Você está na página 1de 14

PSICODRAMA

Jacob Levy Moreno


JACOB LEVY MORENO
(1889 -1974)

● Nasceu em Bucareste (Romênia), no ano de 1889;


● Quando tinha 5 anos de idade sua familia se mudou
para Viena;
● Moreno foi um psiquiatra romeno, de origem judaica,
que estudou Medicina em Viena entre os anos de 1909
e 1917.
● No início da Faculdade de Medicina reunia crianças
formando grupos de brincadeiras de improvisação.
● Depois trabalhou com um grupo de prostitutas,
utilizando técnicas grupais.
● Em 1912, fundou o Teatro Vienense da
Espontaneidade, onde começou a formar suas idéias
da Psicoterapia de Grupo e do Psicodrama.
● O grande ato público de Moreno, foi no Teatro
Komödien Haus.
● Ao se abrir a cortina, havia uma coroa numa cadeira
de veludo, espaldar alto e dourado, como um trono
real.
● O tema utilizado por ele, era a busca de uma nova
ordem de coisas, buscando no público os que tivessem
espírito de liderança, sendo o rei por algum momento
no qual o júri seria o resto da platéia.
● Quando lançou o "Jornal Vivo", onde as pessoas
a partir das notícias de jornais locais realizavam
uma dramatização, criou a raiz do Sociodrama.
● Transformou os atores profissionais fiéis ao seu
trabalho em "egos-auxiliares".
● Assim, Moreno vai desenvolvendo seu trabalho,
transformando o Teatro da Espontaneidade em
Teatro Terapêutico e este no Psicodrama
Terapêutico.
● Em 1925 foi morar nos EUA onde desenvolveu e
sistematizou suas descobertas: a socionomia.
● Esta teoria de estudo se divide em sociometria,
sociodinâmica e a sociatria. Socionomia é composta pelo
estudo do grupo e suas relações.
● Sociometria pretende medir as relações entre os membros do grupo,
evidenciando as preferências e evitações presentes nas relações grupais.
Moreno desenvolveu o teste sociométrico com objetivo de mensurar e
visualizar as relações existentes em um grupo.
● A sociodinâmica busca entender a dinâmica do grupo.
● Sociatria trata as relações grupais utilizando três métodos: o
Sociodrama, a Psicoterapia de grupo e o famoso Psicodrama.
● Morre em 14 de Maio de 1974, com 85 anos, pedindo
para gravar em sua sepultura:

"Aqui jaz aquele que abriu as portas da psiquiatria à


alegria."
Fundamentos Teóricos

● Psicodrama é uma piscoterapia de grupo, em que a


representação dramática é usada como ferramenta
para explorar a psique humana e seus vínculos
emocionais.
● Utiliza como pontos básicos de sua teoria o conceito de
espontaneidade-criatividade, a teoria dos papéis, a
psicoterapia grupal.
● A ação dramática permite insights profundos por parte
do protagonista e do grupo, a respeito do significado
dos papéis assumidos.
● Para Moreno, toda ação é interação por meio de
papéis.
Espontaneidade: capacidade de agir de forma natural, congruente
com o momento e criativa.
Tele: percepção e comunicação objetiva das situações e das
relações entre as pessoas.
Empatia: capacidade de se colocar no lugar do outro em
determinada situação.
Co-inconsciente: fantasias, vivências e sentimentos comuns a
duas ou mais pessoas no grupo.
Matriz de identidade: características pessoais que se constiuem a
partir das vivências das primeiras relações. Esta possui três etapas
de formação que vão auxiliá-lo a criar as técnicas dramáticas.
Espontaneidade: capacidade de agir de forma natural, congruente
com o momento e criativa.
Tele: percepção e comunicação objetiva das situações e das
relações entre as pessoas.
Empatia: capacidade de se colocar no lugar do outro em
determinada situação.
Co-inconsciente: fantasias, vivências e sentimentos comuns a
duas ou mais pessoas no grupo.
Matriz de identidade: características pessoais que se constiuem a
partir das vivências das primeiras relações. Esta possui três etapas
de formação que vão auxiliá-lo a criar as técnicas dramáticas.
Fases / Técnicas Dramáticas

1. Indiferenciação Eu-Tu: como quando o criança


precisa que alguém faça algo por ela, porque ela
ainda não consegue fazer. Esta é a técnica do duplo.
2. Reconhecimento do Eu-Tu: como quando a
criança se olha no espelho e não se reconhece
através da imagem. Esta é a técnica do espelho.
3. Reconhecimento do Eu: é quando ocorre a tomada
do papel do outro havendo a inversão de papéis. Esta
é a técnica da inversão de papéis.
Metodologia Psicodramática

● Dividimos o Psicodrama em três etapas: aquecimento


(inespecífico e específico), dramatização e
compatilhamento.

● Aquecimento:
● Aquecimento inespecífico: iniciadores físicos, mentais, sociais e
expressivos. Servem para auxiliar o surgimento do tema emergente
do grupo.
● Aquecimento específico: delimitar a forma de trabalho com o tema
emergente.
● Dramatização: etapa onde o grupo participa
terapeuticamente compartilhando seus sentimentos e
vivências.

● Compartilhamento: etapa indispensável para que as


pessoas compartilhem o que foi vivido no grupo.
Elementos da Dramatização

● Cenário: espaço onde acontece a produção e nele


podem-se representar fatos simples da vida cotidiana,
sonhos, delírios, alucinações.
● Protagonista: o protagonista pode ser um indivíduo,
uma dupla ou um grupo. É aquele que no Psicodrama
protagoniza seu próprio drama, representando a si
mesmo e seus personagens
● Diretor: é o terapeuta que dirige o grupo ou a cena,
orientando a encenação e sugerindo determinados
papéis, guiando o protagonista para chegar à cena com
espontaneidade.
● Público: é o grupo terapêutico.