Você está na página 1de 25

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO VALE DO IPOJUCA

FÍSICO-QUÍMICA
Professora: Lígia Sampaio
1. MUDANÇA DE FASE

Do ponto de vista macroscópico a matéria pode existir em três


estados de agregação distintos (fases): sólido, líquido e gasoso.
Em geral, dependendo das condições de temperatura e pressão, uma
mesma substância pode se apresentar em qualquer uma das três
fases.
O que diferencia as fases da matéria?

SÓLIDO

As moléculas estão dispostas em um arranjo cristalino,


onde cada molécula tem uma posição fixa em torno da
qual pode apenas vibrar.
LÍQUIDO

As moléculas ficam muito próximas umas da outras,


porém podem mover-se com certa facilidade.
GASOSO

As moléculas se movem livremente e a substância não


apresenta forma nem volumes definidos.
1. MUDANÇA DE FASE
Quais as condições que levam as substâncias a
passar de uma fase para outra?

Sob determinadas condições de temperatura e


pressão, uma substância pode passar de uma fase
para outra.

Neste processo de mudança de fase absorve ou


cede calor.

Quando a substância, durante a mudança de fase,


absorve energia na forma de calor, essa transformação
é chamada endotérmica e quando cede energia na
forma de calor, é chamada exotérmica.
MUDANÇAS DE FASE DE UMA SUBSTÂNCIA
PURA E CRISTALINA
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS
MUDANÇAS DE FASE

Transformação

Endotérmica

Exotérmica

Endotérmica

Exotérmica

Endotérmica

Exotérmica
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS
MUDANÇAS DE FASE
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS
MUDANÇAS DE FASE
Solidificação e Fusão de uma substância pura e cristalina
a – A temperatura de fusão é igual à temperatura de solidificação

Se pudéssemos observar as moléculas de um cubo de gelo resfriado até


próximo do zero absoluto, verificaríamos que elas teriam uma agitação
muito pequena.

À medida que a temperatura do gelo for aumentada, as suas moléculas


vibram com maior intensidade.

A energia cinética das moléculas aumenta à medida que o gelo


absorvesse energia.

Quando a água é resfriada, diminui a agitação de suas moléculas, ou


seja, diminuem a sua energia cinética. A partir do momento em que a
temperatura atinge 0 0C, as moléculas movimentam-se tão lentamente
que podem se prender umas às outras para formar um sólido.
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS
MUDANÇAS DE FASE
Vaporização

É a passagem da fase líquida para a fase gasosa. A mudança de fase em


sentido inverso é chamada condensação ou liquefação.

Conforme a maneira de se processar, a vaporização pode ser


classificada com:
evaporação, ebulição ou calefação.
Na evaporação, a mudança de fase ocorre apenas na superfície do líquido
mediante um processo lento, podendo ocorrer a qualquer temperatura.

A ebulição é a vaporização turbulenta, com formação de bolhas de vapor em toda


massa do líquido e a uma temperatura fixa que depende da pressão. Essa
temperatura é chamada de temperatura de ebulição.

A calefação é a vaporização que ocorre quando um líquido é derramado sobre


uma superfície aquecida a uma temperatura muito maior que à temperatura de
ebulição do líquido.
PRESSÃO DE VAPOR
Quando um líquido evapora de um recipiente aberto, algumas das moléculas do
vapor colidem com outras ou com moléculas de ar, retornando a massa líquida (a
maioria, porem se perde).

Se tamparmos o recipiente, o vapor se acumulará no espaço entre a superfície


livre do líquido e a tampa. No início, o número de moléculas que evapora é
maior do que o número de moléculas que condensam.

O número de moléculas que voltam para o líquido (condensadas) aumentará até


que a proporção das moléculas que evaporam seja igual à proporção das
moléculas que condensam. Assim a quantidade de vapor será constante e nós
dizemos que o vapor está saturado.

A pressão máxima de vapor de um líquido só depende da natureza do


líquido e da temperatura (lei fundamental da pressão de vapor).
INFLUÊNCIA DA PRESSÃO NA
TEMPERATURA DE EBULIÇÃO

À pressão normal, 1 atm, a água ferve a 100 ºC.

P > 1 atm, logo a Temp. Ebulição será maior que 100ºC.

P < 1 atm, logo a Temp. Ebulição será menor que 100ºC.


PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS
MUDANÇAS DE FASE
Sublimação
SÓLIDO

VAPOR

EX: As bolas de naftalina colocadas em um armário para matar traças,


vão aos poucos diminuindo de tamanho até desaparecer.
O iodo, a cânfora e outros poucos sólidos sublimam como o naftaleno.
CURVAS DE AQUECIMENTO E
RESFRIAMENTO
Diagrama de Mudanças de Fase de uma Substância Pura

Conforme a temperatura do sólido é aumentada, a energia cinética das moléculas


é aumentada fazendo com que elas vibrem cada vez mais até que a energia se
torne suficiente para vencer as forças de interação presentes no retículo
cristalino, atingindo a temperatura de fusão do sólido.
Diagrama de Mudanças de Fase de uma Substância Pura

 Neste ponto, toda a energia fornecida ao sistema é utilizada para vencer as


forças de atração existentes no sólido transformando-o em líquido. Esta
energia recebe o nome de calor de fusão ou ΔH de fusão.

 Quando todo o sólido se transformar em líquido a energia fornecida é utilizada


para elevar a temperatura do líquido aumentando sua energia cinética. Isso
ocorre até que a energia das partículas seja suficiente para libertá-las da
massa líquida passando para o estado de vapor.

 Neste ponto, temos a temperatura de ebulição. Enquanto houver liquido a


temperatura do sistema permanece constante e o calor absorvido recebe o
nome de calor de vaporização.

 Na última etapa temos somente gás e toda a energia fornecida aí é utilizada


para aumentar a energia cinética das moléculas do gás.
PONTO DE FUSÃO E EBULIÇÃO
SUBSTÂNCIA PURA - ÁGUA

• Quando se aquece gelo puro a temperatura vai aumentando até


se iniciar a fusão.

• Durante a fusão, a temperatura mantém-se no valor 0 °C. Por


isso se diz que o ponto de fusão do gelo ou de solidificação da
água é 0 °C.
DIAGRAMA DE FASES
Uma das formas mais compactas de se exibirem as mudanças de
estado físico que uma substância pode ter é através do seu
diagrama de fases.

Pontos Fundamentais
 Uma fase é uma forma de matéria que é homogênea no que se
refere à composição química e ao estado físico;
 Uma transição de fase é a conversão espontânea de uma fase em
outra;
 A análise termodinâmica das fases é baseada no fato de que no
equilíbrio químico de uma substância o potencial é o mesmo ao
longo de toda a amostra.
DIAGRAMA DE FASES

Potencial químico é o mesmo


DIAGRAMA DE FASES

As curvas que separam as regiões são denominadas curvas


O diagrama de fases mostra as regiões de pressão e de
de equilíbrio e mostram os valores de P e T nos quais
temperatura em que as diversas fases são
duas fases coexistem em equilíbrio, e seus potenciais
termodinamicamente estáveis.
químicos são iguais.
DIAGRAMA DE FASES

Fase Gasosa: Fase Vapor:


Temperatura acima Temperatura abaixo
da temperatura da temperatura
crítica. crítica.
CURVAS DE EQUIÍBRIO
Análises do Diagrama de uma amostra de água (P= const)

Ponto Estado Físico


A Sólido
B Sólido-Líquido
C Líquido

D Líquido-vapor
E Gás
CURVAS DE EQUIÍBRIO
Análises do Diagrama de uma amostra de água (T= 0ºC)

Ponto Estado Físico


F VAPOR
G SÓLIDO-VAPOR
H SÓLIDO
B SÓLIDA-LÍQUIDA
P > 760
LÍQUIDO
mmHg
1.Os patins usados no gelo não têm rodas, mas sim uma lâmina metálica
longitudinal. Uma explicação sugerida para o fato de os patinadores
conseguirem deslizar sobre o gelo é que a lâmina dos patins exerce uma
alta pressão sobre o gelo sólido, que provoca sua fusão sob a lâmina. O
deslizamento aconteceria graças à camada de água líquida que se
formaria entre a lâmina e o gelo.
Qual das setas no diagrama de fases mostrado acima, corresponde a essa
mudança de fase da água? Explique.
2. Qual das setas no diagrama de fases da questão anterior corresponde
ao derretimento de um pedaço de gelo deixado sobre a pia? Justifique.
3. Qual das setas no diagrama de fases da questão 2 representa a
ebulição da água em uma panela aberta? Explique.
1