Você está na página 1de 124

Confecção Industrial

Máquina Overlock
Unidade de Instrução
Máquina Overlock

Máquina Overlock

© SENAI-SP, 2003

Trabalho editorado pela Gerência de Educação da Diretoria Técnica do SENAI-SP, a partir dos conteúdos
extraídos da apostila homônima SENAI-SP.DMD. Máquina Overlock ponto 502/503 e 504/505 - Unidade
de instrução no 1, 2 e 3. São Paulo, 1984

Digitalização UNICOM - Terceirização de Serviços Ltda

SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial


Departamento Regional de São Paulo
Av. Paulista, 1313 - Cerqueira Cesar
São Paulo-SP
CEP 01311-923

Telefone (11) 3146-7000


Telefax (11) 3146-7230
SENAI on-line 0800-55-1000

E-mail senai@sp.senai.br
Home page http://www.sp.senai.br

Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Sumário

Introdução 5
Objetivo 7
Nomenclatura da Máquina Overlock ponto 502/503 e 504/505 9
Higiene e segurança 27
Nomenclatura da Máquina Overlock ponto 502/503/PFAFF 500 33
Enfiar a linha na Máquina Overlock ponto 502/503/PFAFF 500 39
Enfiar a linha na Máquina Overlock ponto 504/505 45
Enfiar a linha na Máquina Overlock ponto 502/503 union special 39.500 49
Enfiar a linha na Máquina Overlock ponto 504/505 union special 39.500 53
Nomenclatura da máquina overlock ponto 502/503/504/505 57
Nomenclatura da agulha 61
Acessórios da máquina overlock 65
Trocar a agulha da máquina 71
Trocar a linha 75
Regular as tensões das linhas
81
Regular a pressão do calcador
85
Nomenclatura da Máquina Overlock Com Ponto de Segurança
87
(Ponto 515/516)
Tipos de Agulhas 93
Índice de Eficiência 97
Economia de Movimentos 99
Controle de Qualidade 103
Enfiar Linha na Máquina Overlock Com Ponto de Segurança (Ponto 515) 107
Enfiar Linha na Máquina Overlock Com Ponto de Segurança (Ponto 516) 113
Referência bibliográfica 121

Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Introdução

Nesta Unidade de Instrução estudaremos a Máquina Overlock e Overlock com


Ponto de Segurança. Desejamos que você tenha bastante sucesso. Estas máquinas
exigem do operador além da destreza uma boa dose de concentração e de
responsabilidade!

Centro Móvel de Formação Profissional 5


Máquina Overlock

6 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Objetivo

No final desta unidade, você será capaz de operar as máquinas

Overlock:
 Acionar e controlar os pedais da máquina;
 Preparar a máquina para operar;
 Costurar de um pique a outro;
 Costurar em curva externa;
 Costurar em curva interna;
 Costurar em círculo;
 Fazer costura tubular;
 Costurar fazendo cantos;
 Unir curvas;
 Costurar de um pique a outro com arremates nas extremidades.

Overlock com Ponto de Segurança


 Preparar a máquina para operar;
 Costurar de um pique a outro;
 Costurar em curva externa;
 Costurar em curva interna;
 Costurar em círculo;
 Unir curvas.

Centro Móvel de Formação Profissional 7


Máquina Overlock

8 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Nomenclatura da máquina
overlock ponto
502/503 e 504/505

Antes de tudo é necessário conhecer as partes principais da máquina overlock, para


que você tenha um ótimo desempenho no seu trabalho. É o que você estudará nesta
unidade de instrução. Overlock significa chulear, isto é, dar acabamento na
extremidade do tecido. A máquina overlock forma o ponto corrente e as linhas são
entrelaçadas em cima e embaixo do tecido pela agulha e pelos loopers. Nessa classe
de ponto a linha alimenta diretamente os loopers dispensando o uso de bobina. Está é
uma máquina overlock da classe 500, trabalha com 2 ou 3 fios.

Centro Móvel de Formação Profissional 9


Máquina Overlock

A máquina Overlock classe 500, forma vários tipos de pontos.

Ponto 502
Chuleado de dois fios fechamento.

Ponto 503
Chuleado de dois fios acabamento

Ponto 504
Chuleado de três fios fechamento.

Ponto 505
Chuleado de três fios acabamento.

10 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Nomenclatura da máquina overlock ponto 502/503/504/505

Na figura abaixo você irá conhecer a nomenclatura de algumas partes importantes da


máquina overlock classe 500.

Centro Móvel de Formação Profissional 11


Máquina Overlock

Cabeçote
É a parte superior da máquina constituída de várias peças; cada uma tem sua função
em conjunto com outras peças.

Mesa
É a parte onde está assentado o cabeçote.

12 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Motor
É um equipamento elétrico de rotação contínua que possui uma embreagem acoplada.
A embreagem pode ser simples ou eletromagnética e serve para dar início ao
funcionamento e parar a máquina.

Pedais
a. Pedal maior:
É a parte da máquina que está ligada ao motor pela barra de união. Serve para
colocar a máquina em movimento, controlar sua velocidade e pará-la.
Pressionando levemente o pedal para frente o disco da embreagem se afasta do
freio, liberando o movimento do volante.

Centro Móvel de Formação Profissional 13


Máquina Overlock

b. Pedal menor:
Está ligado através de corrente a uma alavanca cuja função é levantar o calcador.

Volante
Serve para abaixar e levantar a agulha, quando a máquina estiver parada.

Observação
O volante gira em sentido horário (para trás da máquina).

14 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Interruptor
Serve para ligar e desligar o motor da
máquina através de uma alavanca ou botão.

Calha de resíduos
Serve para conduzir os resíduos refilados até um cesto coletor

Porta fios
Serve para colocar os cones ou tubos de
linha.

Veja, agora, o Caderno de exercícios, na página 5.

Centro Móvel de Formação Profissional 15


Máquina Overlock

Veja a seguir a nomenclatura de mais algumas peças do cabeçote da máquina


overlock classe 500.

16 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Visor de fluxo de óleo


É uma parte de acrílico transparente que permite ao operador verificar se o sistema de
lubrificação está funcionando.

Visor do nível do óleo


É um marcador de acrílico transparente com dois traços paralelos horizontais que
indicam a quantidade máxima e mínima de óleo necessário para operar a máquina.

Centro Móvel de Formação Profissional 17


Máquina Overlock

Cobertura com dobradiças


a. Cobertura superior
É uma chapa que estando fechada protege as linhas da agulha

b. Cobertura inferior
É uma chapa que estando fechada protege as linhas dos loopers e evita que os
resíduos refilados entrem em contato com os mesmos.

18 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Base da Máquina
É uma chapa metálica que sustenta o material de costura. Abre para o lado esquerdo
facilitando a colocação da linha e permitindo a limpeza ou reparo da máquina.

Calcador
É uma peça que segura o material durante a costura
enquanto a agulha penetra no mesmo.

Braço do Calcador
É uma peça com articulação lateral e vertical que permite a elevação e o afastamento
do calcador. Em sua extremidade está fixado o calcador.

Centro Móvel de Formação Profissional 19


Máquina Overlock

Conjunto de fixação do braço do calcador


É um conjunto de peças que travam o braço do calcador na posição de trabalho, e
exercem pressão sobre o mesmo permitindo seu afastamento para: enfiar as linhas;
trocar a agulha; fazer limpeza ou reparo da máquina.

Tipo arruela de pressão com as mesmas funções do tipo mostrado na figura.

20 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Agulha
É uma peça cilíndrica, reta ou curva, que em sua extensão possui espessuras
diferentes. É feita de aço temperado e cromado, serve para conduzir a linha de um
para o outro lado do material possibilitando assim o entrelaçamento da linha superior
com a(s) linha (s) inferior (es) ou consigo mesma formando o ponto.

Barra da Agulha
É uma peça com movimento vertical; em sua extremidade é fixada a agulha reta.

Braço Impulsionador da Agulha


Sua função é a mesma da barra da agulha, mas, seu
movimento é curvo próprio para agulhas curvas.

Veja, agora, o Caderno de exercícios, na página 7.


Centro Móvel de Formação Profissional 21
Máquina Overlock

Veja a seguir a nomenclatura de mais algumas peças do cabeçote da máquina


overlock classe 500.

Facas
As facas (superior e inferior) servem para aparar o excesso de tecido durante o
processo de costura.

Faca superior reta


É movimentada em sentido vertical o
que leva ao encontro da faca inferior.

22 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Faca superior oblíqua

Faca inferior
É uma lâmina fixa, e seu fio de corte deve estar paralelo à chapa da agulha. As duas
facas podem ser aproximadas ou afastadas da agulha. Em conjunto com a chapa da
agulha apropriada, possibilitam um chuleado mais estreito ou mais largo.

Chapa da agulha
É uma chapa metálica com abertura para
a passagem da agulha e do
transportador. O ponto é formado
inicialmente em volta de uma lingueta
existente nesta chapa. A largura desta
lingueta e a regulagem das facas,
permitem um chuleado mais estreito ou
mais largo.

Centro Móvel de Formação Profissional 23


Máquina Overlock

Transportadores
São peças com dentes
afilados que levam o tecido de
um ponto feito para o próximo
ponto a ser feito.

A alimentação da máquina overlock é composta de duas partes:


 Transportador Dianteiro
 Transportador Traseiro.

Neste sistema um transportador fica na frente e outro atrás da agulha. Eles podem
operar com velocidades iguais ou diferentes. Quando o transportador da frente opera
mais rápido, o tecido é franzido. Quando o transportador de trás opera mais rápido o
tecido é esticado. Esta regulagem depende do material de costura ou do efeito que se
deseja dar à costura.

Conjunto de regulagem do transporte diferencial


É um conjunto de peças que permitem a regulagem do transporte da máquina. Existem
basicamente dois sistemas:
 Através de alavancas
 Através de excêntricos.

Sistema de Alavanca Sistema de Alavanca

24 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Sistema de Excêntricos

Veja, agora, o Caderno de exercícios, na página 10.

Centro Móvel de Formação Profissional 25


Máquina Overlock

26 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Higiene e segurança

Cuidados Pessoais

Zelar pela saúde; desenvolver hábitos de higiene e limpeza; posição correta no posto
de trabalho; uso adequado de vestimentas; tudo isto faz parte do trabalho. Você irá
conhecer, nas páginas seguintes, alguns desses itens acima relacionados, que nós
chamamos de “Higiene e Segurança”

Veja, por exemplo, na figura abaixo, como você deve sentar-se para trabalhar.

1. Manter a cabeça e a parte superior das espáduas levemente inclinada para frente.
2. Ocupar o máximo do assento da cadeira.
3. Regular a altura da cadeira, a distância e a altura do encosto de acordo com a sua
estatura.

Centro Móvel de Formação Profissional 27


Máquina Overlock

Os braços devem ficar na altura da máquina e as mão devem apenas guiar o material,
sem prendê-lo ou arrastá-lo.

Os pés devem ficar no pedal maior de modo que:


 calcanhar do pé esquerdo fique sobre a extremidade inferior e a ponta do pé direito
sobre a extremidade superior.

28 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Nota
Desloque o pé direito sobre o pedal menor quando for necessário suspender o
calcador.

Por quê?

Porque neste caso o corpo estará na posição correta para o trabalho, facilitando o
movimento dos braços, o movimento dos pés ao acionar os pedais, o controle da
velocidade da máquina e mesmo sua parada.

Conservando o corpo na posição correta, você não terá:


 Cansaço prematuro;
 Desvio na coluna vertebral;
 Problemas respiratórios.

Assim estará sempre em forma para o trabalho.

Além da posição de sentar-se você terá que observar mais três aspectos
importantíssimos da segurança no trabalho.

1O Calçados:
Existem sapatos que facilitam o controle dos pedais da máquina. Os sapatos
recomendados devem ter:
 Salto baixo;
 Cano curto e
 Sola flexível.

Veja alguns exemplos:

Centro Móvel de Formação Profissional 29


Máquina Overlock

Observação
Os sapatos de cano longo, salto alto ou tamancos dificultarão o desempenho do seu
trabalho.

2O Vestimentas:
Devemos usar roupas adequadas no
nosso trabalho. Eles não devem ser
muito largas, exageradamente
decotadas ou impróprias para a
estação do ano. Veja o exemplo ao
lado.

3O Adornos e Cabelos:
Não é permitindo o uso de: anéis,
pulseiras, colares, brincos, relógio ou
qualquer outro adorno. Os cabelos
compridos devem ser presos ou
protegidos com lenço. Veja o
exemplo ao lado:

30 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Veja, agora, o Caderno de exercícios na página 11.

Controle dos pedais:


Agora, você irá desenvolver o primeiro Exercício prático que é:
Acionar e controlar os pedais da Máquina Overlock.

Esperamos que você tenha sucesso nessa atividade pois ela é fundamental para que
você possa desenvolver os próximos exercícios.

Agora chame seu instrutor para que ele oriente o que você deve fazer.

Boa sorte!

Depois continue o estudo na página 33.

Centro Móvel de Formação Profissional 31


Máquina Overlock

32 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Nomenclatura da máquina
overlock ponto
502/503/PFAFF 500

Veja na figura a seguir a nomenclatura de mais algumas peças do cabeçote de


Máquina Overlock.

1. Looper Superior
2. Looper Inferior
3. Guias de Linha da Agulha
4. Guias de Linha dos Loopers
5. Esticadores de Linha (da Agulha dos loopers)
6. Reguladores de Tensão

Centro Móvel de Formação Profissional 33


Máquina Overlock

Looper Superior
Sua função é passar a linha superior do chuleado, laçar a linha do looper inferior
levando-a para cima para o entrelaçamento com a linha da agulha.

Looper Inferior
Sua função é passar a linha inferior do chuleado e penetrar na laçada da linha da
agulha.

Nota
Quando na máquina de overlock trabalhamos com duas linhas (Ponto 502/503) o
looper superior não possui furo. (looper cego). Ele trabalhará sem a linha e sua função

34 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

será laçar a linha do looper inferior, levá-la para cima permitindo à agulha penetrar na
laçada para formar o ponto 502 ou 503.

Guias de linha da agulha


São todas as peças que levam a linha do porta fios até a agulha.

Centro Móvel de Formação Profissional 35


Máquina Overlock

Guias de linha dos loopers


São todas as peças que levam a linha do porta fios até os loopers.

Esticadores de linha da agulha


Sua função é puxar a linha do cone
soltando uma quantidade suficiente para a
formação da laçada; esticando em seguida
a linha para fazer o ajuste do ponto
(agulha reta).

Na máquina Union Special 39.500 o esticador de linha está fixado no braço


impulsionador da agulha (agulha curva).

36 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Esticadores de linha dos loopers


Têm a função de puxar a linha do(s) cone(s) soltando uma quantidade suficiente para a
formação da(s) laçada(s). Depois do entrelaçamento fazem o ajuste do ponto.

Regulador de tensão

É um conjunto de peças que regulam a tensão da linha para a agulha e para os


loopers. O regulador de tensão é formado pelas seguintes peças:

Parafuso
É a peça que segura o conjunto tensor na máquina e permite à porca fazer o ajuste de
tensão.

Centro Móvel de Formação Profissional 37


Máquina Overlock

Disco de tensão
São dois discos metálicos que permitem a passagem
da linha entre eles.

Alojamento da mola
É uma peça que permite o encaixe da mola e permite o encaixe da mola e pressiona
os discos de maneira uniforme.

Mola de tensão
É a peça que pressiona os discos.

Arruela de trava
É a peça que mantém fixa a regulagem feita pela porca de ajuste.

Porca de ajuste
É a peça que regula a tensão da linha

Veja, agora, o Caderno de exercícios, na página 13.

38 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Enfiar a linha na máquina


overlock ponto
502/503/PFAFF 500

É a operação que consiste em colocar a linha na máquina segundo o esquema


indicado pelo fabricante. O enfiamento das linhas é muito importante para se obter um
ponto de costura firme e com boa aparência. Se as linhas não estiverem enfiadas
corretamente, isso poderá ocasionar : Quebra de linha Ponto solto, Ponto falhado, etc.
Para a formação do ponto 502/503; o looper superior não possui olhal.

Centro Móvel de Formação Profissional 39


Máquina Overlock

Ponto 502:
Para você obter o ponto 502, aumente a tensão da linha da agulha e diminua a tensão
da linha do looper.

Ponto 503:
Para você obter o ponto 503 diminua a tensão da linha da
agulha e aumente a tensão da linha do looper.

Veja como você deverá executar a operação.

1o Passo
Enfiar a Linha da Agulha

a. Desligue o motor da máquina.

b. Abra as coberturas do cabeçote.

40 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

c Gire o volante no sentido horário até que a agulha atinja o seu ponto mais alto e
afaste o calcador para a esquerda.

d Coloque o cone da linha no suporte do porta fios e passe pelos guias a1 e a2.

Centro Móvel de Formação Profissional 41


Máquina Overlock

e Passe a linha pelo guia a3 e entre os discos de tensão, guias a4, a5, a6, a7, a8, e
finalmente no furo da agulha, da canaleta para a cava.

2o Passo
Enfiar a Linha do Looper Inferior

a Coloque outro cone de Linha no suporte do porta fios e passe-a pelos guias b1 e b2.

42 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

b Passe a linha pelo guia b3 e entre os discos de tensão, guias b4, b5, b6, b7, b8, b9, e
no furo do looper b10 de trás para frente e b11 de frente para trás.

c Eleve a agulha até seu ponto mais alto, junte as linhas, feche as cobertura e trave
novamente o calcador.

Centro Móvel de Formação Profissional 43


Máquina Overlock

Observação
As linhas devem ser colocadas por baixo e por trás do calcador.

Veja, agora, o Caderno de exercícios, na página 15.

Depois chame seu instrutor, ele fará a demonstração desta operação e lhe dará outras
informações.

Esperamos que você realize esta operação com rapidez e qualidade, pois, na indústria,
esta operação terá que ser realizada no menor tempo possível.

44 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Enfiar a linha na máquina


overlock ponto 504/505

Para a formação do ponto 504/505 são necessárias 3 linhas e o looper superior com
olhal.

Ponto 504
Para você obter o ponto 504; aumente a tensão da
linha da agulha e equilibre as linhas dos loopers.

Centro Móvel de Formação Profissional 45


Máquina Overlock

Ponto 505
Para você obter o ponto 505; diminua a tensão da linha da agulha e aumente a tensão
do looper inferior.

Veja como deverá executar a operação

1o Passo
Enfiar a Linha da Agulha

a. Desligue o motor da máquina.

b. Abra as coberturas do cabeçote.

c. Gire o volante no sentido horário


até que a agulha atinja seu ponto
mais alto e afaste o calcador para
a esquerda.

d Coloque o cone de linha no suporte do porta-fios e


passe-a pelos guias a1 e a2.

46 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

e Passe a linha pelo guia a3 e entre os discos de tensão, guias a4, a5, a6, a7, a8 e
finalmente no furo da agulha, da canaleta para a cava.

2o Passo
Enfiar a Linha do Looper Superior

a Coloque outro cone de linha e passe-a pelos


guias b1 e b2.

b Passe a linha pelo guia b3 e entre os discos de tensão, guias b4, b5, b6, b7, b8, b9 e
no furo do looper b10 de trás para frente e b11 de frente para trás.

Centro Móvel de Formação Profissional 47


Máquina Overlock

3o Passo
Enfiar a Linha do Looper Superior

a Coloque um terceiro cone de linha no suporte do


porta fios e passe-a pelos guias c1 e c2.

b Passe a linha pelo guia c3, e entre os discos de tensão, guias c4, c5, c6, c7, c8, c9, c10
e no furo do looper c11 de trás para frente e c12 para trás.

c Eleve a agulha até seu ponto mais alto, junte as linhas, feche as coberturas e trave
novamente o calcador.

Observação
As linhas devem ser colocadas por baixo e para trás do calcador.

Veja, agora, o Caderno de exercícios, na página 16.

Depois chame seu instrutor, ele fará a demonstração desta operação e lhe dará outras
informações.

Esperamos que você realize esta operação com rapidez e qualidade, pois, na indústria,
esta operação terá que ser realizada no menor tempo possível.

48 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Enfiar a linha na máquina


overlock ponto 502/503
Union special 39.500

Enfiar a Linha na Máquina Overlock Ponto 502/503 Union Special 39.500.

Centro Móvel de Formação Profissional 49


Máquina Overlock

Veja como você deverá executar a operação.

1o Passo
Enfiar a Linha da Agulha

a Coloque o cone de linha no suporte do porta fios a e passe-a pelos guias a1 e a2.

b Passe a linha pelos guias a3 e a4, entre os discos de tensão, guias a5, a6, a7 e a8 e
finalmente no furo da agulha da canaleta para a cava.

50 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

2o Passo
Enfiar a linha do looper Inferior

a Coloque outro cone de linha no suporte do porta fios b e passe-a pelos guias b1 e
b2.

b Passe a linha pelos guias b3, b4, e b5 entre os discos de tensão, guias b6, b7, b8, b9,
b10, furo do looper b11 de trás para frente e b12 de frente para trás.

Centro Móvel de Formação Profissional 51


Máquina Overlock

52 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Enfiar a linha na máquina


overlock ponto 504/505 Union
special 39.500

Para a formação do ponto 504/505 são necessárias 3 linhas e o looper superior com
olhal. A colocação da linha da agulha e do looper inferior segue o mesmo esquema do
ponto 502/503.

Centro Móvel de Formação Profissional 53


Máquina Overlock

Vejamos a seguir a colocação da linha do looper superior para a formação do ponto


504/505.

a Coloque um terceiro cone de linha no suporte do porta fios c e passe-a pelos guias c1
e c2.

b Passe a linha pelos guias c3, c4, e entre os discos de tensão, guias c5, c6, c7, c8, c9 e
no furo do looper c10 de frente para trás.

c Eleve a agulha até seu ponto mais alto, junte as linhas, feche a tampa de base e
trave novamente o calcador.

54 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Observação
As linhas devem ser colocadas por baixo e para trás do calcador.

Em seguida você terá que realizar três exercícios

1. Costurar em Pique a Outro

2. Costurar em Curva Externa

3. Costurar em Curva Interna.

Esperamos que você tenha sucesso nesses exercícios

Chame, agora, seu instrutor, porque é ele que lhe dará todas as informações
necessárias para a realização destes exercícios.

Depois volte ao estudo desta Unidade na página 57.

Centro Móvel de Formação Profissional 55


Máquina Overlock

56 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Nomenclatura da máquina
overlock ponto 502/503
e 504/505

Você irá conhecer agora a nomenclatura de mais algumas peças da Máquina Overlock:

Centro Móvel de Formação Profissional 57


Máquina Overlock

Regulador do comprimento do ponto


São sistemas (Excêntrico, Alavanca, Botão) formados por um regulador numerado que
permite aumentar ou diminuir o tamanho do ponto.

Sistema de Excêntricos

Sistema de Alavanca

Sistema de Botão

58 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Parafuso de regulagem de pressão do calcador


Situa-se na parte superior do cabeçote e serve para dar a pressão necessária ao
calcador permitindo um transporte adequada do material.

Polia do volante
Em conjunto com a polia do motor e através da correia em “V” recebe a força do motor
e produz o p.p.m. (ponto por minuto) da máquina.

Polia do motor
Serve para transmitir a força do motor e está acoplada ao eixo da embreagem.

Correia de transmissão
É uma correia em “V” que transmite a força
dor motor para a polia do volante.

Veja, agora, o Caderno de exercícios, na página 17

Centro Móvel de Formação Profissional 59


Máquina Overlock

60 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Nomenclatura da agulha

Agulha reta Agulha curva

Cabo:
É a parte a ser fixada na barra da agulha.

Haste:
É a parte compreendida entre o cabo e a parte inferior do furo e que caracteriza a
espessura da agulha. Durante a costura, é a haste que sofre a maior fricção do
material.

Ponta:
É a extremidade inferior da agulha. Existem pontas apropriadas para diferentes tipos
de materiais.

Canaleta:
Está localizada ao longo da haste desde a parte inferior do cabo até pouco abaixo do
furo. A canaleta atua como guia protetora da linha.

Centro Móvel de Formação Profissional 61


Máquina Overlock

Furo:
Situado acima da ponta, atravessada a haste da agulha, da canaleta até a parte
inferior da cava. É o orifício por onde a linha é enfiada.

Cava:
É o rebaixamento existente na haste, logo acima do furo, do lado oposto da canaleta.

Serve para facilitar o apanhamento da laçada pela ponta do looper.

Cone:
É a parte da agulha que situa-se entre o cabo e a haste.

Fixador da agulha
É um parafuso (Allen, Fenda), ou porca que tem a finalidade de prender a agulha.

Porca Cônica Parafuso Allen

Porca Parafuso de Fenda

Nota:
Para soltar ou apertar o parafuso ou porca deve ser usada uma chave apropriada.

62 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Suporte da faca superior


É a peça onde é fixada a faca.

Suporte da faca inferior


É a peça onde é fixada a faca.

Cárter
É o reservatório de óleo da máquina. Está localizado em sua parte inferior.

Veja, agora, o Caderno de exercícios na página 19.

Centro Móvel de Formação Profissional 63


Máquina Overlock

64 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Acessório da máquina
overlock

São equipamentos colocados nas máquinas de costura para auxiliar na confecção,


aumentando a produção e a qualidade do trabalho, oferecendo ao mesmo tempo
segurança ao operador.

Protetor dos olhos


É uma peça de acrílico
transparente, colocada entre o
operador e a agulha com a
finalidade de proteger os
olhos do operador em caso de
quebra da agulha.

Guia para bordas


É uma aparelho onde encostamos a margem do tecido para uniformizar o aparamento.

Centro Móvel de Formação Profissional 65


Máquina Overlock

Guias para bainha invisível


É um aparelho que dobra a malha numa largura determinada para formar a bainha.

Guia para fitas de reforço


É um aparelho que tem a função de guiar fitas até o calcador.

Exemplo:
Ombros de camisetas.

66 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Aparelho para pregar elástico


É um aparelho que serve para guiar e regular a tensão do elástico durante a costura.

Aparelho para franzir


É um dispositivo que separa as duas camadas do tecido antes do calcador,
possibilitando ao transportador atuar mais sobre o tecido inferior, resultando o franzido.

Centro Móvel de Formação Profissional 67


Máquina Overlock

Embutidor de corrente mecânico


É um aparelho em que se prende a corrente do chuleado com a finalidade de
arrematar o início da costura.

Embutidor de corrente pneumático:


É um dispositivo pneumático que através de injeção de ar comprimido impulsiona para
frente os fios da corrente do chuleado que serão embutidos no início da costura.

68 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Corta fios manual


É uma lâmina colocada no braço do calcador e serve para cortar os fios da corrente.

Corta fios pneumático


É um dispositivo pneumático situado atrás do calcador e tem a finalidade de cortar os
fios da corrente do chuleado ao final da costura.

Calcador para pregar zíper


Possui um encaixe que permite a livre passagem do zíper.

Centro Móvel de Formação Profissional 69


Máquina Overlock

Calcador trator
É formando de duas partes articuladas. É especialmente útil em costuras de
fechamento onde ocorre superposição de costuras.

Reservatório para silicone


É um recipiente onde se coloca silicone líquido para refrigerar a agulha e lubrificar a
linha.

Veja, agora, o Caderno de exercícios na página 21.

70 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Trocar a agulha da máquina

É a operação que consiste em trocar a agulha defeituosa ou inadequada ao tipo de


material a ser costurado, por outra perfeita ou adequada.

Veja como você deverá executar:

1o Passo
Desligue a máquina.

2o Passo
Abra a cobertura superior e a cobertura da base.

Centro Móvel de Formação Profissional 71


Máquina Overlock

3o Passo
Gire o volante no sentido horário até que a barra da agulha fique no seu ponto mais
alto e afaste o calcador para a esquerda.

4o Passo
Retire a agulha. Solte o parafuso (de fenda ou allen) ou porca, da barra da agulha com
a chave adequada.

72 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Observação
O parafuso ou a porca deve permanecer no suporte da agulha, assim você evitará sua
perda.

Precaução
Cuidado para não se ferir com a chave.

5o Passo
Coloque a agulha no suporte da agulha, introduza até o tope, com a canaleta voltada
para a frente.

Observação
Encoste o cabo da agulha até o final do furo.

6o Passo
Aperte o parafuso ou a porca mantendo a agulha na posição correta e volte o calcador
na posição anterior.

Centro Móvel de Formação Profissional 73


Máquina Overlock

Observação
Verifique o alinhamento da canaleta na sua frente.

Nota
Nas máquinas ponto corrente a cava da agulha fica voltada para o looper que laça a
linha da agulha.

Agora, chame o seu instrutor, ele irá demonstrar esta operação e lhe dará outras
explicações.

Esperamos que você realiza esta operação dentro do tempo previsto (cronometrado
pelo seu instrutor) pois na indústria, esta operação terá que ser realizada no menor
tempo possível.

Depois volte ao estudo desta Unidade na página seguinte.

Vamos lá!

Chame seu instrutor.

74 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Trocar a linha

Consiste em trocar a linha da máquina, usando a linha já existente para guiar a outra
que será colocada, economizando assim, tempo a movimentos. Esta operação é
realizada na indústria quando o tecido a ser costurado é de cor diferente ou quando a
ficha técnica do produto o exigir.

1o Passo
Desligue o motor da máquina e abra
as coberturas.

2o Passo
Gire o volante até que a barra da agulha fique no seu ponto mais alto e afaste o
calcador para a esquerda.

Centro Móvel de Formação Profissional 75


Máquina Overlock

Observação
Gire o volante no sentido horário.

3o Passo
Corte as linhas da agulha e dos loopers depois do segundo guia.

4o Passo
Substitua os cones.

5o Passo
Dê um nó nas extremidades das linhas dos cones e da máquina.

76 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Observação
O nó deve ser pequeno e firme para facilitar a passagem pelos guias de linha.

6o Passo
Retire a linha da agulha e puxe-a com movimentos firmes e longos até a passagem do
nó pelos guias de barra da agulha .

7o Passo
Corte a linha depois do nó.

Centro Móvel de Formação Profissional 77


Máquina Overlock

8o Passo
Introduza a linha na agulha da canaleta para a cava.

9o Passo
Puxe as linhas dos loopers através de seus orifícios até a passagem dos nós.

10o Passo
Corte as linhas deixando um comprimento de 10cm aproximadamente.

78 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

11o Passo
Recoloque o braço do calcador na posição e feche as coberturas da maquina.

Agora, chame o seu instrutor, ele irá demonstrar esta operação e lhe dará outras
explicações.

Esperamos que você realiza esta operação dentro do tempo previsto (cronometrado
pelo seu instrutor) pois, na indústria, esta operação terá que ser realizada no menor
tempo possível.

Depois volte ao estudo desta Unidade na página 81.

Vamos lá!

Chame seu instrutor.

Centro Móvel de Formação Profissional 79


Máquina Overlock

80 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Regular as tensões
das linhas

Regular as tensões das linhas da máquina ponto 502/503 e 504/505


(As linhas devem ser de cores diferentes)

1o Passo
Costure o tecido.

Observação
Para regular corretamente as tensões das linhas use um retalho do mesmo material a
ser costurado.

2o Passo
Verifique as tensões das linhas, olhando a costura por cima e por baixo.

3o Passo
Regule as tensões das linhas conforme o ponto desejado.

Caso 1 - Ponto 502 (Fechamento)

Solte ou aperte as tensões das linhas da agulha ou looper até conseguir a regulagem
do ponto.

Centro Móvel de Formação Profissional 81


Máquina Overlock

Caso 2 - Ponto 503 (Acabamento)

Solte ou aperte as tensões das linhas da agulha ou looper até conseguir a regulagem
do ponto.

Caso 3 - Ponto 504 (Fechamento).

Solte ou aperte as tensões das linhas da agulha ou dos loopers até conseguir a
regulagem.

Caso 4 - Ponto 505 (Acabamento)

Solte ou aperte as tensões das linhas da agulha ou dos loopers até conseguir a
regulagem.

Veja, agora, o caderno de exercícios na página 24.

82 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Agora, chame o seu instrutor, ele irá demonstrar esta operação e lhe dará outras
explicações.

Esperamos que você realiza esta operação corretamente, pois, da regulagem do ponto
vai depender a qualidade da costura.

Depois volte ao estudo desta Unidade na página 83.

Vamos lá!

Chame seu instrutor.

Centro Móvel de Formação Profissional 83


Máquina Overlock

84 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Regular a pressão
do calcador

É a operação que consiste em dar a pressão necessária ao calcador permitindo um


transporte correto do material para se obter uma costura uniforme. A pressão do
calcador deve variar, quando houver mudança do material de costura ou mudança de
espessura.

Máquina Overlock PFAFF 500

Procedimentos:
1. Gire o parafuso regulador no sentido horário para aumentar a pressão do calcador.
2. Gire o parafuso no sentido anti-horário para diminuir a pressão.

Máquina Overlock U.S. 39.500

Procedimentos:
1. Gire manualmente o volante no sentido horário até que os transportadores
dianteiros e traseiro fiquem posicionados abaixo da chapa da agulha.

Centro Móvel de Formação Profissional 85


Máquina Overlock

2. Solte a porca “A” e gire o parafuso de ajuste:


a. no sentido horário para aumentar a pressão;
b. no sentido anti-horário para diminuir a pressão. Obtida a pressão necessária,
reaperte a contra porca “A”.

Agora, chame o seu instrutor, ele irá demonstrar esta operação e lhe dará outras
explicações.

Esperamos que você realiza esta operação com muito interesse, pois, da regulagem
da pressão do calcador vai depender a qualidade de sua costura.

Em seguida, o seu instrutor irá explicar os exercícios propostos no início deste estudo,
dando todas as informações necessárias.

5. Costura circular.

6. Costura tubular.

7. Costurar fazendo cantos.

8. União de curvas,

9. Costurar de um pique a outro com arremates nas extremidades.

Depois volte ao estudo desta Unidade na página seguinte.

86 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Máquina overlock com


ponto de segurança

Esta máquina foi desenvolvida para fazer dois trabalhos ao mesmo tempo chulear e
fechar tecidos.

Exemplo:
Calças, camisas etc.

Centro Móvel de Formação Profissional 87


Máquina Overlock

A partir desta página veremos as diferenças da Máquina overlock com o ponto de


segurança e a Máquina overlock simples estudada anteriormente.

Porta fios
Tem capacidade para acomodar quatro ou cinco cones de linha.

Calcador trator ou compensado


Especialmente útil no ponto de segurança nas costuras de fechamento onde ocorre
com freqüência o cruzamento de costuras ou partes finas intercaladas com partes
grossas.

Agulhas
A máquina Com Ponto de Segurança trabalha com duas agulhas:
 Agulha da direita, que forma juntamente com os loopers
superior e inferior o chuleado;
 Agulha da esquerda, que junto com o looper auxiliar forma o
Ponto de Segurança (Tipo 401 - ponto corrente de 2 fios).

88 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Barra da agulha
Possui orifícios para alojar duas agulhas.

Chapa da agulha
Possui um furo a mais onde penetrará a 2.a agulha que fará o Ponto de Segurança.

Guias de linha das agulhas


Possui mais guias de linha para permitir a passagem da segunda linha.

Centro Móvel de Formação Profissional 89


Máquina Overlock

Guias de Linha dos Loopers do Chuleado


São semelhantes aos guias da máquina overlock simples e desempenham a mesma
função.

Guias de Linha do Looper do Ponto de Segurança


Levam a linha do cone até o looper auxiliar.

Esticador de linha do looper do ponto de


segurança
Fornece a quantidade de linha necessária ao
looper para a formação do Ponto Corrente
(401).

90 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Reguladores de tensão
Esta máquina usa quatro reguladores de tensão quando forma o Ponto 515, e quando
forma o Ponto 516 usa cinco reguladores.

Loopers
Esta máquina possui três loopers: dois para formar o chuleado e um para formar o
Ponto se Segurança (Ponto 401).

Veja, agora, o Caderno de exercícios na página 25.

Centro Móvel de Formação Profissional 91


Máquina Overlock

92 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Tipos de agulhas

Existem diferentes tipos de agulhas que são usadas


em máquinas de costura industrial, com características
diferentes, para atender a finalidades específicas.
É necessário, portanto, conhecer bem as
características e particularidades das agulhas a fim de
selecionar as mais adequadas ao trabalho que se
pretende executar. As agulhas são produzidas em
tamanhos, classes e variedade, segundo o tipo de
máquina a que se destinam. Veja na figura ao lado,
alguns tipos de pontas e canaletas mais comuns na
costura industrial.

Tipos de Pontas de Agulhas

As mais usadas são:

Ponta redonda
É cônica desde a parte inferior do furo até sua extremidade. É assim chamada porque
qualquer corte perpendicular ao eixo da simetria da ponta forma um círculo.

Centro Móvel de Formação Profissional 93


Máquina Overlock

Ponta bola
É cônica desde a parte inferior do furo mas sua extremidade é esférica.

Existem códigos para designar os tipos de pontas que diferem de fabricante para
fabricante.

Veja a tabela a seguir.

Pontas, desenhos do Corte e


Códigos direção do enfiamento da linha Descrição Aplicação

Para fibras bem fechadas (lycra)


R - SPI
tecidos finos, seda fina, rayon,
S - SET Ponta redonda fina
nulon, voil, porque reduz o
SPI
agarramento e o corte do tecido.

Para fibras fechadas, médias e


R Ponta redonda grossas (brim, tergal). É a ponta
SET média mais recomendada na indústria de
conecção.

Para fibras densas e de trançado


apertado, tais como: sarja de
STU algodão pesada, popeline pesada
Ponta redonda tecido grossos, tecido de trançado
H SET grossa
R - STU aberto, de fibras duras e grossas.
Esta ponta resiste melhor ao
desgaste.

BPL
L - BALL
R-K Esta ponta tem a função de separar
SES as fibras sem cortá-las. Usada
Ponta bola fina
FFG especialmente para malhas finas e
NYR lycra.
SIN

BPM
M - BALL
R - KMB
SUK Para malhas de fibras médias. A
Ponta bola média
FG ponta bola média é a mais usada.
LAC
SI

BPH
H - BALL
R - KB Para maior desvio das fibras em
SKF Ponta bola grossa malhas grossas é recomendada a
G ponta bola grossa.
CAL

94 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Tipos de Canaletas
As mais usadas são:

Canaleta longa
A canaleta extende-se do cone até pouco abaixo do furo. Sua função específica é
proteger a linha quando a agulha penetra no material.

Canaleta adicional
A canaleta adicional está situada acima da cava. Serve para deixar a linha livre para a
formação da laçada. É usada em Máquina Ponto 401 (Ponto corrente de 2 fios).

Canaleta em espiral
São especialmente úteis em máquinas que têm a barra da agulha de curso longo, onde
a linha sofre uma torção e a finalidade da canaleta em espiral é favorecer a passagem
da linha e serve para evitar que a costura de materiais densos e resistentes provoque o
desfiamento da linha.

Observações
 Quando a agulha esquentar durante uma costura a ponto de derreter o material
sintético, você deverá esfriá-la usando silicone através da linha mediante um
dispositivo apropriado.

Centro Móvel de Formação Profissional 95


Máquina Overlock

 Existem agulhas de canaleta, cone, ponta e cabo curto ou alongado conforme o


tipo de máquina e pontos diferentes para facilitar a laçada e estabilizar a haste da
agulha.

Veja, agora, o Caderno de exercícios na página 26.

96 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Índice de eficiência

Chama-se Índice de eficiência a relação entre a produção que um operador realiza e a


que pode realizar, num tempo determinado. No índice de eficiência, também chamado
Nível de Desempenho do Operador, pesa muito o tempo gasto em operações
manuais (manipulação) e em operações mecânicas (máquinas). Entre os fatores que
reduzem o desempenho de um operador apontamos:

Manipulação
 Espera do trabalho
 Mudança de tarefa
 Troca de pacote (tempo de pacote)
 Posto de trabalho inadequado (falta de espaço)
 Insuficiência de trabalho
 Corte defeituoso
 Baixa qualidade na operação anterior

Máquinas
 Quebra de linha
 Troca de bobinas
 Falhas de pontos
 Quebra da máquina
 Lubrificação inadequada
 Má colocação de linha
 Troca de cor de linha
 Má regulagem do motor
 Má regulagem do pedal.

Centro Móvel de Formação Profissional 97


Máquina Overlock

Outros fatores consideráveis na diminuição de eficiência, são as condições físicas ou


psicológicas do operador, e a falta de trabalho, ou seja, má distribuição das tarefas
causando paradas desnecessárias.

Condições Físicas ou Psicológicas


 Trabalho vagaroso
 Falta de concentração no trabalho
 Falta de interesse
 Falta de familiaridade com o método
 Falta de coordenação motora

Economia de Movimentos
 Reduzir os movimentos ao mínimo
 Estabelecer uma seqüência lógica de movimentos
 Posicionar corretamente o trabalho
 Coordenar os movimentos
 Limitar as paradas ao mínimo durante a costura.

Veja, agora, o Caderno de exercícios na página 27.

98 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Economia de Movimentos

É a arte de ordenar os movimentos de um operador durante a realização de uma


tarefa. Eliminando os movimentos desnecessários diminui o esforço evitando o
cansaço prematuro. O resultado é o aumento da produção. Os movimentos
necessários na arte de costurar estão estreitamente ligados ao equipamento usado, e
na sua maioria limitados a um grupo padrão.

Alguns fatores a serem considerados para o estudo dos movimento são:


a. Os movimentos devem ser reduzidos ao mínimo.

b. Deve ser estabelecida uma seqüência apropriada de movimentos.

Centro Móvel de Formação Profissional 99


Máquina Overlock

c. O trabalho deve estar posicionado corretamente em relação ao operador para


assegurar a menor distância entre o suprimento e a máquina, através de um
caminho fácil.

d. Espaço livres atrás da máquina para permitir que as peças costuradas passem
livremente até a próxima operação, sem assistência do operador.

e. A mesa deve ser proporcional à estatura do operador e o material a ser costurado


posicionado convenientemente, porque se evita a necessidade do levantamento
das peças a serem costuradas.

100 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

f. O manejo da grande maioria das máquinas de costura da indústria de confecção


requer uma combinação de movimentos. Envolve simultaneamente o uso das
mãos, braços, pernas, joelho e pés, e esses movimentos precisam ser
coordenados para se obter sucesso. Tais movimentos devem ser feitos
instintivamente. De outra forma, o operador ficará fatigado dentro de pouco tempo.

g. O arranjo geral do equipamento deve ser estudado cuidadosamente e ajustado


para o conforto do operador.

Centro Móvel de Formação Profissional 101


Máquina Overlock

h. O operador poderá observar suas falhas (grandes parte devido a maus hábitos)
comprando seus movimentos com os de outro que realiza serviço similar, sem
esforço aparente.

Veja, agora, o Caderno de exercícios na página 28.

102 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Controle de qualidade

Qualidade é um conceito dado a um produto cujo valor é estabelecido quando


comparado a um padrão. Estabelecido o padrão, inicia-se o controle de qualidade,
através da ficha técnica. Cada seção é responsável pela quantidade do serviço a que
está diretamente ligada. O controle de qualidade deve se iniciar na seção de
modelagem, passando para o setor de corte, confecção, até chegar à seção de
embalagem. Há necessidade de fazer controle de qualidade pois o homem está sujeito
a falhas. Existem várias possibilidades de erros, tais como:

Ocasionados por falhas humanas:


 Fadiga
 Estado emocional
 Doença

Ocasionados por métodos inadequados:


 Falta de conhecimentos
 Falta de treinamento
 Falta de informação

Ocasionados por defeitos na máquina:


 Peça(s) desregulada(s)
 Peça(s) gasta(s)
 Peça(s) inadequada(s)

Ocasionados por falhas de material:


 Tonalidades
 Furos
 Fios de uniformidade no desenho do tecido
 Malha corrida.

Centro Móvel de Formação Profissional 103


Máquina Overlock

Ocasionados por ambiente inadequado:


 Má iluminação
 Má circulação de ar
 Temperatura desconfortável
 Falta de ordem
 Falta de higiene

Técnica de controle de Qualidade

O controle de qualidade tem por objetivo produzir dentro dos padrões desejados. Sua
introdução no setor da indústria de confecção veio não somente melhorar a qualidade
como também eliminar os desperdícios e reduzir os custos. Seus princípios básicos
podem ser aplicados a qualquer tipo de indústria de confecções, não importando o
volume da produção nem o artigo a ser confeccionado.

Requisitos para Revisão do Controle de Qualidade.

Boa qualidade Má qualidade

1. Ponto uniforme

2. Arremates

3. Folga

4. Pontos partidos

104 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

5. Tensões

6. Costuras uniformes

7. Ajuste das extremidades

8. Combinações de piques

9. Costura caída

10. Distribuição uniforme do


franzido

Veja, agora, o Caderno de exercícios na página 29.

Centro Móvel de Formação Profissional 105


Máquina Overlock

106 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Enfiar a Linha na Máquina


Overlock com Ponto de
Segurança 515 (PFAFF)

É a operação que consiste em passar a linha em seqüência do porta fios até a agulha
e loopers, de maneira que fique pronta para costurar. Na máquina Ponto de Segurança
516, podemos obter o ponto 515, utilizando somente quatro fios. Veja como deverá
executar a operação.

1o Passo
Enfiar a linha na agulha da direita.

a. Enfie a linha no suporte 1 do porta cone e passe a linha pelos guias.

Centro Móvel de Formação Profissional 107


Máquina Overlock

b. Passe a linha pelo guia a.

c. Passe a linha pelo disco de tensão.

d. Passe a linha pelos guias a1, a2, a3, a4, a5, a6, e agulha a7.

e. Passe a linha na agulha da direita, de frente para trás.

2o Passo
Enfie a linha na agulha da esquerda.

a. Enfie a linha no suporte 2 do porta cone e passe a linha pelos guias.

b. Passe a linha pelo guia b.

108 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

c. Passe a linha dentro dos discos de tensão.

d. Passe a linha pelos guias b1, b2, b3, b4, b5, b6, e agulha b7.

e. Passe a linha na agulha da esquerda, de frente para trás.

3o Passo
Enfie a linha no looper inferior.

a. Enfie a linha no suporte 3 do porta cone e passe a linha pelos guias.

b. Passe a linha pelo guia c.

c. Passe a linha pelos discos de tensão.

Centro Móvel de Formação Profissional 109


Máquina Overlock

d. Passe a linha pelo guia c1, túnel c2, guias c3, c4, c5, tubo c6 e loopers c7 e c8 de trás
para frente e de frente para trás.

4o Passo
Enfie a linha no looper do ponto de segurança.

a. Enfie a linha no suporte 4 do porta cone e passe a


linha pelos guias.

b. Passe a linha pelos guias d e d1.

110 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

c. Passe a linha pelo tubo d2.

d. Em seguida passe a linha pelos discos de tensão.

e. Passe a linha pelos guias d3, d4, d5, d6, d7, e looper d8 e d9.

Agora chame o seu instrutor, ele irá demonstrar esta operação e lhe dará outras
explicações.

Esperamos que você realize esta operação dentro do tempo previsto ( cronometrado
pelo seu instrutor) pois, na indústria, esta operação terá que ser realizada no menor
tempo possível.

Depois volte ao estudo desta Unidade na página 111.

Vamos lá!

Chame seu instrutor.

Centro Móvel de Formação Profissional 111


Máquina Overlock

112 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Enfiar a Linha na Máquina


Overlock com Ponto de
Segurança (Ponto 516 PFAFF)

1o Passo
Enfie a linha na agulha da direita.

a. Enfie a linha no suporte 1 do porta cone e passe a linha pelos guias.

Centro Móvel de Formação Profissional 113


Máquina Overlock

b. Passe a linha pelo guia a.

c. Passe a linha pelo disco de tensão.

d. Passe a linha pelos guias a1, a2, a3, a4, a5, a6, e agulha a7.

2o Passo
Enfie a linha na agulha esquerda.

a. Enfiar a linha no suporte 2 do porta cone e passe a linha pelos guias.

114 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

b. Passe a linha pelo guia b.

c. Passe a linha dentro do disco de tensão.

d. Passe a linha pelos guias b1, b2, b3, b4, b5, e b6.
e. Passe a linha na agulha da esquerda, da frente para trás, b7.

3o Passo
Enfie a linha no looper do ponto de segurança.

a. Enfie a linha no suporte 3 do porta cone e passe a linha pelos guias.

Centro Móvel de Formação Profissional 115


Máquina Overlock

b. Passe a linha pelos guias c e c1.

c. Passe a linha pelo tubo c2.

d. Passe a linha pelos discos de tensão.

e. Passe a linha pelos guias c3, c4, c5, c6, c7, e loopers c8 e c9.

4o Passo
Enfie a linha no looper superior.

a. Enfie a linha no suporte 4 do porta cone e passe a linha pelos guias.

116 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

b. Passe a linha pelo guia d.

c. Passe a linha pelo disco de tensão.

d. Passe a linha pelo guia d1, tubo d2, guias d3, d4, d5, d6, túnel d7, e looper d8 e d9.

Observação
Se a regulagem da tensão não for satisfatória através do regulador de tensão, passe a
linha ou não, no guia d6.

5o Passo
Enfie a linha no looper inferior.

a. Enfie a linha no suporte 5 do porta cone e passe a linha pelos guias.

Centro Móvel de Formação Profissional 117


Máquina Overlock

b. Passe a linha pelo guia e.

c. Passe a linha pelo disco de tensão.

d. Passe a linha pelo guia e1, tubo e2, guias e3, e4, e5, e6, e7, e looper e8 e e9.

Esperamos que você tenha realizado a operação dentro do tempo previsto pois, na
indústria, esta operação terá que ser realizada no menor tempo possível.

Veja, agora, o Caderno de exercícios na página 31.

Agora chame o seu instrutor, ele irá demonstrar esta operação e lhe dará outras
explicações.

Esperamos que você realize esta operação dentro do tempo previsto ( cronometrado
pelo seu instrutor) pois, na indústria, esta operação terá que ser realizada no menor
tempo possível.

Depois volte ao estudo desta Unidade na página seguinte.

Vamos lá!

Chame seu instrutor.

118 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Agora você terá que realizar os exercícios, para máquina overlock com ponto de
segurança propostos no início deste estudo.

1. Costurar de um Pique a Outro

2. Costurar em Curva Externa

3. Costurar em Curva Interna

4. Costura Circular

5. União de Curvas.

Esperamos que você tenha sucesso nesses exercícios.

Chame, agora, seu instrutor, ele lhe dará todas as informações necessárias para a
realização destes exercícios.

Boa sorte!

Você chegou ao final do estudo desta Unidade de instrução e ao final do Treinamento


básico sobre as Máquinas Ponto 502/503, 504/503 e515/516.

Durante o treinamento você realizou 13 exercícios.

Com isso, esperamos que você tenha desenvolvido os conhecimentos e habilidades


que um operdor de máquinas de costura necessita para o seu desempenho
profissional.

Esperamos que você tenha sucesso, pois foi com esse objetivo que trabalhamos juntos
durante todo o treinamento.

Centro Móvel de Formação Profissional 119


Máquina Overlock

120 Centro Móvel de Formação Profissional


Máquina Overlock

Referência bibliográfica

SENAI-SP. DMD. Máquina Overlock ponto 502/503 e 504/505 - Unidade de


instrução no 1, 2 e 3. Por Neusa Satie Yamashita Yano, Vincenzo Vizzuso et alii. São
Paulo, 1984.

Centro Móvel de Formação Profissional 121


Máquina Overlock

122 Centro Móvel de Formação Profissional


Confecção Industrial

Máquina Overlock
Unidade de Instrução