Você está na página 1de 180

IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

ENSINAR A PALAVRA DE DEUS, NOSSA MAIOR MISSÃO!


IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Situado em

Pindamonhangaba/SP.
 Fundado pelos missionários João
Kolenda Lemos e Ruth Dorris
Lemos.
 Mais de 5000 alunos formados e
atuantes na Obra do Senhor, nos
mais diversos ministérios no
Brasil e no mundo.
 Em 2006, surge o Curso de
Teologia à Distância, alcançando
milhares de irmãos e irmãs que
desejam aprender mais da
Palavra de Deus.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Ao longo de mais de
cinquenta anos, a
visão que Deus dera ao
Pastor João Kolenda e
Missionária Ruth
Dorris Lemos trouxe
muitos frutos e
progresso à Obra do
Mestre no Brasil.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

O projeto de Deus está em


continuidade, através dos
atuais diretores, Pastor
Mark Jonathan Lemos e sua
esposa, Missionária Helba
Lemos. Novos
empreendimentos
desenvolveram-se, levando
o IBAD a patamares mais
elevados.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Neste novo tempo, o Pastor


Mark Jonathan Lemos e sua
esposa, Missionária Helba
Lemos, conduzem a FABAD
Faculdade Bíblica das
Assembleias de Deus,
que, além do tradicional curso
de Teologia, oferecerá outras
áreas de formação, a nível de
graduação e pós-graduação.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Campus localizado em Pindamonhangaba/SP


IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Parte do Campus
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Este livro foi escrito pelo Pr. QuemuelTeixeira


Lima. Após concluir seus estudos no IBAD,
graduou-se em Direito e, atualmente, pastoreia a
Igreja Evangélica Assembleia de Deus em
Cordeiro/RJ
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Coordenação
Mark Jonathan Lemos

Edição e Publicação
Helton Galvão Souza

Revisão Teológica e Slides


*** Imagens Extraídas da Internet
Emerson de Moura Cavalheiro

Normatização de Texto
Nadirce Barros dos Santos Gregório

Revisão de Português
Silvia Helena Siqueira

Capa & Diagramação


Heitor Galvão Souza Beckman
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Nosso livro está dividido em quatro


unidades. Cada uma delas apresentará uma gama de
conhecimentos a serem adquiridos, em uma crescente,
dentro da disciplina proposta.

Das Unidades, a subdivisão acontece em cinco


capítulos que, a partir do tema central, tratará de
diversos assuntos. Aproveite bem o livro e não se
esqueça de ter sempre em mãos, a Bíblia Sagrada.

Bons estudos!!!
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

UNIDADE 1 UNIDADE 2
Apologética: Definição e Apologética: Cosmovisões,
Importância Histórica Pressupostos e Caracterização
dos Falsos Profetas e Desafios
1. A Importância da Apologética:
Definição, Objetivos, 1. Apologética Cristã e as
Interdisciplinaridade e Cosmovisões Opostas à Fé Cristã.
Transversalidade. 2. Apologética e Cosmovisão Cristã.
2. A Importância da Apologética no
3. Apologética e as Características
AT.
dos Falsos Profetas à Luz da
3. A importância da Apologética no
NT.
Bíblia.
4. A Importância da Apologética na 4. Apologética e os Pressupostos da
História da Igreja. Teologia Cristã.
5. A Importância da Apologética para 5. Apologética Cristã e Seus
a Igreja na Era Pós-Cristã Inimigos.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

UNIDADE 3 UNIDADE 4
Apologética: A Igreja Confrontando, Apologética: A Igreja Confrontando,
Biblicamente, Questões Difíceis I Biblicamente, Questões Difíceis II

1. Questões referentes a Deus, à 1. Questões referentes à Igreja,


Trindade e aos Anjos. Pregação do Evangelho e Mordomia
2. Questões referentes ao Senhor Cristã.
Jesus Cristo e à Maria. 2. Questões referentes à Morte,
3. Questões referentes ao Espírito Ressurreição e Volta de Jesus Cristo.
Santo, à Apostasia da Igreja e à 3. Questões referentes à Família
Adoração Espiritual.
Cristã: Masculinidade e
4. Questões referentes à Bíblia, ao
Feminilidade.
Cristianismo, à Fé, à Razão e à
Oração.
4. Questões referentes à idolatria, ao
5. Questões referentes ao Livre- problema do Mal e do Sofrimento.
Arbítrio, à Soberania de Deus, ao 5. Questões referentes às Seitas e
Pecado e à Salvação. Heresias.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

A cada dia que passa, somos


desafiados e provocados a
responder sobre a nossa fé em
Cristo e na Palavra de Deus, por
isso se faz urgente estudarmos a
Apologética Cristã, que é uma
disciplina aplicada à defesa da fé,
dos valores, princípios e costumes
cristãos.
Esperamos, ao final deste estudo,
que o leitor possa aprimorar a sua
vocação ministerial, falando
sempre o que convém à sã
doutrina: “Tu, porém, fala o que
convém à sã doutrina”. (Tt 2.1).
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

APOLOGÉTICA: DEFINIÇÃO E
UNIDADE 1 IMPORTÂNCIA HISTÓRICA
Capítulo 1
A Importância da Apologética Cristã;
Definição, Objetivos,
Interdisciplinaridade e
transversalidade.
Capítulo 2
A Importância da Apologética no AT

Capítulo 3
A Importância da Apologética no NT

Capítulo 4
A Importância da Apologética na
História da Igreja

Capítulo 5
A importância da Apologética para a
Igreja na Era Pós-Cristã
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

A IMPORTÂNCIA DA APOLOGÉTICA CRISTÃ:


DEFINIÇÃO, OBJETIVOS,
CAPÍTULO 1 INTERDISCIPLINARIDADE E TRANSVERSALIDADE
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

O vocábulo
“apologética” procede
do substantivo grego
“apologia”, que
significa “defesa”, ou
seja, uma resposta ao
ataque.

Fp. 1.7; 1.16; I Pe. 3.15


IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Levar a Igreja a conservar a fé e boa consciência.


 Despertar a Igreja a batalhar pela fé que foi dada aos
santos.
 Conscientizar a Igreja a não se deixar persuadir pelos
falsos mestres.
 Encorajar a Igreja a crescer na graça e no conhecimento.
 Ensinar a Igreja a rejeitar os falsos ensinos.
 Instruir a Igreja a confiar na origem divina das Escrituras.
 Combater a apostasia espiritual.
 Mostrar à Igreja que a Palavra de Deus deve ser ensinada
de forma contínua e exaustiva.
 Contribuir para a consolidação da Igreja local.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

A Apologética é  Teologia Bíblica


uma disciplina  Teologia Sistemática
 Exegese
que interage  Hermenêutica
com diversas  Teologia Histórica
 Filosofia
disciplinas  História da Igreja
teológicas. Entre outras...
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

A apologética cristã é  O aspecto transversal da


uma disciplina apologética permite que o
teológica que possui cristão saia da dimensão
teórica e entre na
temas transversais, ou dimensão prática. Conduz
seja, ela trata de o cristão a confrontar
assuntos que cruzam, questões religiosas,
percorrem e científicas e filosóficas da
atualidade, sempre à luz da
atravessam disciplinas fundamentação bíblica e
teológicas, filosóficas e teórica.
até científicas.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Javé é o único Deus


o No Pentateuco, Deus prossegue
verdadeiro, em contraposição se revelando contra o culto a
ao panteão de deuses das outros deuses, conforme os
outras nações. textos selecionados:
Êx. 20.23; 22.20; 32.31; 34.17
o No texto de Êx. 20. 2-6, Lv. 19.4; 26.30
entendemos que Deus se Dt. 4.19; 4.23; 16.22; 27.15
declara como “Eu Sou o
Senhor” e como “Deus Os profetas conclamam o povo a
zeloso”, ordenando, assim, oferecer culto ao verdadeiro
que o povo hebreu não Senhor, Rei e Criador: Elias,
cometesse o pecado de isaías, Jeremias, Ezequiel,
idolatria, pois só Ele é digno de Daniel, hananias, Misael e
adoração. Azarias.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

O vocábulo santidade,
transmite a ideia de ser No AT descobrimos
marcado, separado ou de
frescor. A santidade, por
que o nome do
fazer parte do caráter e Senhor é santo, que
das ações de Deus, é Deus é santo e que
atributo tão elevado e Ele exige santidade
sério, que só o Senhor
pode jurar por Sua própria do Seu povo.
santidade:
Sl. 89.35; Am. 4.2; Am. 6.8
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

A fidelidade conjugal é  Os profetas condenavam


objeto de defesa da fé no essas práticas
pecaminosas: Jr. 29.23; Os.
AT. Para inibir a
4.1,2
infidelidade conjugal,
Deus estabeleceu duas  O adultério destrói a
regras fortes dentro dos família, rompe o
dez mandamentos: relacionamento com Deus,
mancha a integridade e
honra de duas pessoas e
“Não adulterarás” e “Não
rouba a felicidade dos
cobiçarás a mulher do teu envolvidos.
próximo”.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 A palavra hebraica Em Provérbios, livro


usada para “cobiça” poético, há várias
em Êx. 20.17 é advertências contra a
“chamad”, significando prática do adultério,
o desejo desordenado reforçando o
de adquirir os bens, a ensinamento de que esse
posição ou até o pecado sempre
cônjuge do próximo, desencadeia problemas
abrangendo também a trágicos à família:
tentativa de se apossar Pv. 6.26; 6.32; 30.20.
de coisa alheia.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

a) Cobrar juros era proibido.


 Deus demonstra b) Os grãos que caíssem no
chão, durante a colheita,
cuidado para com os eram destinados aos
pobres, necessitados e necessitados.
desamparados. c) A cada 7 anos, as dívidas
dos pobres deveriam ser
 No Pentateuco, canceladas.
d) Julgamento imparcial das
verificamos várias leis causas entre pobres e
de proteção ao pobre: ricos.
e) Os pobres não poderiam
ser explorados pelos ricos.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Dos Salmos, entre as


várias mensagens, No AT os profetas
relacionaremos dez também não se
mensagens de Deus esqueceram dos
aos oprimidos, pobres,
desamparados e pobres: I Rs 17.4;
necessitados: II Rs 4.6,7; Is. 1.23;
Mq 2.1-3; Am 4.1,2;
 Sl. 68.5,6; 69.33; 72.4,
Jr 17.11
12, 13; 40.7; 14.6; 12.5;
27.10
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

O culto
verdadeiro possui 1) Verticalidade
quatro 2) Exclusividade
dimensões que 3) Horizontalidade
são exigidas e 4) Interioridade
contempladas
pelo Senhor:
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

1) Malignidade e Obras Más.


2) Idolatria.
3) Hipocrisia e Artificialidade.
4) Prevaricação.
5) Iniquidade e Blasfêmia.
6) Construção de Alianças Erradas.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Nos evangelhos
Jesus alerta Seus discípulos,
encontramos várias
usando expressões fortes,
advertências sobre o imperativas e contundentes,
surgimento dos falsos sinalizando o grande perigo
profetas, mestres, cristos e que os falsos profetas
mercenários. Jesus teve representavam para o povo
embates contra os de Deus: Acautelai-vos; Mas
vós vede; Adverti; Atendei;
fariseus, saduceus e
Olhai; Guardai-vos; Vede que
herodianos que agiam não.
hipocritamente com a
sociedade.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

No livro de Atos dos  Mostravam-se inabaláveis na


Apóstolos, encontramos a fé.
práxis da defesa da fé e a  Eram testemunhas

igreja primitiva lutando obedientes a Deus.


 Perseveravam na oração e no
contra os primeiros ventos de
ministério na Palavra.
doutrina.
 Estevão tornou-se o primeiro
 A igreja tinha segurança
mártir da igreja, defendendo
doutrinária. a fé cristã até à morte.
 Defendiam a natureza  Pedro combateu e reprovou a
exclusiva do evangelho. tentativa de corrupção em
 Via-se a manifestação do torno do poder do Espírito
juízo de Deus. Santo.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Nas Epístolas Paulinas,


há inúmeras instruções e
advertências contra os Paulo foi designado por
falsos profetas e contra Deus para pregar aos
as falsas doutrinas: Rm gentios, aos judeus e aos
16.17; I Co. 15.33,34; II Co. reis. Tornou-se o maior
11.4,26; Gl. 1.9; Ef. defensor da fé cristã
4.14,15; Fp. 3.2; Cl. 2.8; I dentro da História da
Ts. 5.19-21; II Ts. 2.1-4; I Igreja.
Tm. 4. 1,2; II Tm. 4.3,4; Tt.
3.10,11.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

O bloco denominado
Epístolas Gerais é Nestas Epístolas,
composto pelos identificamos a
seguintes escritos: defesa da fé e um
 Hebreus;
grito de alerta
 Tiago; aos seus
 I e II Pedro; destinatários.
 I, II e III João;
 Judas.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Sete Igrejas da Ásia: O livro de Apocalipse


termina fazendo
 Éfeso – Ap. 2.2 posicionamentos
 Esmirna – Ap. 2.9 doutrinários fortes acerca
 Pérgamo – Ap. 2.14 dos que sofrerão a
segunda morte, das
 Tiatira – Ap. 2.20
coisas que não entrarão
 Sardes – Ap. 3.1
na nova Jerusalém e dos
 Filadélfia – Ap. 3.9 que ficarão de fora da
 Laodiceia – Ap. 3. 15,16 cidade santa: Ap. 21.8;
Ap. 21.27; Ap. 22.15.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Sustentavam que Deus deu


 O Gnosticismo, que significa origem a várias emanações,
“conhecimento” chamadas de “aeons”, em
(gr. Gnosis), foi um sistema que cada uma seria inferior à
filosófico e religioso que outra. Para eles, o mundo
trouxe grande ameaça à fé material foi criado pela
cristã até o século 150 d.C. última emanação.
Acreditava que Deus, por ser  Separação entre o mundo
santo e perfeito, não poderia material e o espiritual.
ter criado o mundo material, Matéria representa o mal.
que é corrupto.  Ascetismo
 Refutações: Cl. 2.8; I Jo 4.3
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Movimento que surgiu na  Montano se autonomeou


Frígia entre 155 e 157 d.C., “parácleto”, não permitia
fundado por Montano. Sua que viúvos ou viúvas se
proposta inicial era de casassem novamente,
combater o formalismo ordenava que se fizessem
muitos jejuns, consumissem
religioso, enfatizando que
alimentos secos e não
a igreja deveria depender comessem carnes, obrigava
mais do Espírito Santo do as mulheres a usarem véu
que da liderança humana. nas atividades religiosas,
 Ele valorizou as doutrinas do negava perdão e absolvição
Espírito Santo e da Segunda aos que cometiam pecados
vinda de Jesus. graves.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

A Igreja de Cristo, por não  161 – Marco Aurélio - duras


prestar culto aos perseguições.
imperadores, sofreu  202 – Sétimo Severo proíbe
terríveis perseguições no conversões ao cristianismo e
Império Romano. judaísmo.
 235 – Maximino sobe ao
 81 d.C. – Domiciano trono e ordena a morte dos
empreendeu uma principais homens da igreja.
perseguição sangrenta  249 – Décio – repressão
contra os cristãos.  284 – Diocleciano - tempo
 155 – Policarpo sofreu de maior perseguição.
martírio.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Sistema filosófico-  Segundo ele, a alma está


religioso, fundado pelo relacionada ao reino da luz
sábio persa Mani ou e o corpo humano ao reino
Maniqueu (216-277), das trevas.
que se desenvolveu no  Salvação – libertação do

terceiro século. corpo, mediante o


ascetismo.
 Dualismo – Deus
 Mani fez mistura do representa o bem e, o
zoroastrismo com o diabo, o mal.
budismo.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Movimento originado no  Monarquianismo Dinâmico


século III, através de – Jesus tornou-se filho
adotivo de Deus-Pai
Paulo Samósata.
(adocionismo), por ocasião
do batismo em águas e da
 Defendia excessivamente descida do Espírito Santo
a unidade de Deus e sobre ele.
acabou negando a  Sabélio propôs o
divindade de Cristo, Monarquianismo Modalista
(sabelianismo) – a Trindade
desprezando a doutrina
se revelou de três formas.
da Trindade. Nega que há três pessoas
na Trindade.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 O arianismo foi criado por  O pelagianismo foi criado


Ário (256-336), bispo de por Pelágio.
Alexandria. Essa doutrina  Negava o pecado original
ensinava que Jesus Cristo ou herdado, acreditava que
não era Deus e sim uma o batismo infantil era uma
criatura de Deus. Jesus não prática legítima, divulgava
tinha os atributos: que Adão não se tornou
onisciência, onipotência, mortal em razão da queda
onipresença e eternidade. e declarava que o Homem
Esses ensinamentos foram poderia salvar-se pelo
fortemente condenados próprio esforço.
nos concílios de Niceia e  Condenação: Sínodo de
Constantinopla. Mileve e de Cartago.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Período que vai do século V  Surgimento dos Pré-


ao XV. A igreja sofreu e Reformadores: John Wycliffe,
viveu no obscurantismo John Huss e Jerônimo
bíblico e espiritual. Savonarola. Lançaram a
semente da Reforma, que
 Época marcada pela
ocorreu no século XVI, com
ascensão papal, adoção de Martinho Lutero, Ulrico Zuínglio
heresias e falsos ensinos: e João Calvino.
veneração de imagens,
oração pelos mortos, culto  Princípios Básicos da Reforma:
somente a Bíblia, somente a fé ,
aos anjos, celibato, somente a Graça, Somente
canonização dos mortos, Cristo e Sacerdócio universal
exaltação de Maria, dos Crentes.
purgatório, entre outros.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Friedrich Schleiermacher – Deus não intervém na natureza e


não opera milagres por meio dos homens.
 Ludwig Feuerbach – Deus é criação da mente humana.
 Albert Ritschl – divindade de Cristo era figurada. Negava a
morte expiatória.
 Charles Darwin – criador da teoria evolucionista.
 Ferdinand Christian Baur – Paulo escreveu apenas Romanos,
Coríntios e Gálatas. A maior parte do NT foi escrita no
segundo século, afirmava ele.
 David F. Strauss – negava a historicidade dos elementos
sobrenaturais presentes nos Evangelhos – mito.
 Karl Marx – a religião é o “ópio do povo”, “inimiga de todo o
progresso”.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Paul Tillich – negava a encarnação e a ressurreição de


Cristo e não acreditava na historicidade dos fatos e
milagres narrados no Novo Testamento.
 Rudolf Bultmann – “desmitologização do Novo
Testamento”. Os milagres de Jesus, a expiação e a
escatologia não passavam de mitos.
 Yves Congar – A eclesiologia é o problema número um
da teologia.
 Rosemary Radford Ruether – teologia da mulher e para
a mulher.
 Pierre Teilhard de Chardin – União de Ciência e Fé
Cristã. Aderiu ao evolucionismo.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Nos últimos dias, os cristãos têm se deparado com o


relativismo moral – um tempo em que as pessoas querem
construir a sua própria moralidade, sem um padrão
absoluto de certo ou errado.
A Bíblia nos dá o exemplo antigo desta realidade no livro
de Juízes.
O relativismo moral leva a geração atual a se desviar
depressa do caminho da verdade, induz a não ouvir as
lideranças espirituais e seduz o povo a não andar pelos
caminhos dos “pais na fé”.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

O pós-modernismo
assume diversas
formas que estão
representadas nas
áreas culturais como a
literatura, a música, a
arte, a mídia e a
televisão, e até a
arquitetura.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 O multiculturalismo trata da diversidade de


culturas. A cultura é “o conjunto de padrões
de comportamento, crenças, conhecimentos,
costumes que distinguem um grupo social”.
(HOUAISS, 2009, p. 583).

 O multiculturalismo não prega a verdade na


perspectiva de Deus e Sua Palavra.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

PRAGMATISMO INDIVIDUALISMO

 É uma corrente de ideias Constitui-se numa


que se estabeleceu no doutrina filosófica e
século XX, pregando que
a validade de uma moral que valoriza a
doutrina é determinada busca da liberdade,
pelo seu bom êxito, ou da satisfação carnal
seja, tudo o que funciona e da felicidade
é o certo.
individual.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 O darwinismo é uma
“teoria da evolução e
maturidade biológica das
espécies elaborada por
Charles Darwin”
(ANDRADE, 1999, p.
109).

 Para que Deus criasse o


mundo, não precisou de
matéria preexistente.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Grande parte da
A ausência na casa de
sociedade não Deus, a irreverência nos
dá a devida cultos, a banalização do
importância aos sagrado e a falta de
compromisso com Deus
valores e são características do
princípios tempo presente.
cristãos.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Sincretismo significa
“fusão de diferentes cultos
ou doutrinas religiosas,
com interpretação de seus
elementos”. (HOUAISS,
2009, p. 1748).

 O sincretismo proporciona
a corrupção doutrinária da
igreja, fazendo-a perder a
identidade bíblica e
cristocêntrica.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Hedonismo = prega Cultura do Efêmero =


que devemos viver significa conduzir a vida
intensamente cada como se durasse um dia,
vivendo como se tudo fosse
momento como se passageiro, transitório ou
fosse o último, temporário. De fato, a vida
fazendo todas as terrena é breve, mas, como
coisas girarem em cristãos, devemos cultivar
valores eternos.
torno do prazer.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 A igreja tem de estar vigilante,


visto que as nações as quais
 Enfrentar a criação eram referenciais de
de leis antibíblicas e democracia e protestantismo
anticristãs é um agora estão se curvando diante
de leis que destroem a família,
desafio apologético, o casamento, a decência, a
do qual não saúde, a procriação, a
podemos fugir liberdade da fé, os valores
cristãos, os bons costumes, a
(Ef. 5.11-13) educação, a honra e o respeito.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Há igrejas locais bem


focadas nos programas,
nos empreendimentos,
nos departamentos, nas
festividades, nas
tradições e nos eventos,
porém todas
indiferentes quanto à
missão e evangelização.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

APOLOGÉTICA: COSMOVISÕES,
Unidade II PRESSUPOSTOS E CARACTERIZAÇÃO DOS
FALSOS PROFETAS E DESAFIOS

Capítulo 1
A Apologética Cristã e as
Cosmovisões Opostas à Fé Cristã

Capítulo 2
A Apologética e a Cosmovisão
Cristã

Capítulo 3
A Apologética e as
Características dos Falsos
Profetas à Luz da Bíblia

Capítulo 4
A Apologética e os Pressupostos
da Teologia Cristã

Capítulo 5
A Apologética Cristã e Seus
Inimigos
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 1.1 Pluralismo Religioso – Crença de que todas as


religiões são verdadeiras e que todas promovem um
encontro genuíno com o Supremo Ser.

 1.2 Relativismo – Prega que a verdade não existe;


não existem valores absolutos.

 1.3 – Inclusivismo – Prega que as principais religiões


creem numa mesma coisa, só se diferenciando no
estilo, na abordagem e na linguagem.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 1.4 Ateísmo – é a crença de que não há um Deus


transcendente que criou o Universo.

 1.5 Deísmo – alega que Deus criou o universo, mas


não está dentro dele e nem se envolve com o
mundo criado.

 1.6 – Panteísmo – Deus, o criador, é confundido


com a Sua criação, ou seja, não faz distinção entre o
criador e a criatura.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 1.7 Panenteísmo – “tudo em Deus”. O Panenteísmo propaga


que Deus está em tudo e tudo é Deus.

 1.8 Politeísmo – Crença na existência de muitos deuses


finitos e na inexistência de um Deus infinito, que transcenda
o mundo em que vivemos.

 1.9 Paganismo e Neopaganismo – Creem na pluralidade de


deuses, aceitam a bruxaria, a feitiçaria, os sacrifícios
humanos e de animais, pregam a sacralidade da terra,
cultuam a natureza, não fazem distinção entre o santo e o
profano, entre o pecado e a santidade.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 1.10 – Naturalismo – alega que tudo o que existe


pode ser explicado pelas causas naturais, sem a
ajuda de Deus.

 1.11 – Agnosticismo – O homem é incapaz de


conhecer se Deus existe, ou não.

 1.12 – Islamismo – A crença e a cosmovisão


islâmica são completamente opostas à fé cristã.
Visões distorcidas sobre Deus, Jesus e a Bíblia.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

A cosmovisão cristã é a
A igreja atual maneira de ver e entender
precisa entender o mundo, abrangendo as
que o crer em Jesus relações humanas, as
questões filosóficas, o
implica propósito de cada
desenvolver uma indivíduo na sociedade, a
existência humana, o
visão de mundo futuro da humanidade, a
autenticamente morte, a vida, sempre na
cristã. perspectiva bíblica e
cristocêntrica.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

1) A cosmovisão cristã trata da criação. Deus é o criador e nós


somos a Sua criatura.

2) A cosmovisão cristã trata da queda. O pecado impede que


os homens vejam a glória e o plano de Deus para a
humanidade caída.

3) A cosmovisão cristã trata da redenção. A redenção é


abrangente, gerando vida nova a nossos pensamentos,
sentimentos, emoções, vontades, hábitos, atitudes e
comportamentos. A redenção tem o poder de nos livrar da
culpa e do pecado, capacitando-nos a cumprir os mandatos
de Deus.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

A cosmovisão cristã O estilo de vida proposto


transforma pessoas e por Jesus é transformador,
porque nos ensina a ter o
famílias. Aqueles que Reino de Deus como
servem a Deus primazia (Mt 6.33), a
tornam-se mais perdoar (Mt 6.12), a amar
saudáveis física, (Mt 5.44), a renunciar (Mc
8.34),a permanecer casado
psicológica e (Mc 10.9) e a viver sem
espiritualmente. ansiedade e preocupação
(Mt 6.25-34).
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

A fé cristã, quando vivida


com sinceridade, gera
impacto social e cultural.
Podemos observar que
isso aconteceu em Atos
2.47. Esse versículo
expressa que uma igreja
saudável pode influenciar
e atrair muitas pessoas
para Cristo.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Mentira para perverter o


profeta novato e
desprevenido.  Praticam coisas horrendas.

 São induzidos pelo espírito  Serão castigados por Deus.


da mentira.
 Falam da visão do coração
 Praticam o engano e e não da boca do Senhor.
fazem o povo errar.
 Pregam a falsa paz.
 Não levam a sério a ferida
do povo.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Propagam mentiras  São levianos e criaturas


em nome do Senhor e aleivosas.
reverberam
 São profetas loucos.
alucinações.
 Falam adivinhação em
 Torcem as palavras do nome do Senhor.
Deus vivo.
 Não condenam a prática da
feitiçaria e da magia negra
 Sofrerão vergonha
entre o povo.
eterna
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Não se preocupam
com o bem-estar do  Profetizam por
rebanho de Deus. dinheiro.

 São dominadores,  Fazem o povo confiar


rigorosos e duros. em mentiras.

 Tornam o rebanho  Falam em rebeldia


vulnerável aos ataques contra o Senhor.
das feras do campo.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Hananias aparece como  3.1.2 REFLEXÕES SOBRE


filho de Azur e era O CASO DO FALSO
chamado de profeta. Seu PROFETA HANANIAS
discurso, suas vestes e
seu estilo eram de  Os falsos profetas
profeta, porém não afrontam a soberania
recebera o dom de Deus. divina e atormentam os
Profetizava o que as Homens de Deus.
pessoas gostavam de
ouvir, pregava sobre paz e  Desacatam e humilham
pastores e piedosos
prosperidade.
servos de Deus.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Aproximam-se dos
santos.

 Serão conhecidos
pelos frutos.

 Farão grandes sinais e


prodígios, para
enganarem, se
possível, até os
escolhidos.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Não praticam o que  Amam nos primeiros


pregam. lugares nas ceias e
sinagogas.
 São legalistas e
colocam fardos  Gostam de ser chamados
de “Rabi, Rabi”.
pesados sobre os
ombros dos outros.
Impedem que os
Homens entrem no
 Querem ser vistos Reino dos Céus.
pelos Homens.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Pregam o proselitismo,  Têm a aparência de


mas não a transformação santidade, mas
de vida. interiormente estão
corrompidos.
 Induz o povo a se apegar às
tradições humanas, mas  São dissimulados e
não ensinam a Palavra de fingidos na espiritualidade.
Deus.
 Mostram-se melhores que
 Cumprem os detalhes da os religiosos do passado,
lei, mas se esquecem da porém, continuam nos
justiça, misericórdia e fé. mesmos erros dos antigos.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 São lobos cruéis.


 Falam coisas perversas
e atraem discípulos.  Investem na retórica:
 Disseminam “outro palavras persuasivas.
 Investem no
evangelho”.
conhecimento: filosofias
 São anátemas.
e vãs sutilezas.
 Causam fascínio entre
 Investem nas tradições e
o povo de Deus. doutrinas dos Homens.
 São inimigos dos  Investem no misticismo.
missionários
autênticos.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Ignoram a teologia da  São hipócritas, mentirosos e


graça de Cristo. têm a mente cauterizada.

 Ignoram a teologia da cruz  Ensinam outra doutrina.


de Cristo.
 Utilizam palavras roedoras.
 Só pensam nas coisas
 Possuem máscaras de
terrenas. piedade.

 São guiados pelos espíritos  Serão recrutados por aqueles


enganadores e pelas que não suportam a sã
doutrinas de demônios. doutrina.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Possuem uma vida


 Resistem à contraditória: “confessam
pregação genuína. que conhecem a Deus, mas
 Investem na negam-no com as obras”.
destruição espiritual
 Estão pervertidos, pecam
das famílias.
e estão condenados.
 São portadores de
uma inteligência e  São obreiros fraudulentos
de uma consciência e transfigurantes.
contaminadas.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Atuam entre o povo de


Deus.  Andam em
 Introduzem heresias. concupiscências de
 Atraem seguidores. imundícia e desprezam
dominações.
 Praticam dissoluções e
 São atrevidos, obstinados e
blasfêmias. blasfemam das
 São avarentos, autoridades.
negociadores e  Comportam-se como
fingidores. animais irracionais.
 Sofrerão o peso da
sentença divina.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Receberão o galardão  Coração avarento.


da injustiça.  São filhos de maldição.
 Deixaram o caminho
 Têm prazer nos
direito e erraram.
deleites cotidianos.  Seguem o caminho de
 São nódoas e máculas. Balaão.
 São enganadores,  São fontes sem água,
sociáveis. nuvens carregadas pela
 Têm os olhos cheios de força do vento.
 Sofrerão a escuridão das
adultério e não cessam
trevas eternas.
de pecar.
 Engodam almas.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Têm a capacidade de  Zombam da promessa


atrapalhar aqueles que da vinda do Senhor.
desejam abandonar as  Pregam que a volta de
companhias erradas. Jesus está demorando.
 Prometem liberdade,  Torcem as Escrituras.
sendo escravos da  São homens
corrupção. abomináveis, capazes
 Um dia já estiveram no de derrubar até
caminho certo. “CRENTES FIRMES”.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 São numerosos.  Provocam perdas


espirituais aos
 Não professam que crentes.
Jesus veio em carne.
 São prevaricadores
São regidos pelo

e não perseveram
espírito do Anticristo.
na doutrina de
 São mundanos.
Cristo.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 São homens ímpios.  Participam livremente


 Barateiam a graça de dos eventos cristãos.
Deus.  Pastoreiam a si
 Negam a Deus. mesmos sem temor.
 São adormecidos e  São nuvens sem água.
contaminados.  São como árvores
 São insubmissos e murchas e infrutíferas.
rebeldes.  Estão duas vezes
 Falam mal do que não mortos.
sabem.  São desarraigados.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 São como ondas  São murmuradores,


impetuosas do queixosos, porém,
mar. carismáticos.

 Causam divisões e
 São como estrelas são sensuais.
errantes.
 Não têm o Espírito
 Sofrerão o juízo de Santo.
Deus.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Impostores e  Atuam como


mentirosos. ensinadores e
enganadores dos servos
 Integrantes da sinagoga de Deus, conduzindo-os
de Satanás. a praticar prostituição e a
comer sacrifícios de
idolatria.
 Lançadores de tropeços
diante do povo de Deus,  Se metem a conhecer as
seduzindo pessoas à profundezas de Satanás.
idolatria e prostituição.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

4.1 A APOLOGÉTICA E O 4.2 A APOLOGÉTICA E O


PRESSUPOSTO METAFÍSICO PRESSUPOSTO SOBRENATURAL

A apologética cristã A apologética cristã


trabalha com o trabalha com o
pressuposto sobrenatural, que são
metafísico, porque os milagres realizados
trata da crença na por Deus, narrados nas
Sagradas Escrituras.
existência de Deus.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

4.3 A APOLOGÉTICA E O 4.4 A APOLOGÉTICA E O


PRESSUPOSTO REVELACIONAL PRESSUPOSTO DA VERDADE
A apologética acredita A apologética trata do
pressuposto da verdade. Sendo
que a Bíblia é a infalível assim, o Cristianismo não
e a inerrante revelação apenas argumenta sobre a
especial de Deus para a verdade absoluta, mas alega
humanidade, servindo ser a Bíblia verdadeira. A fé
cristã entende que a verdade é
de norma escrita para absoluta, contrariando a
todo crente e para toda cosmovisão relativista.
a estrutura da
cosmovisão cristã.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

4.5 A APOLOGÉTICA E O 4.6 A APOLOGÉTICA E O


PRESSUPOSTO DO EXCLUSIVISMO PRESSUPOSTO DA LINGUAGEM
O exclusivismo “é a crença de A apologética cristã crê que a
que somente uma religião é Bíblia é a Palavra de Deus. No
verdadeira, e que todas as caminho da apologética
outras que a ela se opõem são cristã, convém dizer que a
falsas”. (GEISLER, 2010, p. linguagem da Bíblia descreve
117). os atos de Deus, comunica o
A apologética cristã valoriza o amor e o plano de Deus e dá
pressuposto do exclusivismo, testemunho de Sua
que pode ser verificado em existência.
Atos 4.12.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

4.7 A APOLOGÉTICA E O 4.8 A APOLOGÉTICA E O


PRESSUPOSTO HERMENÊUTICO PRESSUPOSTO HISTÓRICO
A apologética cristã também A apologética cristã também
trabalha com a hermenêutica, se utiliza da história para
buscando a interpretação defender a fé e o Cristianismo
objetiva e correta das Escrituras. evangélico.
Toda vez que alguém torce o
verdadeiro significado e sentido Critérios para confirmar a
do texto bíblico, a apologética historicidade de um texto:
cristã entra em ação, a fim de  Teste bibliográfico
convencer os contradizentes ou  Teste interno
evitar que mais pessoas sejam
 Teste externo
contaminadas pelas heresias.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

A apologética cristã usa as mesmas metodologias que


a teologia usa, a fim de obter uma compreensão mais
consistente da verdade ou do objeto de investigação.

 Método Especulativo (dedutivo)

 Método Místico

 Método Indutivo
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

5.1 A FALTA DE CONHECIMENTO 5.2 A FALTA DE ENSINO


DA PALAVRA DE DEUS BÍBLICO NA IGREJA LOCAL
 Inimigo n. 1 da apologética:
falta de conhecimento da  Inimigo n. 2 da
Palavra de Deus. Exemplo: apologética: falta de
Profeta Oseias. ensino bíblico e
sistemático.
 O conhecimento de Deus
nos permite fechar as  A igreja precisa aprender,
portas para as influências sistematicamente, a
das seitas e heresias em Palavra de Deus.
nossos corações.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

5.3 – O DESPREPARO BÍBLICO 5.4 A AUSÊNCIA DO DOM DE


DOS OBREIROS E LÍDERES DISCERNIR OS ESPÍRITOS
 Inimigo n. 3 da apologética:  Inimigo n. 4 da apologética:
despreparo bíblico e teológico ausência do “dom de discernir os
dos obreiros e líderes. espíritos”.

 Uma igreja que recebe do


 Nossos púlpitos necessitam
Espírito Santo o dom do
cada vez mais de mestres que discernimento de espíritos, o
saibam ensinar a Palavra de dom da palavra da sabedoria e o
Deus com profundidade, dom da palavra do
humildade, santidade, clareza, conhecimento torna-se mais
precisão, correção, autoridade, fortalecida contra os espíritos
unção e criatividade. enganadores deste século.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

5.5 O CRESCIMENTO NUMÉRICO DA


IGREJA COMO UM FIM EM SI MESMO
5.6 O IMPÉRIO DAS TREVAS

 O inimigo n. 5 da apologética  O inimigo n. 6 da apologética é


é a busca pelo crescimento da o Império das trevas, que
igreja como um fim. trabalha a fim de que as
pessoas não cheguem ao
conhecimento da verdade.
 A oração, o estudo da
palavra, o poder do Espírito
 O diabo luta contra a pregação
Santo e a evangelização
bíblica, porque através dela
contribuem fortemente para
Deus tira o pecador das trevas
o crescimento equilibrado da e das potestades para a Sua
igreja – quantitativo e maravilhosa luz e para o Reino
qualitativo. do Filho do Seu amor.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

5.7 A FRAGILIDADE DA LIDERANÇA 5.8 A GANÂNCIA, AS BRIGAS E


FRENTE AOS MOVIMENTOS DISPUTAS DENTRO DA IGREJA
ESTRANHOS À FÉ LOCAL
 O inimigo n. 7 da apologética é a  O inimigo n. 8 da apologética
fragilidade da liderança. é a ganância seguida de
brigas e disputas.
 Paulo orientou o jovem Timóteo
a desenvolver várias atitudes
 A compulsão por dinheiro, a
para combater os falsos mestres.
obsessão pelo poder e as
 Diante dos movimentos rivalidades paralisam e
religiosos e filosóficos estranhos sufocam os servos de Deus,
à fé, a liderança da igreja local os hereges vão se infiltrando
deve se mostrar corajosa, não e ganhando adeptos em
cedendo aos falsos ensinos. nosso meio.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

5.9 AS IGREJAS ESPIRITUALMENTE


EMPOBRECIDAS

 O inimigo n. 9 da
apologética é a pobreza
espiritual de uma igreja
local.

 O desmazelo com a vida


devocional – meditação na
palavra, oração, jejum e
vigilância – coopera para o
enfraquecimento espiritual
do rebanho.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

APOLOGÉTICA: A IGREJA
UNIDADE III CONFRONTANDO, BIBLICAMENTE,
QUESTÕES DIFÍCEIS – PARTE 1

Capítulo 1
Questões referentes a Deus, à
Trindade e aos Anjos.

Capítulo 2
Questões referentes ao Senhor Jesus
Cristo e à Maria.

Capítulo 3
Questões referentes ao Espírito
Santo, à Apostasia da Igreja e à
Adoração Espiritual.

Capítulo 4
Questões referentes à Bíblia, ao
Cristianismo, à Fé, à Razão e à
Oração.

Capítulo 5
Questões referentes ao Livre-Arbítrio,
à Soberania de Deus, ao Pecado e à
Salvação.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Deus é “incriado”, a
causa não causada.

 Criador de todas as
coisas.

 A Bíblia não tem a


preocupação acadêmica
de provar a existência de
Deus. Ele é
autoexistente e dá
existência aos outros.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

ARGUMENTOS MAIS CONHECIDOS QUE TENCIONAM


PROVAR A EXISTÊNCIA DE DEUS:
a) Argumento Ontológico
b) Argumento Cosmológico
c) Argumento Teleológico
d) Argumento Moral
e) Argumento Histórico
f) Argumento da Necessidade de Deus
g) Argumento da Experiência Pessoal com Deus

*** Argumento Fundamental a respeito da existência de


Deus: FÉ
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Há movimentos e teólogos  Onipotente


pregando em nossos dias que Deus  Onisciente
não é soberano nem onisciente – há  Onipresente
os que defendem que Deus pode ser  Transcendente
surpreendido pelas atitudes do  Imanente
Homem e que Deus não sabe tudo o  Condescendente
que vai acontecer.  Sábio
 Paciente
Deus é:  Amor
 Imutável e Verdadeiro  Bom
 Espírito  Misericordioso e Piedoso
 Eterno  Justo e Reto
 Pessoal  Santo
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Deus se revela tanto no No NT encontramos vários


Antigo quanto no Novo atributos de Deus Pai:
Testamento como o Pai, o
glorioso, santo, justo,
que pode ser verificado nas
seguintes referências: perfeito, misericordioso,
doador de coisas boas aos
 Êx. 4. 22,23 filhos, trabalhador,
 Dt. 14.1 onisciente e Todo-
 Dt. 32.6
 Sl. 103.13 Poderoso, autoexistente,
 Mt. 6.9 disciplinador dos filhos
 Rm. 1.7
 II Co. 1.2
amados e atua em
 I Ts. 1.1 unidade com o Filho.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Trindade – latim “trinitas”, Fundamentação Bíblica à


significando estar em três.
Doutrina da Trindade:
 Há movimentos religiosos que o Há um Deus;
não aceitam a doutrina da o O PAI é DEUS
trindade divina: o O FILHO é DEUS
Triteísmo – três deuses.
o
o O ESPÍRITO SANTO é
o Modalismo – Um Deus que se DEUS
revela de três modos ou funções
diferentes.
Assim podemos dizer que
o Unitarismo – apresenta o Pai
como Criador, o Filho como há um só DEUS, que
criatura e o Espírito Santo como existe em três pessoas
uma força impessoal. distintas.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 São criaturas, logo, não são eternos, nem autoexistentes e


muito menos autossuficientes.
a) Não se casam;
b) Atuam na proteção dos que temem a Deus;
c) Trabalham em obediência à ordem divina;
d) Louvam a Deus;
e) Em obediência, aplicam os juízos de Deus;
f) Trabalharão na consumação dos séculos;
g) Trabalharão no juízo vindouro;
h) Não podem tomar para si o holocausto que é devido a Deus;
i) Não podem receber adoração para si.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Discussão histórica sobre a divindade e a humanidade de Jesus.


 Ebionismo – Jesus não era Deus.
 Arianismo – Jesus não era plenamente Deus.
 Docetismo – não acreditava que Jesus era humano.
 Apolinarismo – Jesus não era plenamente humano.
 Nestorianismo – Jesus era duas pessoas distintas.
 Eutiquianismo – natureza divina de Jesus absorveu a humana.
 Adocionismo – Jesus tornou-se Filho de Deus, no Seu batismo.

 Biblicamente, cremos e ensinamos que Jesus é


verdadeiramente Deus, verdadeiramente Homem. Não se
trata de duas pessoas, nem de metade Deus e metade
Homem.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

A Bíblia testemunha de forma clara e uniforme que


Jesus não pecou e não pecaria, embora fosse tentado.
Mt. 27.3,4
Mt. 27.19
Lc. 1.35
Lc. 23.4
Jo. 8.46
Hb. 4.15
Hb. 7.26
Hb. 9.14
Jo 6.69
I Pe. 2.22
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 A resposta pode parecer simples, mas há multidões


perdidas nesse ponto.

 À luz da Bíblia, Maria não é intercessora junto ao Filho.


Cada salvo tem acesso à presença de Deus, por
intermédio do sangue de Jesus, que nos consagrou um
novo e vivo caminho. Jesus é o único mediador entre
Deus e o Homem; é o Advogado; Sumo Sacerdote;
Mediador do Novo Testamento; o que intercede pelo
pecador. Jesus é o único salvador.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 A teologia mariana é um conjunto de ensinamentos e dogmas


referentes a Maria, geralmente propagados pela Igreja Católica
Romana. Há muitos erros doutrinários e heresias em torno de
Maria.

1) É bom destacar que a Bíblia ensina que Maria era virgem, porém,
como toda a humanidade, herdou a natureza pecaminosa de
Adão e Eva.
2) Maria era virgem mas não continuou virgem para sempre porque
teve outros filhos com José, seu esposo.
3) A Bíblia diz que Maria é “agraciada”, “bendita” e “bem-
aventurada”, porém, só quem é digno de louvor e adoração é
Jesus, o Cordeiro.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 O Batismo com o Espírito Santo é uma atual necessidade da


igreja.

 O poder do Espírito Santo nos capacita a testemunhar da


Obra Salvífica de Jesus.

 Quanto à fundamentação bíblica, precisamos saber que o


batismo com o Espírito Santo é uma promessa
veterotestamentária. (Pv. 1.23; Is. 44.3; Jl. 2.28)

 Precisamos compreender que o batismo com o Espírito


Santo é uma promessa neotestamentária.
(Mt. 3,11; At. 1.5,8).
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Sim, é possível. Antes de a Igreja Primitiva


receber o Batismo com o Espírito Santo:

a) Adoraram a Jesus;

b) Obedeceram e sentiram grande júbilo;

c) Perseverou unanimemente em oração.


IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

1. Fazer com que cada crente seja uma testemunha de


Cristo.
2. Atrair pecadores para Deus, servindo de sinal para os
incrédulos.
3. Dar autoridade e ousadia espiritual aos pregadores.
4. Impulsionar os obreiros a proclamarem com sinais e
maravilhas no meio do povo.
5. Edificar a pessoa que fala línguas estranhas.
6. Edificar a igreja, desde que seguida de oração e
interpretação espiritual.
7. Alcançar a todos os povos e gerações, inclusive nos dias
atuais.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Apostasia = “deixar ou separar-se de”; “permanecer


afastado”, “desunir” e “abandonar”. Teologicamente,
apostasia “abandono premeditado e consciente da fé cristã”
(ANDRADE, 1999, p.48). Os escritores neotestamentários
mostraram-se cautelosos diante desse pecado: Hb 3.12; I Tm
4.1; II Ts 2.3.

 Infelizmente, existe apostasia no meio cristão hoje. Isso é


verificável quando ouvimos pregações aleijadas, aquelas que
só pregam a cura do corpo e se esquecem da alma; que só
pregam sobre bens terrenos, esquecendo-se da cidade
celestial; que só pregam a graça, mas se esquecem da justiça
divina.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Sim, existe, desde que se


observem os parâmetros
g) Pela exclusividade e
bíblicos.
sinceridade.
h) Pela fragrância.
A adoração espiritual
i) Pela humildade.
constitui-se:
j) Pelo reconhecimento da
a) Pela profundidade.
pecaminosidade.
b) Pelo caráter.
k) Pela transformação de vida.
c) Pela sede e necessidade.
l) Pela prontidão e decisão
d) Pelo sentimento.
missionária.
e) Pela santidade.
f) Pela ética.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 A Bíblia é de origem divina. O  Os próprios escritores sagrados


que faz a Bíblia ser diferente asseveram que Deus era quem
dos demais livros é a falava por meio deles.
inspiração divina.
 Como ortodoxos, afirmamos
A igreja precisa tomar cuidado que a Bíblia é a Palavra de
com o liberalismo teológico, que Deus, com inspiração plenária
afirma que a Bíblia apenas e verbal, inerrante e infalível.
contém a Palavra de Deus. É
 A inspiração divina não anulou
preciso vigiar também a
a sensibilidade literária dos
respeito dos neo-ortodoxos, que
autores, nem sua
ensinam que a Bíblia se torna a
personalidade e experiências.
palavra de Deus à medida que a
lemos.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Considerações sobre o d) Cresce sob o


Cristianismo Bíblico: derramamento do
Espírito Santo.
a) Reconhece a superioridade e) Apresenta Jesus como
de Cristo; único mediador.
b) Prega que Jesus é o f) Mostra que todos estão
caminho, a verdade e a debaixo do pecado.
vida. g) Crê que o dom gratuito
c) Destaca-se como a única de Deus é a vida eterna.
religião que afirma que h) Rejeita a salvação pelos
“pela graça sois salvos, por próprios méritos ou obra
meio da fé”. de justiça que faça.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

i) Prega a salvação por meio l) Baseia-se na encarnação,


da fé em Cristo, rejeitando morte e ressurreição de
o legalismo e a Jesus.
autopunição.
m) Fundamenta-se em
j) Revela-se como a única Cristo.
religião da expiação, da
redenção, da regeneração,  O Cristianismo Bíblico leva
da ressurreição, do perdão o Homem a entender que
e purificação dos pecados. existe uma eternidade pela
frente, que pode ser vivida
k) Proclama a santificação e no céu ou no inferno.
perfeição.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Há aqueles que pensam que a  Deus pode levantar homens


crença em Jesus torna as e mulheres para expressar a
pessoas alienadas. verdadeira fé em Deus.

 Pensadores como Karl Marx,  A verdadeira fé é cognitiva,


Ludwig Feuerbach, Sigmund porque a Palavra de Deus
Freud e Bertrand Russel nos faz pensar, ler e
argumentaram que a crença meditar; é relacional,
em Deus é fruto de ideias, porque nos impulsiona a ter
desejos e necessidades um relacionamento com
humanas, ou seja, é uma Deus; é existencial, porque a
projeção psicológica fé em Jesus traz um sentido
(MORELAND, 2013, p. 292-293). à vida.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Jo 14.13; 15.16; 16.23


 Os obstáculos mais
 Muita gente ‘toma posse´ comuns são: pecado em
das palavras de Jesus nossa vida, motivação
considerando que Ele é errada, falta de sinceridade
obrigado a dar tudo o que e falta de perseverança.
pedimos e desejamos.
 Nem sempre Deus
 A maturidade é muito atenderá nossos pedidos.
importante quando o Por mais justos e fiéis que
assunto é oração. A sejamos, não podemos
resposta de Deus pode ser ignorar a vontade de Deus.
NÃO, SIM, ESPERE ou ficar
em SILÊNCIO.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 A Bíblia apresenta o Senhor  Deus está no controle de


Deus como soberano. todas as coisas mas não
trata as pessoas como
 A Bíblia também informa marionetes.
que os seres humanos
foram criados com a  A soberania de Deus não
capacidade de livre escolha. anula o livre-arbítrio do
Homem e o livre-arbítrio
 Apesar do pecado, as não impede que Deus
pessoas continuam tendo a exerça a Sua soberania,
capacidade de responder e nem que Seus planos sejam
escolher. frustrados.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

O pecado tem o seu início e


 O pecado afetou a vida
desdobramento, relatados
física, moral, psíquica,
no livro de Gênesis, com familiar e espiritual do
Adão e Eva, que Homem.
desobedeceram à
recomendação divina. Depois  A queda trouxe destruição,
disso, vemos: bigamia, sentimento de culpa e
homicídios, promiscuidade, expectativa de juízo
maldade, engano e mentira, inevitável ao Homem. O
homossexualismo, incesto, pecado é real e não
engano e desejo de matar, podemos brincar com ele.
furto e idolatria, etc.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Precisamos notar que  Noutra posição,


essa questão sempre encontramos teólogos
trouxe controvérsias para reformados (calvinistas)
o contexto evangélico e dizendo que é impossível
teológico. uma pessoa regenerada
perder a salvação.
Existem teólogos que
afirmam ser possível aos  Cristãos genuínos podem
que um dia foram ter a certeza da salvação:
regenerados, perder a Rm 8.38,39; Fp 1.6; II Tm
salvação (arminianos). 4.8; II Tm 4.18
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

A “segurança” da
 Passagens que destacam
salvação é resultado da a importância da
nossa comunhão e perseverança em Cristo:
Ap 2.10; Ef 1.3,4, 11,13 ; Jo
permanência em
15.2, 4,5,6,7,9,10.
Cristo.
 O apóstolo Paulo tinha o
A perseverança dos cuidado de não perder a
santos é uma decisão, salvação para depois
é uma atitude, é um pregar a outros: I Co 9.27.
comportamento.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
APOLOGÉTICA: A IGREJA
UNIDADE IV CONFRONTANDO, BIBLICAMENTE,
QUESTÕES DIFÍCEIS – PARTE 2
Capítulo 1
Questões referentes à Igreja,
Pregação do Evangelho e
Mordomia Cristã.

Capítulo 2
Questões referentes à Morte,
Ressurreição e Volta de Jesus
Cristo.

Capítulo 3
Questões referentes à Família
Cristã – Masculinidade e
Feminilidade

Capítulo 4
Questões referentes à Idolatria, ao
Problema do Mal e do Sofrimento.

Capítulo 5
Questões referentes às Seitas e
Heresias.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Biblicamente, significa ser Ser igreja de Cristo ultrapassa


a noiva de Cristo, o conceito de prédio, edifício
purificada, lavada pela ou organização, é ser como
pedras vivas, casa espiritual,
Palavra, gloriosa, sem
sacerdócio santo, geração
mácula, sem mancha, eleita, sacerdócio real, nação
sem ruga, nem coisa santa, povo adquirido, povo de
semelhante, mas santa e Deus, povo especial, zeloso de
irrepreensível, boas obras, cujo propósito é
semelhante a uma virgem anunciar as virtudes daquele
pura que será que nos chamou das trevas
para a Sua maravilhosa luz.
apresentada ao marido,
que é Cristo.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Jesus é o fundamento da
igreja e as portas do
inferno não prevalecerão
contra ela (Mt 16. 15-18).

 O apóstolo Pedro
reconhece, em sua
primeira Epístola, que
Jesus é a pedra principal
da esquina, eleita e
preciosa para Deus.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Há duas ordenanças de Cristo à l


Igreja: batismo nas águas e
santa ceia do Senhor.

O batismo nas águas é um sinal


externo de que a pessoa se
arrependeu de seus pecados. É
demonstração pública de que a
pessoa morreu para o mundo e
renasceu, espiritualmente, para
Deus – simboliza o
sepultamento do velho homem.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 A Santa Ceia é uma prática


de adoração e comunhão
cristã – o pão simboliza o
corpo de Cristo e o vinho
simboliza o sangue de
Cristo.
 A Santa Ceia sinaliza a
Nova Aliança instituída por
Jesus Cristo em um pacto
de sangue. Apenas
participar da ceia não
garante salvação.
(I Co 11.27)
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Há no catolicismo romano
a crença de que os papas  Uma prova clara de que
são sucessores do Pedro não era o papa é o
apóstolo Pedro, fato de ele não ter dirigido
o primeiro Concílio de
baseando-se na
Jerusalém, que na ocasião
equivocada interpretação foi presidido por Tiago
de Mt 16. 16-19. Jesus não (At 15.13-21), mostrando a
entregou as chaves do nós que as questões
Reino somente a Pedro, doutrinárias da igreja não
mas aos demais apóstolos eram decididas por Pedro.
também (Mt 16.19; 18.18).
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Há muitos pregadores

 O materialismo contagiou
deixando de anunciar à igreja
a cabeça de vários líderes,
todo o conselho de Deus (At
que agora só pensam em
20.27).
dinheiro, mega
 Como igreja, precisamos construções e riquezas.
tomar cuidado porque o
liberalismo teológico continua
contaminando pregadores e
mestres, levando-os a
converter em dissolução a
graça de Deus e a negar Deus
como único dominador e
Senhor (Jd. 3).
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Na época da igreja O apóstolo Paulo:


neotestamentária, havia
obreiros que pregavam  Foi ministro zeloso e honesto.
com porfia, inveja,  Não quis ser pesado aos irmãos
de Corinto.
fingimento e  Não pregava com engano,
insubmissão, pecado que imundícia e fraudulência.
persiste em nossos dias.  Era aprovado por Deus
 Não falava para agradar aos
Todavia, aprendemos homens, mas a Deus.
nas Escrituras que o  Não usava palavras lisonjeiras.
Evangelho de Cristo  Não havia em seu ministério
deve ser pregado com a pretexto de avareza, cobiça ou
ganância.
motivação certa.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Maldição quando o Homem: Bênção quando:


1. O adquire de forma 1. Se tem consciência de que Deus é
desonesta. o dono dele.
2. É assenhoreado por 2. O Homem não rouba a Deus nos
Mamom. dízimos e ofertas.
3. Se deixa dominar pelo 3. Não é emprestado com usura
nem visando lucro.
amor ao dinheiro e pela
4. Advém da sabedoria.
cobiça. 5. Não é guardado para o próprio
4. Se esquece de Deus por dano e infelicidade.
causa dos bens materiais. 6. Os valores eternos continuam
5. É maldição mediante tendo primazia em nossa vida.
avareza. 7. Quando é compartilhado com os
que têm menos.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Com maturidade
 Homens na Bíblia como
cristã, percebemos
Ezequias, Jó, Davi e
que pelo fato de Timóteo, sofreram com
sermos eleitos de enfermidades no corpo.
Deus, santos e
 Enquanto a cura não vem,
amados não estamos podemos confiar em Deus
imunes às em meio à dor e desfrutar
de Seu cuidado.
enfermidades.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 A vida e o tempo são duas Em relação à vida humana, o


dádivas de Deus para o autor de Eclesiastes nos
Homem. fornece algumas instruções:

 Se quisermos ser felizes, a) É limitada pelo número


precisaremos conduzir a de dias;
vida tendo discernimento e b) É de curta duração, como
um coração sábio. O sombra.
propósito de Deus para a c) É concedida por Deus.
nossa vida é que sejamos d) Nenhum Homem tem
salvos, que O glorifiquemos poder sobre o dia da
em tudo. (I Co 10.31). morte.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

O dízimo é uma doutrina


bíblica presente no Antigo e
Novo Testamentos, por isso
encontramos esse
ensinamento:
a) No Pentateuco;
b) Nos Livros Históricos;
c) Nos Livros Poéticos;
d) Nos Livros Proféticos;
e) Nos Evangelhos;
f) Nas Epístolas.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 A mentalidade humana pode


ser carnal ou espiritual.
 Sendo carnal, a mente vai
pender para a malícia,
maldade, depravação,
perversão e todas as práticas
pecaminosas possíveis.
 Sendo espiritual,
penderemos para tudo
aquilo que agrada a Deus e
nossos pensamentos serão
regidos pelo Espírito Santo.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

A morte é um tema tratado por quase todas as religiões e seitas:


hinduísmo; Hare krishna; Budismo; Espiritismo Kardecista;
Adventismo do Sétimo Dia; Testemunhas de Jeová; Racionalismo
Cristão; Catolicismo Romano.

Na perspectiva bíblica, a morte não é o fim. A morte dos salvos em


Cristo Jesus significa libertação das aflições deste mundo e do corpo
terreno, é um descanso, significa “acabar a carreira e guardar a fé”,
significa “partir para a cidade celestial”, onde desfrutaremos de vida
eterna. A morte dos salvos significa esperança de transformação do
corpo, consolação, entrar na paz, na glória, no paraíso, habitar com o
Senhor, ir para o céu, a cidade e vida eternas.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Argumentos a favor da
Se a ressurreição Ressurreição:
não tivesse ocorrido, a) O túmulo vazio.
b) Os lenços ali postos dentro do
a pregação sepulcro.
evangélica perderia c) O testemunho de Maria
Madalena.
a sua força e seu d) O testemunho dos onze
sentido, conforme discípulos.
e) A vida e convicção dos
ensina o apóstolo discípulos.
Paulo (I Co 15.14). f) Mais de 500 irmãos.
g) A mentira dos judeus.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Os sinais que antecedem a vinda multiplicação da ciência,


de Cristo já estão se cumprindo: extrema corrupção e muitos que
falsos cristos, nação contra se têm feito anticristos e ‘saíram
nação, reino contra reino, de nós´.
fomes, pestes, terremotos, É tempo de a igreja se despertar
martírio, escândalo, quanto à vinda do Senhor que
perseguição, falsos irmãos, buscará o Seu povo. A igreja
falsos profetas, precisa desenvolver paciência, a
multiplicação da iniquidade, salvação, a intercessão, a
esfriamento do amor, apostasia, vigilância, a percepção
hipocrisia, proliferação das espiritual, a alegre expectativa e
doutrinas de demônios, esperança, a participação da
proibição do casamento, falta Santa Ceia, a santificação e a
de fé, pregação a toda criatura.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 O mundo, principalmente  O machismo é uma


no século XX, vivenciou discriminação por parte
duros conflitos entre o dos homens em relação à
feminismo e o machismo. mulher, considerando-a
um ser inferior.
 O feminismo é um
movimento político,  Na atualidade, essas
filosófico e social em prol cosmovisões extremas
dos direitos igualitários ainda existem,
entre homens e mulheres. alcançando inclusive o
reduto cristão.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 O verdadeiro homem de
Deus não é machista e a
verdadeira serva de Deus
não é feminista.

 A igreja precisa tomar


cuidado, uma vez que
esses dois movimentos
desobedecem à Palavra
de Deus, que não faz
acepção de pessoas.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

De acordo com a Palavra de e) O governo e liderança


Deus, pesam sobre o sobre a família- esposa e
homem as seguintes filhos.
responsabilidades, f) A educação e sábia
propósitos e missão: disciplina sobre os filhos.
a) O domínio sobre a g) O temor a Deus.
criação – liderança. h) O trabalho, provisão e
b) A procriação. proteção.
c) A necessidade de uma i) O amor sacrificial pela
esposa.
esposa adjutora.
d) A prestação de contas
diante de Deus.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

j) A obrigatoriedade de ter m) A instrução e a correção


sua própria esposa – isso é dos filhos.
para não cair no adultério e
prostituição;
k) O entendimento de que na
sexualidade conjugal
precisa haver equilíbrio e
satisfação mútua.
l) O oferecimento de
tratamento cuidadoso,
respeitoso e digno para
com a esposa.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

A teologia bíblica ensina que a) Deve ser protegida pelo


a mulher também foi criada à homem.
imagem de Deus. b) Deve ser amada e
cuidada pelo homem.
A Palavra de Deus mostra c) Deve ser adjutora, que
que a mulher não é inferior ao
significa ser auxiliadora
homem, todavia, na esfera
do casamento, tem
ou aquela que socorre.
responsabilidades e d) Deve exercer a
atribuições distintas, porém, maternidade, não se
complementares: esquecendo de ajudar a
doutrinar os filhos.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

e) Deve se sujeitar ao marido –


respeito à liderança.
f) Ser ajudadora na tomada de
decisões.
g) Deve amar o esposo e os
filhos.
h) Deve reverenciar o esposo,
ou seja, trata-lo com todo o
respeito.
i) Deve ter seu próprio marido. k) Deve ser cuidadosa na
j) Deve entender que na edificação e administração
sexualidade conjugal precisa do lar.
existir equilíbrio e satisfação.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Convém saber que o b) Deixa-se dominar e


homem perde a manipular pelo
masculinidade não espírito de Jezabel.
apenas quando entra no c) Deixa de exercer o
pecado da governo espiritual da
homossexualidade, mas família.
quando: d) Não leva a sério a
a) Não assume a culpa e disciplina dos filhos,
a responsabilidade honrando mais os
diante da queda. filhos do que a Deus.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

e) Leva a família a pecar


e a sofrer os juízos de O comportamento masculino
Deus. Deixa-se precisa ser buscado dentro da
perspectiva dos redimidos e
subornar e pratica a
salvos em Cristo Jesus, nosso
traição. modelo perfeito de Homem.
f) Não cuida da família; Uma visão bíblica de
deixa de honrar e masculinidade é o que os
proteger a esposa, homens nas igrejas locais
desprezando a precisam desenvolver.
fragilidade da mulher.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Tratar da feminilidade à  Nas Escrituras Sagradas,


luz da cosmovisão cristã encontramos muitas
orientações às mulheres,
é um desafio – mesmo
incluindo a advertência
dentro da igreja, nem para não caírem no
todos aceitam o que a homossexualismo. A
Bíblia ensina. O mundo redenção da feminilidade
precisa de mulheres que ocorre quando a mulher
vivam essencialmente a desenvolve a idoneidade,
aprendendo a estar diante
feminilidade na
do marido dando-lhe
perspectiva bíblica. assistência...
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Vivendo a castidade e o a capacidade de servir a


temor de Deus, a Deus com boas obras, a
simplicidade e a decência castidade, a humildade
no vestir, a mansidão e a para não querer ter
quietude, a submissão, a domínio sobre o marido,
honestidade, a o atributo de vaso mais
capacidade de não falar fraco, sinalizando a
mal das pessoas, a sensibilidade física e
sobriedade e a fidelidade emocional, o ministério e
em tudo... a generosidade.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Andrade (1999, p.182),  Champlin e Bentes (1997,


“é culto destinado à p.207), afirmam que “a
adoração de ídolos. A idolatria consiste na
idolatria pode ser adoração de algum falso
considerada também deus, ou a prestação de
o amor excessivo por honras divinas ao mesmo.
alguma pessoa, ou Esse deus falso pode ser
objeto”. representado por algum
objeto ou imagem”.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Há várias passagens  Não podemos colocar objetos


bíblicas contundentes que de idolatria dentro da nossa
condenam a idolatria e o casa; não devemos participar
culto a outros deuses, de eventos e festas ligadas à
como o Salmo 115.1-9. idolatria e quem é cristão não
deveria sair em busca de
relacionamento conjugal com
 A genuína fé cristã se os infiéis, incrédulos e
posiciona contra a prática idólatras. O próprio apóstolo
da idolatria, por isso João diz: “Filhinhos, guardai-
precisamos fugir desse vos dos ídolos. Amém!”. Jesus
pecado. é o verdadeiro Deus e a vida
eterna.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Consequências Trágicas: h) As pessoas tornam-se


a) Desvio do caminho. participantes com os
b) Obstinação ao povo. demônios.
c) Ira de Deus. i) Traz laço para o povo.
d) Surdez e cegueira j) Provoca miséria,
espiritual. crise, aperto e
e) Ignorância espiritual. escassez no meio do
f) Morte espiritual e povo.
morte dos sentidos. k) Traz condenação e
g) Maldição sobre a morte eterna.
família.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Deus não é o autor do Didaticamente, o mal pode ser


mal. dividido como: moral, natural e
metafísico.
 Mal Moral – vontade
Para tratarmos da
 pecaminosa.
origem do mal,  Mal Natural – desastres,
precisamos analisar as terremotos, tragédias na
quedas que foram natureza, incêndios, acidentes,
acontecendo com as doenças e mortes.
 Mal Metafísico – “além do
criaturas de Deus: físico”, os olhos não veem, mas
Lúcifer, anjos, Adão, Eva que pode ser percebido e
e toda a humanidade. sentido.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

O problema do mal não


subsistirá diante do Senhor
Jesus Cristo que, ao morrer
na cruz, ganhou a vitória
sobre a morte e o pecado, a
lei, as enfermidades, a morte
e o inferno, o diabo, os
principados e as potestades,
o anticristo e o falso profeta,
as trevas e a morte, a
babilônia, o sofrimento, a
dor, as lágrimas e a morte.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 O sofrimento é um dos  Há sofrimentos que são


consequências dos pecados
resultados da queda de pessoais, como no caso do rei Davi.
Adão e Eva, por isso a O justo pode passar por sofrimento
humanidade sempre sem que esteja em pecado, sem que
esteja em pecado, ou tenha
estará sujeita aos
praticado maldades, como no caso
problemas e de Jó.
intempéries.
 O autor de Eclesiastes fala da
existência de dias de prosperidade e
 Biblicamente, sabemos dias de adversidade.
que na Terra o
sofrimento vem para  O justo sofre, mas Jesus está
conosco todos os dias, até a
justos e injustos. consumação dos séculos.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Seita, segundo Houaiss (2009, p.1723), é “doutrina ou


sistema que se afasta da crença ou opinião geral”.

 Segundo Soares (2008, p.38): “Seitas são grupos


religiosos que expõem uma cosmovisão rejeitada pela
patrística, pelos reformadores do século XVI e
contraria o pensamento dos apóstolos. As doutrinas
sectárias são contra a ortodoxia cristã sobre Deus, o
mundo, o Homem e a Salvação”.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Segundo Champlin e Bentes (1997, p.90), “vem do


grego hairesis, que significa escolha, tomar para si
mesmo. Quando se refere a um grupo de pessoas, que
aceitaram uma má doutrina, aponta para alguma
seita”.

 O teólogo Andrade (1999, p.173) afirma que heresia é


“rejeição voluntária de um ou mais artigos da fé. A
heresia tanto pode contrariar os ensinos quanto os
costumes embasados pela Palavra de Deus”.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

 Precisamos compreender que uma seita pode ser


uma organização religiosa e filosófica ou facção de
fé, cujo propósito e conteúdo teológico e filosófico
divorciam-se da reta Palavra de Deus.

 A Heresia constitui-se numa doutrina, filosofia, ideia


ou pensamento que não se harmoniza com a
ortodoxia bíblica.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

É possível identificar uma seita sabendo que ela


possui as seguintes características:
a) Perfeccionismo
b) Autoridade extrabíblica
c) Revelação extrabíblica
d) Veneração ao líder da organização.
e) Portadora exclusiva da salvação.
f) Ênfases erradas.
g) Rompimento com o cristianismo histórico.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

h) Falsas profecias apocalípticas.


i) Acréscimo à Bíblia.
j) Subtração à Bíblia.
k) Divisão.
l) Multiplicação ou Confusão doutrinária.
m) Versículos isolados ou texto fora do
contexto bíblico.
n) Intelectualismo.
o) Agradabilidade.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

p) Divergência ou oposição aos principais


temas bíblicos, teológicos e doutrinários.
q) Aparência de piedade.
r) Música atrativa.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

As seitas, com suas heresias, possuem um caráter maligno, haja


vista que, para conseguirem adeptos, agem da seguinte forma:
a) Engano.
b) Astúcia.
c) Enganam fraudulosamente.
d) Resistem.
e) Resistem à verdade.
f) Homens corruptos de entendimento.
g) Réprobos.
h) Desvario.
i) Palavras Persuasivas.
j) Encobertamente.
k) Engodando.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Num momento como este, em que muitas igrejas estão se


abrindo às heresias e perdendo as forças diante dos ventos de
doutrina, é preciso:

1) Que Deus levante mais homens e mulheres dispostos a


reter firme a fiel Palavra de Deus.
2) Que a igreja conserve o modelo das sãs Palavras.
3) Absorver com seriedade que a lei de Deus condenará os
que forem contrários á sã doutrina.
4) Que tenhamos a consciência de cuidar de nossa vida e da
doutrina, porque assim poderemos salvar as pessoas que
nos ouvem.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

LIMA, Quemuel. APOLOGÉTICA. Pindamonhangaba:


IBAD,2016.
IBAD – PINDAMONHANGABA/SP

Rua São João Bosco, 1114 – Santana


12403-010 Pindamonhangaba/SP
Telefone: (12) 3642 – 5188

Presidente do Conselho - IBAD


Reverendo Mark Jonathan Lemos

Contatos:
cursos@ibad.com.br
ccd@ibad.com.br

Você também pode gostar