Você está na página 1de 43

CITOPLASMA E

ORGANELAS
CITOPLASMÁTICAS

Profa. Keyla Christianne


Algumas considerações
importantes:

 Apesar da diversidade, algumas células


compartilham ao menos três
características:

• São dotadas de membrana plasmática;


• Contêm citoplasma (grego kytos, célula e
plasma, líquido);
• Possuem material genético (DNA).
1. O CITOPLASMA DAS
CÉLULAS PROCARIÓTICAS

 Células procarióticas: não possuem


material genético envolvido pela carioteca.
Ex.: bactérias e cianobactérias (Reino
Monera);

 O citoplasma das células procarióticas é


formado por citosol, moléculas de DNA
(nucleóide) e milhares de ribossomos.
CITOPLASMA- Célula Bacteriana
(procarionte)
2. O CITOPLASMA DAS CÉLULAS
EUCARIÓTICAS

 Células eucarióticas: possuem material


genético envolvido pela carioteca. Ex.:
protozoários, fungos, vegetais e animais.

 O citoplasma das células eucarióticas é


formado por citosol, organelas
citoplasmáticas e citoesqueleto.
CITOPLASMA- Célula Animal
(eucarionte)
CITOPLASMA- Célula Vegetal
(eucarionte)
3. Os componentes do
citoplasma (células eucarióticas)

 Citosol (hialoplasma): material gelatinoso


(fluído: sol/ viscoso: gel) rico em água e
substâncias que contém as organelas
celulares e o citoesqueleto.
 Citoesqueleto: presente somente em
células eucarióticas.
 Organelas celulares: presente somente
em células eucarióticas.
4. CITOESQUELETO

 Funções:
a) Define a forma e
organiza a estrutura
interna da célula;
b) Possibilita o
deslocamento de
materiais no
interior da célula.
4. CITOESQUELETO

 Componentes:
a) Microfilamentos de actina: formados
pela proteína denominada actina;
b) Microtúbulos: formados pela proteína
denominada tubulina;
c) Filamentos intermediários: constituídos
pela proteína queratina.
4. CITOESQUELETO
4. CITOESQUELETO e
movimento celular

 Ciclose: contínuo movimento de organelas


citoplasmáticas e substâncias do citosol;
 Movimento amebóide: formação de
pseudópodes (“falsos pés”).
5. ORGANELAS CELULARES

 As diversas estruturas presentes no


citoplasma das células eucarióticas
desempenham funções específicas,
essenciais à vida da célula.
a) Retículo endoplasmático
(R.E.): tubos e bolsas membranosas

 Retículo endoplasmático RUGOSO


(R.E.R.): apresentam ribossomos aderidos
às bolsas membranosas.

Funções:
a) Produção de proteínas para exportação;
b) Produção de enzimas lisossômicas.
a) Retículo endoplasmático
(R.E.): tubos e bolsas membranosas

 Retículo endoplasmático LISO


(R.E.L.): não apresentam ribossomos.
Funções:
a) Síntese de ácidos graxos, fosfolipídios e de
esteróides (lipídios em geral).

OBS.: Em células das gônadas sexuais,


encontramos grande quantidade de R.E.L.
a) Retículo endoplasmático
(R.E.): tubos e bolsas membranosas

 Funções que são comuns ao R.E.R. e


R.E.L.:

Transporte de substâncias;

Armazenamento de substâncias.
b) Ribossomos
 Constituição:
duas subunidades
de tamanhos
diferentes,
formados por
RNA ribossômico
e proteínas.
 Função: síntese
de proteínas.
c) Complexo Golgiense ou
complexo de Golgi
 Constituição: 6 a 20
membranas bolsas
(cisternas)
achatadas/empilhadas.
 Funções:
a) Síntese de
carboidratos;
b) Secreção e
armazenamento celular;
c) Formação do
acrossomo dos
espermatozóides.
c) Complexo Golgiense-
SECREÇÃO CELULAR
 Mecanismo:

1. R.E.R.: síntese de proteínas; formam-se vesículas


e ocorre o transporte dessas vesículas para o
complexo golgiense;
2. Complexo Golgiense: concentração e
enpacotamento das proteínas;
3. Bolsas cheias de enzimas se deslocam até a
membrana plasmática;
4. Eliminação da secreção.
c) Complexo Golgiense- FORMAÇÃO DO
ACROSSOMO DOS ESPERMATOZÓIDES

 Acrossomo: vesícula presente na cabeça do


espermatozóide, que possui enzimas que
degradam o envoltório celular do óvulo
d) Lisossomos (lise, quebra)

 Constituição: bolsas
membranosas que
contêm dezenas de
tipos de enzimas
digestivas.

 Função:
a) Digestão intracelular
d) Lisossomos

*Obs.: Os lisossomos recém produzidos pelo


complexo golgiense, vagam pelo citoplasma até
se fundir a bolsas membranosas contendo
materiais a serem digeridos. Enquanto essa
fusão não ocorre, eles são denominados
lisossomos primários.
d) Lisossomos- tipos de digestão

1. Heterofagia: material a ser digerido pelos


lisossomos é proveniente do meio externo,
por fagocitose e/ou pinocitose;

2. Autofagia: material a ser digerido provém


do meio celular, podendo até ser algumas
organelas celulares velhas.
d) Lisossomos
Obs.: AUTÓLISE

 O processo denominado autólise se dá


quando os lisossomos se rompem e liberam
suas enzimas digestivas, digerindo assim a célula
inteira.

 Ex.: Regressão da cauda do girino, durante a


metamorfose em sapos.
e) Peroxissomos

 Constituição: organelas membranosas que


contém a enzima catalase.
 Função: degradação da água oxigenada
(subproduto das reações de degradação de ácidos
graxos e a.a.; é tóxica para a célula)
H2O2  2H2O + O2
 Observação: essas organelas são abundantes nas
células do fígado e dos rins, pois oxidam
(destroem) diversas substâncias tóxicas (como o
álcool).
e) Peroxissomos
f) Mitocôndrias
 Estrutura:
f) Mitocôndrias
 Estrutura:
f) Mitocôndrias

 Função: nas mitocôndrias, ocorre a


respiração celular aeróbia.

C6H12O6 + 6O2  6CO2 + 6H20 + 30ATP


30 ATP = ENERGIA

Obs.: A respiração celular é divida em 3


fases: glicólise, ciclo de Krebs e cadeia
respiratória.
f) Mitocôndrias
 Algumas observações importantes:
• As mitocôndrias possuem DNA próprio, ou
seja, elas são originadas de mitocôndrias pré-
existentes;
• As mitocôndrias são de origem materna;
• Surgimento das mitocôndrias é explicada pela
Hipótese Endossimbiótica (as mitocôndrias
são descendentes dos antigos seres
procarióticos que um dia, se instalaram no
citoplasma de células eucarióticas primitivas).
g) Plastos

 Exclusivos de células de plantas e algas


(organismos que realizam fotossíntese);
 Divididos em:
• Cromoplastos (plastos com pigmentos
vermelhos/amarelos): responsáveis pelas cores
de certas flores, frutos e raízes.
• Leucoplastos (plastos incolores): armazenam
amido em raízes e caules.
• CLOROPLASTOS
g) Plastos
CLOROPLASTOS
 Estrutura:
g) Plastos
CLOROPLASTOS
 Plastos que apresentam a cor verde, por
apresentar o pigmento clorofila;
 Função: nos plastos, ocorre o processo de
fotossíntese (a clorofila capta a luz solar com
máxima eficiência).
Gás Carbônico + Água  Glicose + Oxigênio
*Tilacóides: fase do claro.
*Estroma (com ribossomos, DNA e RNA): fase do
escuro.
h) Vacúolos da célula vegetal

 Função: armazenamento de substâncias


úteis ao vegetal (a.a.; açúcares, proteínas,
etc.).
 Chega a ocupar
até 80% do
volume celular.
i) Centríolos
 Estrutura: formados por 9 trincas de
tubulina (proteína), sempre aos pares,
próximo ao núcleo.
i) Centríolos

 Funções:
• Organelas que estão relacionadas à
orientação da divisão celular;
• São responsáveis pela formação dos cílios e
flagelos, estruturas que possibilitam a
locomoção celular.

Obs.: Os procariontes, fungos e plantas que


possuem frutos não possuem centríolos.
Centríolos e divisão celular
Centríolos

Fibras do
áster

Fibras do fuso
i) Centríolos
*Cílios
 Cílios são estruturas de locomoção numerosas
e curtas.
- Onde são encontrados?
*Tecido epitelial do trato digestório;
*Tubas uterinas.;
*Protozoários
ciliados:
i) Centríolos
*Flagelos
 Flagelos são estruturas de locomoção pouco
numerosas (às vezes, únicas) e longas.
- Onde são encontrados?
*Espermatozóides;
*Protozoários
flagelados:
i) Centríolos
Estrutura geral de cílios e flagelos:

Estrutura interna de cílios e flagelos: par central de tubulina +


9 duplas de tubulina ao redor (“9 + 2”).