Você está na página 1de 11

OS ARRANJOS FAMILIARES NA PÓS MODERNIDADE

Docente: Profª Flávia Correia


Disciplina: Sociologia Jurídica

Acadêmicos
Alan Francis Gonzaga Bispo
André
Débora Araújo Leal
Maiane Silva Lima
Paulo Vellame
Xislene
Feira de Santana – BA
2019
PAUTA DE APRESENTAÇÃO

 Dinâmica;
 Contextualização teórica;
 Relação dos arranjos familiares com a
Psicologia e com o Direito;
 Relação da Teoria com Prática Jurídica –
Casos concretos e reais;
 Considerações Finais;
 Avaliação;
 Referências.
DINÂMICA
CONTEXTUALIZAÇÃO TEÓRICA

O termo “família” é derivado do O conceito de família, ao ser


latim “famulus”,que significa abordado, evoca obrigatoriamente,
“escravo doméstico”. os conceitos de papéis e funções.

FAMÍLIA

Segundo ATKINSON e MURRAY (cit. Este termo foi criado na Roma Antiga
Por VARA, 1996), a família é um para designar um novo grupo social
sistema que surgiu entre as tribos latinas, ao
social uno. serem introduzidas à agricultura e
também escravidão legalizada.
CONTEXTUALIZAÇÃO TEÓRICA

CF:

CPC:
RELAÇÃO DOS ARRANJOS FAMILIARES COM
A PSICOLOGIA E COM O DIREITO
TIPO CONCEITO RESUMIDO
Reconstituída Composta por membros de uma família que,
em algum momento, teve outra configuração,
sofreu uma ruptura e passou a ter um novo
formato

Instituição Instituto que possui a função de criar e


desenvolver afetivamente a
criança/adolescente

Homossexual União de pessoas do mesmo sexo, que


constituem um casal

Famílias com constituição Pessoas que moram juntas e desempenham


funcional papéis parentais em relação a uma
criança/adolescente
RELAÇÃO DOS ARRANJOS FAMILIARES COM
A PSICOLOGIA E COM O DIREITO
TIPO CONCEITO RESUMIDO
Nuclear Formada pelos familiares consanguíneos da
pessoa-referência, possuindo geralmente um
núcleo de um casal e seus filhos

Extensiva Constituída por mais de uma geração,


podendo ter também vínculos colaterais como
tios, primos, padrinhos, etc...

Unitária Composta por uma só pessoa como, por


exemplo, uma viúva sem filhos

Monoparental Constituída por um dos pais biológicos e o(s)


filho(s), independentemente de vínculos
externos ao núcleo
RELAÇÃO DA TEORIA COM PRÁTICA
JURÍDICA – CASOS CONCRETOS E REAIS
CONSIDERAÇÕES FINAIS

Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia


Tudo passa, tudo sempre passará
A vida vem em ondas como um mar
Num indo e vindo infinito
Tudo que se vê não é igual ao que a gente viu a um segundo
Tudo muda o tempo todo no mundo
Não adianta fugir, nem mentir pra si mesmo agora
Há tanta vida lá fora, aqui dentro sempre como uma onda no
mar.
AVALIAÇÃO
REFERÊNCIAS
• BARROCO, S. M. S. A educação especial do novo homem soviético e a psicologia de L.
S. Vigotski: implicações e contribuições para a psicologia e a educação atuais.
Araraquara, 2007.

• BRASIL. SDHPR - Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com


Deficiência SNPD.
2009.Disponível:http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes/tecnologiaa
ssistiva Acesso em 30/07/2019.

• BERSCH, Rita. Introdução à Tecnologia Assistiva. Texto complementar distribuído em


cursos Tecnologia Assistiva. Disponível em www.assistiva.com.br,2006. Acesso em
30/07/2019.

• RADABAUGH, Mary Pat. Study on the Financing of Assistive Technology Devices of


Services for Individuals with Disabilities - A report to the president and the congress of
the United State, National Council on Disability, Março 1993. Disponível em
<http://www.ccclivecaption.com> 30/07/2019.

• VYGOTSKY, L. S. Pensamento e Linguagem. Rio de Janeiro: Martins Fontes, 1998.

• VYGOTSKY, L. S. Obras Escogidas: Fundamentos de la Defectologia, T. 5. Madrid: Visor,


1997.