Você está na página 1de 10

Ética Profissional

Honorários Advocatícios

Prof. Savio Chalita


1. Honorários Advocatícios
 A contraprestação (a verba devida) em razão dos
serviços advocatícios realizados em favor do cliente.
 Contrato de Prestação de Serviço não exige forma
especial, mas devem estabelecer:

- com clareza e precisão o objeto da contratação;


- honorários;
- forma de pagamento;
- extensão do patrocínio (atos do processo
abrangidos: instâncias e valores em caso de
transação/acordo).
 Poderão ser:

a)Convencionados ou Contratuais
a.1) Quota litis (art. 50, NCED)

b)Fixados por arbitramento judicial

c)Sucumbenciais
2. Honorários Convencionados ou Contratuais
 Deverão ser PREFERENCIALMENTE escritos
(possibilita a execução – natureza de título executivo
extrajudicial).
 Haverá liberdade para avença de honorários.
 Valor não deve ser inferior ao fixado pelas Tabelas
editadas pelos Conselhos Seccionais (aviltamento).

Vantagens do Contrato Escrito:


 É Título Executivo Extrajudicial
 Pode ser juntado aos autos para garantia do
montante a ser pago ao advogado.
2.1 Honorários Quota Litis (art. 50, CED)

 Advogado assume risco, pois só receberá se houver vitória.


 Deve ser representado por pecúnia ($$)
Obs.: A participação em bens apenas será possível em caráter
excepcional, quando não houver condições pecuniárias de
satisfação do débito (deverá constar em contrato).

 Devem ser escrito, necessariamente


 Honorários quota litis + honorários de sucumbência não
podem ser superiores aos ganhos do cliente.
 Custas e Despesas processuais por conta do advogado
(compõe o risco do advogado).
3. Honorários Sucumbenciais
 A parte vencida (sucumbente) arcará com os honorários
sucumbenciais que serão fixados em sentença pelo Juiz, nos
limites do §2°, art. 85 NCPC (antigo art. 20, CPC);
 Execução poderá ocorrer nos próprios autos (não há
necessidade de promover Execução autônoma)

 E no caso de Substabelecimento SEM RESERVAS?


R: Poderá o advogado Substabelecente cobrar honorários
proporcionais à atuação que desenvolvera na ação.
4. Características Gerais
 Título Executivo Extrajudicial (quando escrito).

 Crédito privilegiado na falência, concordata, concurso de


credores, insolvência civil e liquidação extrajudicial.

 Execução nos próprios autos em que foram fixados


(sucumbenciais ou por arbitramento).

 O direito de receber alcança os sucessores ou representantes


em caso de falecimento ou incapacidade civil superveniente
(art. 24, §2°, EOAB).

 STF reconheceu e garante o caráter alimentar dos honorários


advocatícios através da Súmula Vinculante n° 47.
5. Prazo prescricional para a ação de cobrança de
honorários:
 5 anos
 A contar:
I- do vencimento do contrato, se houver;
II- do trânsito em julgado da decisão que fixou;
III- da finalização do serviço extrajudicial;
IV- da desistência ou transação;
V- da renúncia ou revogação do mandato;

 Mesmo prazo prescricional para propositura de ação de


prestação de contas por parte do cliente.
Questão: Maria, após vários anos de tramitação de ação indenizatória
em que figurava como autora, decidiu substituir José, advogado que
até então atuava na causa, por João, amigo da família, que não
cobraria honorários de nenhuma espécie de Maria. Ao final da ação,
quando Maria finalmente recebeu os valores que lhe eram devidos, a
título de indenização, foi procurada por José, que desejava receber
honorários pelos serviços advocatícios prestados até o momento em
que foi substituído.
Sobre a hipótese sugerida, assinale a afirmativa correta.
A) José tem direito a receber a integralidade dos honorários contratuais
e de sucumbência, como se tivesse atuado na causa até o final, uma
vez que foi substituído por vontade da cliente e não sua.
B) José não tem direito a receber honorários, porque não atuou na
causa até o seu fim.
C) José tem direito a receber honorários contratuais, mas não tem
direito a receber honorários de sucumbência.
D) José tem direito a receber honorários contratuais, bem como
honorários de sucumbência, calculados proporcionalmente, em face do
serviço efetivamente prestado.
Resposta:
D) José tem direito a receber honorários contratuais, bem como
honorários de sucumbência, calculados proporcionalmente, em
face do serviço efetivamente prestado.

Fundamentação:
Art. 22, EOAB.