Você está na página 1de 15

SOBRE CORRESPONDÊNCIA

HUMANA
TIM INGOLD
ESPERE!

O encontro de mentes, para


Durkheim, leva sua fusão a um
coletivo consciência, da qual o
aperto das mãos é apenas uma
expressão ritual, uma simbólica
declaração de nosso
compromisso comum com a
sociedade.
Eles se contorcem, torcem e enrolam;
com seus cérebros oito vezes em seus
tentáculos, eles se entrelaçam entre si
para formar um emaranhado sem limites
e sempre crescente. tudo se confunde
com tudo o mais, o resultado é o que
chamo de malha
Um nó é formado quando um fio como
um fio ou uma corda é entrelaçado
consigo mesmo ou com outro fio e
apertado. Eu sugiro que em um
mundo onde as coisas estão surgindo
continuamente através de processos
de crescimento e movimento - isto é,
em um mundo da vida, amarrar é o
princípio fundamental da coerência.

Nós não têm interior e exterior; eles


têm interstícios. Suas superfícies, em
vez de envolver sua massa material,
fique nas entrelinhas que as compõem.
De que maneira os nós e nós, assim
concebidos, podem se registrar no
campo da relacionamentos?
Juntando vidas
Na malha, por outro lado,
cada linha constituinte, à
medida que se desenvolve,
traça sua própria trilha de
dentro do interstícios de sua
ligação com os outros.
Assim, a união de vidas é
também o seu contínuo
diferenciação.

Na malha, as linhas são unidas não


"Up", mas "with". Como as vozes da
música coral, cuja harmonia está na sua
alternância tensão e resolução, as linhas
entrelaçadas da rede se unem e, ao
fazê-lo, possuem um sentimento interior
um pelo outro e não são simplesmente
ligados por contiguidade.
Diferenciação e
articulação FILIAÇÃO

“ filiação não é a conexão de pai e filho MAS a vida de pai com filho”
Commoning e
variação
CORRESPONDÊNCIA FILIAÇÃO

“Eles não são ‘e. . . e . . e 'mas' com. . . com. . . com', não é aditivo, mas
contraponto. Ao responder - ou responder - um ao outro, eles
respondem.”

“Correspondência, nesse sentido, é o processo pelo qual seres ou


coisas literalmente respondem uns aos outros ao longo do tempo, por
exemplo, no troca de letras ou palavras em conversas, ou presentes, ou
mesmo de mãos dadas.”
T
E
O
1- HÁBITO R
I
A

D
A

CORRESPONDÊNCIA 2- AGENCIAMENTO O
R
R
E
S
P
O
N
D
3- ATENÇÃO Ê
N
C
I
A
• Hábito como fazer,

• Agenciamento como um processo em que o eu emerge como uma


pergunta

• Atenção como um acoplamento ressonante de movimentos


simultâneos.
Fazendo sofrer

CORRESPONDÊNCIA FILIAÇÃO

“Eles não são ‘e. . . e . . e 'mas' com. . . com. . . com', não é aditivo, mas
contraponto. Ao responder - ou responder - um ao outro, eles
respondem.”

“Correspondência, nesse sentido, é o processo pelo qual seres ou


coisas literalmente respondem uns aos outros ao longo do tempo, por
exemplo, no troca de letras ou palavras em conversas, ou presentes, ou
mesmo de mãos dadas.”
Agenciamento

• Na correspondência de agenciamento, então, não há assuntos


volitivos, não 'eu ou Você deve colocar antes de qualquer ação.
Atenção

• Nossa atenção pode, como dizemos, ser capturada ou cativada,


puxada em uma direção ou outra, ou às vezes em várias direções ao
mesmo tempo.
Cuidado e saudade

• a correspondência é a maneira de relacionar um ser que habita o


hábito, cuja agência é sempre emergente e cuja postura é atenciosa.
Voltar à antropologia

• O pensamento por correspondência, no entanto, reconhece o que os


as pessoas entre as quais trabalhamos já sabem, a saber, que as
linhas são pessoas vivas.

• as implicações de uma teoria da correspondência com a maneira


como abordamos temas clássicos da investigação antropológica,
incluindo o parentesco afinidade, ecologia e economia, ritual e
religião, e política e direito.
Coda

• É esse 'de' que converte a observação em objetificação. Mas observar com


não é objetivar; é atender a pessoas e coisas, aprendê-las e seguir os
preceitos e onde a prática é intencional, a prática é atenta.

• Praticar antropologia, para o pelo contrário, é restaurar o mundo para


presença, participação e resposta. É mover avançar em tempo real, para
não parar o relógio para olhar para trás. Nossas responsabilidades,
portanto, são para o futuro: o que buscamos são maneiras de responder ao
mundo mundano.

• Antropologia também deve ser uma disciplina de correspondência