Você está na página 1de 48

Eletrotécnica

Aula: Circuitos trifásicos


Sistema polifásicos simétricos
 Sistema polifásico é aquele que contém dois ou mais circuitos elétricos,
cada um com sua fonte de tensão alternada. Estas tensões têm a mesma
freqüência e estão defasadas entre si de um ângulo definido. Cada circuito do
sistema constitui uma fase.

 Um sistema é simétrico quando as tensões do sistema polifásico de n fases


têm o mesmo módulo, se dispõem em seqüência e estão defasadas, uma da
outra, de 1/n do período (1 período = 360 graus).

 Um sistema polifásico em que, em cada fase, as correntes e o fator de


potência têm o mesmo valor, é chamado equilibrado. Se a corrente ou o
fator de potência de pelo menos uma das fases for diferente do das demais, o
sistema é desequilibrado.
Sistema trifásico
 Um circuito trifásico é a combinação de três circuitos monofásicos.
 Entre os sistemas polifásicos estudados, os cientistas concluíram que o
trifásico é o mais econômico
 Em um sistema trifásico balanceado, a potência é fornecida por um
gerador CA que produz três tensões iguais em módulo, mas que são
defasadas de 120° uma da outra.

Fig. 1 – Representação Fig. 2 – Representação Fig. 3 – Representação


cossenoidal Fasorial senoidal
Circuitos trifásicos
 Embora os circuitos monofásicos sejam amplamente usados em
sistemas elétricos, a maior parte da geração e da distribuição de
corrente alternada é trifásica.

 Vantagens:
 Permitem flexibilidade na escolha das tensões;
 Podem ser usados em cargas monofásicas;
 Equipamentos trifásicos tem menores dimensões, são mais leves
e mais eficientes que as máquinas monofásicas de mesma
capacidade.

 O fator √3 é utilizado para conversão de grandezas monofásicas


para trifásicas. Ex:Vmono=220V;Vtri=220* √3=380V.
Sequência de fase

 Será convencionado que os fasores representativos das tensões e


correntes alternadas trifásicas giram no sentido anti-horário.

 Seqüência de fases é a ordem na qual os fasores se sucedem, em


sentido anti-horário, a partir do eixo de referência. Designando-se as
fases por A, B e C, há duas possibilidades:
Sequência de fase
 seqüência ABC ou positiva: os fasores giram em sentido anti-
horário, na seguinte ordem: fasor A, fasor B, fasor C OU na seqüência
AB, BC, CA:
Sequência de fase
 seqüência CBA ou negativa: os fasores giram em sentido anti-
horário, na ordem inversa: fasor C, fasor B, fasor A OU na seqüência
CA, BC, AB:
Sequência de fase
Sequência de fase
 Um gerador trifásico produz três tensões alternadas defasadas entre si
de 120º. Se as tensões induzidas forem senoidais, na seqüência ABC a
tensão B estará atrasada de 120º em relação a A e C, atrasada de 240º
de A:
Gerador
Tipos de ligações
Tipos de ligações
Relação entre valores de linha e de fase

 Operador α:

 Exemplo:
Relação entre valores de linha e de fase
 Tensão de fase: tensão medida entre as bobinas do gerador.

 Tensão de linha: tensão medida entre os condutores que ligam o gerador à


carga.

 Corrente de fase: corrente que circula em cada uma das bobinas do


gerador ou corrente que percorre cada uma das impedâncias de carga.

 Corrente de linha: corrente que circula nos condutores que ligam o


gerador à carga.
Tipos de ligação
 As três fases de um sistema trifásico podem ser ligadas de
duas formas:

 Ligação em Y ou estrela;
 Ligação em Δ ou triângulo;
Ligação Y ou Estrela
 Todas as bobinas são conectadas por um nó comum, o centro
estrela.
Ligação Y ou Estrela - Relação entre
valores de linha e fase
Ligação Y ou Estrela
 Ligação estrela

 As correntes nas bobinas (ou de fase) são iguais às correntes na


linha (ou de linha). Ao contrário, as tensões de linha (entre duas
fases) são √3 maiores do que as tensões de fase (entre fase e
neutro)
Ligação Y ou Estrela – Diagrama
fasorial
Ligação Delta: Definições
 Cada terminal das bobinas é conectado com um terminal de
polaridade oposta de outra bobina
Ligação Delta- Relação entre valores
de linha e fase
 Ligação Delta

Sequência positiva

Sequência negativa

 As tensões de linha são iguais às de fase, porém as correntes


de linha são √3 vezes as correntes de fase.
Sequência de fase
 Sequência ABCABCABC – Seqüência positiva ou direta.
 Estrela - Nesta seqüência as tensões de linha são adiantadas
de 30° das tensões de fase. Ex.:
 Delta - Nesta seqüência as correntes de linha são atrasadas
de 30° das correntes de fase. Ex.:

 Sequência BACBACBAC – Seqüência negativa ou inversa.


 Estrela - Nesta seqüência as tensões de linha são atrasadas
de 30° das tensões de fase. Ex.:
 Delta - Nesta seqüência as correntes de linha são
adiantadas de 30° das correntes de fase. Ex.:
Circuitos trifásicos – Escolha da
referência
 A escolha de uma tensão de referência com ângulo de fase nulo
determina os ângulos de fase de todas as demais tensões do sistema.
No exemplo a seguir VBC foi escolhida para referência. O triângulo
abaixo mostra todas as tensões.
Equivalência Y-Delta
Equivalência Y-Delta
Cargas trifásicas equilibradas -
Exemplos
Cargas trifásicas equilibradas -
Exemplos
 Solução
Gerador e carga ligadas em estrela
Cargas trifásicas equilibradas -
Exemplos
Cargas trifásicas equilibradas -
Exemplos
 Solução
Cargas trifásicas equilibradas -
Exemplos
 Solução – diagrama de fasores
Gerador e carga ligadas em delta
Cargas trifásicas equilibradas -
Exemplos
 Um gerador trifásico ligado em triângulo tem impedância
por fase igual a j0,6 Ω e está ligado a uma linha de
transmissão cuja impedância por fase é de 0,2+j0,4 Ω. A
outra extremidade da linha de transmissão está conectada a
duas cargas trifásicas equilibradas, em paralelo: a primeira,
em estrela, tem impedância de 2+j1 Ω por fase; a segunda,
em triângulo, apresenta por fase impedância de 6 Ω. Sabe-se
que a tensão interna do gerador é de 380 V. Adote sequência
de fase direta e determine:
 a) as correntes na linha de transmissão;
 b) as correntes de fase, nas cargas;
 c) as tensões de fase e as tensões de linha, nas cargas.
Cargas trifásicas equilibradas -
Exemplos
 Solução
 Transforma o gerador triangulo em estrela equivalente

 Transforma a carga triangulo em estrela equivalente

 Circuito monofásico equivalente


Cargas trifásicas equilibradas -
Exemplos
 Solução
 Obtendo a impedância equivalente

 Corrente de linha
Cargas trifásicas equilibradas - Exemplos
 Solução
 Corrente de fase carga em estrela

 Corrente de fase na carga tringulo: Corrente de fase no


equivalente estrela = corrente de linha na carga delta
Cargas trifásicas equilibradas - Exemplos
 Calculo da tensão de fase e linha
 Caga em estrela
 Tensão de fase

 Tensão de linha

 Carga em estrela: Por esta em paralelo com a estrela suas


tensões de linhas são iguais
Cargas trifásicas equilibradas -
Exemplos
 O circuito abaixo é ou não um circuito trifásico equilibrado?
Explique. Determine Io.
Cargas trifásicas equilibradas -
Exemplos
 IaA = 240/0º / (3 + J2 + 7 +
J28) = 7.59/-71,57º A

 IbB = 240/120º / (3 + J2 + 17
+ J18) = 8.49/75º A

 IcC = 240/-120º / (3 + J2 + 17
– J42) = 5.37/-56,57º A

 IaA + IbB +IcC = Io =


8.32/155.28º A
Cargas trifásicas equilibradas -
Exemplos
 O circuito abaixo é ou não um circuito trifásico equilibrado?
Explique. Determine Io.
Potência em cargas trifásicas
Potência em cargas trifásicas
Potência em cargas trifásicas
 Tensão e corrente em um sistema trifásico

 Potência trifásica complexa


Potência em cargas trifásicas
 Generalizando

 Onde:
 +θ: Circuito indutivo
 -θ: Circuito capacitivo
Potência em cargas trifásicas
 Carga Delta:
Potência em cargas trifásicas
 Carga Estrela:
Exemplos
Exemplos

Você também pode gostar