Você está na página 1de 50

SISTEMA TEGUMENTAR

PELE E ANEXOS
Sistema Tegumentar Humano
consiste em:
• Pele
• Unhas
• Pêlos
• Variedade de glândulas.
Principais Funções:
• Barreira contra infecção e injúrias.
• Auxilia a regulação da temperatura do
corpo.
• Remove produtos de excreção.
• Proteção contra a radiação ultravioleta do
Sol.
• Produz vitamina D.
• Tato.
Há sulcos grandes, como os que ficam na frente das articulações,
correspondendo a pregas da derme (linhas de flexão), ou formam cristas
papilares que têm a função de impedir o escorregamento, como acontece
nas polpas dos dedos e são utilizados, na prática, para identificação pessoal
(impressões digitais).
A pele também tem linhas de tensão (também conhecidas como linhas
de Langer ou linhas de fenda), que são estudadas e obedecidas pelos
cirurgiões com a intenção de se evitar que cortes cirúrgicos causem
cicatrizes muito marcantes.
São o resultado da direção em que as fibras colágenas e elásticas da
derme se dispõem. Com o envelhecimento, as rugas tendem a obedecer
a mesma direção dessas linhas

Anatomia da Pele
Epiderme
Esquema de um melanócito depositando melanina em
células das camadas basal e espinhosa (Junqueira &
Carneiro).
Nome Intervalo espectral (nm) Características

UVC 100 – 280 Completamente absorvida pelo O2 e O3 estratosférico e,


portanto, não atinge a superfície terrestre. É utilizada na
esterilização de água e materiais cirúrgicos.

UVB 280 – 320 Fortemente absorvida pelo O3 estratosférico. É


prejudicial à saúde humana, podendo causar queimaduras e,
a longo prazo, câncer de pele.

UVA 320 – 400 Sofre pouca absorção pelo O3 estratosférico. É importante


para sintetizar a vitamina D no organismo. Porém o excesso
de exposição pode causar queimaduras e, a longo prazo,
causa o envelhecimento precoce.
A pele é o maior órgão do corpo humano em extensão e volume,
e por permanecer em constante contato com o meio exterior está
sujeita à uma série de agressões.
O espectro das lesões melanocíticas vai de uma simples mancha
- as sardas - aos nevos atípicos, que podem ser precursores do
melanoma.
• sardas ou efélides
• melanose solar e manchas senis
• nevos melanocíticos
• nevos gigantes pilosos
• nevos atípicos

Existem três tipos de cânceres de pele mais comuns. São eles:


• melanôma cutâneo
• carcinoma espinocelular
• carcinoma basocelular
Sardas ou Efélides
As sardas ou efélides são manchas onde a distribuição
dos pigmentos melânicos costuma ser homogêneo,
embora possa ter a borda irregular. As sardas se
acentuam durante os meses de verão pela exposição
solar e quase desaparecem durante o inverno, quando
não há exposição ao sol.
sol.
Melanose solar ou mancha senil
Manchas acastanhadas, de tamanhos diversos, limites
precisos, predominantemente nas áreas expostas ao sol,
tais como: rosto, antebraços e dorso das mãos.
Geralmente e tratada com finalidades estéticas, devendo
manter proteção contra a presenças dos raios
ultravioletas emitidos pelo sol.
Pintas (nevos)

A palavra nevo significa marca ou defeito (originada do latim),


denominado popularmente de pinta, é uma proliferação benigna
de células, que podem aparecer desde o nascimento (congênito)
ou durante a vida (adquirido).
Nevos Atípicos
O nevo atípico é geralmente maior que o nevo comum (maior que
6mm), tem bordas irregulares, que vão se esmaecendo, ou seja
perdendo a cor ao redor da pele normal (às vezes os limites são
imprecisos). A variação de cor dentro das lesões é comum, com
várias tonalidades de marrom, castanho e vermelho. As lesões
localizam-se, freqüentemente, na porção superior do tronco, nos
braços e coxas. São geralmente múltiplos, de tamanhos variados.
Melanomas
Glândulas sebáceas:
Encontradas praticamente no corpo todo, desembocam na porção
terminal dos folículos pilosos, exceto em lábios e genitais (glande
e pequenos lábios) onde abrem-se diretamente na superfície. Sua
secreção é uma mistura complexa de lipídeos, que deixam a pele
oleosa.

Glândulas sudoríparas:
Encontradas em todo o corpo, com exceção da glande e lábios,
são estruturas tubulosas simples, formando um enovelado com
diâmetro de 0,4 mm, imerso na derme. Sua secreção é o suor,
um fluido que contém água, sódio, potássio, cloretos, uréia,
amônia e ácido úrico.
Unhas:

As unhas humanas são placas córneas, localizadas


na falange distal dos dedos. Cada unha recobre um
leito ungueal, que tem estrutura comum de pele e
não participa de sua formação.
A unha cresce a partir da raiz, ou matriz, e é
basicamente composta por placas de queratina
fortemente aderidas, a partir da diferenciação de
células epiteliais da raiz, de forma similar a que
acontece com a epiderme, fazendo com que a unha
deslize gradualmente sobre o leito ungueal.
-Receptores Nervosos –

É costume dividir-se os órgãos sensitivos, de acordo com a


função, em sensibilidade especial (visão, audição, equilíbrio,
paladar e olfação) e sensibilidade geral (calor, frio, dor, tato e
propriocepção). Estes últimos estão largamente dispersos pelo
organismo, incluindo a pele, que nos interessa aqui.
Acne vulgar ou juvenil, é uma das
doenças da pele (dermatoses) mais
freqüentes, afetando cerca de 80% dos
adolescentes.
É uma afecção que atinge o conjunto
pilossebáceo (pêlo e glândula
sebácea).
História natural da evolução da Acne
As lesões da acne são decorrentes da obstrução dos folículos
pilossebáceos, em decorrência de:

aumento da produção e
secreção sebácea;
hiperqueratinização com
obstrução do folículo
pilossebáceo e proliferação
e ação das bactérias;
reação inflamatória local.
Conseqüências

Cistos Cicatrizes
Quelóides
Foliculite

Infecção dos folículos pilosos causadas por bactérias do tipo


estafilococos. A invasão bacteriana pode ocorrer
espontaneamente ou favorecida pelo excesso de umidade ou
suor, raspagem dos pêlos ou depilação. Atinge crianças e adultos
podendo surgir em qualquer localização onde existam pêlos,
sendo freqüente na área da barba (homens) e na virilha
(mulheres).
Furúnculo
Infecção bacteriana da pele que causa a necrose (destruição) do
folículo pilosebáceo. É causada pela bactéria estafilococos.
A lesão inicia-se por um nódulo muito doloroso, vermelho,
inflamatório, endurecido e quente e centrado por um pêlo, onde
pode aparecer pequeno ponto de pus. Com a evolução do quadro
ocorre o rompimento do nódulo e a eliminação do "carnegão",
deixando área ulcerada que vai cicatrizar geralmente deixando
marca escura no local. As lesões são mais freqüentes em áreas
de dobras da pele, sendo muito comuns nas nádegas e virilhas.
Quando ocorrem repetidamente, a doença recebe o nome de
furunculose e está associada à uma deficiência do organismo
em evitar a infecção do folículo. Quando várias lesões surgem
simultaneamente, próximas e interligadas, o quadro recebe o
nome de antraz, ocorrência mais comum na região da nuca.