Você está na página 1de 44

FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Planejamento e Controle da Produção - PCP

MRP II
Elaboração: Prof. José Geraldo de Oliveira

PITÁGORAS
Faculdade
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

O que é MRP II ..... PITÁGORAS


Faculdade

Uma filosofia de planejamento baseada num


processo hierárquico de decisão e apoiada pelo uso
de software, cujas principais características são:

 Integração dos diversos setores da empresa


através da informação
 Priorização dos objetivos de redução dos estoques
e garantia de confiabilidade de entrega
 Necessidade de alta acurácia de dados
 O sistema não toma decisões; apenas sugere para
que o usuário decida!
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

MRP II PITÁGORAS
Faculdade

MRP I - Decisão de produção de produtos finais

Determinando o que, quanto e quando produzir e comprar

Contribuindo para simplificar a gestão de materiais

Porém:

Não basta só isto para garantir que os itens serão produzidos

 Há capacidade suficiente para realizar o plano de produção?


 Os Recursos Humanos e equipamentos são suficientes para
cumprir os prazos conforme a demanda?
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Abrangência do MRP e MRP II PITÁGORAS


Faculdade

O QUE

MRP
QUANTO
Sistema de apoio
às decisões de:

MRP II
QUANDO

COMO
(recursos produtivos)
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Cálculo de Necessidades de Capacidade PITÁGORAS


Faculdade

Capa da garra Tira 0,1mm


LT = 3 (2cm) LT = 1
CAPACIDADE
(7g) Mola Mola Fio Borracha Borracha
Plástico ABS
LT = 1 LT = 1 LT = 1 LT = 1
LT = 1 Miolo Interno
Corpo do Miolo LT = 3 Miolo Carga do CT devido
LT = 2 Tira 0,1mm (2g) Capa Borracha LT = 1 a outras ordens /
Corante preto (0,05g) Garra (3) LT = 1 LT = 1 produtos
LT = 2 LT = 1 Grafite 0,7mm
Suporte da Garra LT = 2
LT = 2
Tempo
Estouro de OP Miolo Int. = 350
Capacidade
20 min set-up + 350
Fila Preparação + Processo
x 2 min/peça =
carga de 720 min.
Limite de Capacidade

Setor de Montagem
do Miolo Interno
14 15 16 17 18 19 20
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Principais Módulos do MRP II PITÁGORAS


Faculdade

Cadastros básicos:

 Cadastro mestre do item


 Cadastro da estruturas do produto
 Cadastro de locais
 Cadastro de Centros Produtivos
 Cadastro de calendários
 Cadastro de roteiros
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

O Sistema MRP II PITÁGORAS


Faculdade

S&OP

RCCP MPS

CRP MRP

Compras SFC
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Resultado do S&OP – Plano de Vendas e Operações PITÁGORAS


Faculdade

• Plano de produção agregado.


• Orçamento empresarial coberto pelo período dos planos.
• Plano de produção de novos produtos.
• Plano para desativação de produtos existentes.
Estratégias

S&OP – Sales and Operation Planning


Previsão de
vendas
Plano de
Orçamento Plano de Vendas agregada
Produção
Empresarial Agregado
Agregado
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

MPS / RCCP e Gestão de demanda PITÁGORAS


Faculdade

Fronteira do
Plano de Sistema
Política de
Produção MRP II
estoques
Agregado

Lista de Gestão
MERCADO
Clientes e
Recursos RCCP MPS de Fontes de
Demanda
e tempos Demanda

Plano Mestre Posição


de Produção dos
estoques
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

MPS – Plano Mestre de Produção


PITÁGORAS
Módulo de tomada de decisão Faculdade

• Responsável por elaborar o plano de produção de produtos finais,


item a item, período a período.
• A equação básica do MPS é:
Estoque Final = Produção – Previsão de Vendas – Carteira + Estoque inicial

Principais informações necessárias para tomada de decisão no MPS:


• Posição dos estoques de produtos finais;
• Previsão de vendas detalhadas produto a produto;
• Carteira de pedidos já aceitos.
Outras informações necessárias:
• Políticas de estoque de produtos acabados bem definidas.
• Plano de Produção Agregado (origem: S&OP)
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Gestão de demanda
Como podemos pensar em administrar ou gerir demanda? PITÁGORAS
Faculdade

• É mediante esta função que marketing e vendas insere as informações


do mercado no processo do MRP II

Principais requisitos para uma boa gestão de demanda:


• Habilidade de prever a demanda de mercado.
• Canal de comunicação com o mercado.
• Poder de influência sobre a demanda.
• Habilidade de prometer prazos.
• Habilidade de priorização e alocação de recursos.
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Módulos MRP e CRP PITÁGORAS


Faculdade

Plano Mestre
de Produção Estruturas,
Parâmetros

Centros
Produtivos,
CRP MRP
Roteiros,
Tempos
Posição
dos
Plano detalhado estoques
de materiais e
capacidade
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

MRP - material requirements planning & CRP - capacity


PITÁGORAS
requirements planning
Faculdade

MRP Calcula as necessidades de materiais

Plano de Produção

CRP Calcula a capacidade necessária


• O que e quando produzir em cada período
• O que e quando Comprar em cada período

?
Ação do Analista de Planejamento:
Limite de Capacidade ?
• Antecipar OC ou OP
• Adiar ordens
• Provisão da capacidade necessária

14 15 16 17 18 19
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Limitações da Lógica MRP / CRP PITÁGORAS


Faculdade

 Menos eficaz que os sistemas de programação com


capacidade finita de produção;

 Considerado inadequado para empresas com


processos produtivos que apresentam roteiros
complexos, restrições fortes que condicionem o
sequenciamento das ordens e/ou sobreposições
(overlapping).
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

SFC - Shop Floor Control – e Compras PITÁGORAS


Faculdade

Plano detalhado Posição


de materiais e dos
capacidade estoques

Fornecedores COMPRAS SFC Fábrica

Programa
Programa de
detalhado de
Fornecimento
Produção Fronteira
Fronteira com com o chão
o mercado de fábrica
fornecedor
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA
S&OP – Sales DE PRODUÇÃO
and Operation Planning Estratégias

Plano de Plano de
Orçamento Gestão de
Vendas Produção
Empresarial
Agregado Agregado Demanda

Lista de Política de
Recursos RCCP MPS estoques
e tempos

Plano Mestre
Comando de Produção Estruturas,
Parâmetros
Centros
Produtivos,
CRP MRP
Roteiros,
Posição
Tempos
dos
Plano detalhado de
Motor materiais e capacidade
estoques

PITÁGORAS COMPRAS SFC

Faculdade
Programa de Programa detalhado
Fornecimento de Produção
Rodas
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Implementando o MRP II ... PITÁGORAS


Faculdade

A filosofia é bastante
pessoas que não
simples, mas... sabem o que
gerar os resultados fazer com as
esperados, nem tanto. informações...

estoques
que teimam clientes que
em não não param de
baixar... reclamar...
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Implementando o MRP II... PITÁGORAS


Faculdade

A um software robusto devem se


somar três pressupostos básicos para
uma implantação de sucesso:
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Implementando o MRP II... PITÁGORAS


Faculdade

A um software robusto devem se


somar três pressupostos básicos para
uma implantação de sucesso:

• Comprometimento da alta direção


FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Implementando o MRP II... PITÁGORAS


Faculdade

A um software robusto devem se


somar três pressupostos básicos para
uma implantação de sucesso:

• Comprometimento da alta direção


• Gerenciamento adequado da implantação
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Implementando o MRP II... PITÁGORAS


Faculdade

A um software robusto devem se


somar três pressupostos básicos para
uma implantação de sucesso:

• Comprometimento da alta direção


• Gerenciamento adequado da implantação

EDUCAÇÃO E TREINAMENTO
EM TODOS OS NÍVEIS
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Educação e Treinamento em todos os níveis PITÁGORAS


Faculdade

 Do que adianta um avião excelente e caro na mão de


pilotos mal preparados?
 É comum encontrar empresas com sistemas de
“controle de estoques” que custaram mais de US$ 1
milhão ...
 Não basta o treinamento operacional; é preciso que
todos conheçam a lógica por trás do sistema MRP II
 O treinamento tem um papel importante no
combate às resistências com base no desconhecido
...
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Como realizar o treinamento? PITÁGORAS


Faculdade

Treinamento conceitual expositivo ...


é necessário, porém é estático e não permite que
os participantes entendam a dinâmica do
MRP II, suas vantagens e limitações

Treinamento com o próprio software ...


também é necessário para as pessoas que vão
operá-lo, porém é muito complexo para o
treinamento gerencial que visa o entendimento dos
conceitos da ferramenta MRP II como um todo
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Exemplo de Utilização
MRP II

PITÁGORAS
Faculdade
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

O Sistema MRP II PITÁGORAS


Faculdade

S&OP

RCCP MPS

CRP MRP

Compras SFC
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

O Sistema MRP II PITÁGORAS


Faculdade

S&OP O S&OP é o plano de


produção de longo
prazo, agregado em
famílias, que visa
MPS garantir a coerência
entre as principais
áreas funcionais:
Marketing, Manufatura
CRP MRP e Finanças

Compras SFC
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

PITÁGORAS
Faculdade

Os participantes farão a previsão


de vendas mensais, agregada em
famílias, e planejarão a produção
de acordo com sua política de
estoques...

... e poderão
acompanhar as
posições de
produção e estoque
no gráfico,...
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

PITÁGORAS
Faculdade

... além de analisar


financeiramente o seu
plano.
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

O Sistema MRP II PITÁGORAS


Faculdade

S&OP O MPS é o plano de


produção semanal de
produtos finais,
gerenciando o estoque
MPS de acabados e gerando
a informação de
entrada para o cálculo
de necessidades (MRP)
CRP MRP

Compras SFC
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

PITÁGORAS
Faculdade

Inicialmente é necessário
desagregar a previsão por
famílias e mensal em previsões
semanais e por produto.
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

PITÁGORAS
Com as previsões já
Faculdade
desagregadas...

... os participantes
poderão planejar a
produção de cada
produto final.
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

O Sistema MRP II PITÁGORAS


Faculdade

O MRP é o módulo que faz o


S&OP cálculo de necessidades de
materiais, requerendo ser
apenas parametrizado
(tempos, estoques de
MPS segurança e tamanhos de
lote).
O MRP vai gerar as
mensagens de ação que
CRP MRP caracterizam o
gerenciamento por exceção

Compras SFC
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

PITÁGORAS
Faculdade

Os participantes
definirão os parâmetros
de estoque de
segurança e lote mínimo
no MRP, ...
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

PITÁGORAS
Faculdade

... e analisarão as
mensagens de exceção!
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

O Sistema MRP II PITÁGORAS


Faculdade

S&OP O CRP é o módulo que


calcula as necessidades
de capacidade, com
MPS base no plano de
produção gerado pelo
MRP

CRP MRP

Compras SFC
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Os participantes PITÁGORAS
Faculdade
analisarão a
distribuição da carga
de trabalho em cada
centro produtivo,
através do CRP
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Também PITÁGORAS
Faculdade
poderão
localizar
facilmente os
estouros de
carga através
do gráfico
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

PITÁGORAS
Faculdade

Além de analisar o
plano detalhado de
capacidade para
identificar quais
ordens de produção
são responsáveis
pela carga em cada
período.
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

O Sistema MRP II PITÁGORAS


Faculdade

S&OP O módulo de Compras


faz a liberação das
ordens de compras,
controlando estas
MPS ordens e permitindo a
avaliação do
desempenho dos
CRP MRP fornecedores

Compras SFC
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

PITÁGORAS
Faculdade

Os participantes
liberarão as ordens
de compras, seja
automaticamente,
através do MRP, ou
fazendo alterações
manuais
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

O Sistema MRP II PITÁGORAS


Faculdade

S&OP O módulo SFC faz a


liberação das ordens
de produção,
MPS controlando estas
ordens e permitindo a
avaliação do
desempenho da fábrica
CRP MRP

Compras SFC
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Os participantes liberarão
PITÁGORAS
as ordens de produção,
Faculdade
determinando inclusive a
seqüência de fabricação,
para cada centro de
trabalho

Além de dimensionar a
quantidade de mão de
obra e horas extras
necessárias para a
produção
FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Os participantes liberarão
PITÁGORAS
as ordens de produção,
Faculdade
determinando inclusive a
seqüência de fabricação,
para cada centro de
trabalho

Além de dimensionar a
quantidade de mão de
obra e horas extras
necessárias para a
produção

POP Profª. Daniele Dias Araújo


FACULDADE PITÁGORAS – ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

PITÁGORAS
Faculdade

 FITZSIMMONS, James A. – Administração de Serviços:


Operações, estratégias e tecnologia da informação –
Porto Alegre, Bookman 2005

 CORRÊA, Henrique Luiz; CAON, Mauro – Gestão de


Serviços: lucratividade por meio de operações e de
satisfação dos clientes – São Paulo, Atlas 2004

Você também pode gostar