Você está na página 1de 23

A Identidade

Regional
REGIÃO: PORTO
Módulo 1 – Tema 2: 4.1

Mariana Pereira Nº17


10ºD

Prof. Beatriz Magalhães


Novembro de 2017
Tópicos a Abordar

 Localização no mapa;  Setores de Atividade


Económica;
 Clima;
 População Ativa
 Relevo;
 Taxa de Atividade
 Rede Hidrográfica;
 Taxa de Desemprego
 Fauna e flora mais
relevantes;  Principais
Alterações/Mudanças
 Património Edificado; e Consequências.
 Principais Tradições;
 Indicadores Demográficos;
Localização no Mapa
Localização no Mapa

• Limita a norte com o distrito de Braga, a leste


com o distrito de Vila Real, a sul com o distrito de
Viseu e com o distrito de Aveiro e a oeste com o
Oceano Atlântico. Tem uma área de 2 395 km²
(17.º maior distrito português).
Clima

• O clima do Porto é do tipo atlântico: húmido mas


temperado, com algum arrefecimento nocturno.
No Inverno, a pluviosidade é alta, mas raramente
há formação de gelo ou queda de neve: a
temperatura só muito raramente é inferior a 0 ºC.
No Verão, as temperaturas sobem e os meses
mais quentes do ano são Junho, Julho e Agosto,
durante os quais as temperaturas variam entre os
20 ºC e os 35 ºC. Setembro, Outubro, Abril e Maio
são intermédios, assistindo-se a períodos de
instabilidade: é frequente manhãs de nevoeiro
darem lugar a tardes solarengas, ou chuviscos
alternarem com momentos de sol forte.
Rede Hidrográfica
Fauna e Flora Mais Relevantes

 Flora  Fauna
• Falsa-mostarda • Lontra
• Feto-de-cabelinho • Morcego-de-
ferradura-grande
• Martelinhos
• Morcego-de-peluche
• Feto-filme
• Falcão-peregrino
• Pinheiro-baboso
• Águia-pesqueira
• Cravo-dos-Alpes
• Lagarto-de-água
• Gilbardeira
Património Edificado

• Café Majestic • Ribeira


• Capela de Santa • Pavilhão Rosa Mota
Catarina
• Avenida da Boavista
• Casa e Capela da Quinta
do Bom Sucesso • Cadeia da Relação
• Casa da Música • Hospital de Santo
António
• Parque de Serralves
• Estação Ferroviária de
• Coliseu do Porto Porto - São Bento
• Alfândega • Ponte D. Luís
• Câmara do porto
Principais Tradições

São João do Porto

• Esta festa popular tem lugar de 23 para 24 de


Junho na cidade do Porto. É uma festa
oficialmente católica, mas com origem pagã. Esta
festa celebrava inicialmente o solstício de Junho e
a fertilidade, relacionada com as colheitas e a
abundância.
• O alho porro, os martelos de borracha, as
sardinhas e a broa não faltam nas ruas. E há
mesmo arraiais em alguns locais típicos da
cidade. A noite do Porto é também animada com
concertos promovidos pela autarquia.
Principais Tradições

A Gastronomia
• A gastronomia do Porto é um espelho da sua
riqueza cultural. São várias as histórias
associadas, várias as lendas contadas de geração
em geração e que hoje completam os costumes
das gentes da cidade. Entre os que maior fama
detém, os pratos típicos portuenses caracterizam-
se tanto pelo incomparável paladar, como pela
particularidade da sua confeção.
Principais Tradições

• Tripas à moda do Porto


• Bacalhau à Gomes de Sá
• Ameijoas à Bulhão Pato
• Francesinha
Festival Marés Vivas
Festival Marés Vivas é um festival de música
realizado em Vila Nova de Gaia, em Julho. Teve a
sua primeira edição em 1999 e em 2010 foi realizada
a sua oitava edição.
Indicadores demográficos

Crescimento Natural
A evolução populacional é resultado do
comportamento conjunto das variáveis
demográficas: saldo fisiológico e saldo migratório.
Esta dinâmica é determinada pela relação entre os
nascimentos e os óbitos, por um lado, e entre os
fluxos de entrada e saída de população num
território, por outro.
Indicadores Demográficos

• Contrariamente ao que aconteceu na década de


90, o crescimento demográfico do Grande Porto
nos últimos 10 anos foi integralmente suportado
pelo crescimento natural (2,1%), tendo o saldo
migratório global da NUT III sido praticamente
nulo.
• Na última década, Porto e Espinho foram os
únicos concelhos no Grande Porto a registar,
simultaneamente, taxas de crescimento natural e
migratório negativas
Taxa de Mortalidade e Natalidade

• A taxa bruta de mortalidade aumentou de 1960 a


2016. Sendo a de 1960 – 13.4 e a de 2016 – 13.6.
• Enquanto que a taxa bruta aumentou, a taxa
bruta de natalidade diminui. Sendo a de 1960 –
14.7 e a de 2016 – 9.7.
Indicadores Demográficos

Percentagem de jovens e idosos


• À semelhança das décadas anteriores, mantém-se
na cidade do Porto a tendência do duplo processo
de envelhecimento demográfico, que conjuga os
efeitos da diminuição dos jovens com o aumento
do número de idosos.
• Ao longo das últimas 3 décadas o Porto tem
vindo progressivamente a perder jovens (0-14
anos) e a ganhar idosos (65 ou mais anos). Em
1981 o grupo dos jovens com menos de 15 anos
representava 22% da população, enquanto em
2011 representava apenas cerca de metade (12%).
Indicadores Demográficos

• O grupo dos indivíduos com 65 ou mais anos,


que em 1981 detinha um peso de apenas 12%,
passou a representar 23% da população total em
2011. Aliás, este é o único escalão etário que
regista ganhos ao longo deste período.
Saldo Migratório

• Conhece-se como saldo migratório a diferença


existente entre a emigração e a imigração numa
certa região. Para calcular o saldo migratório de um
lugar, por conseguinte, deve-se fazer a diferença
entre a quantidade de emigrantes

2001 2016

-944 388
Setores de Atividade Económica

Setores de Atividade Económica

Total Primário Secundário Terciário

1960 2011 1960 2011 1960 2011 1960 2011

128.261 88.452 1.364 242 52.123 12.633 74.774 75.577


Setores de Atividade Económica

• O sector primário – engloba as actividades que


extraem recursos directamente da Natureza, sem
qualquer transformação
• O sector terciário – Inclui as actividades que
transformam matéria-prima em produtos
acabados ou semiacabados.
• Sector terciário – Engloba o comercio e os serviços
e inclui actividades que não produzem bens mas
prestam serviços.
População Ativa

• A população activa inclui todas as pessoas que se


encontram na situação de empregadas ou não situação de
desempregadas. São consideradas empregadas todas as
pessoas que desempenham qualquer função remunerada
Sexo
ou que apesar de terem emprego estão ausentes por
motivos deTotal
doença, greve Feminino
ou férias; são Masculino
considerados
desempregados
1960
as pessoas
2011 1960
que2011
não estão
1960
empregadas
2011
mas
que estão activamente à procura de emprego ou à espera
131.950 107.331 84.730 52.974 47.220 54.357
de regressar ao trabalho. Desta forma, apenas as crianças,
os estudantes, os reformados, os domésticos, os
incapacitados e todos aqueles que simplesmente não
querem trabalhar, são considerados como não integrantes
da população activa.
Taxa de Atividade e Taxa de
Desemprego

Sexo

Total Masculino Feminino

1981 2011 1981 2011 1981 2011

Taxa de
59.9 51.3 78.8 56.6 46.6 47.0
Atividade
Taxa de
2,3 17,6 3,3 18,6 0,5 16,6
Desemprego
Web Grafia

• https://pt.wikipedia.org/wiki/Porto
• https://www.google.pt/imghp?hl=pt-PT
• http://www.campoaberto.pt/wp-
content/uploads/2010/12/Retrato_da_biodiversidade_na_A
MP.pdf
• http://www.cm-
porto.pt/assets/misc/img/PDM/Revisao_PDM/Estudos_bas
e/Censos2011_Mudancas_demograficas_2014.pdf
• https://pt.wikipedia.org/wiki/Festival_Mar%C3%A9s_Vivas
• http://www.e-konomista.pt/artigo/curiosidades-e-tradicoes-
do-porto/
• http://www.visitporto.travel/MaisPorto/Paginas/Tradicoes/
artigo.aspx?artigo=158

Você também pode gostar