Você está na página 1de 33

O FUTURO DA

INDÚSTRIA
DO VESTUÁRIO
Prof.ª Andressa
Jaqueline Gonçalves
de Macedo

Imagem: Shutterstock
Tecnologia da confecção
Prof.ª Andressa Jaqueline Gonçalves de Macedo
DIFICULDADES ENCONTRADAS PELO SETOR

Livro tecnologia da confecção p.174

 O mercado da confecção é um dos setores que mais cresce


e por se tratar de um mercado amplo envolve grandes
desafios.

 Com o grande número de empresas especializadas no setor


de confecção, a concorrência tem crescido cada vez mais.
DIFICULDADES ENCONTRADAS
PELO SETOR

 Fatores competitivos.

 Consumo desenfreado.

 Novas tecnologias.

 Mãe de obra qualificada.

 Sustentabilidade.

Lorem ipsum
DIFICULDADES ENCONTRADAS
PELO SETOR

 As preocupações acerca
de sustentabilidade têm
se pautado, não somente,
na fabricação dos
produtos, mas também
nos olhos do consumidor
no momento da compra.

Imagem: Shutterstock

Lorem ipsum
 A sustentabilidade
continuará sendo
primordial na cadeia
produtiva têxtil, assim
como passará a ser cada
vez mais essencial na
decisão de compra do
consumidor final.

Lorem ipsum
1:52

Renova Lavanderia Industria Sustentabilidade

https://www.youtube.com/watch?v=5ad0qE2PCZA

Lorem ipsum
INDÚSTRIA 4.0
A INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO DO FUTURO

Lorem ipsum
RUMO À INDÚSTRIA 4.0 A INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO
DO FUTURO

O termo Indústria 4.0 se refere à Quarta Revolução


Industrial que é, frequentemente, entendido como aplicação
do conceito genérico de Sistemas Ciberfísicos nos sistemas de
produção (BRUNO, 2017, p. 36).

Lorem ipsum
RUMO À INDÚSTRIA 4.0 A INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO
DO FUTURO

O que é Indústria 4.0?

 Inteligência Artificial.

 Máquinas e softwares.

Lorem ipsum
RUMO À INDÚSTRIA 4.0 A INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO
DO FUTURO

A inteligência artificial irá automatizar funções que hoje são


desempenhadas por pessoas, ajudando as empresas a tomar
decisões complexas mais rapidamente, podendo, inclusive,
prever o que os clientes precisam e querem dos novos
produtos. (SENAI; CETIQT, 2017, p. 9).

Lorem ipsum
RUMO À INDÚSTRIA 4.0 A INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO
DO FUTURO

 Em outras palavras, o conceito Indústria 4.0 se


baseia em sistemas físicos e virtuais (máquinas e softwares)
que se comunicam, articulam-se e se relacionam de forma
eficiente, orgânica e autônoma.

Lorem ipsum
RUMO À INDÚSTRIA 4.0 A INDÚSTRIA DE
CONFECÇÃO DO FUTURO

Lorem ipsum
RUMO À INDÚSTRIA 4.0 A INDÚSTRIA DE
CONFECÇÃO DO FUTURO
De que maneira mercado têxtil e de moda serão
beneficiados?
 Permitirão que as empresas criem, rapidamente, produtos.
 Encurtem seu ciclo de desenvolvimento.
 Possibilitarão a manufatura de produtos
de forma mais ágil, aproximando a produção
do consumidor, personalizando a produção em
massa e gerando menos estoque.

Lorem ipsum
Pontos principais para a implantação da Indústria
4.0 nos sistemas de produção inteligentes.
 Interoperabilidade: conexão entre homem e
máquina por meio da internet .
 Virtualização: processo que irá permitir o monitoramento
remoto de todos os processos por meio de sensores
instalados.
 Descentralização: tomada de decisões em
tempo real por meio de sistemas ciberfísicos,
em que as máquinas, além de receberem comandos,
poderão fornecer informações sobre seu ciclo de trabalho.
 Operação em tempo real: coleta e tratamento
de dados de forma instantânea, possibilitando a tomada de
decisões em tempo real.
Lorem ipsum
00:00 a 3:07
Fantástico - Moda do futuro usa impressora 3D

https://www.youtube.com/watch?v=iXUp12asTqQ

Lorem ipsum
RUMO À INDÚSTRIA 4.0 A INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO
DO FUTURO

No futuro, as novas fábricas


adotarão negócios que
estabelecerão redes globais
que incorporaram suas
máquinas, sistemas de
armazenamento e instalações
de produção sob a forma de
Sistemas Ciberfísicos.
(Flávio da Siqueira Bruno)

Imagem: Shutterstock

Lorem ipsum
A INDÚSTRIA TÊXTIL E A IMPRESSÃO 3D

Lorem ipsum
A INDÚSTRIA TÊXTIL E A IMPRESSÃO 3D

 A impressora 3D surgiu nos anos 80, quando o Dr. Hideo


Kodama tentou registrar como tecnologia de prototipagem
rápida para analisar e testar protótipos de produtos
antes de irem para a produção em série.

Somente em 1986, Charles Hull efetuou a patente, com a


máquina SLA no ano de 1983, e co-fundou a empresa 3D
Systems Corporation que, atualmente, é uma das maiores de
impressão 3D (KUHN; MINUZZI, 2015 apud ABREU; MENEZES,
2017, p. 2).
A INDÚSTRIA TÊXTIL E A IMPRESSÃO 3D

 Responsável pela impressão de produtos projetados a


partir de um software digital que, posteriormente, é
impresso por uma máquina, por meio de camadas da
matéria-prima depositada na plataforma de impressão até
que se obtenha a peça por completo.

Lorem ipsum
A INDÚSTRIA TÊXTIL E A
IMPRESSÃO 3D

 O uso da impressão 3D na
moda foi em 2010, com os
vestidos 3D desenvolvidos
pela estilista holandesa Iris
Van Herpen para a sua
coleção de inverno,
denominada Crystallization,
apresentada no Amsterdam
Fashion Week

http://ficadicabyli.blogspot.com/2010/08/3d-printed-haute-couture.html

Lorem ipsum
3:08 min a 4:31 min
Fantástico - Moda do futuro usa impressora 3D

https://www.youtube.com/watch?v=iXUp12asTqQ

Lorem ipsum
A INDÚSTRIA TÊXTIL E A
IMPRESSÃO 3D
No Brasil, a Noiga, empresa
de acessórios que trabalha
com a comercialização de
produtos fabricados na
impressora 3D.
 brincos, colares, anéis,
pulseiras e bolsas .

http://www.noiga.com.br/GRID-Brinco-solido-verde-militar#.XMpIhzBKjIU

Lorem ipsum
A DUALIDADE DA MODA: FAST FASHION
VERSUS SLOW FASHION

Vivemos em uma sociedade


que esteve por anos refém
do consumo acelerado.
Vamos entender os conceitos
de dois modelos de sistemas:
 Fast fashion.
 Slow fashion.

Lorem ipsum
A DUALIDADE DA MODA: FAST
FASHION VERSUS SLOW
FASHION

 O consumo e a produção
em alta escala de forma
rápida e barata, esta
configurada como fast
fashion ou moda rápida.

Lorem ipsum
A DUALIDADE DA MODA: FAST FASHION VERSUS
SLOW FASHION

 Rede de lojas como Zara e H&M são conhecidas por


adotarem modelo de sistema, fast fashion.

Lorem ipsum Imagens: Shutterstock


A DUALIDADE DA MODA: FAST FASHION VERSUS
SLOW FASHION
 O slow fashion, sistema
produtivo de moda,
atua contra o consumo
exagerado de coisas
desnecessárias ou que não
apresentem sintonia com
o comportamento social e
sustentável .

Lorem ipsum
A DUALIDADE DA MODA: FAST FASHION VERSUS
SLOW FASHION

Muitas marcas que adotam o segmento slow fashion acabam


utilizando noções de sustentabilidade e, geralmente, por
serem pequenas ou de médio porte, estão mais próximas do
seu consumidor final (ALMEIDA; DAMASCENO; MACEDO,
2016, p. 8).

Lorem ipsum
A DUALIDADE DA MODA: FAST FASHION VERSUS
SLOW FASHION

 O slow fashion é um sistema de produção que carrega o


uso de técnicas manuais na confecção dos produtos,
independentemente, da área de atuação, fazendo o uso de
materiais e tecidos duráveis e com
apelo sustentável, principalmente, com a produção
em baixa escala.

Lorem ipsum
PRODUÇÃO MAIS LIMPA: PROCESSO ZERO WASTE

 Pouco conhecido no Brasil, o design zero waste pode


ser encontrado em algumas indústrias de moda que
apresentam viés mais sustentável em sua produção,
em que há grande necessidade em reduzir desperdícios
para contribuir com a redução de custos da
empresa e, principalmente, o desenvolvimento de
resíduos.

Lorem ipsum
PRODUÇÃO MAIS LIMPA: PROCESSO ZERO WASTE

 O design zero waste possui


vantagem em relação aos
softwares de CAD, devido
à lógica acrescentada ao
design de produtos do
vestuário e ao setor de
moda.

Lorem ipsum
Compartilhe
conhecimento,
adquira
experiências.

Macedo, Andressa J. G. de . Livro tecnologia da confecção p. 204