Você está na página 1de 19

Engenharia de Produção: Um retrato da

profissão no cenário Nacional


Jéssyk Daiana Lima dos Santos
INTRODUÇÃO
No Brasil a Engenharia de Produção tem apresentado um grande
crescimento, especialmente comparada com as modalidades tradicionais de
engenharia do Brasil tais como elétrica, civil ou mecânica. Um dos principais
motivos que possa explicar este fenômeno no brasil, é que o mercado cada
vez mais precisa de um profissional multidisciplinar que consiga aglutinar
conhecimentos técnicos e conhecimentos de gestão
Ser multidisciplinar é Preciso
Surgimento da Engenharia de Produção no
mundo
O nascimento da Engenharia de Produção, como é geralmente
aceito,se deu nos Estados Unidos, no período de 1882 a 1912
[...] o Scientific Management passou a ser introduzido em
inúmeras empresas por consultores que se intitulavam
“industrial engineers”.Daí a criação de Industrial Engineering,
nome pelo qual é conhecida a Engenharia de Produção nos
Estados Unidos. Taylor é em geral considerado o pai da
Administração Cientifica e da Engenharia de Produção por sua
obra preceder e ser mais abrangente do que a dos outros
engenheiros antes citados. (LEME,1983).
Surgimento da Engenharia de Produção no
mundo
1.Surgimento da Produção
em Massa: destaque
mundial da profissão
1.Desenvolvimento do (Século XX).
“Scientifi Management”:
origem da profissão
(Século XX) 1.A Primeira Escola: da
prática para a ciência
(Entre 1882 a 1912);

1.A Revolução Industrial:


origem da prática da
profissão (Séculos XIX e XX)
Surgimento da Engenharia de Produção no
Brasil
No documento “História de Engenharia de Produção no Brasil” (1983) o
autor Professor Ruy Aguiar da Silva Leme (FEA/USP), mostra que a
Engenharia de Produção tem sua origem no país “quando a Escola
Politécnica aprovou os cursos de Engenharia de Produção e
Complemento de Organização Industrial como disciplinas do curso de
doutoramento (o Doutor em Engenharia existente na época).” Continua
o autor afirmando que “o sucesso dos cursos, freqüentado por várias
dezenas de engenheiros, convence a Congregação que a nova área
estava sendo bastante solicitada no mercado de trabalho, fazendo com
que em Maio de 1958 esta aprovasse a instalação, em nível de
graduação, do curso de Engenharia de Produção.
(ABEPRO, 2005, Pag 5404)
Surgimento da Engenharia de Produção no
Brasil
• o Brasil sofreu forte processo de industrialização, tendo nestas empresas, em
Anos de 1950 especial as norte-americanas, posições em organogramas que nas matrizes eram
ocupadas por “Industrial Engineers”, daí a aplicação de Engenheira de Produção

• primeira iniciativa para estabelecer um curso de Engenharia de Produção -


21 de março de 1955 então chamado de "Organizações Administrativas" ou de "Organizações
Industriais" - na POLI/USP em São Paulo/SP;

• Aprovação do primeiro curso de graduação em Engenharia de Produção - opção da


Maio de 1958 Engenharia Mecânica, ao lado da opção Projeto na POLI/USP em São Paulo/SP;

• início do primeiro curso de graduação em Engenharia de Produção na na POLI/USP


Ano 1959 em São Paulo/SP
Surgimento da Engenharia de Produção no
Brasil
• forma-se a primeira turma de Engenharia de Produção da USP, com apenas 12
Anos de 1960 alunos

• A Congregação da POLI/USP aprovou a criação de uma graduação autônoma em


Ano 1970 Engenharia de Produção, assim o Curso de Engenharia de Produção deixou de ser
uma modalidade de Engenharia Mecânica;

• surgiram cursos nas seguintes cidades: Rio de Janeiro; São Paulo; São Carlos; São
Anos 1970 Bernardo do Campo; Piracicaba; Florianópolis, e; Caxias do Sul;

• O primeiro curso de doutorado foi implantado na USP


Ano 1972

• O decreto de numero 78.319 concedeu reconhecimento ao curso de Engenharia de


Agosto de 1976 Produção da POLI, USP.
Retrato da Engenharia de Produção no Brasil
No inicio da década de 90 o
Brasil contava com 15 cursos
de EP em funcionamento,
Este número saltou para 72
no ano 2000 e, em oito anos,
aumentou para 287 A
explosão verificada nos
cursos de EP (aumento de
1820% no período), segundo
dados da ABEPRO em 2011
para aproximadamente 450.
No Brasil, os cursos de engenharia ainda precisam lidar com o alto índice de evasão. Em
2013 ele foi de 28% nos cursos privados, bem acima dos 10% registrados no âmbito do
ensino público no mesmo período, segundo relatório do Observatório da Inovação e
Competitividade (OIC) da USP
As engenharias se consolidaram como
uma das carreiras mais atrativas nos
últimos anos no Brasil.
Em 2000, o número de profissionais
formados no país foi de quase 18 mil;
em 2014, esse número saltou para
quase 68 mil, de acordo com o Censo
MEC.
Apesar do aumento expressivo, quando
comparado com outros países, nota-se
que o Brasil ainda enfrenta um déficit
em relação à formação desses
profissionais.
Áreas da Engenharia de Produção (ABEPRO)
• Engenharia de Operações e Processos da Produção
• Logística
• Engenharia da Qualidade
• Engenharia do Produto
• Engenharia Organizacional
• Engenharia Econômica
• Engenharia do Trabalho
• Pesquisa Operacional
• Engenharia da Sustentabilidade
• Educação em Engenharia de Produção
Competências Profissionais.
Engenharia de Produção

CIÊNCIAS SOCIAIS
ENGENHARIAS APLICADAS
(Administração,
Ciências Contábeis)

 Métodos de Análise da  Métodos Organizacionais;


Engenharia;  Conhecimentos de Ciências Humanas;
Métodos de Projeto da Engenharia  Conhecimentos de Ciências Sociais.
 Técnicas de Matemática;
 Técnicas de Estatística;
 Física.
Destaque para algumas Disciplinas ....

Administração da
produção e operações
Elaboração de projetos de
Esta disciplina tem por engenharia
objetivo Conhecer
operações num viés de
administração da produção Com o objetivo de demonstrar a
sendo capaz de Identificar o sobre a importância dos
papel estratégico e os projetos de viabilidade técnica e
objetivos da administração financeira nas estratégias
da produção organizacionais, capacitando
assim o engenheiro desenvolver
tais projetos
Destaque para algumas Disciplinas....

Engenharia de métodos
Focada no aumento de
produtividade, onde são
levados em contra os Gestão da Qualidade
tempos e movimentos para Com o objetivo de fornecer
realização de algo, tentando
mensurar assim e conhecimento dos métodos
desenvolver métodos de controle de qualidade
alternativos para melhoria que são utilizados nas
de performance de empresas competitivas que
produtividade se destacam no mercado
Destaque para algumas Disciplinas....

Logística e distribuição Aplicada à engenharia de produção

• Com o objetivo de apresentar os conceitos básicos da logística e da gestão da cadeia de


suprimentos, sendo capaz de capacitar o profissional para aplicação de técnicas e métodos
quantitativos para otimização dos problemas em logística e cadeias de suprimentos enfrentados
pelo cotidiano da profissão

Métodos matemáticos aplicados à engenharia de produção

• Os métodos numéricos por si só representam uma faceta essencial no raciocínio analítico e na
compreensão das aplicações tecnológicas que estão na base da vida profissional de um Engenheiro.

Pesquisa Operacional

• A Pesquisa Operacional é uma metodologia utilizada na estruturação de problemas (processos,


produtos ou problemas decisórios) através da construção de modelos matemáticos.
Destaque para algumas Disciplinas....
Planejamento e controle da produção

• A disciplina oferece uma visão global da área de Produção, detalhando a função


de planejamento e controle da produção (pcp), apresentando em profundidade
algumas técnicas consagradas de pcp: forecasting, planejamento dos recursos
de manufatura (mrp), gestão de estoques, sequenciamento, etc.

Simulação da produção e Teoria de Filas

• O ensino de Teoria das Filas e de Simulação da produção devem dar ao


engenheiro uma grande visão de modelagem, solução e análise de problemas
decisórios, a partir dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas relacionadas
com Probabilidade e Estatística, Linguagens de Programação
Conclusão
Engenheiro de Produção tem formação generalista alicerçado nas
noções da produtividade e seu conhecimento com foco na
sustentabilidade e produtividade. Para atender às demandas de um
mercado cada vez mais complexo é importante desenvolver
competências técnicas e competências de Gestão, sendo capaz de
desenvolver a visão micro e macro os processos, para ser possível
resolver os gargalos existente
Fim...