Você está na página 1de 27

1

TELEFONE CORPO DE BOMBEIROS

Ao detectar um princípio de
incêndio, imediatamente o Corpo
de Bombeiros deve ser acionado
pelo telefone 193.

Nunca tente apagar o FOGO


sem o conhecimento das técnicas
necessárias e os devidos
equipamentos necessários.

Você poderá se tornar uma


vítima deste incêndio até a
chegada do bombeiro.

2
OS ACIDENTES PODEM TER DANOS
IRREPARÁVEIS

3
OS ACIDENTES PODEM TER DANOS
IRREPARÁVEIS

4
CONCEITOS BÁSICOS DO FOGO

É um fenômeno químico
resultante da combustão.
Consiste em uma reação
química das mais elementares,
caracterizada pela
instantaneidade de reação e
principalmente pelo
desprendimento de luz e calor.

5
ELEMENTOS DO FOGO

As substâncias que tem a propriedade de pegar fogo e


queimar, são chamadas de combustíveis. Existem 3 tipos de
combustíveis: SÓLIDOS, LÍQUIDOS E GASOSOS.

Além dos combustíveis, para que haja fogo, também é


necessário uma FONTE DE CALOR, que em alguns casos,
até o calor do sol é suficiente para combustão.

Todo fogo é alimentado pelo OXIGÊNIO, portanto


completando o triângulo do fogo, existe o comburente.
Eliminando-se qualquer um desses elementos, não haverá
fogo.
6
COMBUSTÍVEL

É toda matéria suscetível de queimar como por exemplo:

7
CALOR

É uma forma de energia. É o elemento que dá início ao fogo, é


ele que faz o fogo se propagar.
Pode ser uma faísca, uma chama ou até um super aquecimento
em máquinas e aparelhos energizados e o próprio SOL.

8
OXIGÊNIO

É o elemento ativador do fogo, que se combina com os


vapores inflamáveis dos combustíveis, dando vida às chamas
e possibilitando a expansão do fogo. O oxigênio também é
conhecido como COMBURENTE.
Compõe o ar atmosférico na porcentagem de 21%, sendo
que o mínimo exigível para sustentar a combustão é de 16%.

9
REAÇÃO EM CADEIA

Uma reação em cadeia é uma


sequência de reações provocadas por
um elemento ou grupo de elementos
que gera novas reações entre
elementos possivelmente distintos.
É a combustão que se processa em
cadeia, que após a partida inicial, é
mantida pelo calor produzido durante o
processo da reação.
Se tratando de incêndios, a reação
em cadeia é um dos itens do chamado
"TETRAEDRO DO FOGO"
10
PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO

 O FOGO é uma necessidade da vida moderna, porém quando não controlado,


transforma-se num agente de grande poder destruidor O INCÊNDIO.

PRINCÍPIO DE INCÊNDIO
INCÊNDIO
11
COMO EVITAR UM PRINCÍPIO DE INCÊNDIO

 Respeitar as proibições de fumar no ambiente de trabalho (Lei Estadual


nº 11.540, de 12/11/2003);
• Não acender fósforos, nem isqueiros ou ligar aparelhos celulares em locais
sinalizados como proibidos;
• Manter o local de trabalho em ordem e limpo;
• Evite o acúmulo de lixo em locais não apropriados;
• Colocar os materiais de limpeza em recipientes próprios e identificados;
• Manter desobstruídas as áreas de escape e não deixar, mesmo que
provisoriamente,
materiais nas escadas e corredores;
• Não deixar os equipamentos elétricos ligados após sua utilização. Desligue-os
da tomada;
12
• Não utilizar chama ou aparelho de solda perto de materiais inflamáveis.
COMO EVITAR UM PRINCÍPIO DE INCÊNDIO

 Não improvisar instalações elétricas, nem efetuar consertos em tomadas


e interruptores, sem que esteja familiarizado;
• Não sobrecarregar as instalações elétricas com a utilização do PLUG T,
lembrando que o mesmo oferece riscos de curto-circuito e outros;
 Verificar antes da saída do trabalho, se não há nenhum equipamento elétricos
ligado;
• Observar as normas de segurança ao manipular produtos inflamáveis ou
explosivos;
• Manter os materiais inflamáveis em local resguardado e à prova de fogo;
• Não cobrir fios elétricos com o tapete;
• Ao utilizar materiais inflamáveis, faça-o em quantidades mínimas, armazenando-
os
sempre na posição vertical e na embalagem;
13
MÉTODOS DE TRANSMISSÃO DE CALOR

1- IRRADIAÇÃO
É a forma de transmissão de calor por meio de ondas
caloríficas que atravessam o ar, irradiadas do corpo em
chamas.

14
MÉTODOS DE TRANSMISSÃO DE CALOR

2-
CONDUÇÃO
É quando o calor se transmite por ondas caloríficas através do
espaço, sem utilizar qualquer meio material.

15
MÉTODOS DE TRANSMISSÃO DE CALOR

3- CONVECÇÃO

É quando o calor se
transmite através de uma
massa de ar aquecida, que se
desloca do local em chamas,
levando para outros locais
quantidade de calor suficiente
para que os materiais
combustíveis aí existentes
atinjam seu ponto de
combustão, originando outro
foco de fogo.
16
TÉCNICAS DE EXTINÇÃO DO FOGO

Quando se retira um dos elementos,


está se processando a extinção do
incêndio, a extinção pode ser por métodos
de: Abafamento, Resfriamento ou
Retirada do Combustível.

17
TÉCNICAS DE EXTINÇÃO DO FOGO

1- ABAFAMENTO

Consiste em impossibilitar a chegada de oxigênio à


combustão. Desta maneira, o fogo se apaga.
Exemplo:

18
TÉCNICAS DE EXTINÇÃO DO FOGO

ABAFAMENTO

19
TÉCNICAS DE EXTINÇÃO DO FOGO

2- RESFRIAMENTO

Quando se baixa a “temperatura de ignição”. Extingui-se


o fogo por resfriamento.
Exemplo:

20
TÉCNICAS DE EXTINÇÃO DO FOGO
3- RETIRADA DE COMBUSTÍVEL
É a forma mais simples de se extinguir um incêndio. Baseia-se
na retirada do material combustível, ainda não atingido, da área da
propagação do fogo, interrompendo a alimentação da combustão.
Método também denominado de RCM, corte ou remoção do
suprimento do combustível. Exemplo: fechamento da válvula ou
interrupção de vazamento de combustível líquido ou gasoso,
retirada de materiais combustíveis do ambiente em chamas,
realização de aceiro, etc.

21
ACEIRO

É o desbaste de um terreno
em volta de propriedades,
matas e coivaras, para impedir
propagação de incêndios, etc.

22
ACIDENTES NO LAR

23
PREVENÇÃO DE ACIDENTES NO LAR
Cuidados básicos:
 Fazer periodicamente a manutenção do sistema elétrico. Isso é
importante pois curtos-circuitos são causas frequentes de incêndios em
residências. Lembre-se de manter em perfeito estado as tomadas dos
eletros eletrônicos.

 O ideal é ter um quadro de luz bem localizado e circuitos identificados


conforme os pontos correspondentes, um disjuntor específico para o
chuveiro, outro para a iluminação dos quartos, etc.

 O encanamento a gás é mais um ponto que merece destaque na


prevenção de incêndios. A segurança aumenta quando a tubulação, feita
preferencialmente em cobre, é instalada nas paredes. Caso a família utilize
o botijão dentro da cozinha, cuide para que a borracha e o registro do gás
sejam trocados a cada cinco anos. Nunca use ferramentas para apertar a
borboleta do registro ao conectar ao botijão, pois em caso de vazamento
ou fogo será fácil para desconectar e parar o vazamento.
24
PREVENÇÃO DE ACIDENTES NO LAR
 Na falta de energia as famílias costumam acender velas por todos
os cômodos da casa. Isso pode resultar em acidentes, pois geralmente
são colocadas em locais inadequados como móveis de madeira, perto
de cortinas e objetos inflamáveis. O ideal é manter uma lanterna em
local de fácil acesso, ou mesmo ter uma luz de emergência que é
facilmente encontrada no mercado a preços acessíveis.

 Perigo na hora de preparar refeição. Quem nunca viu a mãe fritando


bife e de repente levantar uma enorme chama sobre a frigideira? Pois
bem, isso acontece justamente pelo movimento que é feito. Quando
algo que está superaquecido se inflama, não se deve movimentar nem
tão pouco colocar em baixo da torneira, isso só irá alimentar o fogo.
Com o movimento, mais oxigênio é trazido à chama, e se jogar água a
chama e o líquido quente irão espirrar por todos os lados, podendo
atingir a pessoa, objetos e tecidos ao redor dando início a um incêndio.
O ideal é abafar, no lugar em que estiver o vasilhame em chamas, com
uma tampa ou pano úmido.
25
PREVENÇÃO DE ACIDENTES NO LAR

 Nunca coloque alimento para fazer no fogão ou forno e saia de


casa ou se descuide, indo dormir ou assistir a algum programa.
Muitos incêndios começam com a queima e superaquecimento do
alimento, iniciando a chama pela alta temperatura perto de um objeto
que seja inflamável.

 Aquecedores portáteis e ferros elétricos também podem causar


incêndios de grandes proporções. Sempre que for utilizar um destes
aparelhos certifique-se de que o local onde estiver não esteja próximo
a objetos inflamáveis como cortinas, tapetes, assoalhos sintéticos ou
de madeira, etc. Certifique-se de desconectar da tomada após o uso.

26
A EQUIPE DA SEGURANÇA DO TRABALHO
AGRADECE A SUA ATENÇÃO.

MUITO OBRIGAD0!!

segtrabalho.hmp2@spdm-pais.org.br

Ou ramal 304.

27

Você também pode gostar