Você está na página 1de 9

Sistemas de Informação

Rodrigo Zolli
Ciclo de vida e Processo de Desenvolvimento

A norma ISO 12207 fornece um framework para compreender as


atividades e processos do ciclo de vida do software da sua concepção até o
fim do seu uso, que podemos indicar pela figura a seguir.
Ciclo de vida e Processo de Desenvolvimento

Para garantir que o sistema faz o que o usuário deseja, utilizamos


duas técnicas: a verificação e a validação. Verificar significa analisar
se o produto de uma fase do processo de desenvolvimento está de
acordo com sua especificação. Validar significa analisar se o
produto de uma fase do processo de desenvolvimento está de
acordo com as expectativas do cliente.
Processo em Cascata
Também conhecido como Linear Sequencial. Nesse processo,
assumimos que as atividades de análise, projeto e implementação
podem ser feitas de forma sequencial, sem que sejam necessárias
interações entre as fases.

 Modelagem do Sistema, onde são estabelecidos os requisitos do


sistema do qual o software sendo realizado participa, incluindo
os requisitos de informação e de negócios.
 Análise de Requisitos, onde são modelados os requisitos de
informação, funcionais, comportamentais, de desempenho e de
interface do software.
Processo em Cascata
 Projeto, onde são planejadas as estruturas de dados, a
arquitetura do sistema e o comportamento é mapeado em
procedimentos.
 Codificação, onde o projeto é transformado em uma linguagem
inteligível pelo computador.
 Testes, onde verificamos e validamos
o software.
 Manutenção, onde garantimos a
usabilidade do software.
Prototipagem
No processo de Prototipagem (pura) o desenvolvedor interage diretamente
com o usuário, escutando seus pedidos e desenvolvendo, imediatamente, um
protótipo do produto desejado. O usuário, então, utiliza esse protótipo e
fornece ao desenvolvedor novas informações que o levam a modificar o
protótipo, de maneira a atender todas as necessidades do usuário.
É claramente um processo de desenvolvimento baseado em um ciclo de
realimentação de informações, com alta participação do usuário.
Não existe uma fase formal de análise ou projeto. Isso pode causar problemas
graves e difíceis de corrigir no produto final, dificultando de sobremaneira a
manutenção dos produtos. Pouca ênfase é dada à documentação.
Atualmente quase todos os processos de desenvolvimento utilizam
protótipos, mas não um ciclo de vida de prototipagem.
Prototipagem
Incremental
Sistemas complexos se alteram com o tempo, usando a interação do ciclo do
desenvolvimento para acompanhar a evolução do sistema.
O Processo Incremental pode ser entendido como uma combinação do linear
com a prototipagem. Tem o foco principal na entrega do produto. Para
realizá-lo, repetimos a sequencia linear ao longo do tempo de vida do
desenvolvimento do
sistema, buscando
Implementar
funcionalidades
essenciais ao cliente.
Espiral
Ele se diferencia do Processo incremental porque os produtos de cada ciclo
não são “subsistemas” do sistema original, mas sim produtos específicos que
atendem necessidades específicas do projeto, como por exemplo, “teste de
viabilidade” e “definição da interface com o usuário”.
Em cada ciclo da espiral, algumas atividades são realizadas em ordem
sequencial: comunicação com o cliente, planejamento, análise de riscos,
engenharia, construção e, finalmente, avaliação dos resultados.