Você está na página 1de 5

A FADA ENFADADA

(1987)
Marco Túlio Costa
Marco Túlio Costa

 Formiga – MG (1955)
 “Pedrinho em Xadrezópolis”
 1º Publicação: “O Mágico desinventor” (1981)
 Com esse livro, ganhou o Prêmio Jabuti de Literatura, da Câmara
Brasileira do Livro, categoria Infantil ou Juvenil, em 2004;
 Seus livros não são originalmente voltados para o público Infanto-
Juvenil - decisão da editora;
 Interdisciplinaridade
 “A literatura tem que ser idealizada, sem ser panfletária, mas tem
que ser pretensiosa para durar. Eu acredito em propor algo para que
o leitor seja capaz de refletir sobre as questões essenciais da
humanidade. Reflexão sobre comportamento, em relação a nossos
sentimentos, sobre o compromisso com os outros.”
Contexto
 Década de 80 - em decorrência da prioridade e da urgência do
trabalho de formação de leitores, a literatura infanto-juvenil acaba
sendo privilegiada pelas políticas públicas do governo. Distribuição de
livros nas escolas:
 Programa Nacional Salas de Leitura (1984-1996)
 Programa Nacional Biblioteca da Escola (1997- 2002)
 A OVELHA BLUE JEANS, 1990, Rio de Janeiro
 A AURORA CHEGOU NA HORA, 1993, Editora Record, Rio de Janeiro
 O REI QUE RIA, 1999, Editora Formato, Belo Horizonte
 Como traço marcante da literatura infanto-juvenil brasileira do
período, tem-se a inversão de seus conteúdos mais típicos.
 Conflitos e questionamentos
A Obra
Protagonistas
 Vovô
 Tatá
 Belinha
 Fada
Conflito
 A fada, recém saída do velho livro de conto de fadas, cansada de não ter
mais aventuras, por viver guardada em um baú velho, se aventura
causando confusão para o vovô e seus dois netinhos que decidem
encontrar um emprego para ela.
Moral
 Por mais que a vida adulta seja difícil e ocupada, nunca se esqueça da
criança que há dentro de você, procure tempo para acreditar nessa
criança e aproveitar as aventuras cotidianas da melhor forma possível.
Análise da Obra

 Artigo “Retrato das Fadas e Bruxas” Gens, A. Soletras, São Gonçalo RJ. 2001
 As fadas deixam de desempenhar papel de coadjuvantes
 Transgressão da lei que implica em elas serem apenas “ajudantes” ou
antagonistas da história
 Muda-se a ordem hierárquica dos contos clássicos
 Saída da Realeza como ponto principal dos contos
 Ingresso dos trabalhadores rurais, lenhadores, camponeses e oleiros, entre
outros nos textos literários
 As fadas passaram a se redefinir como personagens dotadas de forte carga de
paternalização
 ideal de justiça muito semelhante ao veiculado pelo credo cristão