Você está na página 1de 17

Curso: Tecnologia em

Manutenção de Aeronaves
Componente curricular: Entelagem e Pintura

Código: EPTC2

Professor: Paulo Vanucci


Ano/ Semestre: 1° Semestre
Total de aulas: 80

Nº aulas semanais: 4

Total de horas: 66,7


Abordagem Metodológica
PRÁTICA E TEÓRICA
Uso de laboratório ou outros
ambientes além da sala de aula?
( X ) SIM ( ) NÃO

Qual(is)?
Hangar de manutenção e laboratório de células.
EMENTA
Disciplina aborda sobre os processos mais comuns em manutenção de aeronaves. A entelagem

discorre sobre os materiais de revestimentos e técnicas de aplicação e manutenção das telas.

Aborda também os conceitos de pinturas e conservação de aeronaves, detalhando os materiais

utilizados, técnicas de aplicação de tintas e mascaramentos.


OBJETIVOS
Identificar o tipo de material e os procedimentos de revestimento e de reparos de
aeronaves com tecido. Também saber trabalhar com processos de proteção e
impermeabilização dos revestimentos de tecido. Finalmente, selecionar o material e os
procedimentos de acabamento e de restauração de pintura de aeronaves.
CONTEUDO PROGRAMÁTICO
Entelagem (20h.a): Tecidos para aeronaves; miscelânea de materiais têxteis; emendas;
revestimento; aberturas no revestimento; reparos na cobertura de tecido; revestimento de
superfícies com fibra de vidro; causas da deterioração de tecidos; teste de tecido de
revestimento; dopes e aplicação de dope. Conteúdo conforme RBHA 65 – Módulo
Especializado Célula.
Pintura (20h.a): pintura de aeronaves; acabamento; compatibilidade dos sistemas de
pintura; métodos de aplicação de acabamentos; problemas comuns com tintas; pintura de
adornos e números de identificação; decalcomanias (decalques). Conteúdo conforme RBHA
65 – Módulo Especializado Célula.

Conforme RBHA 65 – Módulo Especializado.


METODOLOGIAS
1. Aulas Expositivas Dialogadas

2. Seminários

3. Trabalhos em Grupo

4. Resolução de Problemas

5. Estudo de Casos

6. Debates

7. Discussões e/ou Outros.


DOS CRITÉRIOS DE APROVAÇÃO
Os critérios de APROVAÇÃO nas disciplinas, envolvendo simultaneamente frequência
e avaliação, são os seguintes:

I. é considerado aprovado por média o estudante que obtiver, na disciplina,


nota final igual ou superior a 6,0 (seis) e frequência mínima de 75% (setenta e cinco
por cento) das aulas e demais atividades;
RETENÇÃO
Os critérios de APROVAÇÃO nas disciplinas, envolvendo simultaneamente frequência e
avaliação, são os seguintes:

I. o estudante que obtiver frequência menor que 75% (setenta e cinco por cento) da carga
horária da disciplina, independentemente da nota que tiver alcançado;

II. o estudante que obtiver frequência maior ou igual a 75% (setenta e cinco por cento) e
que tiver obtido média final menor que 4,0 (quatro);

III. o estudante que obtiver frequência maior ou igual a 75% (setenta e cinco por cento) e
que tiver obtido, após Instrumento Final de Avaliação, média final menor que 5,0 (cinco) ou
nota do Instrumento Final de Avaliação menor que 6,0 (seis).
Data das Provas e trabalhos
Provas 40 % Seminários 25 %

P1: 12 ABRIL 2019 P2: 7 JUNHO 2019 - GRUPO 1

14 JUN – GRUPO 2

Práticas 25 % 21 JUN – GRUPO 3

Desempenho nas práticas 28 JUN – GRUPO 4

LISTA DE EXERCÍCIO 10 %
GRUPO 1
• REMOÇÃO DE PINTURA DE AERONAVES
GRUPO 2
• MATERIAIS DE ACABAMENTO EM AERONAVES
GRUPO 3
• DOPES E APLICAÇÃO DE DOPE
GRUPO 4
• TINTAS E VERNIZES
BIBLIOGRAFIA BÁSICA
HOFFMAMM, S. Soldagem: Técnicas, Manutenção, Treinamento e Dicas. São Paulo:
Editora MM, 2001.
BIBLIOGRAFIA COMPLEM.
RIBEIRO, R. P. Manutenção e Fabricação de Aeronaves. Belo Horizonte, Centro de
Estudos Aeronáuticos, UFMG, 2006. Disponível em:
<http://www.demec.ufmg.br/port/d_online/diario/EMA062/>acesso em
22/mai/2013
HOMA, J. Aeronaves e motores: conhecimentos técnicos. São Paulo: Editora Asa,
2008.
CAMPBELL JUNIOR, F. Manufacturing technology for aerospace structural materials.
London, UK: Elsevier Science, 2006.