Você está na página 1de 39

FRATURA DE ESCAFOIDE E

RÁDIO DISTAL
ORTOPEDIA

Aluno: Matheo Augusto M. S.


Prof.: Dalton Berri

2017
PLANO DE AULA
-Fratura de escafoide
- Introdução
- Classificação
ORTOPEDIA

- Diagnóstico
- Tratamento
- Complicações

-Fratura de rádio distal


- Introdução
- Classificação
- Diagnóstico
- Tratamento
- Complicações

-Referências
FRATURA ESCAFOIDE
-Apenas 10% das fraturas no carpo são isoladas

-Escafoide é o mais acometido (70%)


ORTOPEDIA

-Mecanismo: queda com punho em hiperextensão


FRATURA ESCAFOIDE
-4/5 do osso cobertos por cartilagem
-Vasos em porção dorsal e distal 80%
-Vasos no tubérculo 20%
ORTOPEDIA
Classificação
ORTOPEDIA
Classificação
-Idade do pcte (+ em jovens)
-Mecanismo da lesão
-Dor (em especial à palpação)
ORTOPEDIA

-Aumento da tabaqueira anatômica


-Raio-x:
AP mm
- >1
- Perfil absoluto
- Oblíquas
30º pronação
30º supinação
-Na dúvida, tratar como fratura
Classificação
ORTOPEDIA
Diagnóstico
-Idade do pcte (+ em jovens)
-Mecanismo da lesão
-Dor (em especial à palpação)
ORTOPEDIA

-Aumento da tabaqueira anatômica


-Raio-x:
- PA
- Perfil absoluto
- Oblíquas
30º pronação
30º supinação
-Na dúvida, tratar como fratura
Diagnóstico
ORTOPEDIA
ORTOPEDIA
Diagnóstico
ORTOPEDIA
Diagnóstico
ORTOPEDIA
Diagnóstico
ORTOPEDIA
Diagnóstico
ORTOPEDIA
Tratamento
-Conservador com imobilização se sem desvio
- Tempo varia e depende da localização da fratura (até 6
semanas)
ORTOPEDIA

-Se instável e com desvio (> que 1 mm): redução e


osteossíntese (preferível se trabalhador manual também)
- Fios de Kirschner ou parafuso de Herbert
Complicações
-Necrose do polo proximal

-Consolidação viciosa
ORTOPEDIA

-Pseudo-artrose
FRATURA RÁDIO DISTAL
ORTOPEDIA
ORTOPEDIA
FRATURA RÁDIO DISTAL
-Mais comum dos MMSS

-Mecanismo: punho em flexão dorsal e antebraço pronado


ORTOPEDIA
Classificação
ORTOPEDIA

Reverse
Classificação
ORTOPEDIA
Classificação
-Cooney
ORTOPEDIA
Classificação
-Cooney
ORTOPEDIA

Instável:
- Cominuição metafisária volar
- Idade > 60 anos
- Cominuição dorsal > 25º ou
30%
- Desvio dorsal > 20º
- Encurtamento radial > 10mm
(5mm para alguns autores)
- Fx articular
- Desvio fragmentos
articulares > 2mm
- Perda da redução
- Fx bilaterais da rádio
- Fx da ulna associada
Diagnóstico
-Aberta ou fechado
-Comprometimento neurovascular – n. mediano
-Grau de deslocamento
ORTOPEDIA

-Dor intensa
-Deformidade típica “em dorso de garfo”
-Desvio radial do punho
Diagnóstico
-Aberta ou fechado
-Comprometimento neurovascular – n. mediano
-Grau de deslocamento
ORTOPEDIA

-Dor intensa
-Deformidade típica “em dorso de garfo”
-Desvio radial do punho
Diagnóstico
-Aberta ou fechado
-Comprometimento neurovascular – n. mediano
-Grau de deslocamento
ORTOPEDIA

-Dor intensa
-Deformidade típica “em dorso de garfo”
-Desvio radial do punho
Raio-X
-Incidência PA e perfil em geral suficientes

-Avaliar inclinações palmar e ulnar, deslocamentos,


ORTOPEDIA

comprimento radial, congruência articular e cominuição


Fratura de Colles
ORTOPEDIA
Fratura de Colles
ORTOPEDIA
Fratura de Smith
ORTOPEDIA
Fratura de Barton
ORTOPEDIA
Fratura de Hutchinson ou Chauffeur
ORTOPEDIA
Tratamento
-Redução (com anestésico e se desvio) + gesso (até 8
semanas)
- Fazer em extra-articular
ORTOPEDIA

-Tto cx
- Falha na redução
- Cominuição dorsal do rádio que exceda 30%
- Cominuição metafisária volar
- Inclinação dorsal superior a 20º
- Associado a fratura de ulna
- Encurtamento excessivo do rádio (<5 mm)
- Afastamento dos fragmentos por mais que 2 mm
- >60 anos + osteoporose

-Fixação percutânea com fios de Kirschner

-Fixação interna ou externa


- Em especial nas irredutíveis com cominuição metafisária
e em pctes com trabalhos manuais
Tratamento
ORTOPEDIA

Reducao fratura.mp4
Tratamento
-Redução (com anestésico e se desvio) + gesso (até 8
semanas)
- Fazer em extra-articular
ORTOPEDIA

-Tto cx
- Falha na redução
- Cominuição dorsal do rádio que exceda 30%
- Cominuição metafisária volar
- Inclinação dorsal superior a 20º
- Associado a fratura de ulna
- Encurtamento excessivo do rádio (<5 mm)
- Afastamento dos fragmentos por mais que 2 mm
- >60 anos + osteoporose

-Fixação percutânea com fios de Kirschner

-Fixação interna ou externa


- Em especial nas irredutíveis com cominuição metafisária
e em pctes com trabalhos manuais
Tratamento
-Redução (com anestésico) + gesso (até 8 semanas)
- Fazer em geral só na fratura extra-articular
ORTOPEDIA

-Tto cx
- Falha na redução
- Cominuição dorsal do rádio que exceda 30%
- Cominuição metafisária volar
- Inclinação dorsal superior a 20º
- Associado a fratura de ulna
- Encurtamento excessivo do rádio
- Afastamento dos fragmentos por mais que 2 mm
- >60 anos + osteoporose

-Fixação percutânea com fios de Kirschner

-Fixação interna ou externa


- Em especial nas irredutíveis com cominuição metafisária
e em pctes com trabalhos manuais
Tratamento
ORTOPEDIA
Complicações
-Síndrome da dor reflexa-regional (ou distrofia simpática-
reflexa)
- Dor espontânea, parestesia, rigidez artelhos
ORTOPEDIA

- Abrir gesso
- Bloqueio do gânglio simpático estrelado
-Consolidação viciosa
-Pseudo-artrose
REFERÊNCIAS
-SIZINIO, Herbert. Ortopedia e Traumatologia: princípios e
prática. 4.ed.Porto Alegre: Artmed, 2009.
ORTOPEDIA

-Comissão de Educação Continuada da Sociedade Brasileira


de Ortopedia e Traumatologia. Manual de Trauma Ortopédico.
São Paulo: SBOT, 2011.

-Radiopaedia. Acesso 18 de junho de 2017. Disponível em:


<https://radiopaedia.org/>