Você está na página 1de 89

Diabetes

Enfermagem para
Concursos Públicos

Diabetes
Diabetes

Caracteriza-se pela hiperglicemia.

Resulta de uma deficiente secreção


Diabetes de insulina pelas células beta.

Resulta da resistência periférica à ação


da insulina.
Diabetes

CLASSIFICAÇÃO DO DIABETES
Diabetes tipo 1 Insulino-dependentes

Diabetes tipo 2 Não Insulino-dependentes


Diabetes

DIABETES TIPO 1
• Deficiência absoluta na produção de insulina.
• Decorre na grande maioria dos casos de uma
destruição auto-imune indolente das células
beta.
• A hiperglicemia permanente se manifesta
quando 90% das ilhotas são destruídos.
Diabetes

DIABETES TIPO I
• A hiperglicemia permanente manifesta-se
quando 90% das ilhotas são destruídos.
• A presença de obesidade não exclui o
diagnóstico.
• Comum a associação com outras doenças
auto-imune como tireoide de Hashimot
Diabetes

DIABETES TIPO I

• Tendência à cetose e requerem,


obrigatoriamente , insulina como tratamento.
Diabetes

DIABETES AUTO-IMUNE LATENTE EM ADULTOS


(LADA)
• Diabetes tipo 1 em que a velocidade da
destruição das células beta é mais lenta do
que habitual.
• Manifesta entre 30 e 50 anos de idade e
representa cerca de 10% dos casos de DM
tipo1.
Diabetes

AOCP - EBSERH/HDT-UFT - Enfermeiro - 2015


Se liga! Uma mulher, professora universitária, tem uma filha de 6 anos que é portadora de
Caiu na Prova diabetes tipo 1. Ela pesquisou em sites da internet orientações para entender a
patologia de sua filha. Referente ao assunto, assinale a alternativa que NÃO se
enquadra como Diabetes tipo 1.

A) O termo diabetes tipo 1, indica o processo de destruição da células alfa que leva
ao estágio de deficiência absoluta de insulina.

B) A administração de insulina é necessária para prevenir cetoacidose.

C) A destruição das células beta é geralmente causada por um processo autoimune.

D) O processo autoimune pode ser detectado por autoanticorpos circulantes, como


antidescarboxilase do ácido glutâmico, anti-ilhotas e anti-insulina.

E) A destruição das células beta, em geral, é rapidamente progressiva, ocorrendo


principalmente em crianças e adolescentes, mas pode ocorrer também em adultos.
Diabetes

AOCP - EBSERH/HDT-UFT - Enfermeiro - 2015


Se liga! Uma mulher, professora universitária, tem uma filha de 6 anos que é portadora de diabetes tipo
1. Ela pesquisou em sites da internet orientações para entender a patologia de sua filha.
Caiu na Prova Referente ao assunto, assinale a alternativa que NÃO se enquadra como Diabetes tipo 1.

Resposta Correta:
A) O termo diabetes tipo 1, indica o processo de destruição da células alfa que leva ao estágio
de deficiência absoluta de insulina.
Diabetes

DIABETES TIPO 2
• Representa 80% a 90% de todos os casos de
diabetes, surge habitualmente após os 40 anos
de idade e a maioria dos pacientes é obesa.

• Aproximadamente 80 % a 90% dos pacientes com


DM tipo2 têm também a síndrome metabólica.
Diabetes

DIABETES TIPO 2
• Associado a dislipidemia, obesidade
abdominal, resistência insulínica ,tolerância
alterada à glicose.
Diabetes

DIABETES TIPO 2
• Resistência periférica à ação insulínica nos
adipócitos e principalmente , no músculo
esquelético.
• Deficiente secreção de insulina pelo pâncreas;
aumento da produção hepática de glicose,
resultante a resistência insulínica no fígado.
Diabetes

TRATAMENTO
• Hipoglicemiantes ou anti-hiperglicemiantes
orais.
• 30% futuramente vão requerer
insulinoterapia para obtenção de um controle
glicêmico adequado.
Diabetes

SÍNDROME HIPEROSMOLAR
HIPERGLICÊMICA NÃO-CETÓTICA
• É a complicação aguda do diabetes tipo 2.
Diabetes

AOCP - EBSERH/HU-UFS/SE - Enfermeiro – Assistencial


Se liga! Sobre o Diabetes e suas complicações, informe se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se
afirma a seguir e assinale a alternativa com a sequência correta.
Caiu na Prova ( ) A síndrome hiperosmolar é um estado de hipoglicemia grave, é mais comum em jovens
com Diabetes tipo I.
( ) A síndrome hiperosmolar é um estado de hiperglicemia grave (> 600 a 800 mg/dL),
desidratação e alteração do estado mental - na ausência de cetose.
( ) A retinopatia diabética é a principal forma de cegueira irreversível no Brasil. Ela é
assintomática nas suas fases iniciais, mas evolui ao longo do tempo, acometendo a maioria
dos portadores de diabetes após 20 anos de doença.
( ) Hipoglicemia é a diminuição dos níveis glicêmicos - com ou sem sintomas - para valores
abaixo de 80 a 90 mg/dL. Muitas vezes leva ao quadro de cetoacidose que ocorre
principalmente em pacientes com diabetes tipo II.

A) V - F - V - F.
B) F - F - V - V.
C) V - F - F - V.
D) F - V - V - F.
E) V - V - F - F.
Diabetes

AOCP - EBSERH/HU-UFS/SE - Enfermeiro - AssistencialSobre o Diabetes e suas complicações,


informe se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma a seguir e assinale a alternativa com a
sequência correta.( ) A síndrome hiperosmolar é um estado de hipoglicemia grave, é mais comum em
jovens com Diabetes tipo I.

Resposta Correta:
D) F - V - V - F.
Diabetes

CETOACIDOSE
• Tipo de acidose metabólica que é causada por
altas concentrações de cetoácidos.

• Ela é mais comum na diabetes mellitus tipo 1.


Diabetes

CETOACIDOSE
• Glicemia maior que 300 mg/dl.
• Acidose metabólica = pH < 7,3 e BIC < 15
mEq/l.
Diabetes

CETOACIDOSE
• Desidratação que pode ser em todos os níveis;
• Diurese normal ou aumentada;
• Náuseas e vômitos;
• Hálito cetônico;
• Dor abdominal;
• Respiração acidótica;
• Letargia.
Diabetes

TRATAMENTO
• Deve-se iniciar pelo tratamento da
desidratação;
• Manutenção da hidratação com reposição
contínua das perdas hídricas;
• Correção dos déficits de eletrólitos;
• Correção da Hiperglicemia.
Diabetes

RESPIRAÇÃO DE KUSSMAUL
• Trabalhoso associado com acidose metabólica
grave, particularmente com a cetoacidose
diabética, mas também com a insuficiência
renal.
• É uma forma de hiperventilação.
Diabetes

UNIUV - Prefeitura de Nova Tebas - Enfermeiro


Se liga! A respiração de Kussmaul caracteriza-se por:
Caiu na Prova

A) Respiração curta e taquipneia;

B) Hipoventilação e respiração profunda;

C) Hiperventilação e bradipneia;

D) Episódios alternados de apneia e períodos de respiração profunda;

E) Incursões rápidas e profundas.


Diabetes

UNIUV - Prefeitura de Nova Tebas - Enfermeiro


Se liga! A respiração de Kussmaul caracteriza-se por:
Caiu na Prova

Resposta Correta:
E) Incursões rápidas e profundas.
Diabetes

RESPIRAÇÃO DE CHEYNE-STOKES

• Cheyne-Stokes ocorrem mais


habitualmente nos pacientes com
aterosclerose cerebral e outras lesões
cerebrais.
Diabetes

PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE OS DIABETES TIPO 1 E 2


• Início usual = crianças e adolescentes ( tipo 1), maiores de 40 anos( tipo 2).
• Frequência relativa= 10%( tipo 1) e 90%( tipo 2).
• Tratamento medicamentoso= Insulina( tipo 1) e Hipoglicemiantes orais(
tipo 2)
• Complicações agudas características= cetoacidose diabética ( tipo 1) e
Síndrome hiperosmolar não- cetótica ( tipo 2).
• Peso usual ao diagnóstico = baixo( tipo1) e obesos( tipo2).
Diabetes

DIAGNÓSTICOS DO DIABETES

• Poliúria, polidpsia e polifagia, associados à


perda de peso.
Diabetes

DIAGNÓSTICO LABORATORIAL

• Dois valores maiores ou iguais a 126 mg/dl,


obtidos em dias diferentes.
Diabetes

TESTE ORAL DE TOLERÂNCIA À GLICOSE

• Após a coleta da glicemia de jejum , na


administração de 75g de glicose , dissolvidos
em 250 a 300 ml de água. Duas horas após ,
colhe-se uma nova glicemia maior ou igual a
200 mg/dl.
Diabetes

HEMOGLOBINA GLICOLISADA
• A percentagem depende da concetração de
glicose no sangue, da duração da exposição da
Hb à glicose e do tempo de meia-vida dos
eritrócitos( cerca de 120 dias).
• O valor de referência é de 4% a 6% .
Diabetes

GLICOSÚRIA

• A pesquisa de glicose na urina tem baixa


sensibilidade diagnóstica , uma vez que a
glicosúria costuma surgir apenas com
glicemias> 180 mg/dl.
Diabetes

CARACTERÍSTICAS FARMACOCINÉTICAS DAS PRINCIPAIS INSULINAS HUMANAS

• RÁPIDA=INSULINA REGULAR ( PICO DE AÇÃO 2-3 H E DURAÇÃO EFETIVA


DE 8-10 H)
• ULTRA-RÁPIDA= LISPRO, ASPART E GLULISINA ( PICO DE AÇÃO 30
MINUTOS A 1 HORA E DURAÇÃO EFETIVA 4-6 H).
• INTERMEDIÁRIA= NPH ( PICO AÇÃO 4-12 H E DURAÇÃO EFETIVA 12-18 H).
• LENTA= ULTRALENTA( PICO 10-16H E DURAÇÃO EFETIVA DE 18-24);
• GLARGINA , NÃO TEM PICO DE AÇÃO E DURAÇÃO EFETIVA DE 24 H.
Diabetes

EFEITOS COLATERAIS DA INSULINA

• Hipoglicemia;
• Ganho de peso;
• Reações alérgicas
Diabetes

CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE DE INSULINAS


• Frascos de insulina NUNCA devem ser congelados (temperatura abaixo de
2º).
• Evite expor os frascos à luz do sol, pois a insulina pode sofrer degradação.
• Evite deixar os frascos em locais muito quentes, como o porta-luvas do
carro, perto do fogão ou forno elétrico, etc.
• As insulinas devem ser armazenadas em geladeiras, na porta ou parte
inferior.
• A insulina que está em uso poderá ser mantida em temperatura ambiente
(15ºC a 30ºC), por até um mês. Nesse caso, deixar o frasco no lugar mais
fresco da casa, como, por exemplo, perto do filtro de água.
• Não usar a insulina se notar mudança na cor e presença de grânulos .
Diabetes

BIZU
A glibenclamida
• Atua sobre as células beta do pâncreas estimulando a
produção de insulina e consequentemente a
normalização do metabolismo dos carboidratos.

Metformina
• Diminui a absorção dos carboidratos a nível intestinal.
Reduz a produção de glicose pelo fígado. O fígado
utiliza parte da sua alimentação para fazer uma reserva
de glicose.
Diabetes

HIPERGLICEMIA MATINAL
• EFEITO SOMOGYI= Consiste no aparecimento
de hiperglicemia de rebote, consequente a
liberação hormônios contra-reguladores, em
resposta à hipoglicemia no meio da
madrugada.
Diabetes

HIPERGLICEMIA MATINAL

• QUEDA DOS NÍVEIS CIRCULANTES DE


INSULINA = Mostra-se mais comum do que o
efeito Somogyi e tem com tratamento
aumento da dose noturna de insulina NPH.
Diabetes

HIPERGLICEMIA MATINAL
• FENÔMENO DO ALVORECER= Tem sido observado
em até 75% dos diabéticos tipo 1 , na maioria
daqueles com diabetes mellitus tipo 2 e também
em indivíduos normais. Caracteriza-se por uma
redução da sensibilidade tissular à insulina entre
5 e 8 horas. Aparentemente é desencadeado
pelos picos de hormônios do crescimento,
liberado horas antes , no início do sono.
Diabetes

PÉ DIABÉTICO
• Examinar os pés diariamente;
• Cuidado para presença de calos, rachaduras, alterações de cor;
• Vestir sempre meias limpas e sem elástico;
• Nunca andar descalço mesmo em casa;
• Lavar os pés diariamente, com água morna e sabão. Evitar água
quente. Secar bem os pés, especialmente entre os dedos
• Cortar as unhas de forma reta , horizontalmente;
• Não remover calos ou unhas encravadas em casa; procurar equipe
de saúde para orientação.
Diabetes

DIABETES MELLITUS GESTACIONAL


• É definido como intolerância à glicose de grau
variável de intensidade, que apareceu ou é
diagnosticada pela primeira vez na gravidez,
podendo ou não persistir após o parto. Essa
definição não exclui a possibilidade de que a
intolerância à glicose tenha antecedido ou
surgido concomitantemente com a gravidez.
Diabetes

• Dentre as alterações a mais evidencia a é


macrossomia fetal ( peso maior ou igual a
4.000 g).
Diabetes

FATORES DE RISCO PARA DIABETES MELLITUS GESTACIONAL

• História familiar de diabetes ;


• História de morte fetal ou neonatal;
• Presença de hipertensão arterial ;
• Macrossomia ;
• Idade superior a 25 anos.
Diabetes
Enfermagem para Concursos
Públicos

Questão Revisão Resolução


Diabetes

BIORIO - Prefeitura de São João da Barra - RJ - Enfermeiro do Trabalho - 2015

Diabetes mellitus é uma doença crônica não


transmissível, objeto de política pública, que
exige cuidados relativos ao estilo de vida e em
muitos casos, controle medicamentoso. A
hipoglicemia é uma complicação que deve ser
tratada prontamente. De acordo com o
preconizado no Caderno 16 de Atenção Básica do
Ministério da Saúde, analise as afirmativas a
seguir:
Diabetes

I – a hipoglicemia acarreta sintomas neuroglicopênicos, caracterizados


por: fome,tontura, fraqueza, dor de cabeça, confusão, coma,
convulsão.
II – na hipoglicemia, as manifestações de liberação do sistema
simpático caracterizam-se por: sudorese, taquicardia, apreensão,
tremor.
III – no paciente diabético, a hipoglicemia se caracteriza por valores de
glicemia abaixo de 80 mg/dL.
IV – a hipoglicemia pode ser grave quando a secreção de hormônios
contra-reguladores é deficiente.
As afirmativas I, II, III e IV são respectivamente.
Diabetes

A) F, F, V, F.
B) V, V, F, F.
C) F, F, V, V.
D) V, V, F, V.
E) V, V, V, F.
Diabetes

Resposta Correta:
D) V, V, F, V.
Diabetes

CONSULPLAN - HOSPITAL MUNICIPAL ODILON BEHRENS - HOB - Enfermeiro - 2015

O pé diabético é uma complicação crônica do


Diabetes mellitus com grande impacto
socioeconômico, tendo como sintoma
neuropático positivo:
Diabetes

A) Claudicação intermitente.
B) Ausência de pulso pedioso.
C) Sensação de formigamentos.
D) Palidez à elevação do membro inferior.
Diabetes

• Resposta Correta:
C) Sensação de formigamentos
Diabetes

AOCP - EBSERH/HDT-UFT - Enfermeiro - Terapia Intensiva - 2015

• A hiperglicemia é um evento comum em


pacientes internados em UTI, independente
da presença de Diabetes Mellitus. Os sinais e
sintomas apresentados por esses pacientes
são:
Diabetes

A) pele fria e pegajosa, polifagia, polidipsia, visão turva, ansiedade, tremores e


hipertensão arterial.
B) hipertensão arterial, taquicardia e palpitação, tremores, pele fria e pegajosa.
C) ganho ou perda recente de peso, poliúria, náuseas e vômitos, visão turva, pele
fria e pegajosa.
D) náuseas e vômitos, visão turva, hálito cetônico, pele quente e muito seca,
polifagia e polidipsia.
E) taquicardia, confusão ou perda da consciência e tremores.
Diabetes

• Resposta Correta:
D) náuseas e vômitos, visão turva, hálito
cetônico, pele quente e muito seca, polifagia
e polidipsia.
Diabetes

• Resposta Correta:
D) náuseas e vômitos, visão turva, hálito
cetônico, pele quente e muito seca, polifagia
e polidipsia.
Diabetes

AOCP - EBSERH/HDT-UFT - Enfermeiro - 2015


• Uma mulher, professora universitária, tem
uma filha de 6 anos que é portadora de
diabetes tipo 1. Ela pesquisou em sites da
internet orientações para entender a
patologia de sua filha. Referente ao assunto,
assinale a alternativa que NÃO se enquadra
como Diabetes tipo 1.
Diabetes

• A) O termo diabetes tipo 1, indica o processo de destruição da células alfa que leva
ao estágio de deficiência absoluta de insulina.
B) A administração de insulina é necessária para prevenir cetoacidose.
C) A destruição das células beta é geralmente causada por um processo
autoimune.
D) O processo autoimune pode ser detectado por autoanticorpos circulantes,
como antidescarboxilase do ácido glutâmico, anti-ilhotas e anti-insulina.
E) A destruição das células beta, em geral, é rapidamente progressiva, ocorrendo
principalmente em crianças e adolescentes, mas pode ocorrer também em adultos
Diabetes

• Resposta Correta:
A) O termo diabetes tipo 1, indica o processo
de destruição da células alfa que leva ao
estágio de deficiência absoluta de insulina.
Diabetes

AOCP - EBSERH/HDT-UFT - Enfermeiro - 2015


• Assinale a alternativa que apresenta sinais e
sintomas clássicos que levantam a suspeita de
Diabetes mellitus.
Diabetes

• A) Poliúria, cefaleia, perda inexplicada de peso e polifagia.


B) Poliúria, polidipsia, perda inexplicada de peso e dor abdominal.
C) Oligúria, polidipsia, perda inexplicada de peso e polifagia.
D) Oligúria, cefaleia, perda inexplicada de peso e anorexia.
E) Poliúria, polidipsia, perda inexplicada de peso e polifagia.
Diabetes

• Gabarito letra A
Diabetes

Ministério Público da União - Analista - Saúde - Enfermagem

• A assistência de enfermagem deve estar


pautada na excelência do cuidado e nas
práticas já validadas por estudiosos e
profissionais em instituições de cuidado à
saúde, visando-se a melhor recuperação dos
sistemas fisiológicos. Acerca da assistência
de enfermagem, julgue os itens a seguir.
Diabetes

• As orientações para o cuidado com os pés de


pacientes com diabetes melito incluem a realização
de inspeção diária dos pés, com auxílio de um
espelho, bem como a utilização de sapatos
confortáveis e meias de algodão sem costuras.
• a) Certo

b) Errado
Diabetes

• GABARITO CERTO
Diabetes

Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul - Analista Saúde - Enfermagem

• A Retinopatia Diabética apresenta comportamento mais agressivo nos


pacientes insulinodependentes com risco de ocorrer, dentre as
complicações mais frequentes,
• a) pterígio.

b) ceratocone.

c) ambliopia.

d) perda da visão.

e) descolamento do vítreo posterior
Diabetes

• LETRA D
Diabetes

Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - SP - Enfermeiro

• Em relação às emergências hiperglicêmicas assinale a alternativa incorreta


• a) Em geral, a cetoacidose diabética consiste na tríade bioquímica de
hiperglicemia, cetonemia e acidose metabólica.

b) O estado hiperglicêmico hiperosmolar é classificado como a hiperglicemia com
desidratação profunda e sem cetose.

c) A mortalidade na cetoacidose diabética é maior do que no estado
hiperglicêmico hiperosmolar.

d) Os cenários mais associados à cetoacidose diabética são infecção subjacente ou
concomitante, falha nos tratamentos com insulina e diabetes recém diagnosticada
Diabetes

• Gabarito letra c
Diabetes

Instituto Lauro de Souza Lima - Bauru - SP - Enfermeiro


• Em relação ao Diabetes, assinale a alternativa correta.
• A ) O Diabetes tipo 1 tem como fatores de risco para o desenvolvimento da doença: idade maior ou
igual a 45 anos, excesso de peso, história familiar da doença (pais e irmãos), inatividade física
habitual, tolerância à glicose diminuida ou glicemia de jejum elevada.

b) A prática de exercícios físicos não é recomendada para a paciente com Diabetes Gestacional, pois
aumenta o efeito indesejado da glicemia pós-prandial.

c) O exame físico do paciente com Diabetes tipo 2 deve ser orientado para determinação do peso e
altura, medida de pressão arterial supina e ereta, investigação de complicações (neuropatia e
vasculopatia), inspeção da pele dos pés e exame do fundo do olho.

d) O exercício físico deve ser recomendado para o paciente com Diabetes, substituindo o
tratamento medicamentoso com hipoglicemiantes orais
Diabetes

• Gabarito letra c
Diabetes

Hospital Guilherme Álvaro - Santos - SP - Enfermeiro


• Assinale a alternativa que apresenta o medicamento de escolha para a maioria
dos pacientes com Diabetes mellitus do tipo 2, que apresenta maior diminuição
das complicações microvasculares, não leva à hipoglicemia e não promove ganho
de peso.
• a) Glibenclamida.

b) Insulina NPH.

c) Glicazida.

d) Insulina regular.

e) Metformina.
Diabetes

• Gabarito letra E
Diabetes

Prefeitura Municipal de Itajaí - SC - Enfermeiro


• A Neuropatia Diabética (ND) é definida como a presença
de sintomas e ou sinais de disfunção dos nervos
periféricos em pessoas com Diabetes Mellitus, após a
exclusão de outras causas. O comprometimento do
sistema nervoso periférico é, inquestionavelmente, uma
das complicações mais frequentes do Diabetes Mellitus
(DM), presente entre 50% dos pacientes com DM após 20
anos e que, portanto, requer intervenção profissional,
principalmente no sentido de prevenir ou retardar o
aparecimento
Diabetes

• Com relação à Neuropatia Diabética, marque com V as afirmações


verdadeiras e com F as falsas.
• ( ) As neuropatias podem se constituir em fatores de invalidez
transitória ou permanente e de insuficiência para o exercício de
determinadas profissões.
• ( ) Em qualquer dos tipos de diabetes, a exposição crônica à
hiperglicemia constitui o fator patológico comum para o
desenvolvimento e progressão da ND.
• ( ) Os sintomas, que frequentemente se iniciam insidiosos,
consistem de insensibilidade, sensação de queimação e dores em
pontada. A dor é severa e melhora no período noturno.
Diabetes

• ( ) O controle glicêmico é ainda a medida mais eficaz para retardar o


desenvolvimento e a progressão da ND.
• ( ) A perda motora e o envolvimento dos membros superiores são frequentes.
• ( ) A Neuropatia Diabética geralmente é dolorosa e requer intervenção sobre os
sintomas.
• ( ) Nem sempre é possível obter alívio para a dor neuropática e os pacientes
devem ser informados a respeito.
• ( ) A normoglicêmica é o único tratamento recomendado para a prevenção e
controle da ND em pacientes com diabetes tipo 1.
• ( ) A normoglicêmica, a redução do peso e o controle das dislipidemias
constituem a terapêutica recomendada para a prevenção e controle da ND
Diabetes

• A sequência correta, de cima para baixo, é:


• a) V - F - V - F - V - V - F - V - F

b) F - F - V - V - F - V - F - F - V

c) V - V - F - V - F - V - V - F - V

d) F - V - F - F - V - V - F - F - V
Diabetes

• Gabarito letra C
Diabetes

FCC - TRE-RN - Técnico Judiciário - Enfermagem


• A cetoacidose diabética pode ser caracterizada por
• a) hiperglicemia, desidratação com perda de eletrólitos e acidose
metabólica.

b) hipoglicemia, produção de corpos cetônicos e edema.

c) hiperglicemia, anasarca e acidose respiratória.

d) hipoglicemia, acidose pirúvica, desidratação com perda de eletrólitos.

e) hiperinsulinismo, produção de corpos cetônicos e desidratação
Diabetes

• Gabarito Letra A
Diabetes

CESPE - STM - Analista Judiciário - Enfermagem - Específicos

• A respeito da assistência de enfermagem ao paciente


crítico com distúrbios hidreletrolíticos ou acidobásicos,
julgue o item a seguir.
• Na acidose metabólica, o pH está diminuído, sendo essa
diminuição o mais frequente dos desvios do equilíbrio
acidobásico, como, por exemplo, na cetoacidose
diabética.
• a) Certo

b) Errado
Diabetes

• Gabarito Letra A
Diabetes

FCC - TRT - 6ª Região (PE) - Técnico Judiciário - Enfermagem

• Em um programa educativo para um grupo de mães sobre as características do


diabetes tipo 2, deve-se orientar o grupo que a doença em questão
• a) acomete diferentes faixas etárias, sendo mais comumente diagnosticado em
crianças.

b) é classificada como doença insulinodependente.

c) está, frequentemente, associada à hipertensão arterial e dislipidemia.

d) incide com maior frequência nos adolescentes e adultos jovens.

e) tem uma incidência menor do que a diabetes tipo
Diabetes

• Gabarito letra C
Diabetes

Universidade Federal do Ceará - UFC - CCV - UNILAB - Enfermeiro

• O diabetes é um grupo de doenças metabólicas


caracterizadas por hiperglicemia e associadas a
complicações, disfunções e insuficiência de vários
órgãos, especialmente olhos, rins, nervos, cérebro,
coração e vasos sanguíneos. Para o controle da taxa
glicêmica, é necessária a aplicação de insulina, a qual
é um hormônio que deve ser conservado de maneira
adequada, para que sejam garantidas as suas
propriedades farmacológicas. Portanto, é preciso
seguir as seguintes orientações
Diabetes

• a) a insulina deve ser mantida refrigerada, mas, caso o frasco com a insulina seja congelado, pode
colocá-lo em temperatura ambiente até o total descongelamento e administrar na via subcutânea
do paciente com diabetes.

b) a insulina que está em uso poderá ser mantida em temperatura ambiente (15ºC a 30ºC), por até
um mês. Nesse caso, deixar o frasco no lugar mais fresco da casa, como, por exemplo, perto do
filtro de água.

c) a insulina pode apresentar mudança na cor e presença de grânulos, mas é uma característica
normal e pode ser administrada sem risco de complicações.

d) a insulina não pode ser mantida em temperatura ambiente por tempo superior a 30 minutos.

e) as insulinas não devem ser armazenadas em geladeiras, na porta ou parte inferior
Diabetes

• Gabarito letra B
Diabetes

TJ - MG - Enfermeiro
• Com relação ao Diabetes tipo I, pode-se afirmar, EXCETO:
• a) Início abrupto dos sintomas.

b) Muita influência hereditária.

c) Maior incidência entre crianças, adolescentes e adultos
jovens.

d) Facilidade para cetose.
Diabetes

• GABARITO LETRA B
Diabetes

Prefeitura Municipal de Águas de Chapecó - SC - Enfermeiro


• Analise os itens abaixo sobre Diabetes Mellitus e assinale a alternativa
correta
• I. O Diabetes classifica-se em: tipo I (ou insulinodependente), tipo II (ou
não insulinodependente), diabetes gestacional e outros tipos específicos.
• II. A insulina é um hormônio produzido por células especiais do
pâncreas, sendo responsável pela manutenção do nível de açúcar no
sangue (glicemia).
• III. No diabetes tipo II, o organismo produz alguma insulina, mas não
consegue utilizá-la de maneira adequada.
• IV. Na Retinopatia Diabética os rins perdem a capacidade de filtrarem
adequadamente o sangue, retendo uréia e outras substâncias nocivas ao
organismo
Diabetes

• a) Apenas I e IV estão corretos.



b) Apenas I, II e III estão corretos.

c) Apenas II e III estão corretos.

d) Todos estão corretos.
Diabetes

• Gabarito letra C

Você também pode gostar