Você está na página 1de 32

BEATRIZ CARNEIRO

BRUNA FERNANDES
NEUSIANE RENATA
RODNEY FORMAGGINI
BIODIESEL

• SUMÁRIO;
• A INDÚSTRIA;
• MATÉRIA PRIMA;
• OPORTUNIDADES X DESAFIOS;
• LOCALIZAÇÃO;
• BIOTECNOLOGIA;
• INOVAÇAO;
• REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.
BIODIESEL

• Combustível derivado de fontes renováveis oleaginosas, é biodegradável e


ambientalmente correto. Pode substituir o combustível de origem fóssil total ou
parcialmente.
• Origem - Vegetal
- Animal

Fonte: http://www.portalmacauba.com.br/2017/03/progressao-do-biodiesel-e-oportunidade.html
BIODIESEL

• Surge para substituir o diesel nos veículos


pesados: ônibus, caminhões, máquinas
agrícolas e motores estacionários.
• Com objetivos de buscar fontes mais
sustentáveis de energia, melhorar a
qualidade do ar nos grandes centros
urbanos, redução dos gases de efeito
estufa.
A INDÚSTRIA

• Na indústria, a produção do biodiesel, gera a glicerina


(sabão) e o tocoferol (vitamina E na indústria
farmacêutica).

• Inclui a agricultura familiar na cadeia produtiva do


biodiesel, que garante selo combustível social. Oferece
vantagens aos pequenos produtores como assistência
técnica, por exemplo, e faz parte do Programa de
Biodiesel do Brasil.

Fonte: http://autos.culturamix.com/noticias/o-
funcionamento-do-biodiesel-o-combustivel-limpo
MATÉRIA PRIMA

• A maior parte da produção vem da soja, mas existem outras fontes que são
utilizadas em menor escala, algodão, mamona, girassol, dendê, entre outros.

• Apesar de não ter a maior densidade energética, a soja é pioneira na


produção de biodiesel por sua cultura já ser bem difundida, estudada, e
melhorada na técnica e na genética.

• O Brasil tem um grande potencial de biomassa para produção de biodiesel.


A Embrapa realiza importantes estudos na área. Um dos estudos é com a
Macaúba em MG.
Fonte:biocombustibles.wikispace
s.com/page/links/Biodiesel
LEGISLAÇÃO PARA EMPRESAS DE BIODIESEL

Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e


Biocombustíveis, criada em 1997 pela lei n º 9.478,
é o órgão regulador das atividades que integram as
indústrias de petróleo e gás natural e de
biocombustíveis no Brasil.

• Existem vários decretos, normas e resoluções


que devem ser seguidos para garantir um
produto padronizado, de qualidade e que seja
adequado para utilização como biocombustível.
OPORTUNIDADES

• Em Curitiba – PR, desde de 2009, sua frota coletiva utiliza ônibus 100% movidos a biodiesel

• Consequência: redução de emissão de 100% de enxofre; 67% de fumaça preta; 35% de monóxido de carbono.

• Oportunidade: expandir para todo território brasileiro

• O setor aéreo internacional tem a missão de reduzir emissões de gases de efeito estufa em 50% até 2050.

• Consumo 250 bilhões de litros/ano de querosene


- 10% de bioquerosene
- 25 bilhões de litros/ano de bioquerosene

Já foram realizados voos utilizando bioquerosene . Em um futuro próximo sua utilização será em grande escala.

• A indústria de biodiesel deve estar preparada para suprir o aumento do consumo de biodiesel!
OPORTUNIDADES
DESAFIOS

• Variação no preço da matéria prima, geralmente a


soja;
• Variação na produção da matéria prima, que conta
com interferências climáticas ;
• Variações nos leilões realizados pela Petrobrás;

GRANDES DESAFIOS NA
INDÚSTRIA DE BIODIESEL,
GRANDES OPORTUNIDADES A
SEREM CRIADAS.

Fonte: Mapa 2009


LOCALIZAÇÃO

Observou-se questões de
logística, proximidade com a
matéria prima, escoamento da
produção.
Um dos itens que mais onera a
produção agrícola no Mato
Grosso é o óleo diesel. O
biodiesel vem para a redução de
despesas.
Centro-Oeste que é a maior
região produtora de soja. No
estado do Mato Grosso Fonte: https://www.biodieselbr.com/usinas/ Fonte: https://www.biodieselbr.com/usinas/
LOCALIZAÇÃO

Município de Campo Verde – MT

A base econômica do município é Agricultura (soja,


sorgo, milho, algodão, etc.), pecuária de corte, cria
recria e engorda, agroindústria.
Baseia-se que 700 famílias de agricultores
familiares estejam envolvidas.
Há isenção de ICMS para produtores de soja,
girassol que beneficiem as oleaginosas em
empresas processadoras de óleo Fonte: https://www.biodieselbr.com/usinas/
BIOTECNOLOGIA

A biotecnologia promove impactos em diversos setores industriais por meio de


técnicas inovadoras.
BIOTÉCNICAS PARA O BIODIESEL

• Uso da Engenharia Genética para incrementos reais


para óleo em grãos de espécies oleaginosas.
• Uso das ferramentas para conferir resistências
genéticas às moléculas herbicidas, pragas e doenças.
• Uso de microalgas para extração de óleo para produção
de biodiesel.
• Praticar culturas que aumente percentual de lipídeos,
aumentando ainda mais a produção do biocombustível.
VANTAGENS DO BIODIESEL

• A queima do biodiesel gera baixos índices de poluição, não colaborando


para o aquecimento global.
• Trata-se de uma fonte de energia renovável.

• Deixa a economia dos países menos dependentes dos produtores de


petróleo, que é fonte finita de recurso.
• Tem fácil transporte e fácil armazenamento, devido ao seu menor risco de
explosão.
• Vem com o Plano Nacional com uma visão social ao incluir a agricultura
familiar na cadeia produtiva;
INOVAÇÃO

• Um Sistema de Inovação Sustentável é


constituído por elementos e relações
humanas, naturais e sociais, que interagem
na produção, difusão e uso de novas e
social, ambiental, econômica e
institucionalmente conhecimento útil que
contribui para padrões de produção e
consumo sustentáveis.” (JOHNSON E
LEHMANN, 2006).
Fonte: www.desafiosdaeducacao.com.br/inovacao-disruptiva-
educacao-superior-3-coisas-voce-precisa-saber/
INOVAÇÃO

1. Criação de plantas transformam em biodiesel qualquer matéria graxa com baixo índice
de acidez e triglicerídeo ;
2. Comercialização no exterior através de atrativos econômico e sustentável;
3. Processos, por recuperação energética, baixo consumo de insumos químicos e
industriais;
4. Diversificar a matéria prima através de resíduos de outra empresa, que além de
poluente, não tinha a menor utilidade.
“ O biodiesel pode contribuir favoravelmente para o equacionamento de
questões fundamentais para o país, como geração de emprego e renda, inclusão
social, redução das emissões de poluentes, das disparidades regionais e da
dependência de importações de petróleo, envolvendo, portanto, aspectos de
natureza social, estratégica, econômica e ambiental”.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

• Desenvolvimento de novos produtos e serviços-5 etapas para inovar. Disponível


em:<http://empreendedormoderno.com.br> Acessso em 26 de agostol de 2017.
• Manual de Desenvolvimento de Produtos. Disponível em: <http://www.decarvalho.eng.br> Acesso
em 26 de agostode 2017.
• TAVEIRA. S. A, Etapas do processo de desenvolvimento de produto. Disponível
em:<http://dexteradesign.blogspot.com.br> Acesso em 26 de agosto de 2017.
• Projeto em Gestão da Produção. Disponível em:<http://cra-ma.org.br> Acesso em 27 de agosto de
2017.
• JÚNIOR. M. R, Projeto de Processos. Universidade Federal do Paraná, 2015.
BEATRIZ CARNEIRO
BRUNA FERNANDES
NEUSIANE RENATA
RODNEY FORMAGGINI
SUMÁRIO

• Tipos de reação
• Fluxograma geral do processo
• Etapas da produção
• REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.
TIPOS DE REAÇÕES

• O biodiesel obtido a partir de métodos de microemulsão e cracking térmico possuem


um menor número de cetano, originando combustões incompletas e mais poluentes. A
transesterificação é o método mais comum para a produção de biodiesel, devido à sua
simplicidade, e tem sido aplicada industrialmente para converter o óleo vegetal em
biodiesel de forma rápida, mais eficiente e menos dispendiosa do que os restantes
métodos.
PREPARAÇÃO DA MATÉRIA-PRIMA

• Proporcionar melhores condições


• Esteira vibratória
• Extrusão
• Prensagem
• Filtração
• Decantação
• Redução de acidez e umidade
TRANSESTERIFICAÇÃO

Óleo ou Gordura + Metanol =


Ésteres Metílicos + Glicerol

Óleo ou Gordura + Etanol =


Ésteres Etílicos + Glicerol

NaOH x KOH
SEPARAÇÃO DE FASES

• Fase pesada x Fase leve


• Decantação
• Centrifugação
RECUPERAÇÃO DO ÁLCOOL DA GLICERINA E DOS
ÉSTERES
DESIDRATAÇÃO DO ÁLCOOL
PURIFICAÇÃO DE ÉSTERES

Lavagens
Centrifugação
Desumidificação
DESTILAÇÃO DA GLICERINA
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

• M. E. Borges e L. Díaz, “Recent developments on heterogeneous catalysts for biodiesel production by oil esterification
and transesterification reactions: A review,” Renewable and Sustainable Energy Reviews, vol. 16, pp. 2839-2849, 2012.

• Desenvolvimento de novos produtos e serviços-5 etapas para inovar. Disponível


em:<http://empreendedormoderno.com.br> Acessso em 26 de agostol de 2017.
• Manual de Desenvolvimento de Produtos. Disponível em: <http://www.decarvalho.eng.br> Acesso em 26 de
agostode 2017.
• TAVEIRA. S. A, Etapas do processo de desenvolvimento de produto. Disponível
em:<http://dexteradesign.blogspot.com.br> Acesso em 26 de agosto de 2017.
• Projeto em Gestão da Produção. Disponível em:<http://cra-ma.org.br> Acesso em 27 de agosto de 2017.
• JÚNIOR. M. R, Projeto de Processos. Universidade Federal do Paraná, 2015.

Você também pode gostar