Você está na página 1de 6

Keith Swanwick

Teoria espiral - C(L)A(S)P


Keith Swanwick nasceu na
Inglaterra e estudou piano, órgão, trombone,
regência e composição na Royal Academy
of Music, em Londres. Como educador
musical e pesquisador, trabalhou em escolas
de Educação Básica.
Suas propostas sobre a educação musical
tiveram bastante aceitação em vários
países do mundo, incluindo o Brasil.
Devido a sua notoriedade em nosso país levou o
governo federal a providenciar para todos os
professores da rede pública cópias do seu livro
Ensinando música musicalmente (2003).
Teoria Espiral

Keith Swanwick desenvolveu, por meio de suas pesquisas, uma teoria sobre
os níveis de compreensão musical, chamada de teoria espiral,
que teve como base a teoria do desenvolvimento de Piaget (acomodação, assimilação e
acomodação).

Keith Swanwick desenvolveu pesquisas sobre as diferentes


fases da aprendizagem musical, propondo uma abordagem/modelo
de ensino musical que trata de diversos fazeres musicais.
Para que o aluno tenha uma experiência significativa em música o ensino deve estar baseado em
três tipos de atividade: Composição, apreciação e performance e ao lado desses três fazeres
fundamentais da música outros estudos musicais devem servir de suporte: a Técnica e os
Estudos Acadêmicos( literatúras).
Esse modelo é apresentado por meio da sigla C(L)A(S)P que no brasil foi traduzida como
(T)EC(L)A.
C(L)A(S)P

• C - Composição, criação musical: engloba todo o tipo de fazer musical criativo, como a improvisação, as
atividades de arranjos etc.

• (L) - Literature studies: estudos acadêmicos, ou seja, a parte teórica musical, como a notação musical, o
estudo de história da música, harmonia etc.

• A - Apreciação: atividades de escuta musical.

• (S) - Skill acquisition: aquisição de habilidades, ou seja, técnica.

• P - Performance, execução musical.

As atividades principais são representadas pelas letras fora do parênteses (C, A, P),
e as atividades suportes são simbolizadas pelas letras entre parênteses (L, S)
Em português, temos: (T): técnica, E: execução, C: composição, (L): literatura e A: apreciação.
Composição

A palavra CLASP, em inglês, significa "fecho" "amarra".


Para Swanwick a composição é o fazer musical que amarra, engloba ,dá suporte aos demais fazeres propostos.
O autor acredita que todos têm possibilidade de criar e que a composição não é uma atividade exclusiva
dos grandes mestres da história da música.

Compor é "uma forma de se engajar com os elementos do


discurso musical de uma maneira crítica e construtiva, fazendo
julgamentos e tomando decisões“( SWANWICK, 1992, p. 10).

Na criação musical, o educando tem autonomia para tomar


suas próprias decisões, o que é fundamental para o desenvolvimento
do pensamento crítico e reflexivo (SWANWICK, 1979).

Outra questão importante da proposta desse autor é a integralização


desses fazeres, ou seja, as atividades de composição,
apreciação, execução, literatura e técnica devem fazer parte
do aprendizado musical do aluno, por meio de um fio condutor
Comum.
Exemplo de atividades

Composição Em uma atividade de criação os alunos são submetidos a compor através


do conhecimento que possuem somente com os instrumentos que estão disponíveis seja uma flauta ou
percussão corporal ou material do próprio ambiente em sala de aula.

(L)iteratura Dispondo de material histórico e cultural os alunos são ambientados


acerca da origem da música que está sendo utilizada como apreciação como base para a futura composição
e juntamente com uma base teórica ilustrada para todos se habituarem com o ritmo e notação musical.

Apreciação Através da escuta são disposta musicas que devem ser trabalhadas em
harmonia com a criação musical dos alunos aguçando os sentidos dando ferramenta para sua criação.

(S)kill acquisition – Técnica Através de treino rítmico e exploração sonora dos instrumentos que
serão utilizados para se tocar tendo o guia pelo professor.

Performance, execução musical execução da composição pelo alunos.

Deve-se lembrar que não á parâmetros para a disposição dos elementos pois Keith Swanwick que por sua vez
não propõe uma metodologia fechada a ser seguida mas o entendimento da abordagem proporciona