de linha.

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 32


Modos de Polarização da Luz

Ey Um campo E é a soma
Ex vetorial dos componentes
Ex e Ey

O plano de oscilação do campo eletromagnético é uma combinação de dois


planos principais de oscilação (x e y), que definem os modos de
polarização da luz

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 33


Polarization Mode Dispersion

Simetria não perfeita da fibra óptica (núcleo da fibra não perfeitamente


concêntrico) causa uma diferença entre as velocidades de propagação dos
dois modos de polarização na fibra resultando no alargamento do pulso
óptico. y
x

Ey

Ex

Atraso de propagação entre


os modos de polarização

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 34


Polarization Mode Dispersion
Nas fibras comuns, os estados de polarização não se mantêm, isto
é, modificam-se de acordo com movimentações e variações na
temperatura da fibra

Como não se tem controle destes parâmetros, a medida da PMD


torna-se bastante complexa

PMD - Medida estatística da penalidade

Importante para sistemas a partir de 10 Gbit/s.

Tecnologias recente de fabricação produzem fibras de baixo PMD (<


0,5 ps/(km)1/2)

Penalidade apresenta-se como uma flutuação na taxa de erro

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 35


Efeitos Não Lineares

Efeitos de Espalhamento Estimulados


(associadas ao espalhamento)
 Stimulated Brillouin Scattering (SBS) → limitações na potência de tx
 Stimulated Raman Scattering (SRS) → crosstalk

Efeitos devido à Variação no Índice de Refração


(modulação do índice de refração pela variação na intensidade da luz)
 Self Phase Modulation (SPM) → alargamento espectral → distorção
 Cross Phase Modulation (XPM) → alargamento espectral, crosstalk
 Four-Wave Mixing (FWM) → crosstalk

Amplificadores ópticos de alta potência podem gerar todos os efeitos


não lineares acima, levando à degradação do desempenho do sistema
óptico.

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 36


Tópicos

Princípios de Transmissão WDM


 Evolução de Sistemas Monocanal para Sistemas DWDM Amplificados

Tecnologias que Viabilizaram Sistemas DWDM


 Fibras Ópticas
 Lasers
 Amplificadores Ópticos

Limitações de Sistemas DWDM com Amplificação Óptica


 Dispersão Cromática
 Polarization Mode Dispersion (PMD)
 Efeitos Não-Lineares

Optical Transport Network

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 37


Optical Transport Network (OTN)

Nova camada da rede de transporte


Suporte à crescente demanda por banda
 Tbit/s por fibra em enlaces DWDM
Suporte a novos serviços de banda larga
 Serviços a 2,5Gbit/s, 10Gbit/s, 40Gbit/s
 SDH, Ethernet, ATM, IP (IP ⇒ OTN ⇒ Fibra)
Gerenciamento de redes DWDM semelhante ao de redes SDH
Funcionalidades avançadas de OAM para todos os serviços
 Detecção de falha e degradação
 Verificação de SLA

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 38


Optical Transport Network (OTN)

Recomendações do ITU-T (Exemplos)


Arquitetura de Rede G.872

Interfaces, Taxas de bit, Estruturas G.709

Equipamentos G.798

Funções de Gerência de Equipamentos G.874

Desempenho de Jitter & Wander G.8251

Desempenho de Erro G.8201

Interfaces Físicas G.959.1

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 39


Optical Transport Network (OTN)

Estrutura de Quadro da Interface OTUk

3825

4080
3824
14
15
16
17
1

7
8

OTUk
1 Align
OH
OPUk OH
2 Client Signal
OTUk
mapped
OPU in
k Payload
3 ODUk FEC
OPUk Payload
4

Client Signal
OPUk - Optical Channel Payload Unit
ODUk - Optical Channel Data Unit
OTUk - Optical Channel Transport Unit
k = 1 (2,5G), 2 (10G), 3 (40G)
Fonte: ITU-T Rec. G.709

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 40


Optical Transport Network (OTN)

Aplicação

Cliente T R R R T Cliente

OTU OTU OTU OTU


ODU
OPU – Cliente

T Transponder OTN Terminal


R Transponder OTN Regenerador
Mux/Demux DWDM
Amplificador Óptico

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 41


Optical Transport Network (OTN)

Rede DWDM Sem Gerência OTN Com Gerência OTN


Detecção Gerência Cliente detecta
D
E Gerência DWDM não detecta Gerência DWDM detecta
G
R Localização Podem requerer medições com o Gerência DWDM provê medidas on-line
A tráfego fora de serviço (OTU e ODU)
D
A Pode requerer pessoal em campo para O problema de localização fica restrito a
Ç realizar medidas nas estações entre os uma OTU
à Clientes
O
Detecção e Gerências Cliente e DWDM detectam e localizam
F Localização
A
L Retorno à Desempenho e disponibilidade dos Desempenho e disponibilidade dos
H Operação enlaces posteriores ao que falhou enlaces posteriores ao que falhou
A param de ser monitorados continuam a ser monitorados

Problemas nos enlaces posteriores ao Problemas nos enlaces posteriores ao


que falhou serão detectados apenas que falhou podem ser detectados
após a correção da falha continuamente

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 42


Obrigado!

Padtec S/A Todos os direitos reservados Capítulo 2 - 43 padtec.com