Você está na página 1de 8

ESCOLA PROFISSIONALIZANTE ESSEI

CURSO TÉCNICO EM MASSOTERAPIA

REFLEXOLOGIA:
TERAPIA ALTERNATIVA PARA PACIENTES
DEPRESSIVOS

Alunas: Marcia Morge Pack


Rosane Stormoski
Orientador: Maurício Leite
Outubro 2019
INTRODUÇÃO

A Reflexologia surgiu na China, ha 5000 anos, pois as terapias de pressão


são reconhecidas como uma forma de medicina preventiva e terapêutica.
O grande avanço da Reflexologia se deu no início do século XX, em 1913, com
Dr. William Fitzgerald médico americano, cirurgião e especialista em
otorrinolaringologia. Ele começou suas pesquisas sobre Terapia Zonal, a
possibilidade de tratarem órgão usando pontos de pressão, passou a pesquisar
e a usar a técnica para ajudar a anestesiar os pacientes durante as operações,
e mapeou os pontos dos pés que correspondem a diferentes áreas do corpo. A
pressão é aplicada com o polegar, dedos e mãos segundo técnicas especificas
e sem a utilização de óleos ou loções, e que a pressão nesses locais provoca
alterações físicas no restante do corpo.
OBJETIVO

Avaliar os efeitos da reflexologia podal em pessoas com depressão.


JUSTIFICATIVA

É uma técnica que trata o paciente como um todo. A depressão é uma doença
considerada como o mal do século. Escolhemos esse tema para auxiliar
através de terapia alternativa como complemento pois o paciente não pode
abandonar o uso dos medicamentos. Se tratando de uma técnica simples e de
fácil aplicação ajuda a melhorar o auto estima e ter uma boa qualidade de vida
porque devido a doença elas perdem o prazer em realizar as atividades mais
simples do dia a dia.
MATERIAIS E MÉTODOS

• Foi utilizado o ponto da depressão na reflexologia, em sexo masculino e

feminino com quatro atendimentos.

• Pontos da hipófise, cérebro, pulmão (os pontos são estimulados através da

pressão, no sentido horário em 3 vezes de 20 repetições do movimento, em

sessões de aproximadamente 40 a 50 minutos).

• A avaliação foi feita através da escala Hamilton.


RESULTADOS
CONCLUSÃO

Por fim percebeu-se que a técnica teve eficácia com pacientes depressivos
tanto para masculinos como femininos, os mesmos relataram que sentiram
melhora nos sintomas da doença e tendo mais ânimo para fazer as atividades
e também voltando a realizar atividades que já haviam deixado de fazer.
Referências Bibliográficas

LOURENÇO, T. O. Reflexologia Podal: sua saúde através dos pés. 2. ed. São Paulo:
Ground, 2002.

LEGGER, A. I. G. Reflexoterapia: usando massagens nos pés. 2. ed. Itapicuru: Ágora,


1997.

HALL, N. M. Reflexologia: um método para melhorar a saúde. São Paulo: Pensamento,


2013.