Você está na página 1de 1

9º Simpósio Internacional: O Estado e as Políticas Educacionais no Tempo Presente

Uberlândia/MG – 09 de maio de 2019


A EDUCAÇÃO DE GÊNERO NAS ESCOLAS E A ESCOLA SEM PARTIDO:
uma análise a partir de grupos focais na Escola Estadual Antônio Luís Bastos de Uberlândia / MG

Lívia Gonçalves Jäger1; Sabrina Carolina Borges2; Victoria Vellozo Melo3


1Aluna de Graduação de Ciências Sociais, Universidade Federal de Uberlândia (UFU), email: liviajager@ufu.com; 2Aluna de Graduação de Ciências Sociais, Universidade Federal de Uberlândia
(UFU), email: sabrina.borges@ufu.com; 3Aluna de Graduação de Ciências Sociais, Universidade Federal de Uberlândia (UFU), email: victoria.vellozo@ufu.com.

INTRODUÇÃO METODOLOGIA A partir dessa demanda observada,


partimos para uma análise de conjuntura
Nosso objetivo inicial quando Para realizar esse trabalho, iniciamos com
tentando entender porque ela ainda não
começamos esta pesquisa não era aplicação de questionários quantitativos em
havia sido atendida. Chegamos então a
discorrer sobre esse tema em si. No duas escolas diferentes, uma pública e uma
políticas de teor institucional que tomam a
decorrer da pesquisa, porém, depois de privada. Permanecemos na pública, Escola
sexualidade e o gênero como assuntos de
termos conversado pessoalmente com os Estadual Antônio Luís Bastos, para uma
teor não científico e social, mas puramente
estudantes, percebemos uma demanda pesquisa qualitativa, realizada a partir de
ideológico, tentando silenciá-los visto que a
crescente pelos debates de gênero e grupos focais e rodas de debate. Após a
ideologia deve ser extirpada do debate
sexualidade dentro do ambiente escolar. coleta de dados, fizemos a análise a partir da
público nas escolas, que devem ser
Devido isso, voltamos-nos para o estudo leitura teórica tratando sobre educação de
neutras. Um exemplo dessas políticas é o
da educação de gênero e como ela se gênero nas escolas e o Escola Sem Partido.
Escola Sem Partido.
constrói na atualidade.
RESULTADOS E DISCUSSÃO O que se coloca, porém, é o fato de que
Entendemos a educação de gênero
é impossível educar sem instruir e a
como um instrumento de transformação
Da aplicação de questionários quantitativos neutralidade ideológica é uma falácia. Ao
social e acreditamos que a escola seja
nessas duas escolas, uma pública, com a confundir deliberadamente identidade
um local privilegiado para tratar dessas
qual permanecemos e por isso divulgamos o biológica de sexo e identidade social de
questões com jovens de todas as idades,
nome, e uma particular, ambas localizadas gênero, o projeto ignora a condição humana
visto a socialização que recebem desde a
na região central de Uberlândia. A partir dos de (re)conhecimento de si próprio.
infância, imersa em valores patriarcais.
dados coletados de forma quantitativa,
Entre 2014 e 2018, novos projetos de
pudemos traçar algumas comparações
leis que foram apresentados nas duas
básicas entre as duas instituições de ensino.
casas legislativas brasileiras. Essas
Essas, porém, não são assunto direto do
propostas, no entanto, são inspiradas em
nosso trabalho.
um movimento alegadamente apartidário
O que conta de verdade para a análise a
e anti-ideológico autodenominado “Projeto
que chegamos sobre Escola Sem Partido e
Escola sem Partido". Uma série de
educação de gênero nas escolas é a parte
bandeiras são levantadas pelo
qualitativa, em que nos dividimos para formar
movimento, dentre elas a luta “pela
grupos focais dentro da escola pública, um Figura 02. Charge de Laerte publicada 23 de jun de 2015.
descontaminação e desmonopolização
semestre depois de fazer o processo
política e ideológica das escolas”, “pelo
quantitativo. Nessa atividade de grupos CONCLUSÃO
respeito à integridade intelectual e moral
focais, perguntamos aos alunos sobre como O movimento Escola Sem Partido
dos estudantes”, “pelo respeito ao direito
eles entendiam o que era ser mulher e como transforma produções acadêmicas
dos pais de dar aos seus filhos a
eles viam a representação das mulheres em internacionalmente reconhecidas em mera
educação moral que esteja de acordo
produtos midiáticos. ideologia e, ancorado em pressupostos
com suas próprias convicções”.
Dessa discussão pudemos tirar várias meramente ideológicos (embora sejam
O discurso da abolição da ideologia
colocações sobre suas visões sobre a vendidos como apolíticos), propõe seu
está a serviço de uma perspectiva
realidade, mas, no geral, conseguimos entrar banimento em um espaço que deve
ideológica, antidemocrática e pessoalista.
em alguns consensos: as formas que promover a popularização da produção
Essas afirmações ratificam a orientação
mulheres e homens são tratados na científica reconhecida. Entendendo que a
ideológica do processo pedagógico
sociedade são diferentes e que existe uma educação de gênero é importante à nível de
proposto por esses projetos, algo
hierarquização, que cria representações formação tanto pessoal quanto social, o
paradoxal, já que defende uma escola
falsas ou objetificadas do que é ser mulher. grupo vem ao longo dos dois anos de
sem partido, sem ideologias.
Esses consensos foram retirados entre os projeto desenvolvendo análises sobre
próprios estudantes em suas falas. O papel materiais educativos e fomentadores de
dos pesquisadores foi apenas incitar o debates críticos sobre gênero e
debate, deixando que eles mesmos sexualidade, focando principalmente nas
respondessem. Ao final da atividade, mulheres e suas condições de vida.
perguntamos se eles achavam importante ter Diante da demanda apresentada pelos
esse tipo de discussão em sala de aula. grupos focais realizados na escola pública
Os próprios alunos demandaram por que utilizamos para nossa pesquisa,
esses espaços, mesmo aqueles que não entendemos que é de grande importância
haviam concordado com a maioria dos trabalhar esses assuntos, sem medo de
pontos colocados. Alguns até mesmo vieram políticas institucionais que impeçam o
Figura 01. Pais e estudantes em manifestação à favor do Escola nos perguntar sobre.ao final. Vimos então fomento dessas discussões, visto que falar
Sem Partido e o fim da “ideologia de gênero” nas escolas.
uma demanda. Uma demanda não atendida. sobre gênero e sexualidade são essenciais
para o entendimento da realidade atual.

Você também pode gostar