Você está na página 1de 22

Arquitetura e

Escultura
Renascentista
Arquitetura
 A arquitetura é
responsável pelo
desenho dos edifícios.
Todas as formas, curvas,
cúpulas, arcos presentes
nas construções são
obras de arquitetos.
 No Renascimento a
arquitetura acompanhou
o desenvolvimento Filippo Brunelleschi (1377-1446), um dos
artístico da época. grandes nomes da arquitetura
renascentista.
Mas Antes...
 Vamos só dar uma olhadinha  Prestemos atenção em um
em algumas características tipo de construção específico,
arquitetônicas de outros que nos permita diferenciar
períodos anteriores ao os estilos que o produziu: as
Renascimento. Igrejas.

 Como sabemos, na Europa, o


 Com isso conseguiremos ter maior poder dessa época que
uma boa idéia geral de como estudamos e das anteriores à
a arquitetura é importante e ela emanava da Igreja. Uma
transmite o pensamento e a dominação que guiava as
forma de vida dos homens mentes e a produção de seus
que a produzem. contemporâneos, dentre eles
artistas, arquitetos.
A arquitetura Românica
 Leva esse nome pela
semelhança com as
construções romanas.
 Engloba as edificações
construídas na Europa
nos séculos XI e XII.
 As igrejas eram
construções fortes, de Sé do Porto, Portugal
grossas paredes, e eram
chamadas de “Fortaleza
de Deus”.
Românico:
Era comum a prática da peregrinação
nos séculos XI e XII pela Europa. Estes
desejavam alcançar em sua viagem
lugares santos, tais como Jerusalém,
Santiago de Compostela.
Nos vilarejos ou cidades que se
encontravam na rota desses viajantes,
as igrejas serviam de abrigo para os
peregrinos.
Daí, vamos observar a construção das
igrejas em forma de cruz com uma torre
formada no entroncamento. Ao lado do
corredor agregou-se corredores que
conteriam as relíquias e obras de arte da
igreja, afim de que quem queira apreciá-
los não atrapalhe os que estão nos
Sé de Coimbra, Portugal bancos.
 Numa época em que o
analfabetismo
muitíssimo comum, as
igrejas recorriam a
pinturas e esculturas
com temas bíblicos
como adorno e objeto de
instrução de fiéis.
 Não é gratuita a forma
da nave da igreja, com o
púlpito à frente dos fiéis
sentados, muito
parecida com uma sala
de aula que
conhecemos hoje, não?

Planta de catedral Românica


Catedral de
Roskilde
Sjaelland,
Dinamarca

Basílica da Borgonha
Borgonha, França

Igreja de São
Domingo
Santo Domingo
Arquitetura Gótica

Basílica de São
Dennis, Paris – 1140

A primeira igreja a
apresentar
características
góticas.
 Como vimos acima, o período em
que se desenvolve a arte gótica
começa no século XII.

 Lembremos que era uma época


em que se viva uma intensificação
das atividades comerciais e da
vida urbana.

 As igrejas eram um importante


espaço nesse novo cenário
urbano crescente no Velho
Continente.

 As torres altíssimas e a grande


Essa abóboda é da igreja que vimos no slide
luminosidade, que davam um ar anterior. As estruturas que sustentam os arcos
celestial ao ambiente interno da ficam expostas; a isso se dá o nome de abóboda
igreja, além de chegarem mais de arestas. É a principal característica da
perto dos céus, são arquitetura gótica, presente na maioria das
igrejas construídas seguindo o estilo.
características marcantes do
estilo.
A Catedral de Notre Dame, Paris, começou a ser
construída em 1155, sendo terminada no final do
século XII. Traz em sua estrutura os arcobotantes,
que permitem mais altura nas paredes laterais e
abóbodas.
A partir do século XIII, a
arquitetura gótica atingira seu
ápice, tendo presente nesse
momento em seus
monumentos vitrais
gigantescos e maravilhosos.
Abadia de Westminster, Londres
Catedral de Colonia, Alemanha
Arquitetura Renascentista
 A arquitetura  A construção baseava-
renascentista não vai ter se em cálculos
suas paredes reforçadas matemáticos, de modo a
ou torres que tocavam o deixar explícitos a ordem
céu. Mas procurava-se e disciplina que havia
uma obra perfeita, no naquele lugar a qualquer
interior da qual de todos um dos visitantes, de
os pontos se tinha a qualquer ponto em que
mesma compreensão este esteja.
visual do local.
Catedral de Santa Maria del Fiore, Florença
Itália – obra de Brunelleschi
 Seguindo a linha que já
conhecemos na pintura,
de aproximação entre
arte e ciência, a
arquitetura terá o auxílio
de ciências como
matemática e geometria
para que as obras
atingissem o máximo de
harmonia possível.

Capela Pazzi, Florença.


Esculturas
Escultura Gótica
 A escultura Gótica de
certa maneira vem a
acompanhar a
arquitetura, servindo
como adorno às
edificações, com
estátuas e baixos-
relevos.
 A partir do século XIII
temos obras com
autores conhecidos.

 Crucificação – 1303, Giovanni Pisano.


Escultura Renascentista
 O mais importante  As características
escultor do renascentistas advém da
Renascimento foi sua concepção do ser
humano. Uma confiança
Michelangelo. na beleza e na
Observando as suas capacidade da raça, que
várias esculturas, se transfigura nas
feitas para atender esculturas como uma
pedidos de mecenas espécie de virtude
como os Médice ou a interior, sentimento
verdadeiro e consciência
Igreja, notamos algo por parte das figuras
especial. humanas retratadas.
Em Moisés, de Michelangelo, podemos perceber
um realismo absurdo. Vejam o braço e a
expressão facial. Foi após terminar essa obra
que Michelangelo gritou: Parla! (Fale!).
Essa obra é a Pietá, também de
Michelangelo. Nela, além do
realismo dos panos, faces e corpos,
podemos observar que Maria está
muito maior que Jesus. O autor
privilegia a figura da mãe, a
colocando capaz de aninhar o seu
filho.
Davi, de Michelangelo. Os ideais de
beleza greco-romanos explícitos
dialogam com a força da expressão
heróica de Davi. Algumas
desproporções (tamanho da mão, por
exemplo) passam a idéia de um
jovem adulto, pronto para enfrentar
qualquer desafio.
O dia e a noite, feita por
Michelangelo para adornar o
túmulo de Júlio de Médice, em
Florença.
A noite tem 1,94m e o dia
2,05m.

Você também pode gostar