Você está na página 1de 94

Industria de Alimentos e

Meio Ambiente

Ivanilton Nery
Março de 2010

1
Objetivos

Aplicar conhecimentos técnicos na elaboração


do plano de gestão ambiental das indústrias de
alimentos e bebidas.

2
A Industria ao longo das décadas

3
4
 Mas o que é poluição?

Figura 9 – Poluição do solo


Figura 7 – Poluição do Ar Figura 8 – Poluição das águas
Fonte: CETESB< 2007, apud
Fonte: AMBIENTE BRASIL 2007, Fonte: IBAMA 2007, apud COSTA,
COSTA, Victor, 2007
apud COSTA, Victor, 2007 Victor, 2007
POLUIÇÃO

Deteriorização das condições ambientais, que pode alcançar o ar, a


água e o solo.
POLUIÇÃO
Formas do homem degradar o ambiente:

 Queimadas
 Desmatamento
 Indústria (chuva ácida, CFC, queimadas de
produtos fósseis, DDT)
 Aterros clandestinos
 Derramamento de produtos tóxicos
 Uso inadequado de pesticidas
 Veículos automotores
Tipos de Poluição
 Poluição da água ou aquática
 Poluição do ar ou atmosférica

 Poluição do solo

 Poluição sonora

 Poluição visual

 Poluição luminosa

 Poluição radioativa
Poluição da água
Poluição da Água
Poluição da água é qualquer alteração de
suas propriedades físicas, químicas e
biológicas, que possa implicar em prejuízo
à saúde, à segurança e ao bem estar das
populações, causar danos à flora e à fauna,
ou comprometer o seu uso para fins
sociais e econômicos.
Poluição da Água
As principais fontes de poluição da
água são:

 Resíduos urbanos
 Substâncias tóxicas
 Pesticidas
Poluição do Ar
Poluição do Ar
Concentração do gás Porcentagem %
Nitrogênio (N2) 78,03
Oxigênio (O2) 20,99
Argônio (Ar) 0,94 ppm
Dióxido de Carbono (CO2) 340,00 ppm
Neônio (Ne) 18,00
Hélio (He) 5,00
Metano (CH4) 1,50
Hidrogênio (H2) 0,50
Óxido de dinitrogênio (N2O) 0,30*
Dióxido de Nitrogênio (NO2) 0,30*
Monóxido de Nitrogênio (NO) 0,10*
Monóxido de Carbono (CO) 0,10*
Camada de Ozônio


 Figura 14 – Camada de Ozônio
Fonte: http://blog.estadao.com.br/blog/media/060818_0.jpg acesso em 12.11.2007
Figura 15 – Chuva Ácida
Fonte: http://www.uems.br/popciencia/imagens/chuva.jpgacesso em 12.11.2007
d.Aquecimento Global e o Efeito Estufa


Figura 16 – Aquecimento Global
Figura 17 – Efeito Estufa
 Fonte:
http://paginas.terra.com.br/lazer/staruck/aquec Fonte:
imento_global1.jpgem 12.11.2007 http://paginas.terra.com.br/lazer/staruck/aqueciment
o_global1.jpgem 12.11.2007
Poluição do Ar
A poluição do ar é classificada em:

 Poluição pelos detritos


industriais
 Poluição pelos pesticidas
 Poluição radioativa
Poluição do Ar

As fontes de poluição atmosférica


são:

 Fixas (indústrias, hotéis, etc)


 Móveis (veículos automotores,
aviões, navios, trens, etc)
Poluição do Ar
Fatores que causam a poluição do ar:

 Fatores naturais: tempestades de


areia, queimadas pelos raios,
atividades vulcânicas, etc;
 Fatores artificiais: causados pelo
homem
Poluição do Ar
Como conseqüência desta poluição
temos:

 Chuva ácida
 Efeito estufa
 Diminuição da camada de ozônio
Poluição do Solo
Poluição do Solo

A poluição do solo e do subsolo


consiste na deposição, disposição,
descarga, infiltração, acumulação,
injeção ou aterramento no solo ou
no subsolo de substâncias ou
produtos poluentes, em estado
sólido, líquido e gasoso.
Poluição do Solo
Fatores que causam degradação do
solo

 Desertificação
 Utilização de tecnologias inadequadas
 Destruição da cobertura vegetal
24
25
Por que são gerados resíduos???

26
Por que são gerados resíduos???

27
Por que são gerados resíduos???

28
Por que são gerados resíduos???

29
Dificuldade

Comportamento Coletivo

Comportamento Individual

Atitude

Conhecimento
Tempo

Pensar globalmente, Agir localmente!


Tratamento de Efluentes

Ivanilton Nery
Março de 2010

32
32
Ecossistema  Poluição
 Ecossistema
Equilíbrio do inter-relacionamento dos seres vivos
com seu meio de ambiente não vivo.

 Produtores: seres autotróficos


 Consumidores: seres heterotróficos
 Decompositores: decompõem a matéria orgânica
Ecossistema: lagoa
Auto-regulação  Poluição
 Auto-regulação
Adaptação do ecossistema a pequenas variações
provocadas pelo homem.

 Poluição
Desestruturação do equilíbrio.
Mudança significativa das características e da
harmonia do ambiente.
Agentes poluidores: excesso de matéria
orgânica
Sólidos em suspensão e material
sedimentável
Aumento de temperatura
Alteração de pH
Valor osmótico
Detergentes e sabões
Óleos e graxas
Indústria e ecossistema
Estação de Tratamento de Efluentes -
ETE
Tipos de tratamento
Tratamento primário
 Envolve processos unitários físicos, químicos e físico-químicos;

 Objetiva a remoção de sólidos suspensos, decantáveis e flutuantes;

 Tem pouca ação sobre as substâncias dissolvidas e coloidais.


Tratamento primário
Tratamento
primário
Tratamento
primário
Tratamento
primário
Tratamento primário
Tratamento
primário
Tratamento Secundário ou
Biológico
Tratamento
secundário
Tratamento secundário
Tratamento
secundário
Tratamento secundário
 Lodos ativados e decantador secundário.
Tratamento
secundário
Tratamento
secundário
Tratamento
secundário
Tratamento
secundário
Efluente tratado / Tratamento
terciário
Programa de Gestão
Ambiental

Ivanilton Nery
Março de 2010

63
63
Gestão Ambiental Empresarial

Figura 22 – Motivação para a Gestão Ambiental


Fonte: disponível no site: www.gestiopolis.com/canales3/ger/gesamb4.gif
,acessado em 12.11.2007
Gestão ambiental empresarial
 Sistema: “ é o conjunto de partes inter-relacionadas” Pode-se desta
forma dizer que um Sistema é formado pelos seguintes elementos:

 Objetivos: “que se referem tantos os dos usuários como do próprio


sistema ”;

 Entradas e saídas: “cuja função caracteriza as forças que fornecem ao


sistema o material, a informação, a energia para a operação ou processo, o
qual gerará determinadas saídas do sistema que devem estar em sintonia
com os objetivos estabelecidos” ( OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças,
2004, p.53)
66
Gestão ambiental empresarial
 Elementos de um Sistema

I. Processo de transformação:“é definido com a função que possibilita a


transformação de um insumo (entrada) em produto, serviço ou resultado
(saída)”;

II. As saídas do sistema: “correspondem aos resultados dos processo.


Estas podem ser definidas como sendo as finalidades para a qual se
uniram objetivos, atributos, relações dos sistemas; e tendo em vista o
processo de controle e avaliação, as saídas devem ser quantificáveis, de
acordo com parâmetros previamente fixados”(OLIVEIRA, Djalma de Pinho
Rebouças, 2004, p.53)
Gestão ambiental empresarial
 Elementos de um Sistema

III. Controles e avaliações do sistema: “são elementos necessários para


verificar se as saídas estão coerentes com os objetivos estabelecidos.
Para que estes sejam realizados de maneira adequada é necessária uma
medida de desempenho do sistema, chamada padrão”;

IV. Retroalimentação ou realimentação ou feed back: “é uma reintrodução


de uma saída sob a forma de informação. Se essa entrada faz aumentar o
desempenho da saída ou do processo, a retroalimentação é considerada
positiva, caso contrário, será negativa” (OLIVEIRA, Djalma de Pinho
Rebouças, 2004, p.54)
Gestão ambiental empresarial
V. Controles avaliações do sistema: Ambiente do sistema: “é o conjunto de
todos os fatores que, dentro de um limite específico possa conceber como
tendo alguma influência sobre a operação do sistema, o qual corresponde ao
foco do estudo. Este pode ser definido ainda como o conjunto de elementos
que não pertencem ao sistema, mas;
 Qualquer alteração no sistema pode mudar ou alterar os elementos ;
 Qualquer alteração nos elementos pode mudar ou alterar o sistema. Cabe
lembrar que a segunda situação é mais fácil de ocorrer que a primeira”
(OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças, 2004, p.55)
Gestão ambiental empresarial
 Sistema de gestão ambiental: ”é portanto o conjunto de atividades
administrativas e operacionais inter-relacionadas para abordar os problema
ambientais atuais ou para evitar o seu surgimento.”

 Observação: “a realização de ações ambientais pontuais, episódicas ou


isoladas não configura um sistema de gestão ambiental, mesmo quando
estas exigem recursos vultuosos. Ex. Instalação e manutenção de
equipamento para controle de emissões hídricas.” Fonte: ( BARBIERI,
José Carlos, p.137: 2004)
Gestão ambiental empresarial
 Requisitos de um SGA – Sistema de Gestão Ambiental requer para ser
formulado:

a. Diretrizes ( conjunto de procedimentos )


b. Definição de objetivos ( e metas )
c. Coordenação de atividades
d. Avaliação de resultados
e. Envolvimento dos diversos setores da organização para tratar das
questões ambientais, através do comprometimento. Fonte: ( BARBIERI,
José Carlos, p.137: 2004)
Gestão ambiental
 “Entende-se por gestão ambiental empresarial as
diferentes atividades administrativas e
operacionais realizadas pela empresa para abordar
problemas ambientais decorrentes da sua atuação
ou para evitar que eles ocorram no futuro.” Fonte:
( BARBIERI, José Carlos, p.137: 2004)
 Sistema de Gestão Ambiental


Figura 23 – Perda da Biodiversidade


Fonte: www.defesabiogaucha.org/terror/sant07.gif acessado em 12.11.2007
Gestão ambiental
 Objetivos de acordo com a ISO14001:2004
 Assegurar a conformidade com a política
ambiental;
 Demonstrar esta conformidade a outras partes

 Requisitos de desempenho da ISO14001:2004


 Melhoria contínua do desempenho ambiental

 Atendimento a legislação ambiental aplicável


Gestão ambiental
 A norma ISO14001:2004 requer:
 Compromisso com a melhoria contínua;

 Compromisso com à prevenção a Poluição;

 Compromisso com o cumprimento da


legislação ambiental;
 Não exige a adoção da melhor tecnologia
disponível.
 Filosofia Controle Planejamento Gestão

 Princípios de Controle final Reciclagem/ minimização Prevenção da poluição


controle
Atividades e seg. ind. Assessorias Comitês meio ambiente SGA’S
 A função meio Deptos de meio ambiente Meio ambiente
ambiente
Poluição do ar, águas Contaminação dos solos Camada de ozônio
Recursos não renováveis Acidentes Aquecimento global
 Preocupações
Desenvolvimento Transporte Biodiversidade
Econômico

Emissões Emissões Desenvolvimento Sustentável


Líquidas/Gasosas Resíduos Desenvolvimento Sustentável
 Abrangência
Meio físico e biológico Ciclo de vida
dos impactos
ambientais Meio antrópico Riscos
Passivo

Engenheiros Biólogos Advogados


Políticos Geógrafos Economistas
Ecólogos Administradores
 Profissionais
envolvidos
 A gestão ambiental empresarial e as
influências Governo

Empresa

Sociedade Mercado

( Fonte: BARBIERI, José Carlos , 2004)


Prevenção da
Características Controle da poluição Estratégica
poluição

Corretivas,
Corretiva e
Ações típicas Corretiva preventivas e
preventiva
antecipatórias

Antecipação de
Tecnologias de
Conservação e problemas e captura
remediação e de controle
substituição de de oportunidades
no final do processo ( end
insumos utilizando soluções de
of pipe)
médio e longo prazos.

Aplicação de normas de Uso de tecnologias Uso de tecnologias


segurança limpas limpas

( Fonte: BARBIERI, José Carlos , 2004)


Controle da Prevenção da
Características Estratégica
poluição poluição

Percepção dos Redução de custos e


Custo adicional Vantagens competitivas
empresários aumento da produção

Envolvimento da Permanente e
Esporádico Periódico
alta administração sistemático

As principais ações Atividades ambientais


ambientais continuam disseminadas pela
Ações ambientais
confinadas nas áreas organização ampliação
Áreas envolvidas confinadas nas
produtivas, mas há das ações ambientais
áreas produtivas
crescente envolvimento para toda a cadeia
de outras áreas produtiva

( Fonte: BARBIERI, José Carlos , 2004)


 P – Plan (Planejar); D - Do (fazer); C – Check
(verificar); A – Act (Agir / melhorar)

“Act” “Plan”
Agir /melhorar Planejar
- Definir as metas
- Atenuar de
maneira corretiva - Definir os métodos
e preventiva que permitirão atingir
as metas propostas

- Verificar os
- Educar e treinar
resultados da tarefa
executada - Executar a tarefa
- Abandonar o que
“Check” deu errado (lições “Do”
aprendidas)
Avaliar Executar
Gestão ambiental empresarial: Ciclo do PDCA
ROTINA

A P
ROTINA C D

A P
ROTINA C D

A P
C D
Análise de processo e novo
padrão proposto

TEMPO
 É uma metodologia que se preocupa com a melhoria continua dos
processos
Sistema de gestão ambiental:
Leitura e interpretação
 4.1 – Requisitos Gerais:
 Diz o requisito “A organização deve estabelecer,
documentar, implementar, manter e continuamente
melhorar um sistema da gestão ambiental em
conformidade com os requisitos desta Norma e determinar
como ela irá atender a esses requisitos”.
 “ A organização deve definir e documentar o escopo de

seu sistema da gestão ambiental”.


Sistema de gestão ambiental:
Leitura e interpretação
 4.2 – Política Ambiental
 Diz o requisito “A alta administração deve definir a política ambiental da organização
e assegurar que, dentro do escopo definido de seu sistema de gestão, a política.
 Seja apropriada a natureza, a escala e impactos ambientais de suas atividades,
produtos e serviços;
 Inclua um comprometimento com a melhoria contínua e com a prevenção de
poluição;
 Inclua um comprometimento em atender aos requisitos legais aplicáveis e outros
requisitos subscritos pela organização que se relacionem a seus aspectos
ambientais;
 Inclua um comprometimento com a melhoria contínua e com a prevenção de
poluição;
 Seja documentada, implementada e mantida;
 Seja comunicada a todos que trabalhem na organização ou que atuem em seu nome;
 Esteja disponível para o público.
Sistema de gestão ambiental:
Leitura e interpretação
 Política pública ambiental - “ uma política
ambiental é um conjunto de princípios e
metas fundamentais que ajudam uma
empresa a colocar em prática seu
comprometimento ambiental. É o fundamento
sobre o qual a melhoria do desempenho
ambiental e um sistema de gestão ambiental
( SGA) podem ser construídos. ” ( Fonte:
FANG, L. e outros , 2001)
Sistema de gestão ambiental:
Leitura e interpretação
4.3 – Planejamento
 4.3.1 – Aspectos Ambientais
 4.3.2 – Requisitos legais e outros
 4.3.3 – Objetivos, metas e programa(s)
Sistema de gestão ambiental:
Leitura e interpretação
4.4 – Implementação e operação
 4.4.1 – Recursos, funções, responsabilidade e

autoridade
 4.4.2 – Competência, treinamento e
conscientização
 4.4.3 – Comunicação

 4.4.4 – Documentação

 4.4.5 – Controle de documentos

 4.4.6 – Controle Operacional

 4.4.7 – Preparação e resposta a emergência


Sistema de gestão ambiental:
Leitura e interpretação
 4.5 – Verificação
 4.5.1 – Monitoramento e medição

 4.5.2 – Avaliação do atendimento a requisitos

legais e outros
 4.5.3 – Não conformidade, ação corretiva e

ação preventiva
 4.5.4 – Controle de registros

 4.5.5 – Auditoria interna


Sistema de gestão ambiental:
Leitura e interpretação
 4.6 - Análise pela administração
 “A alta administração da organização deve analisar o sistema de
gestão ambiental, em intervalos planejados, para assegurar sua
contínua adequação, pertinência e eficácia.

 As análises devem incluir:


 a avaliação de oportunidades de melhoria

 e a necessidade de alterações no sistema de gestão ambiental,

 inclusive da política ambiental

 e dos objetivos e metas ambientais.

 Os registros das análises pela administração devem ser mantidos”


Sistema de gestão ambiental:
Leitura e interpretação
 4.6 - Análise pela administração
 “As entradas para análise pela administração devem incluir:
 Resultados das auditorias internas e das avaliações do

atendimento aos requisitos legais e outros subscritos pela


organização,
 Comunicação(ões) proveniente(s) de partes interessadas

externas, incluindo reclamações.


 O desempenho ambiental da organização,

 Extensão na qual foram atendidos os objetivos e metas,

 Situação das ações corretivas e preventivas,


Sistema de gestão ambiental:
Leitura e interpretação
 4.6 - Análise pela administração
 “As entradas para análise pela administração devem incluir:
 Ações de acompanhamento das análises anteriores,
 Mudança de circunstâncias, incluindo desenvolvimento
em requisitos legais e outros relacionados aos aspectos
ambientais, e
 Recomendações de melhoria.
 As saídas da análise pela administração devem incluir
quaisquer decisões e ações relacionadas a possíveis
mudanças na política ambiental, nos objetivos, metas e
em outros elementos do sistema de gestão ambiental,
consistentes com o comprometimento com a melhoria
contínua.
Sustentabilidade e Gestão
Ambiental
Desenvolvimento Sustentado: “Implica na
melhoria da qualidade de vida humana´; mas ,
dentro da capacidade de suporte do ecossistema:
é uma estratégia de desenvolvimento que
administra todos os ativos, os recursos naturais e
os recursos humanos, assim como os ativos
financeiros e físicos, de forma compatível com o
crescimento da riqueza e do bem estar a longo
prazo ” (KLINK, C. A, 2001, p. 78).
Sustentabilidade e Gestão
Ambiental
Desenvolvimento Sustentável: “É aquele que faz face às
necessidades da geração presente, sem comprometer a
capacidade das gerações futuras de satisfazer suas próprias
necessidades” (BRUNDTLAND, apud, BARTHOLO, 2001, p. 79)
FOCO DO
CONSUMO SUSTENTÁVEL
Planejamento
TENDÊNCIAS
Ambiental
ECOLOGIA INDUSTRIAL

MODIFICAÇÃO DO PRODUTO

MODIFICAÇÃO DO PROCESSO

MELHORIA NA OPERAÇÃO
HOJE O FOCO
ESTÁ NA
RECICLAR NO PROCESSO
PREVENÇÃO
RECICLAR FORA DO PROCESSO

TRATAR
ANTERIORMENTE O
FOCO ESTAVA NO
DISPOR CONTTROLE
(Tecnologia de Fim de
REMEDIAR Tubo)