Você está na página 1de 25

“NOVOS OLHARES PARA

OS IDOSOS DO SÉCULO
XXI
Semana do Idoso 2019
NOVOS RUMOS DA
FORMAÇÃO
PROFISSIONAL VOLTADA
AOS IDOSOS
Leonides da Silva Justiniano

2
● Dona Josefa, 117 anos, nascida em sete
de fevereiro de 1902.

● Só tem um vício: “Fumo, e muito.” (“Mas,


cigarro de palha, não essas porcarias que
tem por aí.”).

● Considera-se uma pessoa feliz: “Não


tenho intrigado nenhum, nunca fiz
inimizade.”
3
O CENÁRIO 4
O CENÁRIO

● De acordo com o IBGE: até 2050, a quantidade de pessoas com mais de 60


anos vai superar a daquelas com até 29 anos.
● Expectativa de vida (conf. IBGE, dados consolidados de 2017, publicados em
dezembro de 2017):
–Geral: 76 anos
–Mulheres: 79,6 anos
–Homens: 72,5 anos
● Taxa de fecundidade: em queda. Atualmente, é de 1,7 filho por mulher – taxa
de reposição de gerações.

5
6
Taxa de fecundidade:
1,7 filho por mulher
(2018)

7
8
AS ESPECIFICIDADES

9
AS ESPECIFICIDADES

● Atualmente, 32,4 milhões de brasileiros têm mais de 55 anos!!


● 24 milhões de pessoas (no Brasil) têm mais de 61 anos (17% da população).
● Esses 17% da população representam 21% da massa de rendimentos do
país.

● VIVER MAIS = / ≠ VIVER BEM??


–Apenas 4,6% dos idosos (cerca de 1 milhão de pessoas) vivem com alto padrão
(alta escolaridade, vive em áreas nobres e possui bens de luxo).
–11% vivem na zona rural.
–Principal preocupação é com a saúde.
10
● MIRIAN GOLDENBERG e a curva da felicidade.
–Pontos extremos de mais felicidade: mais jovens e mais idosos (se tiverem saúde
e estabilidade financeira-afetiva).
–O “fundo do poço”: em torno dos 45 anos!!

MAIS MAIS
JOVENS IDOSOS

45 anos
11
FUNDO DO
POÇO
A FORMAÇÃO ACADÊMICA
E PROFISSIONAL

12
O QUE DIZ A “LEI” (I)
FINALIDADES da Educação Superior (Art. 43 da LDB, Lei 9394/96)

● I - estimular a criação cultural e o desenvolvimento do espírito científico e do pensamento


reflexivo;
● II - formar diplomados nas diferentes áreas de conhecimento, aptos para a inserção em
setores profissionais e para a participação no desenvolvimento da sociedade brasileira, e
colaborar na sua formação contínua;
● III - incentivar o trabalho de pesquisa e investigação científica, visando o desenvolvimento da
ciência e da tecnologia e da criação e difusão da cultura, e, desse modo, desenvolver o
entendimento do homem e do meio em que vive;
● IV - promover a divulgação de conhecimentos culturais, científicos e técnicos que constituem
patrimônio da humanidade e comunicar o saber através do ensino, de publicações ou de
outras formas de comunicação;
● V - suscitar o desejo permanente de aperfeiçoamento cultural e profissional e possibilitar a
correspondente concretização, integrando os conhecimentos que vão sendo adquiridos 13

numa estrutura intelectual sistematizadora do conhecimento de cada geração;


O QUE DIZ A “LEI” (II)
FINALIDADES da Educação Superior (Art. 43 da LDB, Lei 9394/96)

● VI - estimular o conhecimento dos problemas do mundo presente, em particular os nacionais


e regionais, prestar serviços especializados à comunidade e estabelecer com esta uma
relação de reciprocidade;
● VII - promover a extensão, aberta à participação da população, visando à difusão das
conquistas e benefícios resultantes da criação cultural e da pesquisa científica e tecnológica
geradas na instituição.
● VIII - atuar em favor da universalização e do aprimoramento da educação básica, mediante a
formação e a capacitação de profissionais, a realização de pesquisas pedagógicas e o
desenvolvimento de atividades de extensão que aproximem os dois níveis escolares.

14
FORMAÇÃO ACADÊMICA

● Mais comumente, aquém do exigido pela “realidade”.

● Teorias e metodologias, algumas vezes, defasadas.

● Práticas nem sempre inovadoras e eficazes.

● Precarização acadêmica devido a modelos incongruentes com o perfil de


quem estuda ou deveria estudar.

● Orientação, não raro, excessivamente técnica... 15


VOCAÇÃO X REMUNERAÇÃO

REMUNERAÇÃO X REALIZAÇÃO

O
IDEAL!!
GOSTA

SABE DÁ
FAZER DINHEIRO
16
PERFIS
PROFISSIONAL E 17
● PROFISSIONAL QUE VAI TRABALHAR COM PESSOAS DEVE ESTAR
ATENTO A ESSE “DETALHE”: PESSOAS SÃO IMPREVISÍVEIS, LIVRES...

● RISCOS:
–Expectativas elevadas (em relação a si e aos outros (aqueles com que vai atuar,
aqueles para quem vai atuar...))
–Frustração e decepção com a demora ou a inexistência de resultados esperados
nos prazos e nas condições esperadas.
–Síndrome do Burnout.

18
● EXIGÊNCIAS...

–FORMAÇÃO CONTINUADA

–PROFUNDA VISÃO HUMANISTA

–ELEVADA CAPACIDADE DE RESILIÊNCIA

–CRENÇA (OU “FÉ”) EM SI E NO OUTRO (NA OUTRA PESSOA)

19
UMA HISTÓRIA PARA REFLETIR...

20
NOVOS OLHARES
PARA OS IDOSOS

21
À GUISA DE QUASE CONCLUSÃO
Extraído de Norbert Elias, A solidão dos moribundos
“[...] a técnica médica para preservar e prolongar a vida está sem dúvida mais
avançada que nunca.”

“Hoje a decadência das pessoas, a que chamamos de envelhecimento e morte,


coloca para os outros seres humanos, aí incluídos os médicos, certo número
de tarefas não realizadas e geralmente não reconhecidas.”

“Talvez não seja supérfluo dizer que o cuidado com as pessoas às vezes fica
muito defasado em relação ao cuidado com seus órgãos.”

22
A MELHOR RIMA PARA A FELICIDADE É LIBERDADE!!

–TER UM PROJETO DE VIDA


–NÃO SE PREOCUPAR COM O QUE OS OUTROS PENSAM (“A arte de ligar o
‘foda-se’!”)
–DIZER “NÃO” PARA TUDO O QUE NÃO SE QUER MAIS NA PRÓPRIA VIDA
–CURTIR AS AMIZADES

RIR, principalmente de si mesmo, É SEMPRE O MELHOR REMÉDIO!! 23


SEM ROMANTIZAR, deve-se admitir a possibilidade da existência de uma
“bela velhice”.

Depende, mais do que da idade, daquilo que se pretende fazer a partir dessa
idade, desse momento em diante.

É preciso estar disposto, sempre, a ter um projeto de vida, um foco essencial, e


ter a coragem de responder, sem nenhum medo, àquela pergunta...

“O QUE VOCÊ QUER SER QUANDO CRESCER?”


24
25

Você também pode gostar