Você está na página 1de 42

Estatística I

MÓDULOS

• Módulo A – Estatística Descritiva


• Módulo B – Medidas de Posição, Separatrizes
e Dispersão
• Módulo C – Cálculo de Probabilidades
• Módulo D – Distribuição Binomial e
Distribuição de Poisson
• Módulo E – Distribuição Normal
Módulo A – Estatística Descritiva
Estatística

Definição
Antônio A. Crespo define Estatística como :

“Estatística é uma parte da matemática aplicada que fornece


métodos para a coleta, a organização, a descrição, a análise e
a interpretação de dados quantitativos e qualitativos, e a
utilização desses dados para a tomada de decisão.”
Estatística

Definição
Gilberto de Andrade Martins e Denis Donaire definem
Estatística como :

“Estatística é um conjunto de métodos e


processos quantitativos que serve para estudar e
medir os fenômenos coletivos”
Análise Exploratória de Dados

Introdução

População Técnicas de Amostra


(características) Amostragem

Análise
Exploratória

Conclusões Informações
sobre as Inferência
contidas nos
características dados
Estatística
da população
Análise Exploratória de Dados

Utilidade da Estatística na Gestão

A Estatística permite:

• Resolver problemas mediante a coleta de dados de boa qualidade


• Argumentar utilizando dados
• Analisar e interpretar dados
• Detectar situações fora de controle e outras fontes de dificuldades que
requerem atenção e medidas corretivas
• Coletar evidências para fins legais
•Determinar ociosidade de recursos e eficiência na utilização dos mesmos
•Determinar custos de atividades, de produtos, de unidades organizacionais etc
•Melhorar a qualidade de dados, desempenhos, decisões, ações, produtos, processos
e serviços
Análise Exploratória de Dados

Algumas Dificuldades com a Estatística

• Culturais / Rejeição às "matemáticas" / Contato prematuro


inadequado

• “Invisibilidade” da Estatística

• Armadilha da atividade
Método Estatístico

O método estatístico, diante da


impossibilidade de manter as causas
constantes, admite todas as causas presentes
variando-as, registrando essas variações e
procurando determinar, no resultado final, que
influências cabem a cada uma delas.
MÉTODO ESTATÍSTICO
Definição dos objetivos
Esta parte é extremamente importante para uma
pesquisa e consiste em definir com exatidão o
objetivo:
– o que será pesquisado,
– em que setores geográficos será feita a pesquisa,
– qual o grau de precisão exigido,
– qual o tipo de amostragem,
– qual a amplitude de tamanho,
– qual o tempo disponível e qual o custo previsto.
MÉTODO ESTATÍSTICO
De forma geral, os objetivos mais comuns de uma pesquisa
estão voltados para seguintes campos:
– Dados pessoais: grau de instrução, religião, nacionalidade, dados
profissionais, familiares, econômicos etc.
– Dados sobre a vizinhança: circunstâncias em que vivem os
indivíduos pesquisados, relações familiares, habitat.
– Dados sobre comportamento: como se comportamos elementos
de uma dada população, seguindo determinadas circunstancias.
– Níveis de informação: opiniões, expectativas dos membros de
uma população, ou seja, suas aspirações, esperanças e
angústias em relação a determinado assunto.
– Atitudes e modificações que motivam para a ação, para a
decisão, representando a causa dos comportamentos.
MÉTODO ESTATÍSTICO
Preparação do plano
Aqui os objetivos já se encontram claramente
definidos e deve ser estabelecida a estratégia que
possibilitará a obtenção dos resultados, e que
deverá seguir o seguinte lema: “MAXIMO DE
INFORMES COM UM MÍNIMO DE CUSTO E
TEMPO ”.
Aqui, devemos preocupar-nos com a forma pela
qual os dados serão coletados, se através da
observação direta, da entrevista ou da auto-
entrevista.
MÉTODO ESTATÍSTICO

Formas de coleta:

Observação direta
Entrevista
autoentrevista
MÉTODO ESTATÍSTICO
Questionário
Pode ser:
1.Completo – no sentido de conter todas as informações que
pretendemos obter
2. Concreto – no sentido de as perguntas serem formuladas de
uma forma clara e objetiva.
3. Secreto – no sentido de não conter a identificação, para
não tolher a liberdade do entrevistado
4. Discreto – no sentido de não conter perguntas que possam
ferir a suscetibilidade do pesquisado.
MÉTODO ESTATÍSTICO
Questionário
Tipo de questões deverá conter?
Questão aberta – É utilizada quando o entrevistado tem
possibilidade de colocar sua opinião pessoal, sendo
indispensável quando se trata de abordar problemas
delicados
Questão fechada – É utilizada quando as possíveis respostas
pode já se encontram especificadas, restando a ele única
possibilidade de assinalar entre as descritas
Questão filtro – É utilizada quando “filtramos” a opinião do
individuo, para que não se perguntem coisas que o individuo
não tem condições de responder
MÉTODO ESTATÍSTICO

Questionário
Tipo de questões deverá conter?
Questões por quê? – É utilizada quando queremos descobrir a
razão, a causa, de determinada opinião, consumo etc.
Questão intensidade – É utilizada quando queremos saber
quão intensamente o pesquisado faz ou consome determinado
produto.
MÉTODO ESTATÍSTICO
Questionário
Indicações práticas para a redação de um Questionário
A – A clareza como um requisito essencial
B – Modificação das perguntas que geralmente são
respondidas de forma incorreta
C - Evitar certos tipos de perguntas
D – Perguntas objetivas ou suscetíveis de serem tabuladas
E – instruções e definições completas
F – planejamento cuidadoso da ordem das perguntas e do
tamanho do questionário
Atividade: Desenvolvam um questionário
Instruções: leiam o material na xeros das páginas 17
até 37.
MÉTODO ESTATÍSTICO
As fases são :
1. Coletas de dados : é a obtenção, reunião e registro sistemático de
dados, com um objetivo determinado.
1.1) Direta : quando é obtida diretamente da fonte e pode ser :
- Contínua : Obtida ininterruptamente
- Registro de nascimentos, etc.
- Periódica : em períodos curtos
- Censos
- Ocasional : esporadicamente
- Surto epidêmico
1.2) Indireta : Quando é inferida (deduzida) a partir dos elementos
conseguidos pela coleta direta
- Mortalidade infantil
MÉTODO ESTATÍSTICO

2. Crítica dos dados : devem ser criticados à procura de erros


grosseiros ou de certos vultos, que possam influir sensivelmente
nos resultados como:

2.1. Externa: Informante

2.2 Interna: Dados da coleta

3. Apuração dos dados : é a soma e o processamento dos dados


obtidos e a disposição mediante critérios de classificação.
MÉTODO ESTATÍSTICO

4. Exposição dos dados: devem ser apresentados sob forma de


tabelas ou gráficos tornando mais fácil e
compreensão do objeto de tratamento
estatístico

5. Análise dos resultados: É o estudo dos resultados com o objetivo


de tirar conclusões sobre o todo
(população), a partir de informações
fornecidas por parte representativa do
todo ( amostra).
Levantamento de dados científicos

Fonte: http://www.portalaction.com.br/estatistica-basica
POPULAÇÃO E AMOSTRA

População : é o conjunto de entes


portadores de, pelo menos, uma
característica comum
Amostra :é um subconjunto finito de uma
população
POPULAÇÃO E AMOSTRA
Devido a quantidade excessivamente grande de elementos que
constantemente fazem parte da população, trabalhamos com uma
amostra.
O aspecto comum dentre todas as técnicas existentes é a aleatoriedade,
isto é, a igual chance que cada elemento da população deve ter de ser
escolhido, as principais:
a) Casual Simples - sorteio
b) Sistemática - Os elementos já se encontram ordenados e então,
sorteamos um número e sistematicamente os outros ficam determinados

c) Estratificada - Quando a população esta dividida em estratos de acordo


com o fato em estudo
Variável

Variável - é convencionalmente, o conjunto de


resultados possíveis de um fenômeno Tipos de
variáveis
Nominais

Qualitativas

Ordinais

Variáveis

Discretas
Quantitativas

Contínuas
Variável

Exemplo ( Variáveis em uma ficha cadastral PF )


Variável Tipo
1 Número de dependentes Quantitativa, discreta
2 Idade Quantitativa, contínua
3 Local de nascimento Qualitativa, nominal
4 Nível educacional Qualitativa, ordinal
5
6
7
8
Variável
DISCRETA - É uma representação tabular de um conjunto de valores em
que colocamos na primeira coluna em ordem crescente apenas os valores
distintos de série e na segunda coluna colocamos os valores das
frequências simples correspondentes.
Devemos optar por uma variável discreta na representação de uma série
de valores quando o número de elementos distintos da série for pequeno
xi = número de fi = frequência
filhos absoluta
0 1
1 5
2 6
3 10
total 22
Variável
CONTÍNUA - É uma representação tabular de um conjunto de valores em
que colocamos na primeira coluna faixa de valores agrupados em ordem
crescente da série e na segunda coluna coloca os valores das freqüências
simples correspondentes.
Devemos optar por uma variável contínua na representação de uma série
de valores quando o número de elementos distintos da série for grande.

xi = idade dos fi = frequência


entrevistados absoluta
20 /------ 24 4
24 /------ 28 12
28 /------ 32 10
32 /------ 36 4
total 30
Conceitos a serem aplicados
- Amplitude total de uma sequência = é a diferença entre o Limite
superior e o Limite inferior de uma sequência. At = Ls – Li
- Intervalo de Classe = é qualquer subdivisão da amplitude total de uma
série estatística. 20 /------ 24
- Limite de Classe = cada intervalo de classe fica caracterizado por dois
números reais. O menor valor chamado de Limite inferior (Li) da classe e o
maior valor chamado de Limite superior (Ls) da classe. 20 = Li e
24 = Ls
- Amplitude do intervalo de classe = é a diferença entre o Ls e o Li do
intervalo de classe. A = Ls – Li  24-20 = 4  A = 4
Distribuição de Frequências
- Frequência simples ou absoluta de uma classe (fi) =
é o número de elementos da sequência que são
maiores ou iguais ao Li desta classe e menores que o
Ls desta classe.
Frequência Relativa (fir%) = é a divisão da frequência
simples deste elemento pelo número total de elementos
da série:
fir% = fi / n onde n ou somatória de fi, é o número
total de elementos da série.
Ex: fir% = 4 / 30 = 0,1333 ou 13,33%
Distribuição de Frequências

Frequência Acumulada (fiac) = é a soma de fi simples


deste elemento com as fi dos elementos que o
antecedem.
fiac = fi1 + fi2 + fi3 ...fin
Frequência acumulada relativa (firac%) = é a divisão da
frequência acumulada deste elemento pelo número
total de elementos da série.
Distribuição de Frequências

xi fi fir% fiac firac%

0 1 3,33 1 3,33
1 5 16,67 6 20,00
2 6 20,00 12 40,00
3 10 33,34 22 73,34
4 4 13,33 26 86,67
5 4 13,33 30 100
Total 30 100
Distribuição de Frequências

xi fi fir% fiac firac%

2 /------ 4 4 13,33 4 13,33

4 /------ 6 12 40,00 16 53,33

6 /------ 8 10 33,34 26 86,67

8 /------ 10 4 13,33 30 100

Total 30 100
Representação Gráfica - Histograma

0,34
0,35

0,3
0,26

0,25
Proporção

0,2
0,16

0,15
0,12

0,1

0,04 0,04
0,05
0,02 0,02

0
5,5 13,5 21,5 29,5 37,5 45,5 553,5 61,5

Tributo ( % faturam ento )


Representação Gráfica - Histograma
Histograma

Área = 1.00 ( ou 100% )

Área ~ frequência ( f ou p )

Classes de mesma amplitude : altura ~ frequência ( f ou p )

Notas :

Histograma é a representação gráfica adequada para o caso de


variáveis contínuas

Pode ser utilizada para variáveis discretas agrupadas em classes


Representação Gráfica
Polígono de % acumulada

100

90

80

70
% acumulada

60

50

40

30

20

10

0
1.5 9.5 17.5 25.5 33.5 41.5 49.5 57.5 65.5

Tributo ( % faturamento )
Representação Gráfica
Polígono de % acumulada

Mostra a porcentagem de empresas cujo recolhimento de


tributos é menor ou igual a um dado valor

Podemos ter também:

Polígono de frequências acumuladas

Polígono de proporções acumuladas


Alguns Padrões de Histogramas
Alguns Padrões de Histogramas
Alguns Padrões de Histogramas
Alguns Padrões de Histogramas
Alguns Padrões de Histogramas
Alguns Padrões de Histogramas