Você está na página 1de 24

Pilotagem de Drones

Thiago Garcia Biacio

Dourados – MS
2019
Introdução
O que é drone?
Drone é um veículo aéreo não tripulado (VANT) e controlado remotamente
que pode realizar inúmeras tarefas.
• Drones são, em sua essência, aparelhos multirrotores elétricos (havendo
também os equipados com motores movidos a combustão interna)
controlados por controle remoto.
• Se assemelham a helicópteros, mas com, normalmente, quatro hélices,
também conhecido por quadricóptero.
• Há também os modelos com seis hélices, assim como com números
maiores de hélices, dependendo da destinação do equipamento.
• Eles são controlados por controle remoto, que se comunicam via rádio e
também via Wi-fi (tecnologia ponta a ponta) com os drones.
Qual a única certeza que temos quando opera-se um drone?

Que uma hora ele vai cair!!!


AERONAVE

NÃO TRIPULADA TRIPULADA

AEROMODELO RPA AUTÔNOMO


Orientações
Orientações
Orientações
Orientações
Orientações
Orientações
Regulamento
Pelo regulamento da ANAC, aeromodelos são as aeronaves não
tripuladas remotamente pilotadas usadas para recreação e lazer e as
aeronaves remotamente pilotadas (RPA) são as aeronaves não
tripuladas utilizadas para outros fins como experimentais, comerciais
ou institucionais.

Os dois tipos (aeromodelos e RPA) só podem ser operados em áreas


com no mínimo 30 metros horizontais de distância das pessoas não
anuentes ou não envolvidas com a operação e cada piloto remoto só
poderá operar um equipamento por vez.
Modo de operação
O equipamento
Classe 1: peso maior que 150 kg

• A regulamentação prevê que equipamentos deste porte sejam


submetidos ao processo de certificação similar ao existente para
as aeronaves tripuladas, com o ajustes dos requisitos de
certificação ao caso concreto. Os equipamentos serão registrados
no Registro Aeronáutico Brasileiro.
O equipamento
Classe 2: peso maior que 25 kg e menor ou igual a 150 kg

• O regulamento apresenta os requisitos técnicos a serem


observados pelos fabricantes. A aprovação de projeto ocorrerá
apenas uma vez.

• Os equipamentos serão registrados no Registro Aeronáutico


Brasileiro.
O equipamento
Classe 3: peso menor ou igual a 25 kg

• Aos equipamentos com peso menor ou igual a 25kg se aplicará


regra simplificada, constante na apresentação de manual de voo e
avaliação de segurança.
• Os equipamentos que forem operados até 400 pés (120 m) acima
do nível do solo e em linha de visada visual serão cadastrados
(apresentação de informações sobre o operador e equipamento).
O equipamento
Classes 1 e 2: peso maior que 25 kg

• Todos os pilotos deverão ser maiores de 18 anos.

• Será requerido Certificado Médico Aeronáutico.

• Serão requeridas licença e habilitação.

• Registros de todos os voos.


O equipamento
Classe 3: peso menor ou igual a 25 kg

• Todos os pilotos deverão ser maiores de 18 anos.

• Não será requerido Certificado Médico Aeronáutico.

• Serão requeridas licença e habilitação para quem pretender operar


acima de 400 pés (120 m).

• Não será necessário registro dos voos.


O equipamento
Aeromodelos

• Não há limite de idade.

• Não será requerido Certificado Médico Aeronáutico.

• Não serão requeridas licença ou habilitação (mas a operação


estará limitada a 400 pés ou 120 m).

• Não será necessário registro dos voos.


A operação
Longe de
pessoas?
NÃO
Operação de RPA
Perto de pessoas
anuentes?

Perto de pessoas
Voo recreativo? não anuentes?

Longe de
pessoas?
SIM
Aeromodelismo
Perto de pessoas
anuentes?

Perto de pessoas
= Desde que observadas regras não anuentes?
Resumo de regulamentação

¹ Todos os aeromodelos acima de 250 gramas e RPA entre 250 gramas e 25 kg que se destinem a operações na linha de visada visual (VLOS) até 400 pés acima
do nível do solo, devem ser cadastrados por meio de ferramenta online disponível no endereço sistemas.anac.gov.br/sisant.
² Para todos os sistemas de RPA Classe 2 e os de RPA Classe 3 que se destinam a operações além da linha de visada visual (BVLOS) ou acima de 400 pés, o
fabricante pode optar pelo processo de certificação de tipo estabelecido no RBAC nº 21 ou pela autorização de projeto na Subparte E do RBAC-E nº 94.
Importante – Conheça as leis para drones no
país que irá visitar
Ignorar as leis do país que você está viajando pode te dar vários
problemas. Você pode ser preso, levar uma multa, ter o drone
confiscado, e, dependendo o caso, ser deportado. Sugiro sempre
conferir o ”No Fly zones” no próprio site da DJI pra ver onde pode e
não pode. Até em algumas atualizações recentes, o próprio app da DJI
não deixa você decolar dependendo o local.
Bateria
Baterias de qualquer tipo não combinam com altas temperaturas!
Portanto, evite deixá-las em exposição ao sol ou próximas a chamas de
qualquer tipo. Além de prejudicar seu desempenho, há o risco de curto
circuito interno. Se sua bateria está estufada ou costuma esquentar
muito, procure o fornecedor e efetue uma troca, se houver garantia da
mesma.

IMPORTANTE: Algumas companhias aéreas possuem restrição quanto


ao transporte de baterias, sendo assim, antes de comprar a passagem,
entrem em contato e se informe quanto a isto.
Resumo das fases da regularização

DECEA
(certificado de ingresso ao espaço aéreo)

ANAC
(Autorização de uso)

ANATEL
(Homologação do módulo de frequência)