Você está na página 1de 27

Os parasitos, o Ambiente e o Homem

Professora: Me. Nathália Bauer Armbrust


Disciplina: Microbiologia, Imunologia e Parasitologia
Semestre: 2019/01
Turma: 6N
Qual a importância da parasitologia?

• Ciência que estuda os organismos (parasitos) que vivem no interior


(endoparasitas) ou no exterior (ectoparasitas) de outro hospedeiro,
extraindo deste seu alimento e abrigo;

• Interação homem-ambiente: protozoários, helmintos, artrópodes,

• Podem necessitar de mais um hospedeiro (abriga o organismo) para


completar o seu ciclo de vida,
Qual a importância da parasitologia?

 O estudo da parasitologia é fundamental: as doenças parasitárias são


frequentes na população mundial,

 Ultimo levantamento multicêntrico no Brasil revelou 55,3% de crianças


parasitadas, sendo 51% poli parasitadas
Qual a importância da parasitologia?

• Fatores que contribuem: condições precárias de higiene, dificuldades


econômicas, desconhecimento de medidas de prevenção
Fatores desencadeantes para as doenças parasitárias
• A doença parasitária é um reflexo da luta parasito-hospedeiro

• Número de exemplares: Ex. Giardia lamblia


Ex: Pequeno número assintomático
Grande número sintomático

Revestimento do duodeno provocando


deficiência de vitaminas lipossolúveis,
ácidos graxos, vitamina B12 e ácido fólico
Fatores desencadeantes para as doenças parasitárias
• Tamanho: Ex. Taenia sp absorvem o alimento através da cutícula

• Localização do parasito: Ascaris lumbricoides  massa de vermes na luz


intestinal, obstruindo o trânsito do bolo fecal,

• Virulência: severidade e rapidez com que um agente etiológico age sobre


o hospedeiro.
Fatores pertinentes aos hospedeiros

Idade/Imunidade

Hábitos e Nutrição
costumes

Medicamentos
Mecanismos de ação do parasito sobre o hospedeiro
A ação do parasito sobre o hospedeiro é de grande importância na
parasitologia, pois é por intermédio dela que poderá ocorrer a doença no
hospedeiro
Ação mecânica Presença do parasito em determinado órgão: ação
obstrutiva ou destrutiva durante a sua migração Ex. enovelamento de Ascaris
lumbricoides
Ação espoliativa Retirada de nutrientes do hospedeiro Ex. tênias/giardias

Ação traumática Ex. fixação dos ancilostomídeos na mucosa duodenal,


migração de larvas de helmintos no fígado ou nos pulmões
Ação tóxica Ex. Schistosoma mansoni – Produtos de seu metabolismo
são tóxicos ao hospedeiro
Mecanismos de ação do parasito sobre o hospedeiro

Ação irritativa Presença constante do parasito no local, sem


produzir lesões traumáticas. Ex. Ascaris lumbricoides na mucosa intestinal.

Ação inflamatória Ocorre quando o próprio parasito ou os produtos do


seu metabolismo estimulam o afluxo de células inflamatórias locais.

Ação enzimática Ocorre na penetração da pele por cercarias ou a


penetração do trofozoíto de Entamoeba histolytica na mucosa do intestino
grosso
Anóxia Quando ocorre o consumo de oxigênio pelos
parasitas nas hemácias. Ex. infecções maciças pelos ancilostomídeos.
Formas de associação entre os seres vivos
Intraespecífica: Harmônica Colônia
• Colônia: Relações em que os indivíduos da mesma espécie se unem
através de um substrato ou esqueleto comum, revelando um pequeno
grau de liberdade em termos de movimentação e uma profunda
interdependência fisiológica. Não há prejuízos para os envolvidos.

• Corais: colônias de pólipos


Intraespecífica: Harmônica Sociedade

• Sociedade: União permanente entre indivíduos da mesma espécie, cada


um desempenha o seu papel. Não há prejuízos para os envolvidos,

• Divisão do trabalho e comunidades altamente organizadas.


• Ex. abelhas, cupins, formigas
Intraespecífica: Harmônica Mutualismo
• Mutualismo: Há troca de benefícios entre as duas espécies. São
interdependentes, ou seja, se um deles desaparecer o outro morre.

• Ex. Líquens (algas+fungos), em que as algas fazem a fotossíntese e


cedem glicose ao fungo, que mantem umidade para a sobrevivência
do fungo.
Intraespecífica: Desarmônica Canibalismo
• Canibalismo: Ocorre quando os animais matam e se alimentam dos outros
da mesma espécie.
• Ex. Louva Deus – Fêmea come a cabeça do parceiro – Animal devorado vivo de
forma natural.

• Leões alimentam-se dos filhos de seus antigos líderes,

• Viúva negra (aranha), quando os machos morrem de forma acidental após o


processo de cópula
Intraespecífica: Desarmônica Competição
• Competição: Indivíduos envolvidos competem por recursos limitados,

Alimento
Luz
Espaço
Procriação
-Ninhos
-Parceiros
Interespecífica: Harmônica Protocooperação
• Cooperação ou mutualismo facultativo relação não obrigatória,
• Sem comprometimento anatômico,
• Troca de benefícios,
• Vivem isoladamente.

Capivara e pássaro

Pássaro palito e
crocodilo
Interespecífica: HarmônicaMutualismo/Inquilinismo
Relação obrigatória,
Troca de benefícios,
Simbiose: vivem juntos.

• Ex.
Mutualismo
Líquens: Associação entre algas e fungos
- Algas sintetizam matéria orgânica e fornecem
parte alimento aos fungos que, por sua vez,
retiram água e sais minerais do substrato
Interespecífica: HarmônicaMutualismo/Inquilinismo
• Associação de protozoários e bactérias no rúmen de bovinos,

Cupins e protozoários (realizam a


digestão da celulose obtida da madeira)

Inquilinismo uma espécie fornece


proteção ou moradia a outra, sem se
prejudicar. Ex. orquídeas epífitas
Interespecífica: Harmônica Comensalismo
• Uma das espécies obtém vantagem sem promover prejuízos para a
outra (hospedeiro)
• Ex . Entamoeba coli vivendo no intestino grosso humano

Peixe-palhaço refugia-se nos tentáculos


das anêmonas do mar
Interespecífica: Desarmônica Amensalismo
• Relação ecológica em que indivíduos de uma população secretam
substâncias que inibem o crescimento e desenvolvimento de outras
espécies.

Fenômeno da maré vermelha


Interespecífica: Desarmônica Amensalismo
• Fungos que produzem substâncias antibióticas que inibem o
crescimento de bactérias,

• Plantas e pequenos animais do solo prejudicados com a passagem de


animais de grande porte, como elefantes

Impedimento da passagem da luz solar


para as plantas menores
Interespecífica: Desarmônica Competição

Água

Procriação
-Ninhos Alimento
-Parceiros

Luminosidade plantas
Interespecífica: Desarmônica Parasitismo

• Indivíduos de uma espécie vivem no corpo de outro retirando o


alimento, sem causar a sua morte a curto prazo

• Endoparasita: Vivem no interior do hospedeiro


Interespecífica: Desarmônica Parasitismo

• Ectoparasitas: Vivem no exterior do hospedeiro

Ex. piolho

Ex. pulgas, carrapatos


Interespecífica: Desarmônica Predatismo
• Relação ecológica desarmônica em que uma espécie
(predador/caçador), decorrente do instinto de sobrevivência, captura e
mata outra de nível trófico inferior (presa) para dela se alimentar

• Regula a densidade populacional, do ponto de vista ecológico,


controlando a quantidade de indivíduos.

Adaptação protetiva da presa para defesa


Interespecífica: Desarmônica Predatismo
Camuflagem: modo de proteção para
evitar o ataque do predador. O animal
consegue se misturar ao ambiente.
Interespecífica: Desarmônica Herbivorismo

Relação semelhante ao predatismo