Você está na página 1de 77

Espécies de Plantas

ornamentais não floríferas


Definição de Plantas Ornamentais

São consideradas ornamentais as plantas que


se destacam pelos aspectos atrativos de algum órgão,
sejam as flores, as folhas, os frutos, o caule, as
sementes, ate mesmo as raízes, pelo belo efeito
que produzem quando isoladas ou em conjuntos.
Funções das Plantas Ornamentais

- Criar pontos focais;


- Orientar caminhos;
- Harmonizar espaços;
- Dividir espaços;
- Modificar o Microclima;
- Controle da Erosão;
- Amenizar ruídos;
- Abrigo e alimento à fauna
silvestre;
Plantas Anuais x Perenes
 PERENES
 ANUAIS
• Mais verde
• Mais cor!!
• Novidades e trocas • Mais similaridade.
constantes. • Menor manutenção.
• Maior manutenção. • Plantas rústicas.
• Plantas menos rústicas. • Maior taxa de sucesso.
• Exige melhor planejamento
do jardim.
Plantas utilizadas no paisagismo
Para escolher alguma plantar para utilizar no
paisagismo, escolher espécies que resistem a
qualquer coisa: sol intenso, sombra permanente,
pouca água e até mesmo a donos inexperientes.
Tipos de Gramas e
forrações
Grama Bermuda

Multiplica - se por sementes ou por mudas


Grama Bermuda

Nome Cientifico: Cynodon Dactylon (L.) Pers.


Nome Popular: Grama Bermuda Comum
Forma de Crescimento: Estolonífero e Rizomatozo
Tolerância ao Sombreamento: Baixa
Tolerância ao pisoteio: Alto
Tolerância ao Frio e seca: Alta
Tipo de Folha: Fina
Tempo de Formação: 90 dias (Primeiro Corte com 25 dias)
Ciclo vegetativo: Perene
Altura de Corte: Manter a grama de 2 a 4 cm de altura
Precipitação Anual: Acima de 700 mm
Utilização: Gramados de futebol, pátios de indústrias, e outras.
Fertilidade de Solo: Alta
Profundidade do Plantio: 0,5 cm
Tempo de Germinação: 7 a 10 dias
Grama Batatais

Multiplica - se por
sementes ou por mudas
Grama Batatais
Nome Cientifico: Paspalum Nottatum
Nome Popular: Grama Batatais, Cuiabana, Mato grosso.
Forma de Crescimento: Estolonífero e Rizomatozo
Tolerância ao Sombreamento: Baixa
Tolerância ao pisoteio: Alto
Tolerância a área úmida: Média
Tolerância ao Frio e seca: Alta
Tipo de Folha: Grossa
Tempo de Formação: 100 dias (Primeiro Corte com 40 dias)
Ciclo vegetativo: Perene
Altura de Corte: Manter a grama de 5 cm de altura
Precipitação Anual: Acima de 700 mm
Utilização: Gramados de futebol, pátios de indústrias, e outras.
Fertilidade de Solo: Média
Profundidade do Plantio: 2 a 3 cm
Tempo de Germinação: 10 a 35 dias
Grama Pensacola

Multiplica - se por
sementes
Grama Pensacola

Nome Cientifico: Paspalum Nottatum


Nome Popular: Grama Pensacola.
Forma de Crescimento: Estolonífero e Rizomatozo
Tolerância ao Sombreamento: Baixa
Tolerância a área úmida: Baixa
Tolerância ao pisoteio: Alto
Tolerância ao Frio e seca: Alta
Tipo de Folha: Fina
Tempo de Formação: 90 dias (Primeiro Corte com 35 dias)
Ciclo vegetativo: Perene
Altura de Corte: Manter a grama de 5 cm de altura
Precipitação Anual: Acima de 700 mm
Utilização: Gramados de futebol, pátios de indústrias, e outras.
Fertilidade de Solo: Média
Profundidade do Plantio: 2 a 3 cm
Tempo de Germinação: 8 a 20 dias
Grama São Carlos

Multiplica - se por sementes


ou por mudas
Grama São Carlos

Nome Cientifico: Axonopus Compressus


Nome Popular: Grama São Carlos, Curitibana.
Forma de Crescimento: Estolonífero e Rizomatozo
Tolerância ao Sombreamento: Alto
Tolerância ao pisoteio: Médio
Tolerância a área úmida: Alta
Tolerância ao Frio: Alta
Tipo de Folha: Grossa
Tempo de Formação: 90 dias (Primeiro Corte com 35 dias)
Ciclo vegetativo: Perene
Altura de Corte: Manter a grama de 3 a 4 cm de altura
Precipitação Anual: Acima de 700 mm
Utilização: Gramados de futebol, pátios de indústrias, e outras.
Fertilidade de Solo: Média
Profundidade do Plantio: 2 a 3 cm
Tempo de Germinação: 10 a 35 dias
Grama Amendoim

Multiplica - se por
sementes ou por mudas
Grama Amendoim

Nome Cientifico: Arachis repens


Nome Popular: Grama Amendoim.
Forma de Crescimento: Estolonífero e Rizomatozo
Tolerância ao Sombreamento: Alto
Tolerância ao pisoteio: Baixa
Tolerância a área úmida: Baixa
Tolerância ao Frio: Alta
Tipo de Folha: Grossa
Tempo de Formação: 90 dias (Primeiro Corte com 35 dias)
Ciclo vegetativo: Perene
Altura de Corte: Manter a grama de 20 a 25 cm de altura
Precipitação Anual: Acima de 700 mm
Utilização: Pátios de indústrias, taludes, rampas e outras.
Fertilidade de Solo: Média
Profundidade do Plantio: 2 a 3 cm
Tempo de Germinação: 10 a 35 dias
16
Grama Esmeralda

Multiplica - se por mudas


Grama Coreana

Multiplica - se por mudas


Grama Santo Agostinho

Multiplica - se por
sementes ou por mudas
Grama Tifton Multiplica - se por mudas
Grama Preta

A propagação é
realizada por divisão de
touceiras.
Grama Azul

A propagação é realizada por divisão de touceiras.


Rabo de Gato

Multiplica - se por
divisão de plantas
Capim-do-Texas
O capim-do-texas requer pouquíssimos cuidados: pede
pouca rega e vai bem a pleno sol, mas tolera meia sombra
e temperaturas mais frias.

Multiplica - se divisão de touceiras


Clorofito
A propagação é
realizada por divisão
de touceiras, ou pelos
brotos que surgem da
planta mãe.
Periquito Roxo
A propagação é feita por
estacas de 10 a 12 cm, limpando as
folhas da base da estaca sem
danificar as gemas para que
possam emitir raízes.
Hera Batata

Multiplica - se por estacas


A hera-batata vai bem a pleno sol ou à meia sombra e
aguenta os climas mais variados. Ela pode ser usada como
forração, trepadeira ou pendente.
Plantas utilizados no
paisagismo
Cacto

Multiplica - se por estaquia


Não tenha dó de deixá-los no sol e regue a cada sete ou dez dias.
Iúca

Multiplica - se
por sementes ou
por estacas feitas
no topo do caule

A iúca vai bem em locais fechados e também resiste a sol


pleno. As regas devem ser espaçadas, deixando o solo seco na
maior parte do tempo.
Dasilírio
Multiplica - se por sementes
produzidas apenas por plantas
femininas

O dasilírio gosta de sol intenso e de pouca rega. É recomendável


plantar essa espécie em locais de pouca circulação.
Pata-de-elefante
A pata-de-elefante adapta-se a sol pleno, meia sombra ou
luz difusa e tolera bem diferentes temperaturas. As regas devem
ser espaçadas e o solo precisa ser drenável, para evitar o
apodrecimento das raízes.

Multiplica - se
por sementes
produzidas apenas
por plantas
femininas
Clusia

Multiplica - se por
estaquia

Pode ser cultivada até à beira-


mar, onde outras plantas não
sobreviveriam. Suporta de sol pleno à
meia sombra, mas pede regas
periódicas. Apresenta flores brancas,
conhecidas como “cebola da mata”.
Fícus

A propagação é
por estacas,
escolher os
rebentos mais
fortes

O fícus aceita ser cultivado tanto a pleno sol como à meia


sombra e pede poucas regas. Se plantá-lo em vaso, escolha bem o
local, porque ele não gosta de mudanças depois de adaptado.
Zamioculca

A propagação pode ser feita pelas


sementes recolhidas após amadurecerem na
flor ou por parte do rizoma.
Sol pleno não é com ela: a herbácea zamioculca gosta
mesmo é de lugares sombreados e áreas internas. Quanto às
regas, é preferível deixá-la passar sede a regar em excesso.
Suculentas

A multiplicação e feita
através das folhas,
sementes e estacas.

Da família das suculentas,


a suporta tudo: sol pleno,
meia sombra, pouca rega e
variações bruscas de
temperatura.
Apresenta flores amarelas,
brancas, vermelhas ou
laranja.
Crassula

A propagação pode ser feita por


estacas de caule ou folha.

A crassula tem crescimento rápido e pode ser cultivada


em áreas internas ou externas, adaptando-se facilmente.
Prefere uma boa dose de luminosidade diária e pede pouca
rega.
Rosa-de-Pedra

Multiplica - se por estacas de ramos

Da família das suculentas, a rosa-de-pedra aguenta meia


sombra, mas precisa de pelo menos quatro horas de sol por dia.
Uma dica é mudar a posição do vaso. Regue pouco e evite
derramar água nas folhas.
Palma Brava

Multiplica-se por estaquia


dos artículos que enraízam
sem dificuldade na base.
Babosa

Multiplica - se
por separação de
mudas basais.

Da família das suculentas,


a suporta tudo: sol pleno,
meia sombra, pouca rega e
variações bruscas de
temperatura.
Agave
O agave pode ser
cultivada à meia sombra,
mas se desenvolve melhor
a pleno sol.

Multiplica - se pelos bulbilhos que formam em grande


quantidade após o florescimento nas laterais.
Pacová Multiplica - se por divisão de touceiras

A pacová não gosta de sol direto e se contenta com boa


luminosidade. É ideal para áreas internas e varandas que não
recebem muito sol. Age moderadamente, deixando o solo
levemente seco entre uma rega e outra.
Dracena-de-madagascar

Multiplica - se por estacas


A dracena-de-madagascar aceita baixos níveis de luz.
Mesmo gostando de calor, vai bem em temperaturas mais
baixas. Ideal para áreas internas, como corredores e vãos de
escada. Pede rega abundante, mas sem terra ensopada. Deixe-a
secar entre as regas.
Xanadu

Multiplica - se por estaquia no ramo principal


A xanadu não aceita muito sol. Em compensação, fica bem
à vontade em áreas de sombra ou meia sombra. As regas devem
ser regulares: até duas vezes por semana, se estiver plantada
no chão, e três vezes, se estiver em um vaso na varanda.
Samambaia Multiplica - se por divisão de touceira
contendo um pedacinho de rizoma
Renda Portuguesa

Multiplica - se por segmentos


de rizoma que protejam para
fora do vaso.
Plantas Trepadeiras e
plantas para pergolados
Falsa Vinha

Multiplica - se por
estacas no final do
inverno
Unha de gato / Fícus
Multiplica - se
por estacas
Plantas para
formação de Cerca Viva
Murta

Multiplica - se por
sementes e por
alporquia.
Tumbérgia-Arbustiva

Multiplica - se
por estacas .
Laurotino

Multiplica - se por
sementes e por estacas
preparadas no fim do
inverno
Buxinho

Multiplica - se por estacas obtidas no ponteiro


Podocarpos

Multiplica - se por estacas obtidas no ponteiro ou por


sementes
Sansão do campo

Multiplica - se por
sementes
Viburno

Multiplica - se por sementes e estacas


preparadas no final do inverno
Limãozinho

Multiplica – se por sementes ou mudas produzidas a


partir de estacas de galhos ou ramos
Pingo de ouro

Multiplica - se por estacas


Plantas de Paisagismo
(Tóxicas)
Comigo Ninguém Pode

Multiplica - se por estacas dividindo o caule em vários


pedaços
Taioba-Brava

Multiplica – se por
separação de mudas
formadas lateralmente
na planta - mãe
Espada-de-São-Jorge

Multiplica
por divisão
de touceiras

A espada-de-são-jorge tem crescimento lento, mas é resistente.


Pode ser cultivada a pleno sol ou à meia sombra. Aguenta frio e
calor e não precisa de muita água. Aliás, cuidado para não
deixar o vaso encharcado
Lança de São Jorge

Multiplica -
se por rizomas

Gosta de sol pleno ou boa iluminação indireta. Seu crescimento


é lento, mas ela é muito resistente. A rega pode ser feita uma vez
por semana, mas o vaso deve ter boa drenagem, pois a planta
pode apodrecer com o acúmulo de água.
Palmeiras e Árvores
utilizadas no Paisagismo
Palmeira Fenix

A propagação é feita por sementes


Palmeira Azul

A propagação é feita
por sementes
Palmeira Leque

A propagação é feita por


sementes
Palmeira CICA

Multiplica-se por
sementes e principalmente
pelas brotações surgidas no
tronco ou na base.
Palmeira Areca
A propagação é feita por
sementes recém colhidas, não
sendo necessário despolpá-las
Palmeira Rapis

Multiplica - se por divisão


de touceira e por estaca.
Palmeira Triângulo
A propagação e feita por sementes (germinam depois
de 1 mês de plantadas).
Palmeira Garrafa

A propagação é
realizada por sementes,
a germinação ocorre
após 4 a 6 meses do
plantio.
Palmeira Imperial

Propagação por sementes.


Palmeira Rabo de Raposa
A propagação é realizada por
sementes, despolpadas e
escarificadas.
Aula Prática

Visita em Algum viveiro de muda da


Cidade / Prefeitura, no Segundo dia no
período da manhã.
Joaquim Alves da Costa Júnior
Engenheiro Agrônomo
INSTRUTOR SENAR – GO
joaquimjunior1028@hotmail.com
(64) 9 92467809 (62) 9 98217880