Você está na página 1de 27

Saudações, admoestações

e doxologia
saber conhecer mais sobre a soberania divina, que
derrama a graça de Jesus para que possamos viver
em comunhão e em serviço na igreja;

sentir perceber que é possível ser relevante na sociedade


por meio da obra do Senhor, independentemente
de classe social, sexo, raça ou situação econômico-
financeira;
agir viver para servir e louvar o Pai.
• “Na minha opinião, muitos se apressam
demais ao ler este trecho da epístola
como sendo supérfluo. Os
‘mineradores’, no entanto, (cuidadosos
até com os pequenos fragmentos)
encontram tesouros mesmo em listas de
nomes.”
• Crisóstomo
Introdução

O capítulo 16 de Romanos é singular. Apesar de não


apresentar explicitamente nenhum ensino
doutrinário ou teológico, revela os frutos das boas-
novas do evangelho na vida de homens e mulheres
cuja alma foi salva e transformada por Jesus.
Resumo do Capítulo
- Alguns amigos a saudar

- Alguns inimigos a evitar

- Alguns servos a honrar


I. Recomendação (Rm 16.1-2)
1. Uma prática usual (Mateus 41-42)
2. Uma mulher especial
2.1 O importante papel da mulher na igreja
2.2 O importante papel do cuidado mútuo na
igreja
2.3 O importante papel da recepção calorosa na
igreja
Romanos para hoje

Como irmãos em Cristo, conhecemo-nos a ponto de


nos recomendar uns aos outros? Temos feito
recomendações dos nossos irmãos?

Qual é a grande dificuldade nos dias de hoje para se


recomendar alguém a um emprego, a uma igreja?
II. Saudações (Rm 16.3-16,21-24)

Paulo tinha como objetivo honrar os merecedores de


respeito, consideração e reconhecimento por trabalhos
prestados a ele e à causa evangélica. Com essas saudações
específicas, atribuía autoridade àquelas pessoas que mais
se destacavam no serviço do Mestre e, ainda, encorajava e
motivava outros a esse mesmo espírito voluntário de
gastar-se e se deixar gastar em prol da fé cristã.
• A Diversidade da Igreja
• Rm 16:3-16

• Família de DEUS
A Diversidade da Igreja
• Várias raças:
judeus (Priscila e Áquila) e não judeus
• Vários níveis sociais:
• Amplíato (8), Hermas (14), Filólogo e Júlia
(15) — nomes comuns de escravos
• casa de Aristóbulo (10) — neto de Herodes
o Grande, amigo do imperador; casa de
• Narciso (11) — conhecido, rico e poderoso
influente com o imperador
• Rufus (13): filho de Simão de Cirene que
carregou a cruz de Jesus até o Gólgota
(Mc 15:21)
A Diversidade da Igreja

•Homens e mulheres:
•9 das 26 pessoas são mulheres:
•Priscila (3), Maria (6), Júnia (7), Trifena e Trifosa
•Pérside (12), a mãe de Rufus (13), Julia e a irmã
de Nereu (15).

•Paulo: conceito elevado destas mulheres —


“trabalham diligentemente ”
A Diversidade da Igreja
• Priscila:
• aqui + 3 outras vezes no NT (At 18:18, 26; 2
Tm 4:19): mencionada antes de seu marido
• Paulo reconhece e não critica a sua liderança.
A Diversidade da Igreja
• Andrônico e Júnia (7):
• judeus
• companheiros de prisão em um dado momento

“notáveis entre os apóstolos”

• i.e., “apóstolos das igrejas” = “missionários”


se tornaram cristãos antes de Paulo
A Diversidade da Igreja

•A “presença feminina”:
•Paulo não era machista!
•algumas "trabalhavam arduamente" para o Senhor
• Priscila: cooperadora de trabalho de Paulo

• Júnia: missionária conhecida


• Febe: diaconisa
A Unidade da Igreja
• A unidade transcendia as diferenças
• (cf. Gl 3:28). Sinais de unidade:
• “em Cristo” (3, 7, 9, 10)
• “no Senhor” (8, 11, 12:2x, 13:2x)
• “irmã” (1), “irmão” (14)
• “amado” (5, 8, 9, 12)
• “cooperadores” (3, 9) e “companheiros de sofrimento”
(4,7)
• reuniam-se em casas (5, 10, 11, 14, 15; cf. 23)
A Unidade da Igreja

•Hoje:
•Heterogeneidade é a essência da igreja, por ser a
única comunidade no mundo na qual Cristo
derrubou as paredes de separação.
•Apocalipse: “toda nação, tribo, povo e língua” em
adoração
•“Uma igreja homogênea é uma igreja defeituosa.”
A Unidade da Igreja
• 1. Os crentes fazem parte da família de DEUS
• 2. Os crentes devem ter mãos dispostas para o
trabalho de DEUS.
• 3. Os crentes devem ter a casa aberta para a
igreja de DEUS
• 4. Os crentes devem ter o coração aberto para
os filhos de DEUS
• 5. Os crentes devem ter lábios abertos para
expressar amor
• 6. zelosos no serviço, mesmo no anonimato
Conclusão “Geral”

• “Saúdem uns aos outros com um beijo santo”


• Cumprimento acompanhado de gesto (variável com a cultura) “Deem uns aos

outros um caloroso aperto de mão por mim.”

• “Todas as igrejas em Cristo lhes enviam


saudações”
• Como Paulo podia falar em nome de “todas as
igrejas em Cristo”?
Romanos para hoje

Você enxerga seus próximos em igualdade ou age de


maneira discriminatória? John Stott disse: “A Igreja é
a única comunidade do mundo em que Cristo
derrubou todos os muros de separação”.
III. Admoestações (Rm 16.17-20)
1. Permaneçam vigilantes
2. Mantenham-se afastados
3. Cresçam em discernimento
Testes
• Testes a aplicar a diferentes sistemas de
doutrina e ética:
(a)Está de acordo com a Bíblia?
(b)Glorifica o Senhor Jesus Cristo?
(c)Promove o bem?
• Por trás da atividade dos falsos mestres:
• há uma estratégia de Satanás…
• derrotado — “o Deus da paz esmagará a
Satanás
Romanos para hoje
Você tem permanecido vigilante diante dos falsos
mestres? Ou tem se deixado levar pelas ciladas deste
mundo? No coração, há desejo pelo bem ou pelo
mal?
IV. Doxologia (Rm 16.25-27)

Àquele que é poderoso não só para salvar o homem


por intermédio do evangelho como também de
estabelecê-lo e firmá-lo na fé, “Ao Deus único e sábio
seja dada glória para sempre, por meio de Jesus
Cristo! Amém!” (Rm 16.27 NTLH).
Romanos para hoje

Você tem glorificado a Deus por sua salvação?


Reconhece a Cristo como Senhor de sua vida?
Conclusão

Paulo conclui a carta com louvores e ações de graças a


Deus. Não é difícil entender aqui os propósitos do
Senhor Deus em nos afirmar a vitória reservada aos que
confiam no Seu poder, e em nos encorajar a uma busca
constante de comunhão perfeita enquanto servimos em
amor a igreja de Jesus, como fizeram os que foram
honrados por Paulo.