Você está na página 1de 33

DISCIPLINA DE

TOPOGRAFIA E
GEORREFERENCIAMENTO

Prof.(a) Mestre Tassiane Apolinário de Oliveira


Departamento de Engenharia Civil
Unopar – Ponta Grossa
Prof.(a) Tassiane Apolinário de Oliveira
• Engenheira Civil
• Formada pela UEPG em 2016
• Mestre em Engenharia da Construção Civil pela UFPR em 2019
• Mestrado na área de Materiais e Estruturas
• Bolsista pesquisadora no LACTEC (Departamento de Estruturas
Civis)
• Projeto P&D ANEEL 0371-0023/2016 – Grupo Equatorial
Energia

2
Programa da Disciplina
• Introdução à topografia e equipamentos topográficos
• Conceitos gerais de topografia
• Teodolito
• Estação total
• Referências Geodésicas e Topográficas
• Datum Geodésico
• Sistema Geodésico de referência
• Sistemas e transformação de coordenadas
• Planialtimetria
• Planimetria e altimetria
• Levantamento Topográfico – Planimétrico
• Levantamento Topográfico - Altimétrico
• Cartografia
• Cartografia
• Sensoriamento e sig
• Sistema de posicionamento global - GPA
3
Sistema de avaliação
1º bimestre:
• Listas de exercícios – 600 pontos.
• Relatórios (aulas práticas) – 400 pontos.
• Avaliação oficial (08/10/2019) – 1000 pontos. (800 ou 600 para participantes
do inovação).
• Inovação – 200 pontos por participação e mais 200 por submissão de
artigos – retirados da avaliação.
2º bimestre:
• Listas de exercícios – 350 pontos.
• Relatório (aulas práticas) – 150 pontos.
• Trabalhos – 1000 pontos.
• Avaliação oficial (03/12/2019) – 4000 pontos.
4
Bibliografia básica
• CORREA, Priscila Marques. Topografia e Geoprocessamento. Porto Alegre: SAGAH, 2017.
[Minha Biblioteca]
https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788595022713/cfi/1!/4/4@0.00:63.4
• TULER, Marcelo; SARAIVA, Sérgio. Fundamentos de topografia. Porto Alegre: SAGAH, 2016.
[Minha Biblioteca]
https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788569726586/cfi/1!/4/4@0.00:53.4
• LONGLEY, Paul A. Sistemas e ciência da informação geográfica. – 3. ed. – Dados eletrônicos. –
Porto Alegre: Bookman, 2013.
[Minha Biblioteca]
https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788565837651/cfi/1!/4/4@0.00:60.2
• DAIBERT, João Dalton. Topografia: técnicas e práticas de campo. - 2. ed. - São Paulo: Érica, 2014.
[Minha Biblioteca]
https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788536518817/cfi/2!/4/4@0.00:0.00
• MCCORMAC, Jack. Topografia. - 6. ed. - Rio de Janeiro: LTC, 2019.
[Minha Biblioteca]
https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788521630807/cfi/6/10!/4/16/6@0:0
5
CONCEITOS
GERAIS DE
TOPOGRAFIA

UNIDADE 1 – INTRODUÇÃO
À TOPOGRAFIA E
EQUIPAMENTOS
TOPOGRÁFICOS
História da topografia
• Necessidade de locomoção
• Orientação nos deslocamentos
• Criação de itinerários por meio de pontos de
referência

MAPEAMENTO

TOPOGRAFIA
7
História da topografia
PROGRAMA
ESPACIAL

EQUIPAMENTOS E
ERASTÓTENES – MAPAS DE GRANDE
TÉCNICAS – GPS
RAIO DA TERRA PRECISÃO - GUERRAS
ROMANOS FRONTINO
120 a. C. Séc. XV e XIX 1950
200 a. C. Séc. I Séc. XX 1970
AVANÇOS
EGITO – GEOMETRIA – LIMITAÇÕES DE
TECNOLÓGICOS –
MEDIÇÕES GREGOS HERON FRONTEIRAS PELOS
REGISTROS
COM CORDAS (TOPÓGRAFO) PAÍSES COLONIZADORES
AUTOMÁTICOS

MAPAS

8
Topografia e sua importância
Ciência que estuda uma área limitada da superfície terrestre para
conhecer sua forma e a sua posição no espaço geográfico.

CONTORNO
E RELEVO

Conhecimento dos instrumentos e


métodos para efetuar a representação
do terreno sobre uma superfície
plana de projeção.

9
Topografia e sua importância
ARQUITETURA

ENGENHARIA
AGRONOMIA
CIVIL

PLANEJAMENTO
10
Topografia e sua importância
Plano topográfico fornece:
• Conhecimento do terreno
• Planejamento de mudanças no terreno
• Delimitações das porções territoriais
• Descrição do relevo
• Presença e detalhamento de área de preservação ambiental
• Descrição dos aspectos naturais (rios, córregos, rochas, taludes)
• Descrição de elementos existentes no local (edificações, meio fios,
caixas de drenagem, arruamentos internos, postes, edificações
confrontantes, etc.)
Possibilita escolha da melhor solução de engenharia (economia).
Qualidade nas medições – precisão (diferença entre medições) e
exatidão (diferença do valor real – erros aleatórios)
11
Tipos de levantamentos topográficos
PONTOS DE CONTROLE

12
Tipos de levantamentos topográficos
Planimétrico:

COORDENADAS
XeY

13
Tipos de levantamentos topográficos
Altimétrico:
DIFERENÇA DE NÍVEL ENTRE COORDENADA Z
PONTOS DO TERRENO

14
Tipos de levantamentos topográficos
Planialtimétrico:

15
Tipos de equipamentos
Medidores eletrônicos de distância (MED):
• Medir distâncias entre pontos topográficos
• Acoplado com um teodolito ótico-mecânico
• Laser infravermelho com precisão de três casas decimais
• Base para criação dos equipamentos novos

16
Tipos de equipamentos
Teodolitos:
• Medir ângulos verticais e horizontais
• Nível acoplado - indicar ou medir inclinações em planos
• Leitura de círculo graduado (ótico) ou sistema de captores
eletrônicos (digital)

17
Tipos de equipamentos
Estação Total:
• MED + Teodolito
• Controle central único
• Processamento dos dados
• Redução de tempo, número de pessoas e erros de precisão

18
Tipos de equipamentos
Nível eletrônico:
• Leituras realizadas em uma mira graduada com código de
barras
• Correlação entre imagem da mira e imagem padrão gravada no
equipamento

19
Tipos de equipamentos
GNSS (Global Navigation Satellite System):
• Posicionamento considerando a triangulação de sinal
• Não há necessidade de intervisibilidade entre os pontos de
controle
• Precisão geodésica
• RTK (Real Time Kinematic) – reduz erro do GPS – precisão de
centímetros – estação base e rover

20
Tipos de equipamentos
GNSS (Global Navigation Satellite System):

21
Aplicações da topografia
Pontos de controle
Levantamentos cadastrais e georreferenciamento
(propriedades rurais e urbanas
Descrições hidrográficas
Informação para projetos lineares (rodovias, ferrovias e
tubulações)
Levantamento As-built (locação de obra civil)
Levantamento de minas (orientação de operações)
Usucapião (aplicação do parcelamento territorial urbano
ou rural pela posse ininterrupta - lei nº 6.766)
22
Cartografia
• Carta: representação precisa da Terra, permitindo a medição de
distâncias, direções e a localização de pontos
• Presença de distorções
• Finalidade específica (precisão e conteúdo)
• Cartas topográficas – confeccionadas mediante levantamento
topográfico regular que incluem os acidentes naturais e
artificiais, permitindo a determinação de altitudes
• Os ângulos são representados em verdadeira grandeza e as
distâncias são reduzidas segundo uma razão constante

ESCALA
23
Cartografia - escala
• Relação constante entre o valor de uma distância medida na
planta/carta/mapa e sua distância correspondente no terreno

1 𝑑
𝐸= =
𝑀 𝐷

• E = escala
• d = dimensão correspondente no desenho
• D = dimensão correspondente no terreno
• M = módulo da escala

24
Cartografia - escala
• Tipos de escala:
• Ampliação: quando d > D (2:1; 3:1)
• Natural: quando d = D (1:1)
• Redução: quando d < D (1:500; 1:1000)
• Formas de apresentação:
• Fração: 1/200; 1/500
• Proporção: 1:200; 1:500
• Adimensional: uma unidade equivale a 200 unidades.

25
Cartografia - escala
• Representação de terreno: duas escalas (X e Y) – escolher a de
maior módulo (M) ou menor razão
• NBR 8196 (1999) – Desenho técnico – Emprego de escalas
• Escala adotada depende do grau de complexidade do desenho e
da finalidade da representação
• Suficiente para permitir interpretação clara das informações e
representações

26
Cartografia - escala

27
Cartografia - escala
• NBR 13133 (1994) – Execução de levantamento topográfico
• Croqui – esboço gráfico sem escala definida com objetivo de
facilitar a identificação de detalhes
• Fases do levantamento topográfico:
a) planejamento, seleção de métodos e aparelhagem;
b) apoio topográfico;
c) levantamento de detalhes;
d) cálculos e ajustes;
e) original topográfico;
f) desenho topográfico final;
g) relatório técnico.
28
Cartografia - escala
Exercícios de aplicação:
1) Em um plano topográfico, um dos lados da poligonal
representada no papel mede 86 cm. Sabendo que a escala de
representação gráfica é de 1:4.000, a medida correspondente a
esse lado do terreno, em metros, será:

M = 4000 1 ------------ M 1 ------------------ 4000


d = 86 cm d ------------ D 86 cm ------------ D cm

D = 344000 cm = 3440 m

29
Cartografia - escala
Exercícios de aplicação:
2) Em uma planta topográfica projetou-se um loteamento de
forma regular cujas dimensões são de 1,6 km e 1,75 km de lados.
Sabendo-se que o mesmo deve ser representado numa folha de
papel cujas dimensões úteis são 0,4 m e 0,35 m, pede-se a escala
mais conveniente para o melhor aproveitamento do papel.
D1 = 1,6 km = 160000 cm 1 ------------------ M1 M1 = 4000
D2 = 1,75 km = 175000 cm 40 cm ------------ 160000 cm M2 = 5000
d1 = 0,4 m = 40 cm
d2 = 0,35 m = 35 cm 1 ------------------ M2
35 cm ------------ 175000 cm E = 1:5000
30
Cartografia - escala
Exercícios de aplicação:
3) O Laboratório de Topografia ocupa uma sala de aula com
dimensões reais iguais a 6,10 m x 4,30 m. Numa planta a ser
desenhada na escala 1:50, solicita-se informar quais as
correspondentes dimensões gráficas que a sala terá, em centímetros.

D1 = 6,10 m = 610 cm 1 ------------------ 50 d1 = 12,2 cm


D2 = 4,30 m = 430 cm d1 ----------------- 610 cm d2 = 8,6 cm
M = 50
1 ------------------ 50
12,2 cm x 8,6 cm
d2 ----------------- 430 cm

31
Cartografia - escala
Exercícios complementares:
4) Numa determinada planta topográfica, desenhada na escala 1:500, foi medida
a distância gráfica entre dois marcos topográficos A e B, utilizando-se de uma
régua comum, e encontrou-se o valor 58,4 cm. Solicita-se determinar o valor da
distância correspondente no terreno, em metros, entre os dois marcos.
5) Ao medirmos em um mapa cuja escala é ao milionésimo, isto é, 1: 1.000.000,
encontramos uma estrada de 230 km de extensão. O comprimento gráfico é
equivalente a:
6) Durante a fase de locação do alinhamento de uma rodovia, foi realizada um
reconhecimento do local, cuja distância real percorrida foi de 65 km em 2,5 cm
de deslocamento num mapa. Qual foi a escala utilizada no mapa?

32
Cartografia - escala
Exercícios complementares:
7) Em um mapa, de escala 1:4500000, a distância em linha reta entre as cidades A
e B é de 2 cm. Um avião, voando a velocidade constante de 360 km/h e em linha
reta, levaria quanto tempo, em minutos, para percorrer o trajeto entre as duas
cidades? Considerar Velocidade = Distância/Tempo.
8) É preciso desenhar numa planta topográfica, representada na escala 1:2.000,
uma linha reta que corresponde a um trecho de estrada e cuja extensão real é
igual a 623,00 m. Não dispondo-se de um escalímetro com o referido módulo da
escala da planta, pergunta-se que valor, em centímetros, deverá ter o
comprimento gráfico a ser desenhado com a utilização de uma régua comum?
9) Um loteamento de forma quadrada está desenhado numa escala de 1:5.000. Ao
medirmos sua área gráfica encontrou-se para a mesma 0,1024 m2. Pede-se:
a) A sua área real em hectares.
b) Supondo-se o terreno fosse plano, qual perímetro da cerca que o limita,
33 em metros.