Você está na página 1de 60

A Bíblia no Brasil

Pois toda a Escritura é inspirada por Deus e é


útil para ensinar a maneira certa de viver. E isso
para que o servo de Deus esteja completamente
preparado e pronto para fazer todo tipo de boas
ações (II Co. 3.16,17). NAA

A lei do Senhor é perfeita e nos dá novas forças.


Os seus conselhos merecem confianças e dão
sabedoria às pessoas simples. Os ensinos do
Senhor são certos e alegram o coração os seus
ensinamentos são claros e iluminam a nossa
mente (Sl 19. 7,8). NAA
A Bíblia tem como função testificar ao mundo
através de suas palavras a revelação de Deus, e
por meio dessa revelação nós alcançamos a
salvação em Cristo. Ela é: palavra de Deus,
conselho e sabedoria para os simples. A Bíblia
tem uma história, e esta iniciou-se já na época de
Moisés no AT com sua escrita e chegou até os
dias modernos pela difusão missionária. Partindo
destes fatos, é de valor singular para todos os
cristãos o conhecimento desta história,pois, esse
saber conduzirá o cristão à uma vida mais
frutífera no seu dia-a-dia.
No entanto, devemos entender que uma vida cristã
que dá frutos, está intrinsecamente ligada a uma
vida kerigmática. E o que seria uma vida
kerigmática? O que isso tem a ver com a história
da Bíblia no Brasil? Tentaremos nesta palestra
apresentar de modo elementar algumas respostas.
Para o melhor entendimento do assunto em
discussão, precisamos compreender a estreita
relação entre:
Bíblia e a missão
Desde sempre Escrituras e Missões estiveram
bem próximos um do outro, aonde uma vai, em
regra a outra acompanha. Foi assim em todas
em ocasiões em que a Bíblia foi traduzida, ela
sempre tinha em foco a evangelização de povos
não alcançados. temos como exemplos o
trabalho missionário desde os primórdios da
igreja no I Século, bem como nos dois mil anos
subsequentes.
A história da Bíblia é uma história missionária,
não há como desvincular estes dois termos, pois,
em qualquer lugar que a Escritura foi levada,
esta sempre teve o foco de anúncio da obra
redentora de Cristo aos homens perdidos. Por
este motivo, estudar a Bíblia ou sua história
nunca pode ter como fim apenas motivos
especulativos, mas, sempre deve levar em conta
o seu caráter missional. Vejamos a seguir alguns
quadros da expansão histórica da Bíblia no
mundo e no Brasil.
A Expansão geográfica da Bíblia

A Bíblia na Europa
A Bíblia na idade média
A Bíblia na Europa
Já antes da reforma protestante a Bíblia já tinha
sido impressa, tudo isto graças a invenção da
prensa móvel, por Johannes Gutenberg por volta
de 1450, isto tornou possível uma rápida produção
da Bíblia, permitindo que fosse em menos de 40
anos, traduzida e publicada nas principais línguas
da Europa.
Traduções da Bíblia antes da reforma
• 1462 tradução para o alemão;
• 1471 tradução para o italiano;
• 1474 tradução para o tcheco;
• 1477 tradução para o holandês;
• 1478 tradução para o francês;
• 1490 tradução para o espanhol;
• 1491 tradução para o russo;
• 1495 tradução para o sérvio.
A Bíblia no contexto da Reforma
A Bíblia de Lutero
Em 1534, foi publicada na Alemanha a 1ª
edição da Bíblia de Lutero, que viria a
alcançar grande sucesso , a ponto de ser
reeditada até o século XXI. Na tradução da
Bíblia Lutero não seguiu o costume
tradicional de traduzir o texto “original”
hebraico e grego literalmente, ao pé da letra,
palavra por palavra, respeitando até mesmo a
ordem em que apareciam os vocábulos nos
“originais”.
Característica da tradução de Lutero
• A principal contribuição da tradução de Lutero
deu-se no método de tradução usado por Lutero;
ele usou a língua popular usada pelo povo
alemão.
• Com isso ele tornou o texto Bíblico acessível a
todos os leitores da língua alemã de sua época.
A Bíblia no Brasil
Calvinista no Brasil
As primeiras Bíblias no Brasil
Calvinistas no Rio de janeiro:
Em 1555 o calvinista francês Villegainon
conquistou a baía da Guanabara e realizou o
primeiro culto calvinista no Brasil. Entusiasmado,
Calvino enviou para o Brasil quinze missionários,
liderados por Jean de Lery. Realizavam cultos e
provavelmente usuram a edição francesa de 1478.
As primeiras Bíblias no Brasil
Calvinistas em Pernambuco:
Em 1630, os holandeses conquistaram a Província
de Pernambuco e durante 24 anos, dominaram 14
capitanias no Nordeste do Brasil. Com a chegada
do príncipe Mauricio de Nassau, iniciaram os
cultos naquela região, neste período organizaram
24 igrejas e congregações protestantes que
usavam a Bíblia em suas cerimônias.
A Bíblia e a família real no Brasil
A vinda de D. João VI
No dia 29 de novembro de 1807, um dia antes de
o exército francês invadir Portugal, D. João VI
partiu para o Brasil com toda a sua corte. Chega
em 22 de janeiro de 1808, a Salvador, na Bahia.
A Bíblia no Brasil Império
A igreja e o Estado- 1500 a 1889, a igreja católica
foi a religião oficial no Brasil. Algo herdado de
Portugal. Nesta época existia a figura do
padroado, que era o direito de indicação de
Bispos e de outros privilégios na administração
eclesiástica.
A Bíblia com Imprimatur
Em 1757, o Papa Benedito XIV havia liberado a
leitura da Bíblia pelos fiéis em qualquer língua,
desde que a tradução fosse aprovada pela igreja
católica. Isso causava grandes dificuldades para as
sociedades bíblicas. Isso vigorou em todo o Brasil
império.
A igreja e a Bíblia
Durante todo o período do Brasil império, a
igreja católica não demonstrou muito interesse
em estimular a posse e a leitura da Bíblia entre
os seus fiéis.
A Bíblia no Brasil República
Liberdade Religiosa na constituição de 1891 da
Republica;

Separação entre igreja e Estado;

Liberdade de tradução de tradução do texto


Bíblico
A tradução de Almeida
Almeida, o tradutor
Propósito
de sua
Tradução
• Alcançar todos
os falantes da língua
portuguesa e não
somente os membros
de sua igreja.
• Fazer com que
a Bíblia fosse
“a maior dádiva
e o mais precioso
tesouro”.
Mateus 2.1-2 (na edição Almeida de
1681)

E sendo Jesus ja nacido em Bethlehem de


Judea, em dias d’el Rey Herodes, eis que
vieraõ [huns] Magos [ou, Sábios] do
Oriente a Jerusalem. (2) Dizendo, aonde he
o nacido Rey dos Judeos? Porque vimos sua
estrella em Oriente, e viemos a o adorar.
 Legado de Almeida
 O Novo Testamento, concluído em 1681;
 Tradução do Antigo Testamento
até Ezequiel 48.21 (faleceu em 1691)
 E depois?
 Jakobus op den Akker, pastor holandês
e colega de Almeida, concluiu a tradução do AT;
 A Bíblia completa foi publicada em 1748-1753;
 A Bíblia em um só volume saiu em 1819;
 Revista e Corrigida (ARC): 1898/1969/1995/2009
 Revista e Atualizada (ARA): 1959; 2ª ed. - 1993
História da versão de Almeida
Almeida e Corrigida
Seria enfadonho historiar todas as revisões feitas ao
texto da tradução de Almeida. Basta dizer que em
meados do século XVII, ainda na ilha de Java, fez-
se uma revisão de toda a Bíblia traduzida por
Almeida. A segunda grande revisão, chamada de
revisão de Londres, foi feita cem anos mais tarde,
entre 1869 e 1875. Vinte anos depois, em 1894,
ainda em Londres, o mesmo texto passou por
revisão ortográfica, havendo ainda a substituição de
alguns termos obsoletos. A edição de 1898, feita em
Lisboa, viria a ser conhecida como Almeida Revista
e Corrigida.
Almeida revista e corrigida
Que tipo de texto é esse? Não será preciso um
grande esforço de imaginação para concluir que
se trata de um texto arcaico, pois tem em sua
essência mais de 300 anos. Também é
desnecessário dizer que se trata de uma tradução
de equivalência formal, que na medida do
possível, mantém a estrutura do texto original,
pois esta era a única forma de se fazer tradução
naquela época.
Tradução Brasileira
A Tradução Brasileira, como o próprio nome diz,
foi feita no Brasil. Trata-se do primeiro projeto de
tradução de toda a Bíblia, no cânone protestante,
desenvolvido no Brasil. A tradução teve início em
1903 e foi concluída em 1914. No entanto, por
causa da Primeira Guerra Mundial, só veio a ser
publicada em 1917. Antes disto, em 1908, havia
sido publicada tradução do Novo Testamento
Tradução Brasileira
A Tradução Brasileira ficou conhecida como
Versão Brasileira ou Versão Fiel. Muitos a
chamavam de “Bíblia Tira-Teima”, por sua
suposta fidelidade aos originais, particularmente
quanto à forma. Uma de suas características, e
também um de seus problemas, era a
transliteração dos nomes de pessoas, tornando
muito difícil a leitura, especialmente em voz alta
A Almeida Revista e
Atualizada
A Almeida Revista e Atualizada
43

O Objetivo da Atualizada
• Segundo o Rev. Gonçalves, secretário da
Comissão Revisora do século passado,
o objetivo foi conciliar três elementos:
▫ “Linguagem de hoje
▫ sem desnaturar certa linguagem
bem antiga
▫ e tudo sem fugir ao original”.
45

Revisão Necessária

• A base textual não é mais exatamente a


mesma de 60 anos atrás. Houve progresso
no estudo dos manuscritos bíblicos.
• Além disso, havia revisões exegéticas a
fazer (Jo 20.7; Ap 1.3; etc.).
• No Antigo Testamento, pequenos lapsos
nunca haviam sido registrados (Is 50.11).
As diretrizes das
Sociedades
A ARA
Bíblicas Unidas
completou recomendam uma
60 anos em revisão
2016. a cada 25 anos.
Em alguns casos,
a ARA se tornou
ainda
mais arcaica do
que
a Almeida Revista
Textos escritos É uma tradução
e Corrigida.
num estilo mais excelente, que
popular — como o poderia ser
de Marcos — se melhorada,
tornaram especialmente
altamente para
literários. as novas gerações.
Desafios

Deixar ainda melhor


o que já é
excelente.
Manter Almeida
um texto fiel
aos originais e
acessível aos
leitores.
Alcançar as novas
gerações, sem
descaracterizar o
texto de Almeida.
Princípios

Preocupação
Aperfeiçoar Formal com a
uma sempre que Dupla sonoridade:
possível, fidelidade:
tradução dinâmica ao original e
um bom
que já é texto para ser
quando ao leitor. usado
excelente. necessário. no culto.
A Nova Almeida Atualizada
(NAA)
Base Textual
(Originais)
• Antigo
Testamento:
Biblia Hebraica
Stuttgartensia.
• Novo
Testamento:
O Novo Testamento
Grego, 5ª edição
(Nestle-Aland,
28ª edição).
O Que Mudou?
Bem-aventurados aqueles
Examinando todo o texto à que leem e aqueles que
luz dos originais, foi ouvem as palavras da
possível fazer a correção profecia e guardam as
de pequenos lapsos coisas nela escritas, pois o
presentes na Almeida tempo está próximo.
Revista e Atualizada. Bem-aventurado aquele
que lê,
e bem-aventurados
aqueles que ouvem as
Com o avanço da exegese palavras da profecia e
bíblica, alguns ajustes guardam as coisas nela
foram feitos, especialmente escritas, pois o tempo está
no Novo Testamento. próximo.
Exemplo: Apocalipse 1.3
1Naquela hora, os discípulos se
Uso da ordem das palavras que aproximaram de Jesus e
é natural em português, e não perguntaram:
da ordem natural em hebraico — Quem é o maior no Reino
e grego. dos Céus?
2E Jesus, chamando uma
criança, colocou-a no meio deles
3e disse:
Isto já começa em Gênesis 1.1!
No princípio, Deus — Em verdade lhes digo: se
criou vocês não se converterem e não
se tornarem como crianças, de
os céus e a terra.
maneira nenhuma entrarão no
Reino dos Céus. 4Portanto,
aquele que se humilhar como
Maior consistência na
esta criança, esse é o maior no
tradução de passagens Reino dos Céus. 5E quem receber
paralelas. uma criança, tal como esta, em
meu nome, é a mim que recebe.
Exemplo: Mateus 18.1-5
Uso de frases mais
curtas,
sempre que possível.

Organização do texto em
parágrafos. Com isso, o
leitor é estimulado a ler os
versículos dentro de seu
contexto.

Exemplo: Mateus 3
O sistema de
referências cruzadas
foi ampliado.

Também foram
acrescentadas
notas explicativas.
O Que Não Mudou?
• Termos consagrados, como justificação,
reconciliação e regeneração;
• Conceitos teológicos, como propiciação
e redenção;
• “Tu” e “vós” em poesia e orações (cf. Pai-
Nosso, em Mt 6.9-13);
• Passagens conhecidas, como Jo 3.16 ou Sl 23;
• Unidades de peso, medida ou capacidade cujo
valor é simbólico ou expressivo (como Mt
6.27; Lc 12.25 - “acrescentar um côvado ao
curso da sua vida”; e Ap 21.17: “Mediu também a
sua muralha, e tinha cento e quarenta e
quatro côvados, pela medida humana que o
anjo usava”).
Resultado
O texto clássico
de Almeida
em uma linguagem
atual.

Ideal para uso no


culto
e leitura em voz alta.

Mais compreensível
às novas gerações.
60

A Genealogia da Tradução de
Almeida
• Almeida Revista e Corrigida – basicamente
o mesmo texto de três séculos atrás.
• Tradução Brasileira- texto datado de 1914
• Almeida Revista e Atualizada – um texto
revisado e atualizado no Brasil em meados
do século XX (publicado em 1959).
• Nova Almeida Atualizada – o texto de hoje.