Você está na página 1de 26

Lubrificantes e Lubrificação

Manutenção Mecânica – 4 INTEL


Prof. Francisco da Silva Chico
Lubrificação e
Lubrificantes

1,9%
1.299.254 m3  2018

1.275.519 m3  2017

Fonte: http://portallubes.com.br/2019/02/mercado-de-lubrificantes-cresce-em-2018
Fonte: http://portallubes.com.br/2019/06/mercado-de-lubrificantes-tem-alta-de-5-no-primeiro-quadrimestre/
Lubrificação e
Lubrificantes

1. Conceitos e Objetivos
2. Tipos de Lubrificantes
3. Características Físicas dos Lubrificantes
4. Aditivos
5. Resumindo e Miscelâneas
6. Instruções de Lubrificação (Manuais de MF)
7. Classificação dos Óleos Lubrificantes
8. Classificação das Graxas
Lubrificação e
Lubrificação: Lubrificantes

Conceito Consiste na formação de uma película que impede o


contato direto entre duas superfícies, que se movam
relativamente entre si, reduzindo ao mínimo, o atrito
entre as partes.

Lubrificantes:

São substâncias químicas obtidas através da mistura de


óleos básicos (claro ou escuro) mais aditivos (claro ou
escuro), adequadas, usadas em superfícies para
formação da película protetora diminuindo o atrito entre
as mesmas.

Objetivos
Vedar
Proteger
Limpar
LUBRIFICAR
Arrefecer
Lubrificação e
Lubrificantes

1. Conceitos e Objetivos
2. Tipos de Lubrificantes
3. Características Físicas dos Lubrificantes
4. Aditivos
5. Resumindo e Miscelâneas
6. Instruções de Lubrificação (Manuais de MF)
7. Classificação dos Óleos Lubrificantes
8. Classificação das Graxas
Lubrificação e
Lubrificantes

TIPOS
De acordo com seu estado fi’sico

LIQUIDO - https://www.youtube.com/watch?v=SYfzXXeXyFk

PASTOSO - https://www.youtube.com/watch?v=_tqvj6ENSd8

GASOSO - https://www.youtube.com/watch?v=iW_y25rfM-M

SOLIDO - https://www.youtube.com/watch?v=a6I5vVAKwZg
Lubrificação e
Lubrificantes

1. Conceitos e Objetivos
2. Tipos de Lubrificantes
3. Características Físicas dos Lubrificantes
4. Aditivos
5. Resumindo e Miscelâneas
6. Instruções de Lubrificação (Manuais de MF)
7. Classificação dos Óleos Lubrificantes
8. Classificação das Graxas
Caracteri’sticas
• Ponto de Fulgor: a temperatura em que o óleo, quando aquecido em aparelho adequado,
desprende os primeiros vapores que se inflamam momentaneamente em contato com a chama.

• Ponto de Combustão: a temperatura na qual o óleo, aquecido no mesmo aparelho para a


determinação do ponto de fulgor, continuará, uma vez inflamado, a queimar por mais de cinco
segundos. Esta temperatura é ligeiramente superior a do ponto de fulgor.

• Ponto de Fluidez: a temperatura em que o óleo, submetido a um resfriamento, deixa de escoar


livremente. Esta característica tem grande importância no caso especial dos lubrificantes
utilizados em locais muito frios.

• Índice de Viscosidade é a expressão numérica da variação da viscosidade com a variação da


temperatura (LVI / HVI / MVI)

• Viscosidade

• Densidade
Lubrificação e
Lubrificantes

1. Conceitos e Objetivos
2. Tipos de Lubrificantes
3. Características Físicas dos Lubrificantes
4. Aditivos
5. Resumindo e Miscelâneas
6. Instruções de Lubrificação (Manuais de MF)
7. Classificação dos Óleos Lubrificantes
8. Classificação das Graxas
Aditivos
Lubrificação e
Lubrificantes

1. Conceitos e Objetivos
2. Tipos de Lubrificantes
3. Características Físicas dos Lubrificantes
4. Aditivos
5. Resumindo e Miscelâneas
6. Instruções de Lubrificação (Manuais de MF)
7. Classificação dos Óleos Lubrificantes
8. Classificação das Graxas
 Duas funções principais: Minimizar atrito e reduzir calor.

 Se a espessuro do filme lubrificante for adequado e o


lubrificante estiver limpo, o desgaste sera’ minimizado.

 Fornecer proteção contra corresão

 Algumas aplicações exigem lubrificantes com muitos


aditivos, para que possam realizar adequadamente
diversas tarefas.

 Às vezes, o proprio lubrificante falha.

 Diversos tipos de falhas de engrenagem podem ser


rastreadas até uma falha no lubrificante

 Regra geral, o’leos sintéticos são excelentes na grande


maioria das situações com engrenagens
Lubrificação e
Lubrificantes

1. Conceitos e Objetivos
2. Tipos de Lubrificantes
3. Características Físicas dos Lubrificantes
4. Aditivos
5. Resumindo e Miscelâneas
6. Instruções de Lubrificação (Manuais de MF)
7. Classificação dos Óleos Lubrificantes
8. Classificação das Graxas
Centro de Usinagem
Torno CNC
Fresadora Universal
Torno Horizontal
Lubrificação e
Lubrificantes

1. Conceitos e Objetivos
2. Tipos de Lubrificantes
3. Características Físicas dos Lubrificantes
4. Aditivos
5. Resumindo e Miscelâneas
6. Instruções de Lubrificação (Manuais de MF)
7. Classificação dos Óleos Lubrificantes
8. Classificação das Graxas
Lubrificação e
Lubrificantes
Mineral

É o produto mais tradicional no mercado:

-- Menor intervalo entre trocas;


-- É mais barato que os sintéticos e os semissintéticos.

Semissintéticos

A base semissintética é uma mistura de óleos básicos minerais e sintéticos, que apresenta
um desempenho superior ao do mineral sem chegar aos níveis do sintético:

-- Desempenho superior ao óleo mineral;


-- Custo inferior ao sintético.

Sintéticos

Possui alto grau de pureza e desempenho superior aos semissintéticos e minerais:

-- Economia de combustível ;
-- Menor consumo de óleo;
-- Maior resistência à oxidação (envelhecimento), possibilitando maiores intervalos de
troca;
-- Partidas rápidas a baixas temperaturas.
Lubrificação e
Lubrificantes
Grau SAE

A classificação SAE (Society of Automotive Engineers) classifica o lubrificante pela


sua viscosidade.

Dois grupos:

-- Monoviscosos
-- Multiviscosos
Lubrificação e
Lubrificantes
Lubrificação e
Lubrificantes

1. Conceitos e Objetivos
2. Tipos de Lubrificantes
3. Características Físicas dos Lubrificantes
4. Aditivos
5. Resumo
6. Instruções de Lubrificação (Manuais de MF)
7. Classificação dos Óleos Lubrificantes
8. Classificação das Graxas
Lubrificação e
Lubrificantes
De acordo com a natureza do sabão metálico utilizado em
sua fabricação, as graxas podem ser classificadas em:

-- graxas de sabão de lítio


-- graxas de sabão de cálcio
-- graxas de sabão de sódio
-- graxas de complexo de cálcio
-- graxas de bases mistas
Lubrificação e
Lubrificantes

VANTAGENS DA GRAXA VANTAGENS DO OLEO


As graxas promovem uma melhor Os óleos dissipam melhor o calor do
vedação contra a água e impurezas. que as graxas.
Quando a alimentação de óleo não
pode ser feita continuamente,
Os óleos lubrificam melhor em altas
empregam-se as graxas, pois elas
velocidades.
permanecem nos pontos de
aplicação.
As graxas promovem maior economia
Os óleos resistem melhor à oxidação.
em locais onde os óleos escorrem.