Você está na página 1de 1

ATENDIMENTO FONOAUDIOLÓGICO AO

PACIENTE PORTADOR DA SÍNDROME DE BEHÇET

Brenda Kehl, Diego de Souza Leal, Débora Adamatti Cole Stangherlin, Julia Souza
de Oliveira, Laura Karolainy Barcelos Sotero, Camila Lucia Etges, Lisiane de Rosa
Barbosa

INTRODUÇÃO
A Síndrome de Behçet é uma vasculite laríngea reduzida e uso de via
multissistêmica de etiologia alternativa exclusiva de alimentação.
desconhecida que causa feridas Foi realizada terapia miofuncional e
dolorosas bucais e genitais, lesões na estimulação de deglutição com
pele, além de manifestações estímulo térmico gelado e gustativo.
neurológicas, articulares, renais e Também foi realizada avaliações para
gastrointestinais. A fonoaudiologia pode progressão da dieta durante sua
contribuir na recuperação desses internação, uma vez que apresentou
pacientes garantindo principalmente disfagia orofaríngea de grau moderado
uma alimentação segura a grave. Foram realizados 19
atendimentos e uma videofluoroscopia
da deglutição durante internação.
OBJETIVO Paciente recebeu alta hospitalar
Relatar os atendimentos apresentando fala lentificada, voz fraca
fonoaudiológicos hospitalar de um e soprosa porém mais comunicativo, e
paciente portador da Síndrome de com indicação de dieta pastosa
Behçet. liquidificada e líquidos espessados

RELATO DE CASO CONCLUSÃO


Paciente P. R. M., 15 anos e portador O acompanhamento e a terapia
da Síndrome de Behçet foi internado no fonoaudiológica foram de grande
Hospital da Criança Santo Antônio, importância para o caso, trazendo
antes mesmo de ter conhecimento de segurança para o paciente ao se
seu diagnóstico, e iniciou o alimentar, bem como readequar as
acompanhamento fonoaudiológico a estruturas orofaciais acometidas
pedidos da equipe médica para durante sua internação, além de
introdução de comunicação alterativa. reforçar a necessidade de
Em avaliação inicial, P. apresentou fonoaudiólogos no ambiente hospitalar.
musculatura orofacial hipotônica, com .
lábios abertos, língua em assoalho
bucal, reflexo de mordida, mobilidade