Você está na página 1de 17

• Termodinâmica: - Temperatura - Escalas termométricas - Estados físicos da matéria –

Dilatação térmica – Calorimetria – 1ª lei da term. – Gases e ciclos t. - 2ª lei da term. –


Máquinas térmicas. – Entropia
• Oscilações: Movimento Harmônico Simples - Ondas e Fenômenos Ondulatórios –
Acústica: Fontes sonoras, Efeito Doppler, Audição
• Óptica geométrica: Princípios da Óptica Geométrica - Espelhos planos - Espelhos esféricos
– Refração – Lentes - Física da Visão - Instrumentos ópticos.
• Estática: Centro de massa, Alavancas e ferramentas. Treliças e estruturas de apoio.

Avaliação:
Notas: 𝑁 = 1 ; 2 ; 3 ; 4
𝑁 = 10 𝐩𝐫𝐨𝐯𝐚 + 5 𝒆𝒙𝒆𝒓𝒄í𝒄𝒊𝒐𝒔 + 5(𝒆𝒙𝒑𝒆𝒓𝒊𝒎𝒆𝒏𝒕𝒂𝒍) + 0,25. n 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐜𝐢𝐩𝐚çã𝐨 /2

𝑁 < 6 ----> Recuperação (Apenas assuntos com baixo desempenho)

( 1+2+3+4 )
𝑴é𝒅𝒊𝒂 𝐟𝐢𝐧𝐚𝐥 = ≥ 5,5 ----> Aprovado
4
Termologia

É a parte da Física que estuda os fenômenos


relacionados com a temperatura.
Calor e
Temperatura

Imagem: Greg L / GNU Free


Temperatura: é uma grandeza física,

Documentation License
que mensura a energia
cinética média ou grau de agitação
das partículas de um corpo.

Calor: é a energia térmica que flui de um corpo de


maior temperatura para um de menor temperatura, ou
seja corpos fora do equilíbrio térmico (temperaturas
diferentes).

T T
Estados da matéria
Os corpos são formados por partículas (átomos e moléculas),
e dependendo do grau de liberdade das partículas e da força
das ligações, podem estar nos estados:

têm forma e têm forma têm forma


volume bem indefinida e e volume
definidos volume definido indefinidos
Temperatura em
gases
O aumento da temperatura em um gás faz com que as
partículas se movimentem mais rapidamente, chocando-se
com mais força às bordas do recipiente, a isto chamamos
pressão.

Maior temperatura
Menor temperatura
Temperatura em
líquidos
Os líquidos têm suas partículas unidas, mas elas podem
transitar entre outras livremente. A temperatura só aumenta o
momento (velocidade) das partículas, mas dentro do sistema.
Temperatura em sólidos
Neste estado as partículas estão presas às suas vizinhas de
forma a não poder se movimentar livremente, estão estas
vibram em suas posições, pois a ligação química é muito mais
forte.
Termometri
a
É a parte da física que estuda métodos de medir a
temperatura, e nela são usados termômetros.
Termômetro: São dispositivos usados para medir a
temperatura de um corpo de maneira indireta. Maneira indireta
porque é impossível medir diretamente o “grau de
agitação” das partículas do corpo. Então o termômetro
mede um dos efeitos causados pela temperatura:

 Pressão de um gás, mantido o volume constante;


 Volume de um gás, mantida a pressão constante;
 Altura de uma coluna de líquido;
 Dilatação de um metal;
 Resistência elétrica de um condutor;
 Cor de corpo quente.
17.2
Tipos de
termômetros

Capilar
(fino)

Bulbo
(reservatório)
Termômetro
s
As grandezas físicas que são alteradas pela temperatura, em
geral, são proporcionais à ela (equação do 1º grau), podendo
ser usada a regra de três para comparações dos intervalos de
temperatura.

5 cm
9°C

3 cm
2 cm

3°C 1 cm

17.3
Escala termométrica de Celsius
(°C)
A calibração de um termômetro em Celcius é feita a partir dos
pontos de fusão e ebulição da água:

PV

STUDIO CAPARROZ

STUDIO CAPARROZ
PG

0°C 100°C
1o ponto fixo ou Ponto do gelo 2o ponto fixo ou Ponto do vapor
(gelo em fusão sob pressão normal) (água em ebulição sob pressão normal)
Escala Fahrenheit
Construída por Daniel Fahrenheit adotando o
0 °F como sendo a temperatura de uma mistura

Imagem: Pearson Scott Foresman / Wikimedia Foundation /Public


de água, gelo picado e sal, e o 100 °F como
sendo a temperatura do corpo humano. Essa
escala foi adotada para o primeiro termômetro
confiável a base de mercúrio.

Domain
Escala termométrica de Celsius e
Fahrenheit
Mais uma vez, podemos montar uma relação de
proporcionalidade entre os segmentos:

c – 0  – 32   – 32
= F  c= F
100 – 0 212 – 32 5 9
100 180

17.4
Escala termométrica de Kelvin (K)
Esta escala é denominada escala absoluta pois quando ela
zera o movimento das partículas também zera. Esta é a escala
usada no Sistema Internacional de Unidades.

A partir do resfriamento de um gás


BETMANN/CORBIS/LATINSTOCK
Kelvin percebeu que a cada grau Célsius
a sua pressão diminuía
em 1/273 da pressão
anterior. Logo concluiu
que no em -273°
não teria mais o
que diminuir da
Lord Kelvin pressão.
17.5
Escala Kelvin
Podemos, novamente, montar uma relação de proporcionalidade
entre os segmentos:

c – 0 T – 273
=  T = c + 273
100 – 0 373 – 273
100 100

17.5
A escala Kelvin e a escala Fahrenheit

F – 32 T – 273
= 
212 – 32 373 – 273
180 100

F – 32 T – 273
 =
9 5
ADILSON SECCO

17.5
Atividade avaliativa

-Construir termômetro adotando


uma escala própria.
-Converter desta escala para
Celsius.
-Atividade em trio.
-Apresentação dia 28/02/19.