Você está na página 1de 23

Tipologia Textual:

Texto Narrativo
Definição
Exemplo
Características
Tipologia Textual:
texto narrativo
Definição

O que é narrar?

Narrar Contar

Implica a transmissão de uma história, recordações, experiências


vividas, acontecimentos reais ou imaginários.

Uma narrativa é um texto, em prosa ou em verso, onde uma


determinada voz – narrador – conta uma ação que ocorre num
determinado espaço e tempo, e em que intervêm personagens.
Tipologia Textual:
texto narrativo
Exemplo
Um gato grande, preto e gordo estava a apanhar sol na varanda, ronronando e meditando acerca de como
se estava bem ali, recebendo os cálidos raios pela barriga acima, com as quatro patas muito encolhidas e o rabo
estendido.

No preciso momento em que rodava preguiçosamente o corpo para que o sol lhe aquecesse o lombo ouviu
o zunido provocado por um objeto voador que não foi capaz de identificar e que se aproximava a grande
velocidade. Atento, deu um salto, pôs-se de pé nas quatro patas e mal conseguiu atirar-se para o lado para se
esquivar à gaivota que caiu na varanda.

Era uma ave muito suja. Tinha todo o corpo impregnado de uma substância escura e malcheirosa.

Zorbas aproximou-se e a gaivota tentou pôr-se em pé arrastando as asas.

– Não foi uma aterragem muito elegante – miou.

– Desculpa. Não pude evitar – reconheceu a gaivota.”

In História de uma Gaivota e do


personagens | espaço | tempo Gato que a ensinou a voar, Luís Sepúlveda, ed. Asa, 1997
Tipologia Textual:
texto narrativo

Características

 O texto narrativo possui os seguintes elementos estruturais ou categorias da narrativa:

Categorias da narrativa

Narrador Ação Espaço Tempo Personagem


Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

NARRADOR  É a entidade imaginária que conta a história criada


pelo autor, não devendo confundir-se com este.

Classificação quanto à presença

 NÃO PARTICIPANTE/HETERODIEGÉTICO (discurso na 3.ª


pessoa): não participa na ação como personagem.

 PARTICIPANTE (DISCURSO NA 1.ª PESSOA):


• Autodiegético – participa na ação como personagem
principal.
• Homodiegético – participa na ação como personagem
secundária.
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

NARRADOR

Classificação quanto à posição

 OBJETIVO – limita-se a narrar a ação sem dar a sua


opinião, ou seja, objetivamente, de forma imparcial.

 SUBJETIVO – faz comentários sobre o que narra, dando


a sua opinião, explicita ou implicitamente.
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

NARRADOR

Classificação quanto à focalização/ciência (conhecimento)

 NARRADOR OMNISCIENTE – possui um conhecimento ilimitado sobre a


história, o tempo e sabe tudo sobre as personagens, o que fazem, porquê,
quando, conhece os seus pensamentos e as suas emoções. Por isso, pode
fornecer todas as informações que considerar pertinentes.

 NARRADOR COM FOCALIZAÇÃO INTERNA – assume o ponto de vista de


uma personagem, restringindo o seu relato ao conhecimento que aquela
possui.

 NARRADOR COM FOCALIZAÇÃO EXTERNA – apresenta apenas o que é


observável, procurando fazê-lo de forma objetiva.
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características
Não participante ou
heterodiegético
PRESENÇA Homodiegético
Participante
Autodiegético
Objetivo
NARRADOR

POSIÇÃO
Subjetivo

Narrador Omnisciente

FOCALIZAÇÃO
OU CIÊNCIA Narrador com focalização interna
(Conhecimento)

Narrador com focalização externa


Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

 Sucessão de acontecimentos praticados por uma ou mais


AÇÃO
personagens, que ocorrem num certo período de tempo, de
acordo, muitas vezes, com uma lógica de causalidade.

Classificação quanto ao relevo

 AÇÃO PRINCIPAL – consiste nas sequências narrativas


com maior relevância dentro da história e que, por isso,
detêm um tratamento privilegiado no universo narrativo.

 AÇÃO SECUNDÁRIA – a sua importância depende da


ação principal, em relação à qual possui menor
relevância.
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

AÇÃO

Estrutura

 INTRODUÇÃO – situação inicial que nos dá a conhecer


as personagens e (os antecedentes da) a ação.

 DESENVOLVIMENTO – desenrolar dos acontecimentos


constituído pelo conjunto das peripécias e pelo ponto
culminante.

 CONCLUSÃO – parte final em que se dá a conhecer o


desenlace da ação.
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

AÇÃO  Na passagem da introdução para a conclusão dá-se uma


transformação, podendo o texto narrativo organizar-se nos
seguintes momentos:

Situação final
Situação inicial Problema/
Peripécias Resolução ou desenlace
(antes) complicação
(depois)

Estas partes do texto narrativo, estruturadas entre si, vão constituir as


sequências narrativas, sendo estas unidades textuais autónomas, com
uma organização interna própria.
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características
AÇÃO
Organização da ação

Existem várias possibilidades de articulação das sequências narrativas:

 ENCADEAMENTO – as sequências
sucedem-se segundo a ordem cronológica 1 2 3 4
dos acontecimentos:

 ENCAIXE – uma ou mais histórias são


História 1
contadas no interior de outra que está a
ser narrada: História 2

 ALTERNÂNCIA – são contadas várias


histórias, interrompendo-se a narração de
uma para dar lugar a outra(s) de forma 1 2 3 1 2 3 …
sucessiva:
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

AÇÃO

Desfecho

 AÇÃO FECHADA – conhece-se o desenlace da história,


ou seja, o final é revelado.

 AÇÃO ABERTA – não se conhece o desenlace da


história, normalmente, incitando à reflexão sobre a
mesma.
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características
Ação principal
RELEVO
Ação secundária

Introdução

ESTRUTURA Desenvolvimento

Conclusão
AÇÃO

Encadeamento

ORGANIZAÇÃO Encaixe

Alternância

Ação fechada
DESFECHO
Ação aberta
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

ESPAÇO  Não se resume apenas ao lugar onde o(s) evento(s) se


realiza(m), possuindo também uma dimensão social e
psicológica, importante para a interpretação do texto.

 FÍSICO – consiste no local (geográfico) onde se


desenrolam os acontecimentos, podendo ser interior
ou exterior.

 SOCIAL – consiste no ambiente social a que pertencem


ou onde se movem as personagens, refletindo
características culturais, económicas, políticas e
morais.

 PSICOLÓGICO – corresponde às vivências íntimas,


pensamentos, sonhos, estados de espírito, memórias,
reflexões… das personagens.
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

Físico

ESPAÇO Social

Psicológico
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

TEMPO  Corresponde ao conjunto de referências temporais


fornecidas no texto.

 DA DIEGESE OU TEMPO DA HISTÓRIA – localização


temporal real – cronológica – das ações narradas; marca a
sucessão dos acontecimentos, sendo traduzido por marcas
objetivas da passagem das horas, dias, semanas, meses …

 DO DISCURSO – ordem pela qual os acontecimentos são


narrados; o narrador pode fazer um recuo (analepse) ou um
avanço (prolepse) no tempo.
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

Da diegese ou da
história

Do discurso
TEMPO

Histórico

Psicológico
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

PERSONAGEM  É uma entidade ficcional, que intervém na ação narrada,


dotada de características físicas e psicológicas.

Classificação quanto ao relevo (importância na narrativa)

 PRINCIPAL/PROTAGONISTA/HERÓI – tem maior destaque no


desenrolar da ação, desempenhando um papel fundamental.

 SECUNDÁRIA – desempenha um papel menos importante do


que a personagem principal.

 FIGURANTE – não participa diretamente na ação; tem antes


como função ilustrar o ambiente, espaço social, ideologia,…
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

PERSONAGEM

Caracterização

 FÍSICA – refere-se às características físicas observáveis:


vestuário e traços físicos.

 PSICOLÓGICA – refere-se ao comportamento, caráter,


maneira de ser e de pensar.
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

PERSONAGEM

Processos de caracterização

 DIRETA – os aspetos físicos e/ou psicológicos vão sendo apresentados


explicitamente:
• pela própria personagem autocaracterização

• pelo narrador
heterocaracterização
• pelas outras personagem.

 INDIRETA – os aspetos físicos e/ou psicológicos são deduzidos pelo leitor a


partir do comportamento, das atitudes, reações e palavras da(s)
personagem(ens).
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características
Principal

RELEVO Secundária

Figurante
PERSONAGEM

Física
CARACTERIZAÇÃO
Psicológica

Caracterização Direta
PROCESSOS DE
CARACTERIZAÇÃO
Caracterização Indireta
Tipologia Textual:
texto narrativo
Características

 No modo narrativo, o discurso pode apresentar-se de formas diferentes:

• NARRAÇÃO – relato dos acontecimentos, no qual predominam verbos:


– no pretérito perfeito;
– no pretérito mais-que-perfeito do indicativo.

• DESCRIÇÃO – apresentação das características das personagens e dos espaços,


privilegiando-se, entre outros aspetos:
– verbos no presente/pretérito imperfeito do indicativo;
– adjetivos qualificativos.

• DIÁLOGO – reprodução, em discurso direto, das falas entre as personagens.

• MONÓLOGO – reprodução dos pensamentos e/ou das falas de uma personagem


consigo própria.