Você está na página 1de 23

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS


DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA

Cultivo do Agapanto
Lírio-Africano: A flor do amor.

DISCIPLINA DE PLANTAS ORNAMENTAIS

DAIANE MARTINS
JONATHAN RICARDO
31 DE MAIO DE 2017
RODRIGO TELLES
Introdução
- É uma planta pouco conhecida, mas sua produção e comercialização
vem crescendo.

- 3 cores mais comuns

Fonte: fr.pinterest.com
Origem

- Sul da África (África do sul, Lesoto, Suazilândia e


Moçambique).

gardeningknowhow.com
Classificação botânica
- Nome Científico: Agapanthus
africanus
- Nome Popular: Agapanto
- 1679: Europa - Pertencia ao gênero
Hyacinthus.
- 1980 - Encke - Gênero dentro da
família Liliaceae.
- 1992 - Watson e Dallwitz -
Amaryllidaceae
- 1998 - Especialista em Agapanto,
designa propria família: Fonte: fr.pinterest.com
Agapanthaceae
Classificação botânica
- Classe: Monocotyledonae
- Gênero: Agapanthus
- Espécies de 40 cm a 1,8m
- Diâmetro: 30 a 60 cm
- Folhas basais, suculentas,
lustrosas, dispostas de forma
alternada, sem estípulas e pecíolo

Detalhe das folhas.


Fonte: fr.pinterest.com
Classificação botânica
Fonte: fr.pinterest.com

- Inflorescência tipo umbela 10 - 15


cm
- Cada inflorescência possui de 10 a
150 flores individuais
- Cada flor possui 6 sépalas e ovário
súpero
- Fruto apresenta 1 cm com três
lóculos
- Sementes negras, brilhantes e
Detalhe dos frutos.
Fonte: bp.blogspot.com aladas
Morfologia

Detalhe sementes
Fonte: gardenersworld.com
Ciclos de crescimento
- PERENES
- Folhagem verde o ano todo

- Floração inicio primavera e começo de outono

- CADUCIFÓLIAS
- O ciclo se inicia com a caídas das folhas na
primavera

- Crescimento rápido

- Floresce na metade do verão

gardeningknowhow.com
Usos

Fonte: siguta.com.br
Usos

Fonte: siguta.com.br
Usos
- Flor de corte

- Flor envasada

- Bouquets

- PRETORIUS et al. (2002) provaram


que agapanthus possui propriedades
Fonte: siguta.com.br
fungicidas sobre fungos de
importância econômica
Requerimentos agroecológicos do
gênero

Fonte:
Temperatura, fotoperíodo e
luminosidade
- Não necessita de um
fotoperíodo particular para
florescer
- Indução de floração
- < ou igual 15ºC durante 50 a 60
dias.

- Depois deste período de frio, 20


a 22ºC,
- demoram uns 120 dias para o início
da floração. gardeningknowhow.com

- Algumas espécies podem


suportar até -15ºC
Aspectos de manejo: Solo
De forma geral não são exigentes: nascem em solos muito pobres;

Porém os melhores resultados, se obtém em solos ferteis e com


boa drenagem (Perry,2003)
Aspectos de manejo: Fertilização
Não existem na literatura demandas nutricionais especificas de Agapathus

No entanto:

 Toleram altos niveis de acidez e alcalinidade: sendo o pH otimo entre 5,8


à 6,3

 Condudividade elétrica: < 2dS/m (afetam negativamente a brotação dos


rizomas, rendimento e qualidade das flores (PINOCHET, 1999)

 De forma geral no final do inverno, aplique, formula 04-14-08 (duas


colheres de sopa planta)

 Sugestão: 1/3 de terra comun de jardim/ 1/3 de terra vegetal/ 1/3 de


composto orgânico
Propagação por sementes
Propagação por sementes: Apenas para criar novas variedades de
hibridos (Variação genética);
Propagação por divisão de plantas:
Tousseiras
Propagação por divisão de plantas: E a forma mais
tradicional para multiplicar as plantas de agapanto;

ELIMINA O PERIODO JUVENIL

- Qualidade de material;
- Livre de doenças
Propagação por divisão de plantas:
Tousseiras
Antes de dividir as plantas, deve se:
1. A folhagem deve ser reduzida pela metade;
2. Rizomas reduzir em um terço.
Recomendações:
3. Distancia de plantação: entre 15 a 20 cm
4. Profundidade: Apenas coberto pelo solo: De 2 a 5
cm
Propagação por cultivo de Tecidos
Obtem –se clones a partir de materias ‘parentais’
Vantagens:
- Maior quantidade de plantas;
- Menor quantidade de tempo
Desvantagens:
-Alto custo,
Comercialização
Preço: Em Holambra / SP a planta estava
sendo vendida por R$ 2,95 e um saquinho
com três bulbos (mudas) estava R$ 4,00.
Referências Bibliográficas
1. Vidal B, Maria Gabriela. Estudios en Agapanto (Agapanthus africanus
(L.) Hoffmgg.): efecto del tamaño del propagulo en el desarrollo
vegetativo y floral de la planta; conservacion postcosecha de sus
flores. Universidad Austral de Chile. Fac. de Ciencias Agrarias.
Valdivia.2004.102 p 

2. PRETORIUS, J.; ZIETSMAN, P. y EKSTEEN, D. 2002. Fungitoxic


properties of selected South African plant species against plant
pathogens of economic importance in agriculture. Annals of Applied
Biology 141: 117-124. (Original no consultado). (Compendiado en
Cabs Abstracts 2003).
OBRIGADO!

Você também pode gostar