Você está na página 1de 34

Estatística

Aplicada

Aula 1

Valeria Ferreira
Plano de Ensino
Ementa:
Tipos de Dados, Arredondamentos, Medidas Estatísticas, Preparação de
Dados para Análises Estatísticas, Gráficos, Séries Estatísticas, Técnicas
de Amostragem, Intervalo de Confiança, Distribuição Normal de
Probabilidade e Noções de Testes de Hipóteses.

Objetivo Geral
Tornar o acadêmico apto a tomar decisões empresariais com o uso do
ferramental estatístico.

Objetivo Específico
• Aprender a coletar dados através de amostragem;
• Organizar e apresentar dados estatísticos através de séries e gráficos;
• Distribuir as frequências;
• Calcular e interpretar medidas estatísticas;
• Analisar os resultados para o processo de tomada decisões e
• Interpretar os testes de hipóteses e suas probabilidades de
significância. 2
Plano de Ensino
Conteúdo
Capítulo 1: Conceitos Introdutórios e Técnicas de
Amostragem

Capítulo 2: Distribuição de Frequências e Medidas de


Posição Central

Capítulo 3: Medidas de Ordenamento e Forma,


Medidas de Dispersão e Gráficos

Capítulo 4: Distribuições Amostrais e Estimação

Capítulo 5: Distribuição Normal e Teste de Hipótese


3
Plano de Ensino
Bibliografia Básica
BRUNI, Adriano Leal. Estatística aplicada a gestão empresarial. 3.ed. São
Paulo: Atlas, 2011.

SILVA, Ermes Medeiros da et al. Estatística para os cursos de economia,


administração e ciências contábeis. 2.ed. São Paulo: Atlas, 1996-1998. 2 v.

TOLEDO, Geraldo Luciano; OVALLE, Ivo Izidoro. Estatística básica. 2.ed.


São Paulo: Atlas, 1995. 459 p.

Bibliografia Complementar
BUNCHAFT, Guenia; KELLNER, Sheilah Rubino de Oliveira. Estatística sem
mistérios. 2.ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

BUSSAB, Wilton de Oliveira; MORETTIN, Pedro Alberto. Estatística básica:


métodos quantitativos. 4.ed. São Paulo: Atual, 1987. 321 p.

CRESPO, Antônio Arnot. Estatística fácil. 18. ed. São Paulo: Saraiva, 2002.
224 p. 4
Origem da Estatística

Acredita-se que o termo Estatística tenha sido


primeiramente empregado para designar
conjunto de dados referentes a assuntos do
Estado, geralmente com finalidade de controle
fiscal ou de segurança nacional. Por esse
motivo, o uso da palavra, segundo estudiosos,
teria a sua origem na expressão latina status,
que significa Estado.

5
Importância e utilização da Estatística

Algumas razões para se estudar Estatística:

• Saber apresentar e descrever informações de


forma adequada.

• Saber tirar conclusões a partir das informações


obtidas.

• Desenvolver a capacidade crítica e de análise.

6
Definição
Estatística: conjunto de técnicas que permite,
de forma sistemática, organizar, descrever,
analisar e interpretar dados provenientes de
estudos ou experimentos, realizados em
qualquer área do conhecimento.

7
Áreas da Estatística
Estatística Descritiva: conjunto de técnicas
destinadas a descrever e resumir os dados, a fim
de que possamos tirar conclusões a respeito da
característica de interesse.

Probabilidade: teoria matemática utilizada para se


estudar a incerteza oriunda de fenômenos de
caráter aleatório.

Inferência Estatística: estudo de técnicas que


possibilitam a extrapolação, a um grande conjunto
de dados, das informações e conclusões obtidas a
partir da amostra.
8
Conceitos elementares

Unidade experimental ou de observação é um


objeto (isto é, pessoa, objeto, transação ou evento)
a partir do qual coletamos os dados.

População é o conjunto total de unidades


experimentais que têm determinada característica
que se deseja estudar. Uma população pode ser
finita ou infinita.

9
Conceitos elementares

Populações finitas permitem que seus


elementos sejam contados. Por exemplo:
todas as lojas existentes em determinado
shopping, todos os alunos matriculados em
determinada universidade, todos os veículos
licenciados pelo departamento de trânsito em
um ano. Indicamos o tamanho de uma
população finita por N.

10
Conceitos elementares

Na prática, uma população que está sendo


estudada é usualmente considerada infinita
se ela envolve um processo contínuo que
torna impossível a listagem ou contagem de
cada elemento na população. Por exemplo:
quantidades de porções que se pode extrair
da água do mar para análise.

11
Conceitos elementares
Amostra é uma parte da população de
interesse a que se tem acesso para se
desenvolver o estudo estatístico.

Os dados amostrais devem ser coletados de


modo apropriado, de modo que os dados
sejam representativos da população da qual
foram extraídos.

12
Conceitos elementares
Parâmetro é uma medida numérica que
descreve alguma característica de uma
população.

Estatística é uma medida numérica que


descreve alguma característica de uma
amostra.

13
Estatística Descritiva
Interpretações Iniciais

População Amostra

Inferência Estatística
Estimação de quantidades desconhecidas
Extrapolação dos resultados
Testes de Hipóteses

Fonte: MAGALHÃES, M.N.; LIMA, A.C. Noções de Probabilidade e Estatística.


14
Tipos de dados

As informações contidas num conjunto de dados


são referentes a determinadas variáveis em
estudo.

Variável é uma característica da unidade


experimental.

Há dois tipos de variáveis: numéricas e não


numéricas. As numéricas são denominadas
quantitativas, e as não numéricas, qualitativas.

15
Nominal
Qualitativa
Ordinal
Variável
Discreta
Quantitativa
Contínua

Fonte: MAGALHÃES, M.N.; LIMA, A.C. Noções de Probabilidade e Estatística.


16
Variáveis qualitativas
São variáveis que assumem como possíveis
respostas atributos e /ou qualidades. Se tais
respostas têm uma ordenação natural, então
elas são classificadas como qualitativas
ordinais.

Exemplos:
• Classe social: baixa, média, alta.
• Tamanho de uma embalagem: pequeno,
médio, grande.
17
Variáveis qualitativas

Quando não for possível estabelecer uma


ordem natural entre suas respostas, elas são
classificadas como qualitativas nominais.

Exemplos:

• Gênero: masculino ou feminino.


• Estado civil: solteiro, casado, viúvo,
divorciado.

18
Variáveis quantitativas
São variáveis que assumem como possíveis
respostas números e podem ser subdivididas
em discretas e contínuas.
As variáveis quantitativas discretas são
resultantes de contagens, assumindo assim,
valores inteiros.

Exemplos:
• Número de irmãos: 0, 1, 2, ...
• Número de peças defeituosas em um
lote: 0, 1, 2, 3, ...
19
Variáveis quantitativas
As variáveis quantitativas contínuas assumem
valores em intervalos dos números reais e,
geralmente, são provenientes de uma
mensuração.

Exemplos:

• Peso
• Altura

20
Códigos Numéricos

Muitas vezes, na utilização de programas


computacionais, associamos códigos numéricos
a uma variável qualitativa. Por exemplo, para a
variável gênero podemos associar ao sexo
feminino o valor 1 e ao masculino 2. Apesar da
variável ser representada por valores numéricos,
isso não a torna uma variável quantitativa.

21
Amostragem
Quando selecionamos uma amostra devemos
garantir que esta amostra seja representativa da
população, ou seja, no processo de amostragem, a
amostra selecionada deverá possuir as mesmas
características básicas da população.

Temos dois tipos de amostragem, a que chamamos


de probabilística (ou aleatória) e a não
probabilística (ou não aleatória).

22
Técnicas de amostragem
A amostragem será probabilística se todos os
elementos da população tiverem probabilidade
conhecida, e diferente de zero, de pertencer à
amostra. Caso contrário, a amostragem será
não probabilística.

23
Técnicas de amostragem
Independente do tipo de amostragem, podemos
trabalhar com amostragem com reposição ou
sem reposição. Na amostragem com reposição
é permitido que uma unidade experimental seja
sorteada mais de uma vez, e na amostragem
sem reposição, a unidade experimental sorteada
é removida da população.

24
Amostragens probabilísticas

• Amostragem aleatória simples.

• Amostragem sistemática.

• Amostragem estratificada.

25
Amostragem aleatória simples
É utilizada quando todos os elementos da
população têm a mesma chance (ou probabilidade
igual) de pertencer à amostra.
Para trabalhar com a amostragem casual simples
devemos conseguir listar a população de 1 a N. Os
elementos da população que irão pertencer a
amostra serão sorteados de forma aleatória.
Sortearemos n números dessa sequência, os quais
corresponderão aos elementos sorteados para a
amostra.
N: tamanho da população
n: tamanho da amostra
26
Amostragem sistemática
A amostragem sistemática consiste em uma
escolha sistemática (empregando um mesmo
procedimento) dos elementos da população.

A amostragem sistemática também necessita de


uma lista dos elementos da população e a retirada
dos elementos da amostra é feita periodicamente,
escolhendo-se cada k-ésimo elemento da lista,
em que este k é obtido através da divisão entre o
tamanho da população e o tamanho da amostra.
O primeiro elemento a ser selecionado é
escolhido aleatoriamente entre 1 e k.
27
Amostragem estratificada
A amostragem estratificada consiste em uma
tentativa de melhoria dos critérios da amostragem
aleatória ou sistemática.
Dividimos a população em subgrupos de elementos
parecidos, homogêneos, aplicando, em seguida, a
amostragem aleatória simples dentro de cada
subgrupo individual.
Extraindo amostras representativas de subgrupos
menores e mais parecidos e depois agrupando as
amostras individuais, tenta-se melhorar o critério de
representatividade das amostras.

28
Amostragens não probabilísticas

• Amostragem a Esmo ou Sem Norma.

• Amostragem Intencional.

29
Referências Bibliográficas
BUSSAB, Wilton de O.; MORETTIN, Pedro A..
Estatística básica. São Paulo: Saraiva, 2003.

FARIAS, Alfredo Alves de; SOARES, José


Francisco; CÉSAR, Cibele Comini. Introdução à
estatística. Rio de Janeiro: LTC, 2003.

TRIOLA, Mário F. Introdução à Estatística. 10.ed. Rio


de Janeiro: LTC, 2008.

VIEIRA, Sonia. Elementos de estatística. São


Paulo: Atlas, 2003.
30
Estatística
Aplicada

Atividade 1

Valeria Ferreira
1) Para as situações descritas a seguir, identifique a
população e a amostra correspondente. Discuta a
validade do processo de inferência estatística para
cada um dos casos.

a)Para avaliar a eficácia de uma campanha de


vacinação no Estado de São Paulo, 200 mães de
recém nascidos, durante o primeiro semestre de um
dado ano e em uma dada maternidade em São
Paulo, foram entrevistadas a respeito da última vez
em que vacinaram seus filhos.
b)Uma amostra de sangue foi retirada de um
paciente com suspeita de anemia.
32
c) A fim de avaliar a intenção de voto para
presidente dos brasileiros, 122 pessoas foram
entrevistadas em Brasília.

33
2) Responda certou ou errado, justificando:

Suponha duas amostras colhidas de uma mesma


população, sendo uma de tamanho 100 e outra
de tamanho 200. Então, a amostra de tamanho
maior é mais representativa da população.

34